Conheça as vantagens de fazer uma segunda graduação

  • 23/maio/2017

Conheça as vantagens de fazer uma segunda graduação

Qualificar-se profissionalmente nunca é demais, principalmente em um mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo. No entanto, nem sempre temos certeza sobre qual o melhor tipo de capacitação a ser feita, tendo em vista todas as diferentes alternativas acadêmicas disponíveis. Uma possibilidade bastante vantajosa de expandir o horizonte profissional é por meio da realização de uma segunda graduação.

Fazer um segundo curso superior pode ser o grande diferencial do profissional. Isso porque as habilidades desenvolvidas e os conhecimentos abordados durante essa nova formação contribuem significativamente para a ampliação de suas capacidades e consequente adaptação às variadas demandas do mercado.

Neste post, vamos mostrar 7 vantagens de continuar investindo nos estudos por meio da realização de uma segunda graduação. Confira!

Expansão do conhecimento

O benefício mais geral de se fazer uma segunda graduação é a aquisição de conhecimento. E esse ganho pode ser tanto pessoal quanto profissional. Pessoal porque conhecer parece ser um desejo natural do ser humano chamado de “ser cognoscente”, isto é, ser que conhece, como propõem muitos filósofos e cientistas. Profissional porque a realização de um curso superior, mesmo que a pessoa já seja graduada, tem como objetivo a capacitação para o trabalho.

Além disso, tem a questão da aplicação do conhecimento adquirido. Seja no contexto profissional ou mesmo na vida cotidiana, é possível aplicar o que se aprendeu em diferentes situações. Por exemplo, alguém formado em administração e que inicia uma segunda graduação em ciências contábeis pode usar as habilidades contábeis aprendidas em sua contabilidade pessoal, assim como aplicá-las nas suas atividades profissionais.

Destaque entre os colegas de trabalho

Fazer uma segunda graduação pode ser a peça que estava faltando para que o profissional seja capaz de se destacar entre os seus colegas de trabalho. Considerando que essa nova formação possibilita a aquisição de conhecimentos e habilidades, o profissional pode usar esses atributos conquistados para aprimorar o seu desempenho nas tarefas de trabalho e consequentemente ganhar maior visibilidade na empresa.

Isso não significa que o profissional terá que forçar a barra ou empenhar-se demais para conseguir esse destaque, que, pelo contrário, vem naturalmente com o aprimoramento da atuação. Por exemplo, um profissional formado em marketing e que passa a cursar língua portuguesa tende a melhorar a sua performance na criatividade com a linguagem das estratégias de promoção da marca, diferenciando-se de seus colegas de trabalho.

Ampliação do leque de atuação

Essa é a vantagem mais prática de se cursar uma segunda graduação. Seja em uma área correlata a do primeiro curso superior ou totalmente diferente, essa nova qualificação expande as possibilidades de atuação do profissional. Em tempos de crise econômica e financeira, ou mesmo se a pessoa estiver insatisfeita com a vida profissional que leva, graduar-se novamente pode ser a alternativa mais viável para a recolocação profissional.

Atendimento às demandas de mercado

Por acompanhar as transformações tecnológicas e econômicas pelas quais passam a sociedade, o mercado é dinâmico e muda com muita frequência, demandando diferentes habilidades e conhecimentos do profissional. Uma segunda graduação dá a oportunidade à pessoa de se atualizar, dominando novas ferramentas técnicas e recursos tecnológicos, o que possibilita o atendimento às exigências mercadológicas.

Atender às demandas do mercado é importante tanto para quem pretende continuar na mesma profissão quanto para quem deseja mudar de área. No primeiro caso, muitas vezes, vale a pena fazer um curso que complemente o anterior. Assim, alguém graduado em administração pode cursar logística, de modo que um campo do conhecimento pode complementar o outro. No segundo caso, a pessoa pode buscar por um curso no qual haja poucos profissionais formados e muita necessidade mercadológica.

Atuação interdisciplinar

A formação em duas áreas diferentes permite a atuação interdisciplinar do profissional, que é capaz de operar com conhecimentos, habilidades e técnicas diversas no desenvolvimento de suas atividades de trabalho. Essa vantagem trazida pela realização de uma segunda graduação tende a impactar positivamente a qualidade das funções desempenhadas pelo profissional, sendo um diferencial em sua prática.

Um exemplo da vantagem da atuação interdisciplinar pode ser observado no caso de um graduado em história portanto, dotado de conhecimentos nessa área e em seu ensino específico que resolve cursar pedagogia. A partir das habilidades adquiridas nas duas áreas, o professor pode tanto aplicar as técnicas pedagógicas às aulas de história, quanto ensinar nas séries iniciais da educação básica levando em conta as especificidades históricas do que será aprendido pelos alunos.

Aumento da competitividade do currículo

O recrutador que se depara com um currículo em que há dois cursos superiores geralmente o vê com bons olhos, supondo que o profissional a que o documento se refere é alguém preocupado com a sua formação. Além disso, a dupla graduação oferece maiores possibilidades de inserção ou mesmo recolocação no mercado de trabalho, uma vez que o profissional tem, pelo menos, duas frentes de atuação.

Ganho de maturidade profissional

É com o passar do tempo, a partir das inúmeras experiências vivenciadas, que vamos ganhando maturidade pessoal e profissional. Essa é uma condição natural da vida do ser humano, que vai se tornando mais comprometido, responsável e seguro à medida que desenvolve e aprimora as suas competências cognitivas, sociais e emocionais diante das diferentes situações cotidianas.

Fazer um segundo curso superior contribui muito para o amadurecimento profissional da pessoa, por dois motivos, no mínimo. Em primeiro lugar, geralmente, quando cursamos a primeira graduação somos mais novos e nem sempre estamos preparados para lidar com as responsabilidades acadêmicas, que concorrem com as de lazer universitário. Depois, durante a realização da segunda faculdade, temos maior capacidade para fazer escolhas acadêmicas e verificar as situações mais relevantes.

Assim, ao fazermos o segundo curso superior, somos capazes de obter uma melhor formação e, consequentemente, conseguimos aplicá-la de maneira mais eficiente em nossas atividades de trabalho. Essas características refletem a aquisição da maturidade profissional gerada pela capacitação acadêmica em um momento mais oportuno.

A obtenção de todas essas vantagens ainda pode ser facilitada. É possível optar pela realização da segunda graduação em um curso oferecido na modalidade a distância. Com reconhecimento e validade idênticos ao da educação presencial, cursos ofertados a distância contam com o diferencial da flexibilidade de horário e local, o que é perfeito para quem dispõe de pouco tempo e não pode ter a sua rotina de trabalho prejudicada.

O post foi útil para você? Então, siga a gente nas redes sociais!