Como descobrir minha vocação depois de ter começado a trabalhar?

  • 18/ago/2017

Como descobrir minha vocação depois de ter começado a trabalhar?

“Escolha um trabalho que você ama e você nunca terá que trabalhar um dia sequer na vida”, já dizia o filósofo Confúcio. Não há dúvidas de que essa é uma verdade universal. Entretanto, nem todos têm a sorte de encontrar logo de cara a profissão ideal.

Na verdade, não são raros os casos em que os profissionais enfrentam uma longa jornada no mercado de trabalho até encontrar uma área com que se identifiquem.

Por isso, tenha em mente que nunca é tarde para descobrir seu real interesse. Isto é: aquela carreira que faz você ver o mundo de uma outra forma e viver com um brilho intenso nos olhos.

Interessou-se pelo assunto e quer saber, então, a resposta para o questionamento: “como descobrir minha vocação profissional“? Confira o post abaixo e esclareça de uma vez por todas essa dúvida!

Aposte no autoconhecimento

Como o próprio nome sugere, o autoconhecimento nada mais é do que a capacidade do indivíduo de se entender melhor e conhecer o que tira o seu fôlego. Ele, nesse aspecto, sabe quais são as suas paixões e anseios, assim como também tem plena noção do que o desagrada e não desperta o seu interesse — tanto na esfera pessoal como profissional.

Em outras palavras, a pessoa encontra no seu próprio interior todas as respostas que precisa para ter uma vida plena e equilibrada. Contudo, nem todos conseguem evoluir a tal ponto, tendo inclusive dificuldade em explorar melhor os seus sentimentos, o que é prejudicial na busca da sua vocação.

O primeiro passo, nesse aspecto, é saber identificar as suas qualidades e defeitos, além de se aceitar como é — afinal, cada pessoa é única e insubstituível. Acredite: ao conseguir se autoconhecer, você vai encarar a vida com outros olhos e terá mais facilidade de encontrar sua vocação.

Procure um orientador vocacional

Sabia que existem especialistas capazes de ajudá-lo a escolher uma carreira? O orientador vocacional, inicialmente, realiza alguns testes para compreender as particularidades da pessoa. Mas não é só isso. Ele também leva em consideração a avaliação psicológica feita por meio de um acompanhamento profissional — fator que torna o resultado ainda mais seguro.

A partir de então, ele apresenta diversas profissões que são compatíveis com o seu perfil. Vale destacar que o orientador vocacional oferece um direcionamento, mas somente você pode bater o martelo e decidir qual a área mais adequada. Ou seja: por mais que tal profissional o ajude, a decisão final é sua e de mais ninguém.  

Ainda nesse sentido, existem diversos testes vocacionais na internet, que — mesmo que não sejam totalmente precisos — já fornecem uma luz para o usuário. Contudo, tenha cuidado nesse momento e procure por testes que são bem-embasados e de confiança.

Converse com outras pessoas

Ter um diálogo aberto e franco com os profissionais que atuam na área pretendida é uma forma eficiente de ampliar os seus horizontes sobre determinado curso. Afinal, eles vivenciam a rotina e sabem bem os benefícios e também os desafios daquela carreira.

Nesse contexto, ninguém melhor do que eles para falar sobre as particularidades daquele universo. Então, aproveite a experiência dessas pessoas e não tenha receio em fazer as perguntas que julgar necessárias.

Lembre-se de que, assim, você esclarecerá algumas das dúvidas que tiram o seu sono, tendo um conhecimento mais aprofundado do ramo desejado. Pode apostar: essa atitude ajudará a descobrir quais as áreas são mais atraentes, deixando-o satisfeito com a profissão escolhida.

Vá a feiras de profissões

Já ouviu falar sobre as feiras de profissões, não é mesmo? Então, saiba que nelas você conseguirá entender melhor sobre cada área, ficando um pouco mais perto de descobrir qual a sua verdadeira paixão.

Nessas feiras, os participantes têm acesso a inúmeras palestras, que abordam com detalhes as principais carreiras. Ainda tem mais: nelas, você perceberá que existem várias profissões que não são tão divulgadas, mas que são bastante interessantes.

É importante frisar que diversas universidades de destaque promovem anualmente esse encontro. Por isso, verifique a agenda da sua cidade e se programe para participar desse evento que costuma ser esclarecedor no momento de definir a profissão.

Pesquise sobre o curso pretendido

A curiosidade, aqui, é muito bem-vinda. Procure encontrar informações sobre a profissão pretendida na internet. Acredite: com um clique você ficará a par das novidades do mercado, compreendendo as diversas possibilidades que cada área proporciona.

Além do mais, analise a grade curricular do curso. Normalmente, as instituições oferecem um resumo preciso do que será abordado nas disciplinas. Com isso, você terá uma prévia das matérias, certificando-se de que elas são compatíveis com os seus gostos.

Lembre-se ainda de que, para realizar uma graduação, não é preciso largar o seu emprego atual — ainda mais quando se tem a opção da educação a distância (EAD). Cada vez mais procurada, essa modalidade atende principalmente os profissionais que querem se recolocar no mercado de trabalho, mas não possuem muito tempo disponível.

Nesse aspecto, tenha em mente que o diploma obtido por meio da EAD tem o mesmo peso daquele conquistado pela modalidade presencial, sendo ambos reconhecidos pelo MEC.

Tenha paciência

Em alguns momentos, você já chegou a pensar que não tem vocação para nada, certo? Diante desse cenário, surge um desespero sem precedente, deixando-o agoniado e frustrado por não conseguir achar logo uma profissão que desperte o seu interesse.

Mas não se desanime. É só questão de tempo até você conseguir se encontrar profissionalmente. Tente pensar no futuro e responda: o que você se imagina fazendo? Quais são as suas principais habilidades e competências? O que desperta sua atenção? Ao levar em consideração as respostas para essas questões, você terá mais facilidade em descobrir uma carreira que atenda seus anseios e perspectivas.

Fato é que não existe uma fórmula mágica que solucione o questionamento: “como descobrir minha vocação”? Porém, tratando o assunto com seriedade e dedicando atenção ao tema, você terá mais sucesso nessa missão. Além do mais, não se esqueça de que é fundamental elaborar um planejamento de carreira, que oriente as suas ações a curto, médio e longo prazo.

Achou este post interessante e acredita que ele será útil para muitos amigos? Que tal, então, compartilhá-lo nas redes sociais? Assim, eles terão acesso a essas informações valiosas!