Estudar online: 6 dicas para se preparar!

  • 20/mar/2018

Estudar online: 6 dicas para se preparar!

Estudar online vem sendo, a cada dia mais, a opção de milhares de pessoas que querem investir na própria formação acadêmica, mas não têm como acompanhar um curso presencial.

Afinal, além de ter preços mais acessíveis, o ensino EAD não impõe um ambiente fixo para que o aluno possa assistir às aulas e ainda dá total autonomia para que ele monte os próprios horários — o que é ideal para quem possui rotina de trabalho em período integral, conta com compromissos diários ou necessita cuidar dos filhos pequenos, por exemplo.

Contudo, quem nunca teve essa experiência se pergunta como se preparar da melhor forma para aproveitar os estudos. Pensando nisso, reunimos algumas dicas que vão ajudá-lo a se adaptar a essa modalidade e garantir que você otimize seu aprendizado. Confira!

1. Escolha uma instituição referência em ensino a distância

Antes de começar a estudar online, é fundamental escolher uma faculdade que seja referência em ensino a distância. Dessa maneira, você garante uma formação superior com qualidade que lhe permita construir uma carreira sólida, bem-sucedida e com o retorno financeiro que deseja. Para isso, faça uma pesquisa para encontrar uma instituição de ensino séria e que tenha:

  • um bom histórico de atuação no mercado;

  • uma oferta de cursos tanto de graduação quanto de pós-graduação, que são reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC);

  • um quadro de docentes composto por mestres e doutores;

  • um portal completo e desenvolvido para atender às necessidades dos alunos — assim como maximizar a aprendizagem deles.

Fora isso, não deixe também de se informar sobre a matriz curricular e a metodologia do curso que deseja fazer.

Se informe, também, sobre como é o atendimento prestado aos estudantes para a solução de dúvidas ou problemas e qual é o polo mais próximo da sua residência  caso pretenda utilizar a biblioteca e/ou o laboratório ou mesmo contar com o suporte de tutoria.

2. Garanta o equipamento adequado e uma boa conexão à internet

Uma vez definidos a instituição de ensino e qual graduação ou pós-graduação será feita, é o momento de partir para duas questões simples (para não dizer óbvias), mas que podem afetar os seus estudos caso você não dê a devida atenção a elas. A primeira trata-se de ter o equipamento adequado para acompanhar o curso.

Afinal, é indispensável contar com um computador ou um notebook em perfeito estado para ter acesso aos conteúdos das disciplinas, poder digitar os trabalhos e assistir as videoaulas sem dificuldades.

O segundo, por sua vez, é contar com uma boa conexão à internet, do contrário um simples download ou upload de arquivo pode durar mais que o esperado e tornar a resolução de exercícios, a participação em trabalhos e até mesmo o carregamento dos vídeos um verdadeiro teste de paciência.

3. Monte o seu local de estudos

Outra dica importante é montar o seu lugar de estudo independentemente de ser no seu quarto, em um home office ou na varanda do apartamento, por exemplo. Dessa forma, você pode organizar o material (livros, apostilas, cadernos etc.) que usa como conteúdo de apoio para incrementar e impulsionar a assimilação da matéria.

Mas não só isso, já que, assim, é possível evitar as distrações que tiram o seu foco do que realmente importa e lhe mantêm disperso, estimulam a fome ou induzem ao sono.

Por isso, não se esqueça: esse espaço deve ser tranquilo (sem a interferência de terceiros ou fluxo constante de pessoas), ter uma ventilação adequada e contar com uma boa iluminação.

4. Planeje sua rotina para estudar online

A quarta dica é definir os seus horários para estudar online. Afinal, não é porque seu curso é a distância que você não deve ter uma rotina para acompanhar as aulas.

Ao contrário, isso é indispensável para que as matérias não acumulem e você possa fazer outras atividades adequadamente, como revisar e pesquisar mais sobre os conteúdos para se aprofundar nos assuntos que os professores passam, fazer exercícios, trabalhos e, é claro, estudar para as provas que ocorrem presencialmente no polo.

Portanto, planeje-se com antecedência para otimizar o próprio tempo. “Mas como fazer isso da melhor forma?“, você deve estar se perguntando. Para tanto, é importante sentar, pegar papel e caneta e fazer uma análise sobre como é o seu cotidiano.

Anote:

  • o turno em que trabalha;

  • a parte do dia em que realiza os afazeres de casa;

  • os momentos que cuida dos filhos (se tiver);

  • os compromissos sociais e por aí vai.

A partir daí fica mais fácil identificar quais são os horários livres que podem ser destinados aos estudos sem prejudicar sua vida pessoal e profissional.

5. Adote técnicas de concentração

Além de ter um ambiente tranquilo, muitas pessoas precisam de um incentivo a mais para manter a concentração quando estão diante do computador — uma vez que se deixam levar por redes sociais, sites de entretenimento, serviços de streaming, etc.

Se esse é o seu caso, não se preocupe. Há diferentes métodos que você pode adotar para se autodisciplinar e, com isso, aumentar a produtividade. Um exemplo é a técnica de pomodoro, que cronometra o seu tempo de estudo em períodos de 25 minutos e pausas de 5 minutos entre eles.

Dessa forma, você se torna menos suscetível às distrações virtuais e consegue se dedicar com mais empenho ao próprio aprendizado.

6. Programe-se para estudar com colegas

Por fim, mas não menos importante, tenha em mente que apesar de não haver um ambiente físico onde seja possível se reunir presencialmente com os seus colegas, isso não impede uma interação com eles. Muito pelo contrário!

Basta lembrar que vão ter os fóruns nos quais será possível debater a matéria e tirar dúvidas. Sem mencionar, é claro, que sempre é possível usar a tecnologia a favor do aprendizado de todos.

Por exemplo, vocês podem trocar contatos e montar um grupo virtual de revisão que se reúne a cada 15 dias em um horário preestabelecido para discutir os assuntos de uma determinada disciplina. O Hangouts e o Skype são ótimas ferramentas para isso.

Essa, inclusive, é uma forma de investir no seu networking e ter uma rede de contatos mais diversificada, ampla e com possibilidades reais de parcerias futuras.

Seguindo nossas dicas preparatórias com determinação, você verá como é possível se adaptar para estudar online, manter o foco e tirar o máximo de proveito dessa modalidade de ensino. Portanto, coloque todas elas em prática!

Aproveite o tema deste post e baixe já o nosso guia completo do estudante EAD!






Nosso App

Nossas Redes Sociais