Qual é a importância do estágio para a formação profissional?

  • 28/nov/2017

Qual é a importância do estágio para a formação profissional?

Quem tem mais de 25 anos, filhos pequenos, responsabilidade de gerenciar uma casa e ainda faz faculdade, costuma resistir à ideia de fazer um estágio durante a graduação, sobretudo porque o tempo é escasso e, assim, não sobram momentos para a realização de atividades importantes, como estudar o que se aprende no curso de nível superior.

Entretanto, é preciso alertar que a importância do estágio para a formação profissional é indiscutível, pois lhe garante a chance de aplicar seus conhecimentos adquiridos na faculdade, entender como funciona uma empresa, além de ser a forma mais simples de ingressar em uma grande organização.

Estágio não é perda de tempo e vamos mostrar isso com 9 argumentos e as principais dicas que justificam a iniciativa! Confira cada um deles:

Quais são os benefícios do estágio para a formação profissional?

1. Formar networking

Networking é muito mais do que abrir uma conta no Facebook ou LinkedIn. Trata-se da construção de uma sólida rede de relacionamentos de longo prazo com base em empatia e que pode gerar bons frutos no futuro.

Porém, durante a faculdade, dedicar-se a essa tarefa pode ser complicado. Afinal, são muitos compromissos, tanto no curso quanto na vida pessoal. O estágio é a oportunidade mais adequada de construir uma base de contatos profissionais.

Quem faz estágio tem a chance de conhecer colegas de trabalho que, após alguns anos, podem estar espalhados por diversas outras empresas, multiplicando sua rede de contatos e a possibilidade de ser indicado para alguma vaga em aberto no futuro.

2. Conhecer como sua profissão é exercida na prática

Estudar Adam Smith e Gregory Mankiw não quer dizer que você sabe com perfeição todas as nuances da gestão de uma empresa. Conhecer a legislação de Direito de Família é fundamental, mas é preciso desenvolver outras habilidades para atuar em uma Vara de Família e Sucessões. Saber linguagens computacionais é a base para um analista de sistemas, mas, sem testar isso no cotidiano, você não será um profissional completo.

Perceba que uma coisa é entender os mecanismos teóricos, outra coisa é sua aplicação no dia a dia. Quem faz um estágio garante a chance de entrar em contato com a dinâmica de sua profissão, entendendo, de fato, o que vai fazer para o resto de sua vida laboral.

Essa fase de “testes” é o início do desenvolvimento de seu plano de carreira, na medida em que torna sua profissão mais “palpável”, ajudando você a decidir se é isso mesmo que quer seguir, e será um diferencial no seu currículo.

Processos seletivos de emprego valorizam muito o estágio, já que os estudantes que acumulam experiência costumam ser muito dedicados e profissionais desde cedo.

3. Aprender a trabalhar

Esse é um dos maiores fatores de importância do estágio. Aqui, não se trata mais de enxergar a profissão, mas o funcionamento do ambiente de trabalho como um todo. O cientista da computação holandês Jan Snepscheut dizia que

“Na teoria, não há diferença entre teoria e prática. Mas na prática, tem.”

A frase faz todo sentido aos estudantes que estão tendo a oportunidade de trabalhar na sua área em alguma grande empresa pela primeira vez. Evidentemente, as regras sociais, as exigências e as formalidades são muito diferentes de uma empresa familiar, por exemplo.

Em muitos casos, o estágio representa o primeiro contato do estudante com uma empresa de médio e grande porte. É preciso vivenciar isso por meio de um estágio antes de ser lançado ao mercado de trabalho de fato.

Ao participar de um estágio, você terá a real noção do que é a realidade da profissão que você deseja seguir. Todas as dificuldades, questionamentos, e também as vantagens — como os talentos que você desenvolverá —, já aparecem ali, durante o estágio.

Portanto, lembre-se: essa é a melhor forma de confirmar a sua vocação ou descobrir se a escolha não foi equivocada, a tempo de trocar de curso antes de se graduar.

