Os 7 pecados capitais do estagiário

  • 12/jan/2017

Os 7 pecados capitais do estagiário

O estágio costuma ser a primeira experiência da vida profissional e serve como um laboratório da carreira que está começando. É nesse período que o aprendiz tem contato com a rotina do mercado de trabalho e pode fundamentar suas escolhas dali em diante. Um grande erro nessa fase é a falta de comprometimento pelo pensamento equivocado de que não se trata de uma relação empregatícia válida. Pelo contrário, é nesse momento que o novo profissional tem de mostrar que veio para aprender mais e, talvez, conseguir ser efetivado.

Veja a seguir os sete pecados capitais que nenhum estagiário deveria cometer.

  1. Aguardar instruções para tudo

A acomodação e a falta de iniciativa são algumas das piores posturas que um estagiário pode ter. Esperar ordens para agir pode coloca-lo em uma situação de pouco aprendizado. O ideal é estar atento às demandas do setor e se prontificar a aprender e executar. Além disso, muitas empresas esperam que os estagiários tragam novas ideias e pensamentos atualizados, justamente por serem mais jovens.

  1. Ter medo de fazer perguntas

Não é preciso ter medo de parecer inexperiente. Afinal, como estagiário, já é consenso que você não tem muita experiência. Não deixe que esse orgulho (no qual só você crê) seja maior do que sua vontade de aprender. Basta ter bom senso para saber a hora adequada de perguntar sem atrapalhar o trabalho dos outros.

  1. Manter uma relação distante com o gestor

Muitas vezes, o estagiário tem medo de estar importunando o gestor ao fazer perguntas e demonstrar curiosidade sobre os processos do setor. Isso faz com que não seja possível uma aproximação sadia com o gestor e, até mesmo, com outros profissionais da empresa. Trata-se de um erro, pois é as razões do estágio são o aprendizado e a entrada no mercado de trabalho. Portanto, faça-se conhecer. Saber construir um bom relacionamento com o chefe será importante para o resto da sua vida profissional.

  1. Esquecer que ainda é um aprendiz

Estar ciente de que você é um iniciante no mercado de trabalho é uma ótima ideia para ajustar sua postura diante da equipe. O fato de estar na faculdade em contato com os conceitos da profissão em sala de aula não faz de você um profundo conhecedor. Lembre-se que a faculdade traz o ensino teórico (e muitas vezes, até prático), mas é a experiência no mercado de trabalho que vai permitir que você conheça de fato a dinâmica da profissão.

  1. Não se integrar à equipe

Não é por ser um estagiário que você é um “cidadão de segunda classe” em relação aos demais. Não há nada de errado em participar de reuniões, almoços, happy hours e confraternizações.

  1. Não largar o smartphone

Um hábito comum entre os jovens de hoje é estarem sempre conectados por meio de seus smartphones. Muitos gestores se queixam de jovens que não parecem não tirar os olhos da tela do celular durante o trabalho, o que acaba prejudicando o desenvolvimento do trabalho.

  1. Preocupar-se apenas com as tarefas em si

As funções operacionais não devem ser a única preocupação de um estagiário. É importante mostrar também as qualidades comportamentais, pois são elas que terão mais peso caso haja a possibilidade de uma efetivação.

LEIA TAMBÉM:

Descubra como manter a motivação durante a Graduação



Nosso App

Nossas Redes Sociais