ProUni: entenda o que é e como funciona o programa

  • 18/jan/2018

ProUni: entenda o que é e como funciona o programa

Seja na internet, seja na televisão ou em conversas com os amigos, você provavelmente já ouviu falar no ProUni, certo? Mas, afinal, como ele funciona?

Criado pelo governo federal em 2004, o Programa Universidade para Todos (ProUni) surgiu com o objetivo de incentivar a busca da primeira graduação, oferecendo bolsas de estudo em universidades particulares. Hoje, o programa já é uma das principais formas de acesso às universidades no Brasil, tanto para cursos presenciais quanto a distância. 

Quer saber tudo sobre o ProUni? Continue lendo e entenda de uma vez por todas como o programa funciona!

Quem pode participar do ProUni?

Quem quer se candidatar a uma vaga na universidade pelo ProUni precisa obrigatoriamente ter participado da última edição do Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio, e ter obtido média geral mínima de 450 pontos. Além disso, o participante não pode ter zerado a redação do Enem.

O objetivo principal do ProUni é garantir que os jovens de baixa renda tenham acesso à universidade. Por isso, para participar do programa é preciso que o candidato tenha renda familiar de, no máximo, um salário mínimo e meio por pessoa.

Dica: para fazer esse cálculo, você precisa somar os rendimentos de todas as pessoas da sua família (que moram com você ou que influenciam de alguma forma na renda da casa) e dividir pelo número de pessoas que vivem na casa. Depois, você deve dividir o resultado pelo valor do salário mínimo atual — se o resultado final for menor ou igual a 1,5, você pode se inscrever no ProUni.

Mas, atenção, não basta atender somente a esses dois critérios. Para participar do ProUni, o candidato também precisa se encaixar em uma das categorias do próximo tópico!

Quais são as categorias?

O ProUni é dedicado, principalmente, a estudantes de escolas públicas. Por isso, para participar, você precisa ter cursado todo o ensino médio em escola municipal, estadual ou federal, ter cursado todo o ensino médio em escola particular como bolsista integral ou, ainda, ter cursado parte em escola pública e parte em escola particular com bolsa integral.

Além disso, existem outras duas categorias que têm critérios um pouco diferentes: candidatos que tenham algum tipo de deficiência e professores do ensino básico da rede pública que estejam exercendo a profissão e queiram concorrer a cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

Nesses dois casos, os candidatos podem se inscrever no ProUni, mesmo que não atendam aos outros critérios já citados.

Quem não pode participar?

O programa não aceita candidatos que tenham cursado alguma parte do ensino médio em escola particular, sem bolsa. Também não é possível se inscrever se você já possui uma graduação e se formou em universidade pública ou privada com bolsa do ProUni.

Em quais universidades se pode entrar com o ProUni?

Quase todas as universidades do Brasil oferecem vagas pelo ProUni, e há opções em todas as partes do país. A lista de vagas é divulgada alguns dias antes do período de inscrições, para que os candidatos possam conhecer as ofertas.

São ofertados dois tipos de bolsa: integral, que cobre 100% da mensalidade do curso, ou parcial, que cobre 50% do valor. O tipo de bolsa oferecida é indicado no momento da inscrição.

Como fazer a inscrição?

O primeiro passo da inscrição no ProUni são os dados que serão usados para comprovar que você atende aos critérios do programa. Ao iniciar a inscrição, você vai preencher uma série de informações sobre condições financeiras, família e escolaridade.

Depois, você já pode acessar as vagas disponíveis e escolher as universidades para as quais pretende se candidatar. A pesquisa pode ser feita por curso, cidade ou universidade.

Cada candidato pode escolher a primeira e a segunda opção de curso. Atenção a essa parte: coloque, em primeiro lugar, a vaga que você mais quer conseguir. Caso você seja aprovado na sua primeira opção, não poderá mais concorrer na segunda.

Como é feita a seleção?

Existe um número X de vagas disponíveis para cada curso. São classificados os inscritos que tiverem as maiores notas, em ordem decrescente, até que todas as vagas sejam preenchidas. Depois de ser classificado, é preciso ir à faculdade levando os documentos que comprovem que você realmente atende aos critérios. Se tudo estiver certo, você estará aprovado.

Os candidatos que não são classificados na primeira opção ficam automaticamente concorrendo na segunda. Se não for aprovado em nenhuma das duas, você ainda pode concorrer pela lista de espera.

Quantas vezes é possível se inscrever?

Não existe um número limite de inscrições no ProUni. Você pode se candidatar quantas vezes quiser, desde que não tenha concluído nenhum curso superior e continue atendendo a todos os critérios citados aqui.

É possível se candidatar duas vezes no mesmo ano — caso não seja aprovado na primeira ou não efetive a matrícula por algum motivo. Vale lembrar que o programa é semestral, e as inscrições acontecem no início e no meio de cada ano.

Depois de conseguir a bolsa, o que é preciso fazer?

Depois de conseguir a classificação e apresentar os documentos necessários à faculdade, o aluno já está efetivamente matriculado como bolsista do ProUni. Para permanecer no programa, no entanto, é preciso cumprir uma regra fundamental ou o estudante corre o risco de perder a bolsa.

O aluno que entrou na universidade pelo ProUni, seja com 100% ou 50% de bolsa, deve ser sempre aprovado em, no mínimo, 75% das disciplinas que cursar no semestre. Se você tiver cinco disciplinas em um semestre, por exemplo, precisa ser aprovado em pelo menos quatro delas.

O ProUni é uma excelente oportunidade para quem quer fazer um curso superior e não tem certeza de que pode arcar com os custos de uma universidade. Além disso, é a porta de entrada para quem espera uma chance de alavancar a carreira. Se você já fez a última edição do Enem, fique atento às datas do ProUni!

Agora, que você já sabe como o ProUni funciona e o que precisa fazer para ter acesso ao programa, que tal assinar a nossa newsletter e receber as dicas da Faculdade Unyleya em primeira mão?



Nosso App

Nossas Redes Sociais