Tecnologia no agronegócio: fique por dentro das tendências da agricultura 3.0

  • 26/abr/2018

Tecnologia no agronegócio: fique por dentro das tendências da agricultura 3.0

O advento da tecnologia proporcionou várias mudanças no cotidiano atual. Não é novidade alguma que estamos cada vez mais conectados: estudamos online, trabalhamos online, nos divertimos online e até mesmo realizamos algumas de nossas tarefas diárias por meio de nossos dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

Contudo, engana-se quem pensa que a vida no campo não sofreu alterações. A tecnologia no agronegócio não só é uma realidade, como também surgiu para otimizar significativamente o trabalho do agricultor.

Unindo a tradição do campo à tecnologia de ponta, os resultados obtidos permitem aos produtores rurais prosperarem em meio ao cenário cada vez mais competitivo do agronegócio, atendendo às novas exigências dos consumidores e do mercado — e é justamente pensando nisso que preparamos o artigo de hoje

A seguir, explicaremos como a tecnologia vem revolucionando o agronegócio e, em seguida, listaremos algumas das principais tendências tecnológicas para a área. Ficou curioso e quer entender melhor sobre o assunto? Continue a leitura!

Entenda como a tecnologia vem revolucionando o agronegócio

Embora as grandes cidades pareçam ser os meios que mais se beneficiam da tecnologia de ponta, com inovações constantes em comunicação, transporte e construção, o trabalho no campo também sofreu transformações significativas graças às inovações que surgiram nos últimos tempos.

Como o agronegócio é responsável por uma fatia considerável do PIB brasileiro, é fundamental que o campo passe a aderir às novas tendências para se destacarem e impulsionarem cada vez mais a economia do país.

Segundo dados da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão (CBAP), 67% das propriedades agrícolas no Brasil contam com algum tipo de inovação tecnológica em suas produções, seja dentro do campo, nas atividades de cultivo e colheita, ou até mesmo fora, na gestão dos negócios.

É preciso entender que a tecnologia só traz benefícios ao trabalho do produtor. Ela promove a praticidade, torna a execução de tarefas diárias no campo mais fácil e permite que os agricultores possam realizar um melhor planejamento e mensuração de resultados por meio de dados coletados, que podem ser usados para realizar melhorias na produção.

Como consequência, aumenta-se a produtividade e os ganhos de safra nas propriedades rurais, ao mesmo tempo em que se diminuem os custos. Dessa forma, fica fácil perceber como a tecnologia exerce um papel importante na busca pela lucratividade do setor, interferindo positivamente, também, em questões ambientais e de sustentabilidade

Agora, você provavelmente deve estar pensando sobre quais tecnologias estamos nos referindo exatamente, não é verdade? No próximo item, confira as principais tendências que impulsionam os resultados positivos e trazem ganhos de produtividade e qualidade às lavouras!

Confira as principais tendências da tecnologia no agronegócio

Ferramentas de gestão do campo

Antigamente, a gestão de todas as atividades do campo era realizada manualmente pelo produtor, por meio de planilhas no papel ou no computador. Em ambos os casos, a necessidade de se fazer cálculos complicados e armazenar um número significativo de informações fazia da tarefa algo demorado e bastante sujeito a erros.

Hoje, contando com uma boa ferramenta de gestão do campo (ou software agrícola), basta inserir os dados em questão para ter em mãos todas as atividades a serem realizadas.

Essas informações ficam armazenadas no computador, tablet ou até mesmo smartphone do agricultor, podendo ser acessadas a qualquer hora e lugar. Isso não só tornou mais fácil o gerenciamento do agronegócio, como trouxe bastante economia em tempo, já que automatiza uma série de processos.

Drones

Se antes a ideia de que o agricultor podia acompanhar remotamente cada centímetro de suas lavouras, — averiguando aspectos como elevações de terreno, identificação de pragas, falhas no plantio, entre outros — sem precisar reunir grandes esforços em tempo e dinheiro parecia algo distante de se alcançar, hoje, trata-se de uma realidade graças aos drones.

Eles são pequenos veículos aéreos não tripulados e controlados remotamente, contando com câmeras em infravermelho. Como são versáteis, desempenham várias funções e não necessariamente apresentam um custo de aquisição alto (a depender do modelo). Devido a essas características, são cada vez mais encontrados nas lavouras atualmente.

Internet das coisas

Você já ouviu falar em internet das coisas? Trata-se de uma tendência no universo tecnológico que visa conectar tudo aquilo que é usado em nosso dia a dia à rede mundial de computadores.

Parece algo complexo de se entender? Vamos lá: você provavelmente já notou que cada vez mais surgem eletrodomésticos, embalagens e até meios de transportes conectados à internet e a dispositivos como smartphones. É exatamente sobre isso que estamos falando.

No campo, contudo, temos como “coisas” tudo aquilo que engloba a atividade rural, como tratores e demais equipamentos, colheitadeiras, sensores, entre outros. Quando conectadas à internet, elas conseguem gerar, em tempo real, dados preciosos para o agricultor, que pode, assim, tomar decisões mais acertadas quanto à sua gestão de safras.

Máquinas automatizadas

As máquinas completamente automatizadas também já são realidade em grande parte das lavouras ao redor do mundo, trazendo mais produtividade e eficiência nas tarefas do campo. Essa tendência não poderia ter sido deixada de fora pelas propriedades rurais brasileiras.

Como exemplo, temos as semeadoras modernas, as colheitadeiras que podem ter a velocidade e os acessórios regulados sem que o operador precise deixar a cabine e até mesmo os tratores autônomos, ou seja, que não precisam de motorista e que realizam operações ininterruptas.

Esses equipamentos trazem melhorias fundamentais no que diz respeito à preparação do solo e à agilidade do plantio, o que é indispensável para o aumento da produtividade nas lavouras. Somado a isso, tem-se a rapidez e a qualidade com a qual esses processos são realizados.

Como você pode perceber, a tecnologia no agronegócio chegou para ficar e tem como objetivo transformar para melhor o trabalho dos produtores rurais. As mudanças digitais são fundamentais para aqueles agricultores que desejam otimizar e aperfeiçoar seus processos, gerindo com eficiência as suas safras e atendendo com qualidade às demandas atuais dos consumidores e do mercado. Sendo assim, todos têm a ganhar!

Gostou do post de hoje? Para receber diretamente em sua caixa de entrada conteúdos como este, não fique de fora e assine agora mesmo a nossa newsletter!



Nosso App

Nossas Redes Sociais