Conquiste uma vaga no mercado de trabalho em 7 passos

  • 25/jan/2017

Conquiste uma vaga no mercado de trabalho em 7 passos

Anda difícil encontrar uma vaga no mercado de trabalho? Pois bem, se o mar não está para peixe, parar de nadar não é uma opção! Existem algumas estratégias muito eficazes de que você pode lançar mão para conseguir um novo emprego bem mais rápido do que imagina.

Reunimos todas elas neste post para que você tenha um verdadeiro guia de recolocação profissional! Tome nota e comece a praticá-las já!

1. Mantenha o foco na carreira

Muitas pessoas que perdem o emprego se desesperam de imediato e passam a enviar currículo para qualquer vaga que aparece no mercado. Um padeiro aceita ser pedreiro, uma secretária pleiteia uma vaga de atendente de lanchonete, um auxiliar administrativo topa ficar de segurança de casa noturna. Um equívoco que você não pode cometer!

Mesmo que você ainda não tenha se decidido qual carreira quer seguir, o ideal é focar nas suas competências atuais e na sua experiência profissional para conseguir uma vaga no mercado de trabalho mais rápido. Quando há poucas vagas de emprego, as empresas se tornam mais exigentes e querem pessoas prontas para o trabalho, sem necessidade de treinamentos intensos, por isso, seu perfil deve se encaixar perfeitamente à vaga.

2. Seja objetivo

Seja objetivo ao listar os cargos para os quais você pode se candidatar. Uma secretária que, de repente, quer se tornar atendente de lanchonete, gera um certo incômodo nas empresas contratantes.

A explicação é simples: os recrutadores sabem que esse trabalho será temporário e que, surgindo uma outra oportunidade, mais condizente com seu perfil profissional, você logo deixará a empresa, gerando todo um custo de contratação e demissão que a empresa não está disposta a suportar.

O melhor a fazer é sempre ter paciência e se candidatar para cargos não tão distantes aos que você já vinha exercendo, com responsabilidades e atribuições análogas. Com o mercado de trabalho em declínio, sabemos que a oferta salarial pode variar bastante, aí cabe a você avaliar se aceita a primeira oferta ou se segue em sua busca!

3. Busque qualificação profissional

Quando a oferta de empregos se reduz e a quantidade de candidatos aumenta, as empresas tendem a ficar mais exigentes. Como elas também passam por crises, preferem profissionais com perfil multifuncional, que possam assumir diversas tarefas e se responsabilizar por elas.

É aí que a qualificação profissional faz toda a diferença. Profissionais que têm cursos técnicos, graduação, pós-graduação e falam outros idiomas se destacam dos demais e têm mais chances de conseguir uma vaga no mercado de trabalho.

Se você anda meio parado nos estudos, aproveite para fazer cursos, entrar em uma faculdade, buscar fluência em outro idioma, entre outras ações de autoinvestimento cultural. Mesmo que a oportunidade surja durante essa jornada, você já terá o argumento de que estava se capacitando para contribuir para os resultados da organização.

4. Faça um bom currículo

Pense em você como um filme e no seu currículo como a sinopse. Esta pode ser instigante, neutra ou péssima, correto? Dela depende se o espectador vai ver o filme ou não. Com o currículo, é a mesma coisa: ele é a isca que vai fazer com que um recrutador se interesse em te conhecer.

Defina sucintamente qual é seu objetivo profissional, destaque suas competências, fale sobre suas experiências anteriores. Procure mostrar os resultados que você gerou para as empresas nas quais trabalhou. Por exemplo: auxiliei na redução de custos do setor de marketing, implementando tais e tais ações.

Nunca minta no currículo, pois boa parte das informações pode ser facilmente rastreada (como sua formação acadêmica, por exemplo), ou ainda, caso o recrutador tenha dúvidas sobre determinada afirmação, ele pode perguntá-la na entrevista, deixando você em uma situação difícil.

5. Acione seus contatos

Usamos redes sociais para várias coisas, mas esquecemos que as pessoas que estão lá podem ser também portas de entrada para uma nova oportunidade de carreira. É por isso que você deve tomar cuidado com o que publica, zelando pela sua imagem.

Dentre todas essas ferramentas, a ideal para buscar uma vaga no mercado de trabalho é o LinkedIn, em que você insere seus dados profissionais e se conecta com pessoas-chave no seu ramo de atuação.

Tenha seu perfil sempre atualizado e evite preencher o campo título profissional com frases vagas e que sugerem que você está desorientado, como em busca de oportunidades. Deixe ali seu último cargo ou sua expertise, para que os recrutadores encontrem você com mais facilidade.

Entre em contato com seus ex-colegas de trabalho e outras pessoas que possam te indicar para vagas de emprego, mas sem ser insistente. Envie um e-mail para os contatos mais distantes, mencione suas experiências e anexe seu currículo, sempre acompanhado de uma mensagem cordial e discreta.

6. Participe de eventos

Acionar seus contatos prévios e participar de eventos do seu setor podem servir para conhecer pessoas importantes e criar redes de contatos que levem a uma oportunidade de emprego. Esta é a famosa prática do networking!

Eventos também contribuem para que você atualize seus conhecimentos e não fique em casa só pensando em como conseguir uma vaga no mercado de trabalho.

Existem vários eventos gratuitos que podem servir ao seu propósito, basta buscar entidades como o SENAC, SESI, SESC ou SENAI na sua cidade. Órgãos de classe, como OAB e CRC também costumam oferecer palestras e cursos de curta duração.

Caso não encontre eventos presenciais, tente os virtuais. Várias empresas oferecem webinários gratuitos, com os quais você pode aprender muito e compartilhar interesses com os participantes.

7. Seja perseverante

A perseverança é fundamental em um momento delicado como o que estamos atravessando atualmente na economia do país. Você pode receber várias negativas ao longo das suas tentativas, mas manter a cabeça no lugar e o foco no seu objetivo é essencial para que as coisas fluam e você consiga sua vaga no mercado de trabalho mais rápido.

Aproveite o tempo ocioso para aprender um novo ofício, se atualizar em relação ao seu mercado, contactar pessoas, criar um portfólio pessoal ou até mesmo começar a empreender. Muitas pessoas que estavam em busca de uma vaga no mercado de trabalho acabaram descobrindo um talento que, uma vez colocado em prática, passou a ser mais rentável do que o próprio emprego anterior. O importante é nunca desistir!

Curtiu essas dicas? Curta também nossa página no Facebook e receba muitas outras!






Nossos Apps

Nossas Redes Sociais