Cientista de dados: por que essa área está em voga?

  • 10/ago/2018

Cientista de dados: por que essa área está em voga?

Com a área de Big Data em alta e com a cultura de dados se intensificando nas empresas, a demanda por mão de obra qualificada nesse sentido é cada vez maior. A procura das organizações pelo cientista de dados, por exemplo, tem aumentado de forma significativa nos últimos anos.

E você, já sabe o que exatamente faz esse profissional? Conhece as vantagens de se especializar na área da ciência de dados? Entende o que deve ser feito para começar uma carreira nesse campo promissor? Caso as respostas sejam negativas, não se preocupe! Preparamos este artigo justamente para solucionar as suas dúvidas.

Continue conosco e entenda mais sobre o cientista de dados!

O que é e o que faz um cientista de dados?

As empresas já descobriram a importância da análise de dados (Big Data) para a tomada de decisões corretas. Isso porque essa massa considerável de informações funciona como uma espécie de mina de ouro virtual, fornecendo às companhias insights que podem melhorar significativamente os seus resultados.

Contudo, para que isso aconteça, é preciso contar com um profissional capaz de adquirir dados de diversas fontes, tratá-los, organizá-los e, então, utilizá-los para gerar inteligência.

É justamente aí que entra o cientista de dados, profissional responsável por descobrir informações entre quantidades consideráveis de dados estruturados (bancos de dados de sistemas ERP e CRM, por exemplo) e não estruturados (imagens, vídeos, e-mails, dados coletados de redes sociais, entre outros) para atender às necessidades e objetivos comerciais de uma companhia.

O principal objetivo de um cientista de dados, então, é saber organizar e analisar grandes quantidades de dados, utilizando, na maioria das vezes, softwares desenvolvidos especialmente para a tarefa.

Em seguida, cabe a esse profissional apresentar essas informações aos gestores, que podem utilizá-las para definir estratégias empresariais de sucesso, tomar decisões ou até mesmo desenvolver produtos/serviços baseados em dados. O resultado final de sua análise precisa ser claro para todos que vão utilizar essas informações, sobretudo aqueles que não trabalham com TI. ​

O Big Data

De modo geral, o Big Data é uma das tendências que vem revolucionando a Tecnologia da Informação, o Marketing, entre outras áreas. Seu conceito pode ser entendido como a coleta e análise de uma quantidade considerável de dados, com o objetivo de transformá-los em informações úteis às empresas.

As possibilidades de aplicação do Big Data são muitas. A tecnologia pode ser usada para melhorar as ações de marketing, otimizar processos, reduzir custos, se posicionar à frente da concorrência, aumentar a segurança dos dados e da infraestrutura de TI, entre outras.

Por que é fundamental se especializar?

Salários iniciais acima da média

Quem está começando na área da ciência de dados pode se beneficiar de salários iniciais bem acima da média, devido ao salto de expansão do Big Data. Contando com uma especialização, essa é uma realidade ainda mais frequente.

Além disso, é preciso ressaltar que o cientista de dados tende a ganhar um pouco a mais do que os outros profissionais de análise, embora muitas habilidades e responsabilidades entre ambos sejam compartilhadas.

Na plataforma de trabalho LoveMondays, por exemplo, os cientistas de dados que aceitaram divulgar seus ganhos têm um salário bruto médio de 10 mil reais. Já os cientistas de dados júnior, ainda segundo a plataforma, contam com salários iniciais que vão de aproximadamente 4 a 8 mil reais.

Mercado de trabalho em franca expansão

Como mencionamos, a ciência de dados está começando a ser abraçada por uma variedade cada vez maior de indústrias, incluindo saúde, finanças, e-commerce, entre outras.

Quanto à primeira, cabe ao cientista de dados descobrir tendências e ajudar na melhoria dos serviços de saúde por meio dos registros médicos eletrônicos, agora padrões para instalações de saúde. Já em relação à segunda, o profissional pode analisar dados sobre transações de crédito e débito, contas e similares, vitais para um negócio do ramo.

Por fim, na terceira, o cientista de dados ajuda os comércios eletrônicos a melhorar o atendimento ao cliente, descobrir e explorar tendências e até mesmo desenvolver melhores produtos/serviços. Tudo isso porque os sites de e-commerce colecionam uma quantidade imensa de informações, que vão além de dados de compras.

Esses foram apenas alguns exemplos. Para além, o cientista de dados pode atuar, ainda, em segmentos como:

  • marketing digital;

  • redes sociais;

  • negócios;

  • governo;

  • telecomunicações;

  • ciência, entre outros.

Essa ampla gama de possibilidades significa oportunidades cada vez mais frequentes para os cientistas de dados, sobretudo para aqueles que se especializam e buscam por atualizações constantes na área.

Por fim, é preciso ressaltar que o cientista de dados é um dos títulos de trabalho no campo do Big Data. A depender da empresa e do modo no qual ela faz uso da ciência de dados, a demanda por um profissional da área pode surgir, como:

  • Analista de Inteligência de Negócios;

  • Analista de dados;

  • Analista de pesquisa;

  • Arquiteto de dados;

  • Engenheiro de dados;

  • Gerente de Analytics;

  • Cientista de Pesquisa.

O que fazer para seguir essa profissão?

Para ingressar no campo da ciência de dados, é preciso, primeiramente, se capacitar. Felizmente, como se trata de uma área em voga, cada vez mais instituições vêm ofertando cursos e especializações (presenciais e a distância) em Big Data, com o objetivo de formar profissionais capazes de suprir a toda essa demanda em ascensão.

Dessa forma, o aluno aprenderá como fazer a devida extração, armazenamento, modelagem e processamento dos dados disponíveis na web, descobrindo noções valiosas em grandes volumes de informações.

Além disso, ele receberá todo o conhecimento teórico e prático para planejar e executar soluções em Big Data, auxiliando na tomada de decisões e gerando insights poderosos de negócios.

Viu só como o cientista de dados encontrará em sua trajetória profissional um mercado promissor? Agora que você já entende tudo sobre a profissão e conhece as vantagens em se especializar na área de Big Data, para dar o próximo passo rumo à uma carreira de sucesso, não deixe de buscar por uma instituição de renome e que ofereça cursos de qualidade.

Por falar em cursos e especializações em ciência de dados, que tal conhecer agora mesmo a pós-graduação EAD em Big Data? Acesse e confira!

 



Nosso App

Nossas Redes Sociais