7 dicas para ser um empreendedor universitário de sucesso

  • 09/maio/2017

7 dicas para ser um empreendedor universitário de sucesso

Você sabia que grande parte dos universitários deseja abrir seu próprio negócio? Muitos não esperam o fim da graduação para realizar esse sonho, apostando todas as fichas enquanto ainda cursam a faculdade.

Afinal, por que não arriscar e se tornar um empreendedor universitário? Ao contrário do que parece, iniciar uma empresa e dar continuidade aos estudos são duas realidades que podem, muito bem, coexistir.

Você se identifica com o perfil de empreendedor universitário — tão em alta nos dias de hoje — e deseja começar a traçar seu próprio caminho antes mesmo da formatura? Saiba que essa é uma ótima oportunidade de alcançar o sucesso e ganhar um retorno financeiro.

No entanto, é preciso se esforçar e ter bastante foco e determinação para que esse projeto dê bons frutos. Não sabe por onde começar? Vamos lhe ajudar! Confira, a seguir, 7 dicas incríveis para se dar bem com o empreendedorismo universitário!

1. Planeje bem a sua empresa

Planejamento é a palavra-chave, não importa qual seja o nicho do seu futuro negócio. Em primeiro lugar, é importante refletir acerca das suas habilidades e do seu conhecimento de mercado. Dessa forma, fica mais fácil traçar objetivos realistas.

Depois, você deve pensar se o seu projeto é mesmo uma boa ideia, se existe demanda para ele, quais são os prós e contras e como ele se diferencia da concorrência. Realizar essa primeira análise é necessário para evitar futuras frustrações.

Não se esqueça, também, de avaliar o quanto você pode investir, qual o fluxo de trabalho máximo — já que será preciso conciliar a empresa com os estudos —, como desenvolver o negócio, quando apostar em estratégias de marketing e vendas, entre outros aspectos.

2. Administre o tempo

A gestão do seu tempo é um ponto crucial. Para estudar e empreender, você deve saber exatamente quanto tempo pode destinar a cada uma dessas atividades.

Se suas aulas são em período integral, por exemplo, quanto do seu dia você terá disponível para se dedicar ao novo negócio? É preciso pensar nisso antes de escolher um nicho de mercado. Opte por aquilo que for mais adequado à sua rotina, evitando arriscar tanto o seu diploma quanto o futuro sucesso empresarial.

3. Crie uma rede de relacionamentos com colegas de curso

Não é segredo nenhum que o networking é imprescindível para qualquer pessoa que deseja ser bem-sucedida nos negócios. E sejamos sinceros: na universidade, há um leque extenso de contatos que podem valer ouro para você.

Durante a graduação, é possível conhecer pessoas que possuam objetivos similares aos seus. Quem sabe alguém da sua turma também tem o plano de abrir um negócio e está disposto a formar uma sociedade? Não seria bom contar com esse tipo de apoio no início da sua carreira como empreendedor?

Além disso, você pode encontrar algum aluno que já possua um empreendimento próprio para conversar e trocar experiências, pedir conselhos, tirar dúvidas ou até realizar algum projeto em conjunto.

Sem contar que os demais estudantes da sua faculdade podem se tornar seu público-alvo. Então, que tal compartilhar suas ideias com eles a partir de pesquisas, por exemplo, para saber se o seu projeto seria bem recebido?

4. Mantenha contato com os professores

Não seria ótimo tornar-se mais próximo de um docente que pudesse lhe auxiliar sobre os melhores caminhos a se seguir e, ainda, lhe apresentar a outras pessoas influentes?

Manter um bom relacionamento com os professores é um ponto fundamental. Isso porque eles têm anos de experiência profissional a ser compartilhada e, provavelmente, um círculo social que inclui outros empreendedores, o que pode ampliar o seu networking.

5. Dedique-se tanto ao seu negócio quanto aos estudos

Iniciar sua trajetória como empreendedor, bem como formar-se na faculdade, são suas aspirações no momento, certo? Então, a dedicação deve ser o carro-chefe para ambas as conquistas.

Não vamos mentir: ser um empreendedor universitário não é tarefa fácil — você terá que trabalhar duro se quiser obter resultados positivos. Pode ser preciso passar por noites mal dormidas ou deixar de lado algumas festas nos finais de semana.

Definitivamente, será necessário evitar ao máximo a procrastinação. Mas não desanime! No fim, você vai ver como tudo valeu a pena!

E não se esqueça de que isso é relevante também para os estudos. Sendo assim, procure prestar atenção nas aulas, para conseguir assimilar os conteúdos sem precisar estudar o dobro depois, e não atrase a entrega de atividades — quanto antes você fizer os trabalhos, melhor.

6. Participe de uma empresa júnior

Buscar auxílio dentro da própria faculdade é uma atitude inteligente a ser tomada. Afinal, várias instituições oferecem projetos e incentivos ao empreendedorismo, como uma empresa júnior. Nela, você verá de perto como é planejar um negócio, etapa por etapa.

Ainda, esse tipo de associação lhe proporcionará maior suporte gerencial, a partir da prestação de serviços à comunidade, consultorias com docentes especializados e contatos com empresas similares de outras faculdades.

7. Busque experiências fora da faculdade

Ir além do que a instituição de ensino oferece é outro ponto relevante a ser considerado. Isso porque experiências externas podem aprimorar suas habilidades e contribuir para a sua vivência como empreendedor universitário.

Você pode, por exemplo, fazer parte de organizações estudantis para adquirir mais conhecimento (e aproveitar para fazer networking). Há, ainda, grupos de leitura, cursos livres e qualificações.

Ou então, caso seja possível, existe a opção de fazer um intercâmbio e trabalhar para alguma empresa renomada fora do país. Assim, você terá muita bagagem quando for iniciar o seu próprio empreendimento e, sem dúvidas, um melhor preparo para conseguir lidar com o mundo dos negócios.

Se você realmente tem o propósito de empreender durante a vida acadêmica, deve dar o melhor de si até chegar ao fim do curso. Essa será uma experiência engrandecedora e agregará grande valor ao seu currículo. E, mesmo que não existam fórmulas prontas para o sucesso, esperamos que as nossas dicas possam lhe guiar nessa jornada!

Este post foi útil para você? Restou alguma dúvida sobre o assunto ou deseja nos contar sua experiência como empreendedor universitário? Deixe um comentário!