Quais são os critérios de promoção levados em conta nas empresas?

  • 31/jan/2018

Quais são os critérios de promoção levados em conta nas empresas?

Subir na carreira é um desejo comum nas pessoas: a ascensão profissional traz mais reconhecimento, contatos, prestígio e lucro. Muitas empresas têm planos de carreira, nos quais os cargos mais altos visam profissionais específicos que cumpram os seus requisitos.

Para quem busca uma promoção, existem algumas atitudes que podem auxiliar na hora de se destacar para os superiores e impulsionar a carreira.

Por isso, neste post, abordaremos os critérios de promoção levados em conta pelas empresas e traremos algumas dicas de como alcançá-los. Confira!

Competência para o cargo desejado

Um dos pontos mais importantes para conseguir a tão sonhada promoção é ter a competência necessária para assumir o cargo desejado. Tão importante quanto isso é demonstrar essa habilidade.

A empresa provavelmente analisará se o empregado tem conhecimento e perfil necessários para assumir algum cargo mais importante. Por isso, você deve demonstrar que tem competência para exercer alguma atividade de confiança, ou mesmo já sabe as rotinas necessárias.

Faça isso sendo proativo, sem negar oportunidades de realizar tarefas diferentes e com mais responsabilidades do que está acostumado, e, principalmente, estude sobre a área para a qual você deseja ser promovido.

Tenha conhecimento sobre o assunto, pergunte para o atual empregado que exerce a função, qual é a sua rotina, quais processos e atividades realiza durante o expediente, como resolve algumas situações etc.

Mostre que você está interessado e tem capacidade para arcar com as novas atividades, funções e responsabilidades!

Proatividade

Pode parecer clichê, mas a proatividade é muito considerada na hora da escolha de um empregado que merece ser promovido. Você sabe realmente e, principalmente, na prática, o que é ser proativo?

Segundo o dicionário Priberam, proatividade significa “capacidade que alguém ou algo tem de fazer com que determinadas coisas aconteçam ou se desenvolvam”. Ou seja, uma pessoa proativa é aquela que faz acontecer, tem iniciativa para tratar de determinados assuntos e, quando necessário, já lida com problemas sem ordens.

É o contrário da pessoa reativa, que sempre espera ordens para realizar alguma atividade ou não consegue resolver os problemas sozinho. A proatividade é essencial no mercado de trabalho atual, que está cada vez mais dinâmico. É importante que o profissional tenha responsabilidades e segurança de cumprir suas tarefas.

Sempre que possível, diante de determinadas situações, já tente resolver problemas, tratar com clientes, delegar funções necessárias etc. Mas lembre-se: faça tudo de acordo com os objetivos e pensamentos da empresa, e nunca desobedeça ordens diretas ou mesmo aja contra os interesses da companhia.

Postura profissional adequada

Muitas empresas exigem uma certa postura profissional ideal. E mesmo que não exista essa exigência, você deve prestar atenção e notar, dentro do segmento em que atua, quais atitudes os clientes e colegas esperam.

Existem áreas mais despojadas, em que o tratamento pode ser feito de modo mais informal, com mais liberdade e bom humor. Já outras áreas requerem maior formalidade, com uma postura mais neutra e séria, e todo o seu comportamento deve condizer com o ramo.

Isso vale também para a vestimenta: não precisa perder o seu estilo, mas observe e cumpra com as expectativas dos clientes e colaboradores em relação a isso para que não haja desconforto ou perda de confiança.

Demonstrando uma postura profissional que condiga com a área e o ramo de atuação, fica mais fácil conseguir a promoção. Se o cargo que você almeja exige um tratamento e atitudes diferentes do que atua no momento, prepare-se e demonstre que é capaz de se adequar.

Consistência na entrega de resultados

É importante que o profissional, além de prestar bem os serviços aos quais é designado, tenha uma consistência na entrega de resultados, ou seja, tenha uma boa produtividade. Os gestores sempre estão recebendo relatórios e analisando seus empregados e notam aqueles que contribuem para a empresa regularmente.

Sempre tente mostrar os resultados das suas atividades e busque o melhor para a empresa. O importante, aqui, é dar o melhor de si para alcançar os objetivos e metas que foram definidos. Mesmo que esteja no começo da carreira, já inicie com esse pensamento, pois geralmente os gestores olham o histórico de produção e não apenas os resultados recentes.

Não adianta ser proativo e demonstrar interesse nas questões empresariais sem apresentar resultados. Seja produtivo, demonstre que o seu trabalho tem uma finalidade que beneficia o empreendimento e traz lucro.

Tente se avaliar também: crie relatórios e metas pessoais, confira a sua produtividade e os pontos que podem ser melhorados. Se em um determinado mês a entrega de resultados foi menor, busque saber o motivo, qual circunstância acarretou essa diminuição e corrija imediatamente.

Bom relacionamento com outros colaboradores

Muitas vezes a promoção vem por indicação de outros colaboradores. Os que já trabalham em cargos de mais alto escalão prestam atenção em seus colegas e conhecem aqueles que se dedicam e sempre oferecem um bom trabalho e resultados atrativos.

Por isso é importante sempre se relacionar bem com os outros empregados, tanto do mesmo setor quanto de outros. Mas cuidado: isso não significa ser falso e elogiar a todos. Essa postura pode se tornar incômoda e ser notada. Se há alguma reclamação a fazer, faça, mas sempre com educação e mantendo a postura profissional.

Busque conversar com seus colegas nos momentos de folga, elogiando o que merece ser elogiado e discutindo assuntos internos, dando e recebendo dicas. É importante ser ativo e social, sendo lembrado quando necessário.

Formação superior em pós-graduação

Um ponto que destaca um profissional de outro é a formação, a especialização e o conhecimento do assunto com que trabalha. Muitos cargos mais avançados requerem a pós-graduação na área e, mesmo para os que não exigem, o curso é um ótimo diferencial.

Com a crescente competitividade do mercado de trabalho, a melhor forma de buscar destaque é fazer especializações e outros cursos específicos na área. Assim, o profissional demonstra interesse e cuidado em se manter atualizado.

Você pode escolher um MBA, por exemplo, que é um curso de especialização geralmente na área de administração e gestão de empresas. Ele é ideal para quem pretende se aprofundar mais na área empresarial e de negócios.

Essa formação contribuirá para a carreira do colaborador, que muitas vezes atua em cargo de nível médio e que, para subir no plano de carreira, deve ter um curso específico. Há também as opções de especializações a distância, que facilitam a organização dos estudos em conjunto com a rotina de trabalho.

Achou interessante este post sobre os critérios de promoção levados em conta nas empresas? Então nos siga nas redes sociais — Facebook, LinkedIn e Twitter — e fique por dentro de outros assuntos como esse!

 



Nosso App

Nossas Redes Sociais