Por que levar a vida de estudante a sério?

  • 11/ago/2017

Por que levar a vida de estudante a sério?

Sabia que em 11 de agosto é comemorado o Dia do Estudante no Brasil? A chegada dessa data é uma ótima oportunidade para falar sobre a vida de estudante e sobre como essas pessoas podem construir uma sociedade cada vez melhor.

Nesse contexto, estudar é importante para garantir um futuro com boas oportunidades de trabalho, salários atrativos e uma vida digna. Entretanto, os benefícios podem ser bem maiores do que você imagina.    

Atualmente, os alunos devem exercer um papel que vai muito além dos muros de uma escola e de obter uma boa nota nas provas do dia a dia. Eles também são responsáveis por disseminar o conhecimento, por propor mudanças e por fazer a diferença.

Nesse sentido, ser estudante tem se tornado uma verdadeira profissão, em que todos devem ser comprometidos, dedicados e desenvolver habilidades para levar esperança e ajudar na construção de um mundo melhor.

Ficou interessado no assunto e quer saber mais motivos para levar a vida de estudante a sério? Então prepare-se para conferir este post e se inspirar ainda mais em seus estudos. Vamos lá?!

Por que ser estudante é uma profissão?

No mundo atual, muita gente ainda não entende o ato de estudar como uma profissão. Pelo contrário, grande parte das pessoas ainda acha que um estudante precisa desempenhar outras atividades ao mesmo tempo, como fazer um estágio ou ter um emprego fixo.  

Mas é preciso deixar claro que estudar vai muito além de ir para a escola ou de cursar uma faculdade, pois os alunos têm o dever de atuar como transformadores sociais, levando os conhecimentos adquiridos para o restante do mundo.

Além disso, quem pensa que vida de estudante é moleza está muito enganado. Existem trabalhos de pesquisa, desenvolvimento de artigos científicos, criação de atividades junto à comunidade, além da busca e apresentação de soluções para problemas reais, entre várias outras tarefas desempenhadas durante a formação acadêmica.

Outro fator que comprova o “vínculo empregatício” dos alunos é o fato de que eles vivem tomando decisões difíceis, seja na hora de escolher o curso adequado, seja no momento de selecionar uma especialização.

E, assim como os funcionários de muitas empresas, os estudantes passam horas em intensa dedicação, têm metas a serem atingidas, elaboram planos para chegar aos resultados esperados e enfrentam inúmeras adversidades no meio do caminho.

Entretanto, o mais interessante dessa admirada profissão é que ela é a única que certamente vai existir para sempre, além de ser o ponto de partida para qualquer outra atividade profissional.

Portanto, a vida de estudante deve ser valorizada e tratada de forma mais respeitosa, dando aos alunos o seu devido reconhecimento.

Qual a missão do estudante?

Muito mais do que obter uma boa nota no semestre ou avançar para as próximas disciplinas, as atitudes e posturas dos estudantes podem provocar mudanças significativas no futuro deles mesmos e de outras pessoas.

Sendo assim, é válido destacar algumas missões que os alunos precisam cumprir para fazer a diferença na sociedade. Confira a seguir algumas delas!  

Transformação social

A primeira missão de um estudante refere-se às transformações sociais, que começam neles mesmos e devem ser refletidas no restante da sociedade.

A partir do momento que um aluno entra em uma sala de aula, começa a sua mudança. Ele deixa de ser uma pessoa qualquer para se tornar um indivíduo dotado de mais oportunidades, de mais conhecimento, de mais senso crítico e, consequentemente, de mais poder, diferenciando-se da maioria das pessoas.

Ao mesmo tempo, ele passa a ter maior influência sobre a sociedade. Por isso, ele tem a responsabilidade de repassar os seus aprendizados, contribuindo para a formação e conscientização social, expandindo a cultura e mostrando como o estudo pode ser um caminho de ascensão pessoal e profissional.  

