Gestão hospitalar: para quem esse curso é indicado?

  • 13/abr/2017

Gestão hospitalar: para quem esse curso é indicado?

Devido ao fato de serem indispensáveis à população, os serviços de saúde continuam apresentando oportunidades para profissionais em suas diversas áreas. Carente de mão de obra qualificada, o setor busca não apenas médicos e enfermeiros, mas profissionais preparados para atuar na gestão hospitalar, uma função essencial para a qualidade desses serviços.

E você, já pensou em ingressar no mercado de serviços de saúde e aproveitar essas oportunidades? Sabe qual é o perfil esperado do profissional de gestão hospitalar? Quer saber mais sobre o curso e as opções de carreira que ele proporciona? Então, continue a leitura deste post e descubra se este curso é indicado para você também!

Como é a graduação em Gestão Hospitalar

É possível concluir esta graduação fazendo um curso superior de tecnologia. Existem excelentes opções em que o estudante consegue concluir os estudos em dois anos e meio, ficando apto a atuar no mercado.

Entre as disciplinas estudadas, estão matérias relacionadas à:

  • administração: gestão de recursos humanos, planejamento empresarial, estrutura de estabelecimentos de saúde, gestão hospitalar, dentre outras;
  • gestão financeira, economia da saúde e administração de materiais;
  • questões políticas que envolvem a administração de saúde, como o desenvolvimento do SUS;
  • direito, principalmente empresarial e de regulação em saúde;
  • temas específicos voltados à área: avaliação em saúde, sociologia da saúde, epidemiologia, entre outros.

Os cursos também contemplam disciplinas gerais, como métodos de pesquisa e elaboração do trabalho de conclusão de curso, matérias que abordam a relação entre a evolução do mercado e o setor. Entre elas, podemos destacar a tecnologia em saúde e a utilização de sistemas de informações no atendimento.

Também existe a possibilidade de realizar o curso por meio de formação a distância. Esta é uma ótima alternativa para quem se interessa pela área, mas deve conciliar o estudo com outras atividades e, realmente, precisa otimizar seu tempo.

A atuação profissional do gestor hospitalar

O gestor ou administrador hospitalar gerencia sistemas de saúde, assim como os processos, pessoas, materiais e equipamentos envolvidos no atendimento à população dentro dessas instituições.

As atribuições podem variar de acordo com o tamanho e a estrutura da instituição. Por isso, quando o hospital segmenta a atuação, ela pode ser muito detalhada e focada em uma área específica.

De forma geral, ao concluir a formação o profissional estará apto a:

  • supervisionar a rotina diária de um hospital e atuar nas questões burocráticas e administrativas;
  • organizar processos de planejamento e controle de compras e custos dentro de instituições de saúde, realizando a previsão e provisão do sistema de estoque e distribuição de materiais;
  • ​negociar, acompanhar e supervisionar contratos e convênios;
  • gerenciar equipes de trabalho, garantindo condições de atuação e o bom desempenho de médicos, enfermeiros, técnicos e colaboradores do setor administrativo;
  • diagnosticar problemas técnico-administrativos e elaborar soluções para eles;
  • acompanhar a execução de contratos e serviços realizados por terceiros;
  • implantar inovações que garantam o atendimento às prioridades identificadas na instituição;
  • cuidar da manutenção dos equipamentos hospitalares.

Campo de trabalho para os profissionais de gestão hospitalar

Como já dissemos no início do post, o mercado de serviços de saúde é considerado essencial e, por isso, é um dos setores mais promissores. Isso garante oportunidades tanto em instituições públicas quanto privadas, assim como a possibilidade de empreender e gerenciar um negócio próprio na área.

De modo geral, os profissionais formados em gestão hospitalar são requisitados para funções gerenciais em clínicas, consultórios, centros de saúde, ambulatórios, laboratórios e hospitais. Níveis mais avançados de escolaridade garantem o acesso a vagas de maior responsabilidade.

O perfil profissional do gestor hospitalar

Com certeza você já percebeu que existem muitas oportunidades interessantes na área de gestão hospitalar. Agora é hora de identificar se o seu perfil é indicado para apostar sem medo nesta graduação. Para começar, precisamos pensar que o gestor hospitalar deve ter algumas características.

Ter interesse em atividades gerenciais

Sim, a gestão hospitalar é uma profissão que envolve a realização de diversas tarefas gerenciais. Sua função é utilizar os recursos físicos, humanos, materiais e tecnológicos de forma eficiente, garantindo a realização das atividades das instituições de saúde.

Ele tem autonomia para resolver questões internas e externas dentro da organização e precisa atuar também como um responsável pela disseminação do conhecimento, atuando como um agente multiplicador que promove a qualidade dentro dentro da instituição.

Possuir pensamento estratégico

O dia a dia de uma instituição de saúde envolve inúmeras tarefas e a necessidade de solucionar problemas. Por isso, o gestor precisa estar apto a identificá-los e elaborar estratégias para sua solução.

Também é sempre necessário analisar os processos praticados e introduzir propostas de aprimoramento.

Para que isso se torne realidade, ele precisa utilizar o raciocínio lógico combinado à capacidade de elaborar alternativas criativas, sempre prezando pela postura ética diante das situações desafiadoras.

Ter capacidade para gerir pessoas

Por mais que um hospital conte com uma estrutura impecável e equipamentos ultramodernos, o bom atendimento ao paciente depende da qualidade dos recursos humanos envolvidos no processo.

Por isso, o gestor hospitalar precisa ter habilidade para gerir pessoas, despertar nos colaboradores a missão e o desejo de minimizar o sofrimento e promover o bem-estar por meio do trabalho realizado com excelência.

Demonstrar facilidade com questões relacionadas à área

O surgimento da figura do gestor hospitalar vem justamente da necessidade de conciliar o conhecimento administrativo com o diálogo transdisciplinar e a área de saúde.

Essa atitude o habilita a buscar constantemente práticas mais efetivas para cuidar dos pacientes sem perder de vista as questões administrativas que garantem a viabilidade e a sobrevivência da instituição de saúde.

Conseguir trabalhar sob pressão

O trabalho em instituições de saúde traz pressões inevitáveis, e isso se acentua quando se trata de um cargo de liderança.

Lidar com orçamentos apertados, condições desafiadoras, falta de mão de obra qualificada e ainda ter de tomar decisões necessárias para salvar vidas exige uma boa dose de inteligência emocional.

Por isso, uma das características do gestor hospitalar deve ser sua capacidade para lidar com essas questões e conseguir manter-se equilibrado apesar das tensões que envolvem o exercício profissional. Isso é fundamental para a própria saúde e para a eficiência na tomada de decisão.

Agora você já conhece o curso e as possibilidades de carreira para quem faz gestão hospitalar. Ficou interessado? Identificou-se com as características do profissional? Quer conhecer mais? Então entre em contato agora mesmo com a Faculdade Unyleya e comece a construir o seu futuro!