Connect with us

Especialize-se

Odontologia veterinária: oportunidades, salário e como se profissionalizar 

Odontologia veterinária: oportunidades, salário e como se profissionalizar

Se você é médico veterinário e tem o desejo de trabalhar cuidando dos dentes dos animais, a especialização em odontologia veterinária vai ajudar você a realizar esse sonho e se destacar no mercado de trabalho. A saúde bucal dos pets é uma área muito ampla e que está em ascensão. 

A odontologia veterinária é a área da medicina veterinária que estuda a anatomia, fisiologia, patologia e terapia para as doenças da cavidade oral de cães e gatos, seja de pequeno ou grande porte, e é de extrema importância para o estudo dos materiais dentários e para a evolução das técnicas operatórias na medicina veterinária.

O profissional que pode ser considerado “dentista de pets” será o responsável por prevenir e tratar enfermidades na boca, dentes e gengivas de cães e gatos, região muito afetada por problemas e doenças graves. 

Principais doenças tratadas na odontologia veterinária  

Quando se trata da profissão que cuida da saúde bucal de cães e gatos, o primeiro passo é saber as doenças que podem afetar a região oral e os sintomas de cada uma. É preciso ficar atento ao comportamento do animal para não deixar que nada passe batido: cães e gatos costumam não reclamar, por isso, se o pet estiver mais quieto e menos ativo, não demonstrar interesse para brincar e recusar alimentos mais sólidos ou até mesmo petiscos, esses podem ser sinais de que algo não está bem, o que pode ser desde uma dor de dente ou algo mais grave.

Um dente quebrado que pode ser por conta da mastigação de brinquedos ou de um petisco duro, mau hálito, inchaço, sangramento bucal e presença de tártaro também dão dicas de que o animal precisa visitar um profissional da odontologia. 

Entre as principais doenças que afetam os pets listamos algumas abaixo:

  • Doença periodontal: mau hálito, inflamação ou inchaço e sangramento da gengiva são sinais dessa enfermidade que atinge os tecidos que suportam os dentes. Pesquisas indicam que 85% dos cães e gatos adquirem algum grau da doença ao longo da vida, que pode causar até a morte de um tecido gengival, de ligamentos do dente e osso de suporte. 
  • Acúmulo de placa bacteriana: esse é um dos problemas mais comuns e atinge cerca de 80% dos cães e gatos, principalmente com idade superior a cinco anos. A placa pode danificar dentes e causar cárie ou até a perda de um dente, os principais sinais são: coloração amarelada e cálculo dental supragengival. 

Reabsorção dentária: estima-se que cerca de 70% dos gatos possuem pelo menos um dente com reabsorção dentária e que menos de 2% desses quadros sejam tratados. Nessa enfermidade, os animais sofrem a perda gradual de tecido dentário, que pode ser tanto da coroa ou como da raiz do dente. Na maioria dos casos, a doença é assintomática, mas também pode causar incômodo, inchaço e mobilidade dos dentes.

Um diagnóstico preciso para garantir o tratamento assertivo pode ser um desafio, já que os pets não falam. Por isso, os profissionais da odontologia precisam aplicar uma série de análises para identificar o problema, entre elas: exame clínico geral com avaliação da cavidade oral, verificação dos linfonodos mandibulares e cervicais, e realização de radiografias de crânio e/ou dentais. E entre os principais procedimentos estão: tratamento periodontal, tratamento de canal e ortodôntico, restauração e prótese, e cirurgias.

E para identificar e tratar as enfermidades, é preciso ser um dentista veterinário, ou seja, possuir graduação em medicina veterinária e especialização em odontologia veterinária.

Oportunidades na odontologia veterinária: mercado em crescimento 

A rotina de quem cuida da saúde bucal de animais se concentra em tratar para que as doenças não se desenvolvam e causem riscos mais sérios na saúde dos pets, como a perda de um dente.

O profissional da odontologia veterinária será diariamente responsável por diversos cuidados específicos na boca do animal, como a higienização da área, raspagem, polimento, implantes e tratamentos periodontais, além de cirurgias na região facial, como extração dentária, se debruçando nas áreas da ortodontia, que é focada no posicionamento dos dentes; da periodontia e da endodontia, que se tratam respectivamente dos cuidados com as gengivas e problemas nos canais dentários.

O despreparo de um profissional acarreta dificuldades na hora de realizar um tratamento dentário de qualidade em um paciente. Por isso, a especialização em odontologia capacita o médico veterinário para que possa atuar como dentista veterinário, atendendo a uma demanda crescente de mercado e se tornando referência no tratamento de doenças orais de cães e gatos. 

No Brasil, a atuação na odontologia é restrita aos profissionais da medicina veterinária, segundo a Lei Federal 5.517, e conforme resolução do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CFMV), para ser concedido o título de especialista em áreas da Medicina Veterinária, é necessário a conclusão de e certificação de curso de pós-graduação. Por isso, profissionais que não cursaram pós-graduação (aperfeiçoamento, especialização, mestrado ou doutorado) não podem oferecer atendimento especializado na odontologia veterinária.

Saiba a seguir quanto ganha em média um profissional com formação em medicina veterinária e pós-graduação em odontologia veterinária.

Remuneração e perspectivas salariais

A formação para atuação no ramo da medicina veterinária está entre as mais procuradas. O salário de um profissional da área pode variar de acordo com experiência, região de atuação e especialidade. 

A faixa salarial para um dentista veterinário no Brasil com formação em medicina veterinária e especialização em odontologia veterinária (cursos reconhecidos pelo MEC) varia em torno de R$ 3.973,00 por mês, segundo cálculos, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Pós-graduação Unyleya para Odontologia veterinária: conheça os diferenciais 

A Unyleya se destaca como líder em Pós-Graduação EAD no Brasil, com a confiança de mais de 300 mil alunos, reputação conquistada pela qualidade do ensino oferecido. 

A especialização EAD em Odontologia veterinária oferecida pela Unyleya vai aprofundar seus conhecimentos sobre a anatomia e a fisiologia de cães e gatos, se destacando pelo foco em áreas específicas de atuação. 

Com a pós-graduação, o profissional vai dominar as principais afecções odontológicas e conhecer estratégias terapêuticas assertivas para o tratamento clínico e também cirúrgico das doenças odontológicas desses animais de estimação. Ou seja, com a especialização, você aprenderá tudo o que precisa saber sobre o diagnóstico e tratamento das mais diversas enfermidades na cavidade oral de cães e gatos.  

 

Com uma carga horária de 360 horas e um currículo bastante abrangente que engloba desde a fisiologia de odontologia de cães e gatos, passando por patologias da cavidade oral/ periodontia, neoplasias da cavidade oral e até anestesias, diagnósticos por imagem, cirúrgicas e dentística, que inclui a estética dos dentes, o curso serve para você que deseja aprender técnicas atualizadas e avançadas para diagnóstico e tratamento em odontologia veterinária e ficar apto para agregar a odontologia em sua rotina clínica devido à alta demanda de animais com doenças na cavidade oral. 

Ao final do curso, os pós-graduados estarão preparados para oferecer cuidados especializados e de alta complexidade para melhorar a saúde bucal e o bem-estar dos animais de estimação, bem como

para enfrentar os desafios da área e se destacar no mercado.

Conheça agora a carga horária e tudo que o curso possibilita!

Avalie post
Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


Copyright Unyleya ©. Todos os direitos reservados.