Mudança de pensamento

Outra missão inerente aos estudantes é a de se permitir e de contribuir para a mudança de pensamento, seja na quebra de paradigmas, seja na conscientização sobre um determinado tema.

Nesse sentido, um exemplo bastante claro e simples de entender é a relação atual das pessoas com o meio ambiente. Há alguns anos, pouco se falava e pouco se fazia para preservar os nossos recursos naturais. Porém, nos dias de hoje, é necessário ter uma mudança de pensamento por parte dos estudantes. E eles precisam disseminar essa mensagem e esse aprendizado tanto para as gerações anteriores quanto para as novas, mostrando o quanto a preservação da natureza é essencial para garantir o futuro.    

Respostas às exigências do seu tempo

Uma das mais importantes tarefas de quem estuda é saber se adaptar às exigências e às novidades da sua época.

Atualmente, por exemplo, é imprescindível que os alunos saibam lidar com a rápida transformação tecnológica, com as novas formas de se comunicar e com as oportunidades — e riscos — oferecidos pela internet.

Esse perfil mais flexível é necessário não somente para se inserir melhor na sociedade moderna, mas também para ter maior influência e oportunidade de se impor, de fazer a diferença e de propor novos caminhos para as outras pessoas.

Olhar diferente sobre si e sobre a sociedade

A vida de estudante também deve proporcionar uma reflexão sobre as atitudes pessoais e as da sociedade em geral. A partir da aquisição de conhecimento, de novas culturas e de uma formação sólida, é possível ser mais crítico consigo mesmo e com tudo o que acontece ao redor.

Esse olhar diferente é fundamental para fazer mudanças pessoais, contribuindo para a tomada de atitudes mais certeiras. Além disso, também é possível analisar o mundo por novos ângulos, descobrindo coisas que antes pareciam imperceptíveis.

É possível ir além das notas?

Quando se trata de um estudante, uma das primeiras perguntas que as pessoas costumam fazer é se as notas estão boas. É claro que essas avaliações são importantes e funcionam como critério para obter a aprovação, mas a rotina acadêmica não precisa se restringir a um boletim.

Por isso, separamos alguns itens interessantes que vão além das notas e que podem fazer parte da vida do estudante. Confira e comece a aplicar em seu dia a dia!

É possível desenvolver projetos sociais

Os estudantes podem atuar como agentes de transformação social desde o momento em que entram na faculdade. De acordo com o curso escolhido, eles podem desenvolver inúmeros projetos sociais, que visam auxiliar a comunidade de alguma forma.

Alunos que estudam odontologia, por exemplo, podem criar mutirões para atendimento de famílias carentes, assim como futuros engenheiros podem trabalhar na elaboração de um espaço público de lazer.

Dessa maneira, os estudantes começam logo cedo a trabalhar em prol de uma sociedade melhor e mais justa.  

É possível fazer pesquisas científicas

Se por um lado é possível atuar diretamente com o público fora do ambiente acadêmico, por outro lado também é permitido explorar e ir mais a fundo nas pesquisas e assuntos tratados durante a graduação — essas são as famosas pesquisas científicas.

Nesse caso, os estudantes realizam uma pesquisa planejada, com base em um problema e em um método de abordagem, a fim de encontrar respostas e soluções, muitas vezes sobre assuntos bastante complexos.

Na maioria dos casos, os alunos são orientados por um professor qualificado, que os auxiliam em todo o processo. E os resultados podem ser publicados, divulgados e disponibilizados em eventos, seminários e até mesmo na própria faculdade, servindo como material de estudo e fonte de inspiração para outros estudantes.  

É possível levar conhecimento para outros ambientes

A vida de estudante traz consigo muitas responsabilidades. E uma delas diz respeito à disseminação do conhecimento adquirido: de nada adianta pegar um diploma se você não leva tudo o que aprendeu para o seu dia a dia e para as pessoas que estão a sua volta.

Por isso, o aluno tem a responsabilidade de repassar aquilo que aprende, não apenas em sua profissão, mas também nos diálogos com os amigos, nas conversas e reuniões de família — e por aí vai.

