Como encontrar motivação e driblar a estagnação profissional

  • 08/mar/2018

Como encontrar motivação e driblar a estagnação profissional

Você saiu da faculdade, conquistou uma boa colocação, colocou em prática tudo o que estudou em sua formação, encarou desafios de frente e, agora, sente que já não há mais nada a aprender em sua carreira. Saiba que essa é uma situação bastante comum, a qual chamamos de estagnação profissional.

Trata-se do sentimento de inércia, de paralisação do desenvolvimento e de desmotivação, que pode acontecer em qualquer momento da sua vida profissional.

Tudo isso se intensifica em meio a um cenário de alta competitividade, no qual quem não se especializa está sempre um passo atrás dos demais.

Se você sente que está passando por isso ou deseja evitar que esse momento aconteça em sua carreira, continue a leitura deste artigo. A seguir, explicaremos o conceito de estagnação profissional e como reverter essa situação. Acompanhe!

O que é estagnação profissional?

Como já descrevemos, a estagnação profissional é nada mais do que aquele sentimento de inércia no trabalho, que pode estar acompanhado de intensa desmotivação, mal-estar e até mesmo doenças psicológicas — afinal, essa sensação passa a integrar a vida pessoal do indivíduo, que sofre com as consequências desse problema.

A princípio, afirma-se que estagnação profissional possui três motivos principais:

  • financeiro: como a falta de aumento no salário ou a ausência de benefícios reais e atraentes;

  • aprendizado: a rotina de trabalho não muda há bastante tempo, ou seja, não há inovação nem novos desafios que promovam o conhecimento;

  • desenvolvimento: não há objetivos concretos e nítidos de onde se quer chegar na carreira ou possibilidade de mudar de cargo.

Além disso, estar rodeado de incertezas definitivamente não contribui para a melhora do quadro, assim como perceber que colegas de trabalho da mesma área e nível estão sendo promovidos e executando funções mais atraentes, enquanto você continua na mesma.

Mas de quem é a culpa disso tudo? Como voltar a ter a sensação de estar progredindo e não regredindo? Felizmente, saiba que reverter esse quadro é mais que possível. Para isso, é preciso estar atento a alguns sinais.

Como saber se você está passando por isso?

Se você se identifica com algum dos fatores listados abaixo, deve entender que talvez seja a hora de repensar a sua carreira. Entre eles, estão:

  • você começa a deixar as tarefas sempre para depois, uma vez que não há motivação para executá-las com excelência e naquela hora — como consequência, o trabalho se acumula;

  • procura sempre por motivos para faltar no trabalho, mesmo que alguns deles não sejam plausíveis;

  • tem uma má sensação sempre que pensa na hora em que precisará sair de casa para trabalhar;

  • não há motivação para executar nenhuma de suas funções diárias na empresa;

  • você passa a pensar que ser demitido ou se desligar daquela empresa poderia ser algo bom.

Sabemos que gostar de todos os aspectos de um trabalho não é algo muito comum, contudo, se o desânimo e a falta de motivação já passaram a englobar todos os aspectos, chegou a hora de tomar uma atitude.

Lembre-se de que os empregadores raramente dão novas oportunidades àqueles que executam seu trabalho de maneira incompleta.

Como reverter essa situação?

1. Estabeleça novas metas

Dificilmente é possível progredir quando não se estabelece metas. Elas são importantes em vários aspectos, uma vez que impulsionam o indivíduo a ir em busca daquilo que ele almeja, seja a curto, médio ou longo prazo, tanto na vida pessoal quanto na profissional.

Sendo assim, separe um momento para pensar aonde você deseja chegar em sua carreira, como pretende fazer isso e em quanto tempo quer que esses objetivos se concretizem.

Desafios são sempre bem-vindos, contudo, é fundamental saber estabelecer metas claras e, acima de tudo, atingíveis. Pelo contrário, você estaria criando mais um motivo para se desanimar.

2. Mostre-se comprometido com a empresa

Já apontamos que melhores oportunidades no trabalho dificilmente são concedidas a quem não executa suas funções com excelência. Sendo assim, enquanto estiver trabalhando para determinada organização, vista a camisa da empresa e mostre-se sempre comprometido.

Para isso, é interessante participar efetivamente dos treinamentos e reuniões de equipe, ser proativo e, acima de tudo, prestativo.

Lembre-se de que muitos profissionais talentosos e com uma bagagem extensa de conhecimento correm o risco de ficarem estagnados pelo simples fato de os gestores não confiarem no comprometimento desses indivíduos, sendo assim, não tenha medo de se dedicar.

3. Faça uma pós-graduação

Não é segredo algum que os empregadores da atualidade dão preferência aos candidatos especializados. Isso porque eles procuram por profissionais amplamente capacitados e preparados, capazes de suprir as demandas constantes da rotina de suas organizações.

Para obter conhecimento e se destacar nesse sentido, nada melhor que investir em uma pós-graduação.

Dessa forma, você não só estará dando um passo importante tanto profissional quanto academicamente, como também abrindo o caminho para possibilidades de networking, melhores oportunidades de trabalho e maiores salários.

4. Crie um equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Está enganado quem pensa que para subir profissionalmente é preciso deixar de lado a família, os amigos e os momentos de lazer.

É claro que sair de um cenário de estagnação exige foco, determinação e bastante comprometimento, mas isso não significa excluir completamente o que acontece fora do trabalho. É preciso manter um equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Com o tempo, você passará a se sentir tão desgastado que comprometerá não só os relacionamentos pessoais, como também aqueles profissionais. Sendo assim, saiba separar as coisas e jamais se esqueça do quão fundamental é cuidar da família e ter um tempo para você.

5. Seja persistente

Nenhuma mudança no âmbito profissional acontece da noite para o dia, e ter isso em mente é fundamental quando se deseja sair de um quadro de estagnação profissional. Sendo assim, mantenha a persistência e entenda que, para voltar a sentir que é possível progredir na carreira, há todo um caminho a ser percorrido.

Enquanto isso, lembre-se de que, na dinâmica atual do mercado, apenas os profissionais de destaque crescem e conseguem atingir cargos mais altos, portanto, continue a executar seu trabalho com excelência, foque nos demais fatores acima e, assim, saia da estagnação.

A estagnação profissional, como foi possível perceber, pode acontecer em qualquer momento da sua vida profissional. Contudo, não é preciso se desesperar. Estando atento aos sinais destacados e colocando em prática as dicas mencionadas ao longo do artigo, não só será possível reverter a situação, como voltar a encarar novos desafios!

E então, o post de hoje foi útil para você? Para continuar a leitura de conteúdos relevantes para a sua carreira, que tal fazer o download gratuito do nosso guia prático para conciliar vida pessoal, profissional e acadêmica?

 






Nossos Apps

Nossas Redes Sociais