15 regras de ouro da ética profissional

  • 16/ago/2017

15 regras de ouro da ética profissional

 

Quem almeja o crescimento pessoal e profissional precisa ter em mente que o estudo e a qualificação são importantes, mas não bastam para garantir o sucesso. Para se sobressair em seu ambiente de trabalho, é necessário entender que a ética profissional é fundamental para preservar sua reputação e seu bom conceito na empresa e na sociedade.

Mas você sabe mesmo o que é ética profissional? Quer conhecer exemplos de comportamentos éticos que farão toda a diferença em sua carreira? Continue lendo o post e conheça 15 regras de ouro que você precisa colocar em prática. Boa leitura!

Como definir ética profissional

A palavra “ética” tem origem no termo grego ethiké, que significa “a ciência relativa aos costumes”.

Uma rápida pesquisa no dicionário vai mostrar que a ética é o ramo da filosofia que estuda os assuntos morais e a conduta em sociedade. Dessa maneira, podemos entender que comportar-se de modo ético é adotar atitudes corretas, que respeitem a lei, os regulamentos e os direitos do outro.

Especificamente no ambiente de trabalho, a ética profissional é entendida como os valores e normas comportamentais a serem seguidos por todos dentro da empresa, visando relações saudáveis e respeitosas entre os colaboradores.

Entendido o conceito, falta saber como praticá-lo. Siga as regras de ouro que mencionamos abaixo. Sua carreira só terá a ganhar!

Como adotar um comportamento ético no trabalho

1. Aja com educação e respeito

Isso significa adotar uma atitude amigável, bem-educada e respeitosa com todos no ambiente de trabalho — desde os servidores mais humildes até os ocupantes de cargos de chefia. Não importa a posição hierárquica, todos merecem ser tratados com gentileza e respeito.

2. Respeite a confidencialidade

Nunca divulgue informações confidenciais sobre a organização. A não ser que você seja o porta-voz autorizado por seus empregadores a divulgar informações, não fale em nome da empresa.

Seja discreto e respeite o sigilo profissional. Assuntos que dizem respeito ao ambiente corporativo não devem vir a público sem autorização.

3. Seja confiável

Cumprir horários, entregar o trabalho no prazo, dar o seu melhor ao executar uma tarefa e manter a palavra dada são exemplos de atitudes que mostram aos superiores e aos colegas que podem confiar em você. Por isso, nunca prometa o que não poderá cumprir.

4. Tenha autocrítica

É importante ter a humildade de admitir que não domina determinado assunto ou que não reúne as qualificações para certas tarefas. É melhor admitir seus pontos fracos e pedir para aprender, em vez de inventar competências que ainda não tem e colocar todo o trabalho em risco.

5. Seja honesto

Honestidade e sinceridade são atitudes que ganham a confiança dos que convivem com você. Nesse caso, não trapaceie, não finja ser o que não é, não tente levar vantagens indevidas e não manipule pessoas ou situações para se beneficiar, por exemplo. A desonestidade é o caminho mais curto para arruinar sua reputação.

6. Reconheça o mérito do outro

Não tente levar créditos por ideias ou projetos que não são de sua autoria. Plagiar trabalhos alheios e tentar levar mérito pelo que não fez é um dos comportamentos antiéticos que podem levar ao fracasso profissional. Por outro lado, reconhecer e elogiar o trabalho dos colegas é ser ético e contribui para um ambiente saudável.

7. Seja discreto

As confidências e assuntos particulares dos colegas não devem ser motivo de fofocas na empresa. Do mesmo modo, evite expor sua vida e assuntos íntimos no ambiente de trabalho. Saiba separar a vida pessoal da profissional. Confidências e conversas particulares só no happy-hour de sexta-feira, depois do horário de trabalho.

8. Evite reclamações e críticas

Não seja aquela pessoa que só reclama e critica sem nunca oferecer soluções. Observou falhas em algum processo? Viu situações que precisam ser aprimoradas? Em vez de só reclamar e criticar colegas e superiores, ofereça sugestões para melhorias. Assim, você vai se destacar pela colaboração e não pelas reclamações.

9. Assuma seus erros

Ninguém é perfeito, então você também está sujeito a falhas. O mérito, aqui, está em reconhecer e assumir seus erros, sem fugir de responsabilidades e nem tentar colocar a culpa no outro. Admitir os próprios erros é mais um exemplo de ética profissional.

10. Ofereça feedback

Seja na posição de chefia, seja entre colegas, fazer críticas construtivas sobre a atuação do outro é uma maneira de aperfeiçoar processos e promover uma convivência baseada na confiança. Faça isso de modo educado e discreto. Lembre-se: elogie em público, mas corrija em particular.

11. Mantenha a boa comunicação com a equipe

Em caso de conflitos ou mal-entendidos com algum colega, fale com ele em particular e esclareça o assunto. Cortar relações ou deixar de conversar com alguém só servirá para deixar o ambiente tenso e criar polaridade entre colegas. Sendo assim, contribua para manter as relações cordiais e a boa comunicação dentro da empresa.

12. Obedeça os regulamentos

As empresas adotam políticas próprias e estabelecem normas de conduta e de ética profissional que devem ser seguidas por seus colaboradores. Sua obrigação, como funcionário, é obedecer ao regulamento e sempre adotar uma postura adequada aos preceitos morais e éticos no ambiente de trabalho.

13. Respeite a hierarquia

Assim como os regulamentos, a hierarquia da empresa deve ser respeitada. Tentar desqualificar ou “passar por cima” de seu superior para obter vantagens pessoais é um comportamento antiético, por exemplo. Atitudes de desrespeito à hierarquia contaminam o ambiente de trabalho e trazem reflexos negativos para sua carreira.

14. Invista em seu desenvolvimento pessoal

Investir em si mesmo para crescer pessoal e profissionalmente e, assim, oferecer o melhor para a empresa também é um comportamento ético muito valorizado por empregadores.

Estudar e se qualificar, tanto como ser humano quanto como profissional, fará a diferença em sua vida pessoal e contará pontos a seu favor no caso de um eventual corte de pessoal na empresa, por exemplo.

15. Conheça o código de conduta da empresa

Além dos preceitos éticos universais que todos devem seguir, é importante lembrar que o código de conduta de cada instituição pode ter variações que os colaboradores precisam conhecer e obedecer. Por isso, não deixe de ler o código e colocar em prática as atitudes que a sua empresa recomenda.

Para concluir, tenha em mente que demonstrar profissionalismo e agir conforme as recomendações da ética poderá significar a diferença entre o sucesso e o fracasso. Por essa razão, se você busca êxito e segurança no seu emprego, não ignore as regras de ouro que mencionamos.

Gostou do nosso post? Temos mais informações úteis para sua carreira: baixe nosso e-book e conheça o perfil profissional mais procurado pelas empresas!