Assim, o estudante contribui para que a sociedade seja cada vez mais esclarecida, empoderada e ciente de tudo o que acontece. Dessa forma, percebe-se que o conhecimento só tem poder quando é compartilhado.  

Que habilidades o estudante precisa desenvolver?

No mundo moderno, para se destacar durante a sua formação ou no âmbito profissional, os estudantes precisam desenvolver inúmeras habilidades, que serão imprescindíveis para lidar melhor com os desafios que encontrarão no meio do caminho.

Então, conheça agora algumas dessas características e comece a desenvolvê-las!

Trabalho em equipe

Hoje em dia, mesmo com os inúmeros aparatos tecnológicos que facilitam a nossa rotina e as nossas atividades, ainda somos totalmente dependentes um do outro. Uma empresa, por exemplo, precisa que todos os seus departamentos trabalhem em conjunto para sobreviver.

Sendo assim, os estudantes precisam aprender a trabalhar em grupo desde os primeiros trabalhos acadêmicos. A relação com outras pessoas será importante para que haja troca de conhecimento e de pontos de vista distintos, contribuindo para se questionar e estar preparado para conviver com as diferenças.    

Pensamento crítico

Outra característica fundamental para os alunos modernos é ter pensamento crítico, não aceitar as coisas exatamente como elas são ou da maneira como a sociedade está acostumada.

Esse senso crítico é importante para quebrar paradigmas, preconceitos e proporcionar um ambiente mais justo e propício para todos.

Networking

A vida de estudante é uma boa oportunidade para fazer novos contatos, conhecer pessoas diferentes e construir relações importantes para o futuro, não somente no sentido profissional, mas também pessoal.

Por isso, os alunos devem ter a capacidade e a ousadia de se relacionar bem com a maior quantidade de pessoas possível, desde que elas contribuam de alguma forma para o seu desenvolvimento intelectual.

É por meio de uma rede de relacionamentos interpessoais que muita gente consegue indicações, bons empregos e conquista ótimas oportunidades.

Agilidade e adaptabilidade

Segundo o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, vivemos “tempos líquidos“, em que nada dura para sempre, pois tudo se transforma em uma velocidade surpreendente.

Por essa razão e por vivermos em um mundo cada vez mais acelerado, os estudantes precisam ser ágeis para acompanhar as tendências e as rápidas mudanças. Além disso, é preciso ter flexibilidade para se adaptar a diferentes cenários e situações.

Proatividade e empreendedorismo

Em meio a todo esse contexto, os estudantes não podem esperar que o sucesso chegue até eles. É preciso correr atrás dos próprios sonhos, sendo proativo e mostrando que eles podem fazer a diferença.

Nesse sentido, o empreendedorismo tem se destacado bastante entre os jovens alunos, seja nas escolas, seja nas faculdades. Cada vez mais ouvimos falar sobre estudantes que começaram os seus próprios negócios e se tornaram empresários de sucesso.

E é justamente de pessoas assim — com vontade, com ideias inovadoras e criativas — de que o mundo precisa.  

Comunicação escrita e oral

Em um mundo em que a comunicação é facilitada pelos inúmeros canais de contato disponíveis, ainda assim temos muitos ruídos e dificuldade em nos expressar da maneira adequada.

É por isso que habilidades básicas, como a boa escrita e a fala, precisam ser levadas a sério durante a vida de estudante. Saber se expressar corretamente é importantíssimo para ser compreendido e ter relevância.   

Curiosidade e imaginação

Por último, mas não menos importante, os alunos precisam ser sempre curiosos e dispostos a conhecer coisas novas, a desbravar o mundo e fazer questionamentos.

Para isso, a imaginação pode ser um excelente motor. Sem ela, provavelmente hoje em dia o homem não conseguiria voar para lugares tão distantes.

Ser um bom estudante vai garantir o meu futuro profissional?

Muita gente garante que bons alunos se tornam ótimos profissionais. Então, se você se dedica em sua vida de estudante e se essa premissa for verdadeira, as chances de que você tenha sucesso futuramente serão bem maiores.  

