9 livros que todo estudante de Pedagogia deveria ler

  • 21/dez/2017

9 livros que todo estudante de Pedagogia deveria ler

A leitura, além de ser um hábito que nos mantêm em constante aprendizado e evolução pessoal, também é uma excelente aliada para quem é estudante de Pedagogia e deseja investir em sua formação. Afinal, são diversos títulos que abordam, não apenas as diferentes áreas de atuação nessa carreira, como também o seu potencial transformador no sistema de educação.

Pensando nisso, listamos 9 livros que você não pode deixar de conhecer (e ler) para se aprofundar em temas cada vez mais debatidos na sociedade e que estão intrinsecamente ligados à rotina de um profissional pedagogo. Confira!

1. Eu Sou Malala

Em seu livro autobiográfico, Malala Yousafzai relata a história de vida dela e como a repressão do Talibã extinguiu a liberdade e os direitos da mulher — incluindo o acesso à educação — na região em que morava no Paquistão.

A narrativa é rica em detalhes sobre tudo que ela precisou enfrentar para adquirir conhecimento e como quase perdeu a vida aos 15 anos quando voltava da escola. Em meio a todos os relatos, Malala mostra a importância do aprendizado na vida de uma pessoa e o porquê dela ter sido a pessoa mais jovem a receber um Nobel da Paz.

2. Quando Ninguém Educa

Escrito por Ronai Rocha, Quando Ninguém Educa busca responder uma pergunta visceral dos profissionais da área de educação: quais as causas do baixo nível educacional no Brasil?

Para isso, ele traz problemas recorrentes como desempenho aquém do esperado em exames, repetição de grau, analfabetismo funcional e evasão escolar que impedem os jovens de se formar e ter acesso ao ensino superior no país.

3. Quem Ama, Educa!

Em seu livro, Içami Tiba aborda qual o verdadeiro papel da escola na formação e educação de crianças e jovens enquanto traça alguns paralelos sobre como o avanço da tecnologia tem influenciado essa relação e alterado, em especial, a aquisição do saber.

Além disso, o autor também discute o envolvimento familiar nesse processo apontando, inclusive, casos em que há omissão dos pais nesse momento da vida dos filhos — delegando, assim, toda a obrigação às instituições de ensino.

Por esse motivo, ele defende em sua obra a responsabilidade das figuras paternas de dialogar, impor limites e estimular o desenvolvimento da futura geração do país.

4. As Cem Linguagens da Criança

Já em As Cem Linguagens da Criança, por sua vez, é abordada a cidade de Reggio Emilia, na Itália, como estudo de caso. A obra se concentra em destrinchar os segredos que fazem desse pequeno local uma referência no ensino europeu.

Para isso, os autores abordam o impacto da mudança de perspectiva da aprendizagem. Isto é, como a relação aluno-professor foi reformulada para dar espaço ao protagonismo estudantil no qual as crianças se engajam no ambiente da escolar e estão em constante desenvolvimento dos raciocínios lógico e crítico.

5. O Trabalho Docente: Avaliação, Valorização, Controvérsias

Escrito por Bernardete Gatti, o livro O Trabalho Docente: Avaliação, Valorização, Controvérsias traz como o foco do seu conteúdo não o aluno, mas sim o profissional da educação.

Em suas mais de 200 páginas são levantados pontos importantes da docência, em especial as práticas psicológicas e sociais adotadas no projeto pedagógico do ensino nacional.

Ambas as áreas de atuação servem como pontapé inicial para uma série de questionamentos que envolvem desde o trabalho que é desenvolvido com crianças até o valor que essas possuem (e representam) para a sociedade.

6. Educar na Esperança em Tempos de Desencanto

Outro livro que todo estudante de Pedagogia precisa ler é o Educar na Esperança em Tempos de Desencanto. Escrito por Chico Alencar e Pablo Gentili, o livro traz diversas reflexões sobre o papel do colégio no século XXI frente aos altos índices de evasão escolar, falta de infraestrutura e plano de carreira pouco promissor para os professores.

Outro importante ponto levantado ao longo dos capítulos se trata de como a estruturação de um plano pedagógico pode revitalizar, não apenas a relação do aluno com o aprendizado, mas também como o ensino pode impactar (e ajudar a construir) a sociedade.

7. Pedagogia do Oprimido

Umas das mais famosas obras do filósofo Paulo Freire, a Pedagogia do Oprimido vai além do processo educativo para crianças e jovens no ambiente escolar e retrata um dos mais severos dilemas da nossa educação: o analfabetismo em adultos.

Em cada capítulo, ele destrincha o impacto sociocultural desse problema que acaba por marginalizar os analfabetos e renegar o direito à informação, oprimindo uma parcela da população brasileira.

“Como conscientizar sobre a importância do aprendizado e desenvolver os estímulos necessários para que essas pessoas tenham acesso ao conhecimento?” — essa é uma das perguntas que ele intenciona responder.

8. Pedagogia da Autonomia

Também escrito por Paulo Freire, o livro Pedagogia da Autonomia não poderia faltar nesta lista. Nessa obra, o autor dialoga com o estudante de Pedagogia sobre a estrutura de ensino atual que, para ele, defasa o pensamento crítico e a autonomia dos estudantes ao centralizar o conhecimento e a informação apenas no professor.

Em paralelo ao debate que propõe, Freire defende a democratização da aprendizagem por meio da valorização cultural e dos diálogos fomentados por quem leciona nas instituições de todo o país.

9. Novos Rumos para a Educação

Por fim, em Novos Rumos para a Educação, o educador Huberto Rohden retrata quais práticas pedagógicas podem ser abordadas no âmbito educacional para revitalizar o modelo de ensino tradicional que, em sua visão, não promove mais o engajamento dos alunos. Como resultado, não há autorrealização nem motivação no processo de aprendizagem, e os alunos não absorvem aquilo que aprendem em sala de aula.

Como resposta a esse quadro, ele apresenta, por exemplo, o papel que o educador deve assumir nesse processo para fomentar o conhecimento ao nível individual, de acordo com as limitações e interesses de cada estudante, e ao nível coletivo, quando há o debate e a troca de informações que ajudam a moldar o pensamento crítico.

Gostou das nossas sugestões de títulos que todo estudante de Pedagogia deve ler? Então não deixe de incluí-los em sua lista de leitura e aprofundar seus conhecimentos sobre o papel da educação no contexto sociocultural e as áreas de atuação nas quais você pode atuar.

Aproveite também e confira nosso e-book Guia da Carreira: Pedagogia com tudo o que você precisa saber sobre essa profissão!