7 dicas para se adaptar à leitura de livros digitais

  • 02/jun/2017

7 dicas para se adaptar à leitura de livros digitais

A leitura pode ser uma das experiências mais prazerosas para uma pessoa, sendo extremamente necessária para o trabalho e outras atividades cotidianas, como se manter informado das notícias do dia. E isso se torna ainda mais importante quando falamos de estudos, especialmente quando é preciso consultar muitas obras para se realizar as atividades acadêmicas. Nesse sentido, a expansão dos livros digitais acabou ajudando ainda mais a prática.

No ambiente de ensino a distância, o peso dos materiais virtuais ganha uma dimensão maior em termos de importância. Contudo, ler por longos períodos nas telas de dispositivos eletrônicos nem sempre é uma atividade fácil e agradável, gerando muitas vezes incômodo nos olhos, dores de cabeças e outros transtornos.

Esses contratempos podem ser contornados com algumas práticas específicas na hora de ler livros digitais. Confira 7 delas!

1. Adaptar o brilho dos dispositivos

A primeira dica para ler livros onlines ou offlines tem a ver com adaptar o brilho do dispositivo buscando níveis mais confortáveis para seus olhos.

Um dos fatores que mais afetam a leitura em equipamentos como notebooks, smartphones e tablet é a luminosidade forte das telas, as quais atingem os olhos e podem cansar a leitura mais rapidamente.

Por isso, é vital você buscar as configurações e regular o brilho para os menores níveis possíveis que não prejudiquem sua leitura fluída.

Com o tempo, você poderá reduzir mais ainda a luminosidade conforme sua visão se ajusta aos níveis escolhidos, o que poderá diminuir os impactos negativos em seus olhos, beneficiando o hábito de ler.

2. Ajustar o contraste da tela

Outro ponto que pode ajudar a ler melhor e-books é o ajuste dos níveis de contraste do monitor do notebook ou das telas de aparelhos móveis. Novamente, é importante buscar um equilíbrio entre bem-estar para os olhos e facilidade de leitura, pois se diminuir demais poderá ter de forçar as vistas para conseguir ler.

Também evite trabalhar em ambientes escuros, pois o contraste entre a baixa iluminação e a luz proveniente da tela pode causar desconforto visual, tendo chances de aumentar quanto mais tempo você forçar essa situação.

3. Ter aplicativos próprios para baixar e ler e-books

Uma das formas de ajudar na organização e na melhora da leitura de e-books é por meio do uso de programas de leitura virtuais, feitos especialmente para facilitar o manuseio de livros digitais. As grandes redes que comercializam e-books, como Amazon e Saraiva, possuem aplicativos especialmente para essa função.

Portanto, vale a pena dar uma pesquisada nas principais opções do mercado para encontrar aquela que mais pode contribuir com suas leituras.

4. Usar programas que filtrem a luz azul

Outra forma de tornar seu hábito de leitura mais agradável e prolongado é usando algum software que filtre a luz azul da sua tela, especialmente ao ler de noite. Esse tipo de programa costuma alterar o modo de exibição das cores na tela, diminuindo as emissões de brilho dessa cor.

Isso porque esse tipo de luminosidade diminui os níveis de melatonina, hormônio que regula o ritmo circadiano do corpo e o sono.

Consequentemente, a leitura em um dispositivo com brilho azul forte pode afetar e até prejudicar o sono, desregulando nosso relógio interno. Com o uso do filtro, você evita esses transtornos e ainda torna sua leitura mais agradável, leve, inclusive melhorando a visualização de outras mídias, como vídeos e imagens.

Alguns desses aplicativos também ajustam os níveis de filtragem conforme a hora do dia, visando entregar o maior conforto possível aos usuários. Um exemplo de solução assim é o F.lux.

5. Cuide dos olhos

Durante suas leituras em dispositivos tecnológicos é fundamental aumentar o número de piscadas dos olhos, pois assim ajuda a lubrificá-los melhor, evitando ressecamento.

Também não se esqueça de separar um tempo para descansar a cada uma hora lendo. Nesse caso, é indicado algo entre dez a quinze minutos no mínimo.

6. Posicione corretamente o dispositivo para leitura

É fundamental posicionar corretamente o dispositivo de leitura em relação a você e seus olhos, evitando a incidência de luz direta sobre a tela.

Também não o coloque em frente a janelas, pois a luminosidade externa pode afetar sua experiência de ler, e se lembre de manter uma distância de cerca de 48 cm para a tela.

7. Comprar aparelhos específicos para esse tipo de leitura

Existem no mercado aparelhos conhecidos com e-readers, os quais são feitos especialmente para a leitura de livros digitais.

As informações exibidas nas telas desses equipamentos não são feitas da mesma forma como em notebooks e smartphones, pois não há emissão de luminosidade. Isso ocorre devido a uma tecnologia chamada eInk, ou Tinta Eletrônica, que mostra as palavras e imagens como se fossem feitas de tinta mesmo.

Isso significa que a experiência de leitura de livros digitais em e-readers é semelhante à de livros físicos, só que com todas as vantagens da tecnologia. Alguns inclusive não apresentam reflexos.

Dessa forma, é possível:

  • usufruir de dicionários durante a leitura das obras;
  • ajustar o tamanho de letras e níveis de contraste entre elas e o fundo da tela;
  • fazer pesquisas de trechos nos livros de forma rápida;
  • realizar anotações e destaques, entre outras funcionalidades.

Algumas opções conhecidas no mercado são o Kindle, da Amazon, o Lev, da Saraiva, e o Kobo, da Livraria Cultura. Todos eles possuem diferentes versões, como as que têm telas que podem ser iluminadas por luzes laterais para os amantes da leitura noturna. Nesses e-readers, a experiência de ler se assemelha a de acompanhar um livro físico junto a uma luminária.

Com as dicas acima, a adaptação ao ensino a distância pode ser mais fácil e simples do que se imagina, tornando o acesso a conteúdos virtuais mais fácil e proveitoso.

Além disso, você também poderá usufruir melhor de suas leituras, tanto em termos de qualidade quanto em tempo de estudo, o que poderá ser aumentado consideravelmente. Ou seja, com um fluxo de leitura mais ágil e contínuo, sua concentração, memorização e absorção de conhecimentos poderão ser otimizados.

Quer receber mais dicas como essas para um estudo com mais conforto e praticidade? Então siga a Unyleya nas suas redes sociais (Facebook, LinkedIn, Google Plus, Twitter, Instagram) e acompanhe de perto nossos próximos posts!