Entre outros benefícios, veja agora algumas das vantagens que você terá ao ser um bom aluno durante a graduação!

Você concorrerá a boas oportunidades de trabalho

Se você foi ou é um bom aluno, quer dizer que você está melhor preparado para o mercado de trabalho. E as empresas valorizam e reconhecem as pessoas que são dedicadas, empenhadas e comprometidas.

Por isso, você certamente concorrerá e conquistará as melhores vagas e oportunidades disponíveis.  

Terá melhores salários

Como consequência do seu bom trabalho, você provavelmente será recompensado com ofertas salariais mais atrativas. Ou seja, ser um bom aluno vai te preparar também para ter estabilidade financeira.

E, claro, o dinheiro auxiliará na construção dos seus sonhos, como a compra de uma casa, o pagamento da faculdade, uma viagem fantástica, abrir o próprio negócio ou até mesmo a possibilidade de ajudar ao próximo.

Poderá visar a cargos de liderança

Além de ter boas oportunidades de trabalho e salários acima da média, um bom estudante também terá mais chances de assumir cargos de liderança. Isso acontece porque os alunos com melhor desempenho têm mais facilidade para trabalhar em grupo, organizar atividades e conduzir um plano de sucesso.

Dessa forma, podemos afirmar que um bom estudante, desde que mantenha a sua dedicação, empenho e vontade de aprender, pode ter um futuro profissional brilhante.

O que o ensino vai trazer para a vida pessoal?

Mas não é somente a vida profissional que o ensino impacta. Ele também traz inúmeros benefícios para o lado pessoal dos alunos, conforme você vai ler a seguir!   

Mais autoconhecimento

Quem faz um curso superior ou mantém uma rotina de estudos saudável ao longo da vida, consegue se conhecer melhor. Esse autoconhecimento é importante para fazer escolhas mais certeiras, saber os próprios limites e ter uma vida mais plena.

Ou seja, o ensino contribui para que cada um faça uma autoavaliação e repense sobre as suas próprias atitudes e caminhos que resolveu seguir.  

Mais estabilidade emocional e felicidade

Outra vantagem proporcionada pelo ensino está diretamente relacionada ao equilíbrio emocional e, consequentemente, à felicidade. Essa tranquilidade está associada ao possível sucesso profissional ou à facilidade ao lidar com situações difíceis.

Assim, pessoas com alguma formação e bem-instruídas têm maiores chances de ter uma vida mais feliz, mostrando que a vida de estudante tem as suas vantagens.  

Como estudar e trabalhar ao mesmo tempo?

Sem dúvidas, um dos principais desafios hoje em dia é conseguir conciliar os estudos com o trabalho, muitas vezes por conta da distância entre um e outro, do excesso de atividades e da consequente sobrecarga. Portanto, é necessário fazer um planejamento e entender exatamente até onde você consegue chegar.

Para te ajudar nessa dupla rotina, preparamos algumas dicas valiosas. Confira!

Faça um cronograma de estudos

Para qualquer pessoa é fundamental elaborar um cronograma de estudos. Mas quem também trabalha precisa atentar ainda mais a esse importante detalhe, pois o tempo é bem reduzido.

Uma boa dica é organizar tudo em uma planilha do Excel, para que você tenha uma visão geral das horas livres e dos momentos que você pode encaixar os seus estudos. Dessa maneira, o seu cronograma pode ser mensal ou, caso você queira mais flexibilidade, semanal.  

Tenha flexibilidade

Ser flexível será muito importante para os estudantes que têm dupla rotina justamente porque o emprego pode consumir mais tempo do que o imaginado, você pode ficar cansado, ter viagens e outros compromissos adicionais.

Por isso, você precisa saber se adequar às mudanças repentinas para não se enrolar ou ficar estressado demais. Caso não dê para estudar aquela matéria durante a semana, reserve algumas horas no sábado ou no domingo para compensar.  

