Cinco tipos de empreendedorismo mais comuns no Brasil

  • 27/dez/2016

Cinco tipos de empreendedorismo mais comuns no Brasil

Cada vez mais pessoas estão aproveitando alguma aptidão, utilizando suas economias ou mesmo se reinventando em meio à crise para abrir seu próprio negócio. Para você ter uma ideia, só no Brasil existem mais de 15 milhões de pequenas empresas.

É importante ter em mente que não existe um único tipo de empreendedorismo. Existem aqueles que têm dinheiro para investir e há quem parece já ter nascido com o empreendedorismo no sangue, capaz de transformar pequenas ideias em megaempreendimentos ou resgatar aqueles que pareciam perdidos.

Assim como esses empreendedores, você também pode empreender e ter sucesso em seu investimento. O que vai diferenciar você de outros empreendedores é sua visão, seu objetivo diante de um empreendimento e a forma como vai exercer a atividade. Basta avaliar o tipo de negócio que trará rentabilidade e se encaixa em seu perfil.

E nós vamos ajudar você a se decidir! Conheça os 5 tipos de empreendedorismo mais comuns no país. Seja qual for sua visão de negócio, certamente encontrará uma forma de empreendedorismo que combina com você. Então, confira as dicas e inspire-se!

1. FRANQUEADO

O franqueado é um tipo de empreendedorismo que vem crescendo no Brasil. Esse tipo de investimento é ideal para quem busca rentabilidade mensal média, tem algum dinheiro para investir e deseja um retorno um pouco mais seguro de seu investimento financeiro.

Outra vantagem é que esse empreendedorismo está atrelado à uma marca já mais conhecida e que normalmente já possui uma relação de confiança com consumidores.

Entre os empreendimentos do tipo franquia de maior sucesso no Brasil, podemos destacar o McDonalds. O investimento é proporcional ao alto faturamento que ela oferece: essa franquia não custa menos de 1,6 milhões.

Se você tem um orçamento mais limitado para assumir esse perfil de empreendedorismo, com sucesso de investimento e sem maiores riscos, o ideal é procurar por uma franquia digital.

Independentemente da franquia escolhida é preciso ter cautela sempre. Pesquise bastante sobre o negócio que irá entrar, sobre o franqueador e leia atentamente todas as cláusulas do contrato e COF Circular de Oferta de Franquia. Em caso de dúvida, procure a ajuda de um advogado.

Se quiser saber muito mais sobre Franquias veja aqui nosso artigo: Passo a Passo antes de comprar sua Franquia.

2. SOCIAL

Esse tipo de empreendedorismo se encaixa perfeitamente no perfil das pessoas que primam pela qualidade de vida e se preocupam em desempenhar seu papel social. Os empreendimentos de cunho social são ideais para quem deseja obter lucros e, ao mesmo tempo, tentar resolver problemas sociais que o poder público demonstra certo descaso.

Não é por acaso que esse seja um dos tipos de empreendedorismo que mais cresce no país, principalmente entre os jovens visionários. Quando o foco está também no impacto ambiental desses projetos, o empreendedorismo social também pode ser denominado ecológico.

Nesse tipo de empreendimento voltado para ações de impacto na sociedade ou para ambiente, o empresário pode desenvolver um trabalho de profissionalização de jovens de áreas periféricas, ou vender produtos de uma fazenda que só produz alimentos orgânicos, por exemplo.

Outra característica desse tipo de empreendedorismo é o trabalho em equipe. O trabalho é autossustentável, colaborativo e lucrativo. Uma boa razão para dar voz ao seu lado mais humano, não é mesmo?

3. INDIVIDUAL

O empreendedorismo individual já vai por uma via diferente daquela do empreendedor social. Normalmente é caracterizada por pessoas que começaram a empreendedor por uma necessidade de sobrevivência, geralmente após uma demissão ou falta de oportunidades de recolocação no mercado de trabalho.

São pequenos negócios que começam na informalidade e com o tempo se legalizam, tornando-se MEI, o que garante também melhores oportunidades de negociação e a possibilidade de crescer e se transformar em uma empresa de pequeno porte.

O empreendedor individual pode atuar em diferentes segmentos que vão desde a abertura de uma lanchonete na garagem de sua casa ou montar essa mesma lanchonete em uma pequena barraca nas ruas da cidade.

Esse empreendedor detém pouco lucro, pois trabalha sozinho e possui ambições, que em regra não ultrapassam a simples sobrevivência.

4. COOPERADO

O pensamento de que a união faz a força se encaixa perfeitamente nesse tipo de empreendedorismo. O cooperado nunca empreende sozinho, está ligado às cooperativas ou, em alguns casos, cria uma cooperativa em sua comunidade. Diferente do empreendedorismo individual, o cooperado visa o crescimento e independência.

Pequenos agricultores, artesãos, costureiras e produtores de leite, por exemplo, bem representam esse tipo de empreendedor. O objetivo é investir em grupo e investir pouco, bem como ter baixo risco. Ideal para quem detém poucos recursos financeiros e que não possui habilidade e tempo para gerir um empreendimento sozinho.

5. VISIONÁRIO

O desejo de crescer financeiramente e sem obedecer a regras impostas por regimes restritos de trabalho ou intervenção de outros sujeitos, leva o empreendedor a abrir seu próprio negócio. Esse tipo de empreendedorismo, não pode ser confundido com o empreendedorismo individual, pois está além do empreender para sobreviver.

Esse é dos tipos de empreendedorismo mais rentáveis, porque está ligado à ideia de inovação. Quer um exemplo de empreendedor visionário? O fundador da Microsoft, Bill Gates, revolucionou o mundo da informática e hoje é um dos homens mais ricos do planeta.

SEJA UM EMPREENDEDOR E TRANSFORME-SE

O fato é que a maioria dos empreendedores possui objetivos pessoais comuns, alguns visam lucros, qualidade de vida e gestão não apenas de um empreendimento, mas de sua vida, já outros querem mudar o mundo. Mas justamente o foco, as práticas de gestão, o comportamento individual e o perfil socioeconômico vão diferenciar esses empreendedores.

Independentemente do seu perfil empreendedor, saiba que existe um negócio sob medida para você e com ele você pode transformar a sua realidade, bem como de todas as pessoas as pessoas que o cercam.

TEXTO: Liguesite

LEIA TAMBÉM: Reflexões de fim de ano