4. Atuar em diversas áreas diferentes de uma empresa

Em muitas empresas modernas, a rotatividade de cargos é um dos instrumentos de motivação da equipe. Profissionais de uma área são convidados a atuar em outros departamentos temporariamente, com vistas a adquirir uma visão 360º da organização. Mais comum no caso de trainees, essa oportunidade de conhecer a empresas em múltiplas perspectivas também é oferecida a estagiários em muitas corporações.

Estágio ou programas de trainee são, aliás, as únicas modalidades de trabalho em que você terá a chance de aprofundar seus conhecimentos nos diversos âmbitos de uma mesma empresa!

Essa experiência fará de você um profissional muito mais versátil, que conhece a empresa no todo, não apenas dentro da sua tarefa. Essa oportunidade é muito valiosa, especialmente se você almeja, no futuro, conquistar algum cargo de gestão e administração.

Os melhores profissionais dessa área são aqueles que conseguem perceber as nuances da empresa, conhecem como a palma da mão todos os setores e são capazes de se colocar na pele de todos os colaboradores, dos setores mais básicos até o alto escalão.

5. Multiplicar referências e competências

Não é incomum ser perguntado sobre referências em uma entrevista de emprego. Se você não tiver ninguém que testemunhe sobre sua competência, seu caminho para a contratação certamente ficará mais complicado.

O estágio é uma excelente ocasião para cultivar essas referências, de chefes, gerentes e coordenadores que — a depender de sua performance — terão prazer em indicá-lo para outras empresas.

Além disso, ao atuar como estagiário você sai na frente dos demais colegas que só estudam em um ponto muito importante: as suas competências. Afinal, você terá uma experiência única e uma série de habilidades relacionadas às suas tarefas que, na maioria das vezes, não se aprende durante a universidade.

Muitas vezes, as aulas não dão conta de mostrar todas as particularidades da profissão para os estudantes. Por isso, a experiência no estágio é tão valorizado. Os profissionais que passaram por boas empresas, ainda quando estudantes, desenvolvem melhor certas competências que somente as graduações não conseguem desenvolver.

6. Ser efetivado

As incontáveis fases dos processos seletivos dos “gigantes do mercado” na contratação de profissionais com diploma de graduação, aliadas ao poder da “indicação” na decisão final dos gestores, tornam difícil ganhar uma chance de trabalhar em uma multinacional — para aqueles que não têm um networking “de peso”. Para esses, talvez a maior importância do estágio esteja no fato de ele ser o caminho mais curto para a efetivação em uma grande empresa.

No estágio, o estudante será treinado para se tornar um grande profissional, o que faz com que as exigências nesses processos seletivos sejam muito menores do que as fixadas aos profissionais com curso superior completo, supostamente prontos para os desafios do mundo dos negócios.

E o trajeto até a efetivação é mais natural. Há, inclusive, muitos casos de estagiários que se tornaram CEOs de suas empresas, tais como Ursula Burns, presidente da Xerox, Ivan Zurita, presidente da Nestlé e Aldemir Bendine, presidente do Banco do Brasil. Você pode ser o próximo!

Mas lembre-se sempre de que isso requer muito esforço, compenetração e talento. O estágio serve para atividades auxiliares e juniores, mas isso não significa que você não deva fazer de tudo para se destacar. Tomando o cuidado, claro, de não parecer arrogante ou invasivo.

7. Receber uma bolsa estágio que ajude nas despesas mensais

A bolsa estágio não é sinônimo de salário milionário, mas certamente o ajudará a custear seus livros na faculdade, pagar sua graduação, entre outras despesas. O valor das bolsas não é tão baixo se você pensar que os estágios têm carga horária de 4 ou 6 horas diárias. Além de sobrar tempo para estudar, você tem a possibilidade de “experimentar sua profissão” na prática e ainda ganha para isso!

O valor da bolsa estágio se torna ainda mais interessante para quem faz ensino a distância (EAD), uma vez que o montante do auxílio-transporte será usado apenas para deslocamento até a empresa e retorno à residência. A economia de custos de quem faz um curso superior nessa modalidade valoriza ainda mais essa experiência laboral!

Ah, vale lembrar que as empresas também contratam estagiários que estudam a distância, ok? Aliás, muitas organizações dão preferência a estudantes dessa modalidade, uma vez que eles têm maior flexibilidade de horários.