Seja comprometido

Apesar da necessidade de ser flexível, isso não significa que você deve adiar os seus compromissos e afazeres. Um bom aluno precisa ser comprometido e seguir o seu planejamento.

Aproveite as horas vagas para estudar

Quem trabalha sabe que cada minuto é precioso. Portanto, se sobrar alguns minutos na hora do almoço, aproveite para adiantar os projetos acadêmicos ou reforçar o estudo para as provas.

Na instituição de ensino, faça o mesmo — quando tiver uma pausa maior entre uma aula e outra, não desperdice tempo e leia algumas páginas daquele livro que está atrasado.

Reserve um tempo para descansar

A última dica é extremamente relevante, pois o excesso de trabalho e estudo pode comprometer o seu desempenho. Descansar é fundamental para renovar as energias, aliviar a mente e manter-se saudável em meio à rotina corrida.

Mesmo que o tempo seja apertado, não deixe de ter um sono adequado, de fazer refeições saudáveis e de usufruir de momentos de lazer. Afinal de contas, ninguém é de ferro.

Existem novas modalidades de estudo?

Muita gente deixa de estudar por falta de tempo, por conta da distância ou da ausência de cursos superiores de qualidade onde moram. Em meio a esse contexto, uma nova modalidade de estudo tem ganhado cada vez mais relevância no mercado: a EAD — também conhecida como educação a distância.

Beneficiado pela expansão da internet por todo o país, esse método de ensino se apresenta como uma ótima solução para quem precisa de uma formação, mas tem tempo restrito e horários nem sempre regulares.

A validade dos cursos oferecidos é exatamente a mesma da modalidade presencial, e o diploma obtido também tem o mesmo reconhecimento no mercado de trabalho.

Portanto, hoje em dia não há mais desculpas para não ter uma vida de estudante.      

Como não parar de estudar nunca?

Se você chegou até aqui e ama a vida de estudante, então, veja agora as dicas que preparamos para que você continue sempre aprendendo coisas novas. Acompanhe!

Faça uma segunda faculdade

Se você acha que um estudante precisa se restringir a apenas uma graduação, você está muito enganado. É cada vez mais comum que as pessoas queiram ter mais de uma formação, seja para enriquecer o seu currículo ou simplesmente para mudar de área.

Então, faça uma segunda faculdade. O importante é sempre escolher uma instituição de ensino de qualidade.  

Invista na pós-graduação

Caso você tenha paixão pela área que atua e tem vontade de se especializar em alguma área ou assunto, a pós-graduação certamente será a melhor alternativa. Cada área do conhecimento tem uma infinidade de cursos de especialização.

Uma das maiores vantagens é que esses cursos também são oferecidos na modalidade EAD, facilitando ainda mais o acesso a eles.

Seja autodidata

Outra maneira de manter uma rotina de estudos por toda a vida é ser autodidata, ou seja, tomar atitude e se tornar o seu próprio professor. Para isso, você pode utilizar livros, bibliotecas, internet e materiais disponibilizados por instituições de ensino.

Não desanime

Por fim, você nunca pode deixar o desânimo ou a falta de vontade tomar conta de você. Traçar objetivos, ser resiliente, dedicado e comprometido será fundamental para que você mantenha sempre uma vida de estudante ativa e produtiva, mesmo depois de certa idade.  

Depois de ler tudo isso sobre a importância dos estudantes e a influência que eles podem exercer sobre a sociedade, aproveite o Dia do Estudante para refletir, repensar algumas questões e investir cada vez mais em sua formação e na aquisição de conhecimento.

Somente com muita educação será possível transformar o mundo, as pessoas e construir um lugar melhor para se viver. Além disso, os alunos de hoje serão os profissionais responsáveis pelo nosso futuro, que pode ser muito melhor se você se dedicar e se empenhar.

Gostou deste post especial que preparamos para você sobre a vida de estudante? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber conteúdos tão interessantes e enriquecedores quanto este. Você não vai se arrepender!