9 dicas para fazer o melhor currículo para sua carreira

  • 20/set/2017

9 dicas para fazer o melhor currículo para sua carreira

O currículo profissional é a sua primeira apresentação para a empresa recrutadora, por isso é importante ter toda atenção e evitar cometer erros no envio do documento.

Os responsáveis pela contração de funcionários lidam diariamente com diversas candidaturas, por isso uma boa apresentação é essencial para se destacar.

Para te ajudar, preparamos este post com 10 dicas para você fazer o melhor currículo para a sua carreira!

1. Seja sucinto nos dados pessoais

O primeiro passo na hora de montar um currículo é preenchê-lo com os seus dados pessoais. Isso é essencial para a identificação. Essa deve ser a primeira informação do documento, mas tome cuidado para não colocar dados em excesso. Indique os seguintes itens:

  • nome completo;
  • telefones de contato;
  • e-mail;
  • cidade onde mora;
  • idade ou data de nascimento.

Dados como RG, CPF, nº da CTPS ou título de eleitor são desnecessários, bem como o nome dos seus pais, por exemplo. Esteja atento à empresa e vaga que você procura para entender as informações que são relevantes. Caso ela não solicite nenhuma especificamente além das já indicadas, opte por manter só os dados básicos.

Também é possível incluir o endereço de perfil em redes profissionais (como o LinkedIn), se tiver, mas evite incluir perfis pessoais: limite-se ao que possa ter relevância profissional. Também é preciso ter atenção ao endereço de e-mail, evitando utilizar apelidos que podem passar uma impressão negativa para a empresa. Se for o caso, você pode criar um e-mail para fins estritamente profissionais.

2. Indique seu objetivo profissional

Especifique de forma clara e direta o seu objetivo profissional e o cargo pretendido. É importante indicar apenas um objetivo. Caso queira se candidatar a mais de uma área, o ideal é ter mais de um currículo, com objetivos distintos.

Se você está se candidatando para uma vaga específica de uma empresa que está com processo seletivo em aberto, indique-a no objetivo profissional.

Caso não esteja buscando uma vaga específica, nesse caso é possível indicar a área de atuação, para que o seu currículo seja analisado de forma mais abrangente.

3. Especifique sua formação

Descreva a sua formação com o nível de escolaridade. Se tiver formação em nível superior, indique o seu curso de graduação e pós-graduação, quando for o caso, do mais recente para o mais antigo.

As informações que devem aparecer sobre cada formação são as seguintes:

  • nome da instituição;
  • nome do curso;
  • titulação;
  • data de início e de conclusão, indicando os que estiverem em andamento, com data prevista de término.

Caso tenha diversas formações, certifique-se de apresentar as que são realmente relevantes para a empresa e cargo pretendidos.

4. Descreva sua experiência profissional

Outro item importante é a sua experiência profissional. Este item pode ser desenvolvido de duas formas.

Na primeira você apresenta um breve resumo, de no máximo 10 linhas, de sua carreira profissional. Após este item, você apresenta o seu histórico, indicando as empresas que já trabalhou e especificações sobre o cargo.

A outra forma é apresentar apenas o histórico. Os dados necessários para apresentação deste item são:

  • nome da empresa;
  • breve descrição da empresa;
  • período trabalhado;
  • cargo ou função exercidos;
  • atividades desenvolvidas.

Ao descrever as atividades desenvolvidas, tenha atenção. É importante apresentar os detalhes corretamente, mas sem excessos, para informar ao avaliador o seu potencial e capacidades, o que pode ser um diferencial na hora da contratação.

Ainda, caso tenha muitas experiências anteriores ou algumas não relacionadas à área que você está buscando vaga, não inclua. Coloque apenas as experiências mais relevantes e recentes.

5. Apresente suas qualificações

No último item, apresente as suas principais qualificações, de forma direta e objetiva, mas evite fazer uma lista extensa: selecione as que tem a ver com a empresa e cargo pretendidos.

Se tiver outros cursos e experiências que possam ser relevantes para o cargo, inclua-os neste item. Você também pode identificar seu nível de experiência com informática e outras línguas, se relevantes, de forma breve. Por exemplo:

  • Inglês: intermediário;
  • Espanhol: fluente.

Outra dica em relação às qualificações e demais informações do currículo é não mentir. Esse é um erro comum, contudo informações falsas no currículo costumam ser facilmente identificadas pelo recrutador na entrevista de emprego, tendo em vista que ele é treinado para analisar o comportamento dos candidatos.

6. Verifique a necessidade de colocar foto

Apesar de ser uma prática comum, não coloque fotos no currículo, exceto se for expressamente exigido pela empresa. Nesse caso, tenha atenção ao escolher a foto: procure uma em que você pareça natural e profissional.

O ideal é fazer fotos 3×4 para essa finalidade. É importante destacar que fotos pessoais, como as tiradas em viagens, festas ou outras ocasiões informais não devem ser enviadas com o currículo.

7. Seja sucinto e esteja atento à formatação

O ideal é ser direto. O currículo deve ter no máximo 2 páginas, abordando informações que sejam relevantes para o cargo pretendido. Divida-o em seções conforme o tipo de informação e seja sucinto em todas as informações. Isso facilitará a análise do recrutador.

Exceto nos casos em que a sua ocupação exija um currículo diferenciado, como os portfólios, utilize o formato padrão (papel A4). Na hora de formatar, seja sóbrio. Não enfeite o currículo com bordas, cores variadas ou outros elementários gráficos. Escolha uma fonte simples, sem letras cursivas ou muito enfeitadas, pois elas podem dificultar a leitura.

8. Revise o currículo

Um procedimento essencial na elaboração do currículo é a revisão! O currículo será seu primeiro contato com a empresa, por isso ele deve ser revisado com atenção. Enviar um currículo com erros de português passa uma má impressão ao avaliador e pode comprometer as suas chances para o cargo.

Também é importante verificar se o currículo está atualizado e se todas as informações relacionadas são interessantes para o seu objetivo com a empresa.

Caso tenha dúvidas, peça para outra pessoa ler ou contrate um revisor para garantir um currículo sem erros.

9. Saiba as melhores práticas de envio

Não basta ter o melhor currículo: é preciso saber como enviá-lo para a empresa. Quando se deparar com uma vaga de seu interesse, fique atento às indicações sobre a entrega do currículo. Algumas empresas solicitam a entrega pessoalmente, outras aceitam por e-mail.

Ainda, se for por e-mail, esteja atento sobre a forma de envio, tendo em vista que alguns recrutadores solicitam que o currículo seja enviado no corpo do e-mail, sem anexos, enquanto outros preferem que o documento seja anexado.

Tendo em vista que esse é o seu primeiro contato com a empresa, observar corretamente as solicitações e requisitos é essencial para demonstrar profissionalismo e atenção.

Seguindo estas dicas, você criará um ótimo currículo, evitando os erros mais comuns. Agora que você já sabe como fazer o melhor currículo para a sua carreira, compartilhe nas suas redes sociais e informe os seus amigos!