A autonomia, independência e auto-organização exigidas pelo ensino onine são também vistos como virtudes valiosas por muitos gestores, o que facilita a conquista de estágios com os melhores valores de bolsa.

E não custa lembrar dos seus direitos como estagiário. O estágio não configura vínculo empregatício, mas você tem direitos garantidos por lei, como férias a cada seis meses e jornadas máximas de seis horas (que equivalem a 30 semanais) para universitários, que não pode ser ultrapassada.

8. Cumprir os créditos complementares da universidade

Além das aulas, você vai ter que cumprir horas complementares para conseguir se formar no ensino superior. Mas não pense nisso como uma mera formalidade burocrática: é, na verdade, uma boa chance de diversificar os seus conhecimentos e experiências fora da sala de aula. 

Você vai conseguir muitas horas complementares participando de palestras, oficinas e cursos, fazendo monitoria ou pesquisa de iniciação científica. Mas o estágio, além de acumular muitas horas, já que é uma atividade contínua, vai proporcionar à sua formação uma gama de experiências muito maior.

9. Criar e aprimorar a sua identidade profissional

Qual a sua identidade profissional? Além das competências técnicas e intelectuais, existem outros fatores que o tornam o profissional que você é. Essa é a sua identidade no âmbito do trabalho, o conjunto de características, únicas e pessoais, que você demonstrará no exercício da profissão. E por que isso é importante?

Porque a identidade profissional deve estar alinhada com os objetivos do cargo. Por exemplo: se você trabalha com comunicação, precisa ser criativo, dinâmico e versátil. Já se você está em um cargo de gestão e administração, a proatividade, a liderança e a capacidade de organização serão muito importantes para o desempenho de suas funções. 

São aptidões pessoais que refletem na sua atuação. E elas podem ser trabalhadas, aperfeiçoadas e reforçadas. Como fazer isso? Levando em conta as características necessárias para a sua área de atuação — e o estágio é uma boa forma de moldar a sua personalidade e identidade.

Observar os colegas mais experientes vai ajudar você nessa tarefa. Com uma identidade profissional adequada ao seu cargo, você se destacará nas seleções futuras e conquistará mais chances profissionais.

Como conseguir o estágio ideal?

Mas afinal, como conquistar a vaga de estágio ideal para desenvolver suas competências, aumentar sua rede de contatos, construir seu currículo e conquistar melhores oportunidades?

Não há segredos aqui: muita pesquisa e contatos vão aproximar você da vaga dos seus sonhos. Confira agora algumas dicas para conseguir o melhor estágio possível!

1. Busque auxílio na sua universidade

O setor de relacionamentos e estágios de sua instituição de ensino é a porta de entrada. Todos os contratos serão mediados por lá, portanto, peça auxílio e indicações de agências de trabalho e contatos de empresas para verificar a que melhor se encaixa no seu caso.

2. Construa um currículo interessante

Você pode não ter muita experiência na área de escolha, mas as demais vivências, mesmo em outros âmbitos que não o universitário e profissional, podem ser valorizadas pelos empregadores de estágio. Trabalhou em outra área? Fez intercâmbios? Criou algum projeto pessoal? Fez voluntariado? Isso tudo contará pontos na hora de avaliar o seu currículo e escolher você para a seleção de estágio.

3. Tenha postura profissional

Não custa lembrar: não é porque você ainda não é formado que pode dispensar uma postura alinhada com a sua área de atuação. Avalie isso na hora de ir a entrevistas e participar do processo seletivo. Demonstrar profissionalismo mesmo sendo estagiário faz com que você seja mais valorizado na empresa.

4. Encare o estágio como se fosse efetivo

Uma vez contratado, lembre-se de que você deve se empenhar, tanto pela empresa quanto por você mesmo. Não é porque você ainda não tem um contrato efetivo que não deve agir como se fosse. Tenha atitude e proatividade, respeite todas as regras e se destaque na sua equipe!

Compreendeu a importância do estágio para a formação profissional? Então que tal curtir agora nossa página no Facebook e receber em sua timeline as melhores dicas sobre mercado de trabalho, cursos de graduação exigidos pelas empresas, educação a distância e muito mais?!