Sua vida pessoal e profissional estão em equilíbrio? Descubra!

  • 08/fev/2018

Sua vida pessoal e profissional estão em equilíbrio? Descubra!

Qual é o tempo que você se dedica para a vida profissional? Você encontra um período para visitar amigos ou sua vida pessoal ficou de lado? Por mais difícil que possa parecer, é importante saber separar as duas situações se você quiser progredir na carreira.

A maneira como você responde aos problemas do dia a dia pode favorecer uma promoção no trabalho ou prejudicar o seu crescimento. Levar a vida pessoal para o ambiente corporativo é uma péssima maneira de mostrar o seu profissionalismo a um superior.

Então, o que acha de descobrir se você confunde as duas situações? Acompanhe!

Quais são os riscos de quem não separa a vida pessoal da profissional?

Os profissionais de sucesso demonstram um interesse pelo trabalho e vontade de aprender sempre mais. Contudo, essa prática não deve ser confundida com a ideia de “esquecer completamente a vida pessoal” para se dedicar ao emprego.

É importante encontrar um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Só assim você terá condições de exercer as atividades com satisfação e de maneira produtiva. O excesso de dedicação ao trabalho, sem dar um tempo para cuidar de você e da sua família, pode ser um risco para a saúde e para a carreira.

O excesso de trabalho, somado a rotinas estressantes, ao perfeccionismo e à falta de cuidado com a vida pessoal, pode provocar a síndrome de burnout. A doença se caracteriza pelo esgotamento físico e mental das pessoas, e acaba prejudicando o rendimento do profissional.

A síndrome pode provocar um ciclo vicioso, que prejudica tanto a vida pessoal como a profissional. É comum que o trabalhador tenha dificuldade para entender simples e-mails ou solicitações de colegas, pois está mentalmente exaurido.

E o problema se repete em casa e nas rodas de amigos, porque a pessoa fica sem condições de reagir a estímulos e interações.

Quais são os indícios de que você mistura a vida profissional com a pessoal?

É tão fácil confundir a vida pessoal com a profissional que muitas pessoas não percebem que não existe mais uma distinção entre as duas. Confira os sinais de que você pode estar prejudicando a você mesmo e a sua carreira:

Trabalhar com frequência além do horário

Fazer horas extras de maneira contínua nem sempre é sinal de produtividade. O ideal é que o profissional consiga executar as demandas dentro da carga horária de trabalho. Logo, se você já se acostumou a passar do horário, talvez esteja na hora de reavaliar essa situação.

Será que há uma demanda excessiva? É possível repassar algumas tarefas para colegas? Muitas vezes, é necessário gerir melhor a rotina e dividir funções com outras pessoas que podem ser tão competentes quanto você.

Conversar sobre assuntos pessoais no trabalho

Não confunda um colega com um amigo. Muitas vezes, as pessoas misturam assuntos particulares ou tarefas pessoais no ambiente corporativo — e isso pode prejudicar a carreira do profissional sem que ele perceba.

Quer ver um exemplo? Quantas vezes você comentou sobre sua programação para o final de semana com os colegas? Em algumas situações, as pessoas chegam a falar sobre problemas com os companheiros ou os filhos no ambiente de trabalho.

Essa situação pode prejudicar a vida profissional, pois interfere nos relacionamentos do ambiente corporativo e afeta a maneira como o seu superior enxerga você.

Pensar demais nos problemas da empresa quando está em casa

É muito comum acontecer uma situação oposta ao caso anterior. Quantas vezes você chegou em casa e começou a falar sobre problemas no trabalho com seu cônjuge? Já marcou quantas horas você conversa sobre uma situação assim?

É preciso saber separar a vida pessoal da profissional. Caso contrário, você poderá prejudicar o relacionamento familiar. Quando você estiver em casa, deve se concentrar em atividades que proporcionem prazer, tranquilidade e bem-estar.

O que acha de focar a atenção em como foi o dia dos seus filhos na escola? Também é possível reunir a família para assistir a um bom filme na televisão.

Lembre-se de “fechar a porta” quando você sai do trabalho e vai para casa. Os problemas só poderão ser resolvidos no dia seguinte, então, aproveite esse momento para descansar.

Confundir emoções pessoais com a vida profissional

Algumas vezes as pessoas deixam as emoções gerarem conflitos durante o dia inteiro. Você brigou com o parceiro(a)? Não leve esse sentimento para o ambiente de trabalho! Lá você é um profissional e precisa cumprir com as tarefas.

Também procure não absorver as emoções dos outros. Se um colega está com problema em casa ou no ambiente de trabalho, o máximo que você pode fazer é escutar. Mas só ele terá condições de resolver a própria situação.

Além disso, tente receber as críticas como uma forma de melhorar e progredir na carreira, e não com agressividade. Isso pode contribuir muito para a sua vida profissional.

Apresentar dificuldades para definir prioridades

Dedique seu tempo ao que realmente importa. Você tem várias tarefas para executar durante o dia? Comece pelas mais urgentes ou complexas e depois execute as mais simples.

Isso deve servir de base tanto para sua vida pessoal como para a profissional, pois é necessário manter o foco nas atividades que agregam valor.

Dedicar pouco tempo para a vida pessoal

Uma maneira de encontrar disposição para trabalhar e evitar a síndrome de burnout é dedicar um tempo para você e sua família. Procure fazer uma atividade física durante a semana, marcar encontros com os amigos e passar bons momentos com quem você gosta.

Aproveite também para cuidar bem de você e de sua aparência, pois isso interfere na sua autoestima e na maneira como as pessoas enxergam você. Também é uma boa opção investir em cursos que podem agregar conhecimento para a sua carreira e dar satisfação pessoal.

Se você não tem tempo para essas atividades, está na hora de reavaliar a sua rotina e gerir melhor a sua vida pessoal.

Será que agora você consegue encontrar mais equilíbrio na sua vida pessoal e na carreira? Faça uma análise sobre sua rotina e verifique como você pode gerir a sua vida profissional de uma maneira mais saudável e feliz.

Este artigo trouxe informações importantes para você? Compartilhe-o nas suas redes sociais favoritas e ajude outros profissionais a encontrarem maneiras de dividir melhor o tempo!