O que é gestão da biodiversidade e como se capacitar para atuar nessa área?

  • 22/mar/2019

O que é gestão da biodiversidade e como se capacitar para atuar nessa área?

A gestão da biodiversidade é fundamental para o desenvolvimento sustentável do planeta, já que afeta diretamente a sobrevivência e a qualidade da vida humana. Ela é a responsável por compreender a relação entre homem e natureza, garantindo o uso racional e a preservação dos recursos naturais.

Trata-se de uma área bastante promissora, que tem como base 3 aspectos: economia, sociedade e meio ambiente. É papel do gestor ambiental atuar quanto às atividades econômicas que podem gerar algum impacto negativo na natureza e na sociedade.

Ficou interessado em saber mais sobre a gestão da biodiversidade e como se capacitar da melhor forma para atuar na área? Então, continue conosco na leitura deste post!

O que faz um profissional da área?

O profissional formado na área da gestão da biodiversidade atua como gestor ambiental. Como o próprio nome já sugere, cabe a ele administrar os recursos naturais disponíveis (ar, solo, água, flora e fauna), conciliando-os aos interesses dos setores público e privado. Tudo isso considerando a sustentabilidade.

Por falar nisso, cada vez mais empresas buscam associar a sua marca à sustentabilidade, e o assunto nunca esteve tão em alta quanto nos dias de hoje. É devido a essa preocupação que elas contratam os gestores ambientais, mesmo que a atividade desse profissional não esteja diretamente ligada ao segmento da companhia.

O gestor ambiental também pode ser considerado como um administrador do meio ambiente, uma vez que é ele quem toma as decisões relacionadas ao uso dos recursos naturais e ao impacto das atividades econômicas no meio ambiente. Também estão entre as suas funções:

  • desenvolver e implementar programas de reciclagem e educação ambiental;
  • garantir que a organização em que atua esteja cumprindo as leis de gestão ambiental, fazendo atividades de licenciamento junto a órgãos públicos;
  • realizar diagnósticos e coletar informações para a formulação de relatórios;
  • analisar o impacto das atividades humanas sobre o ar, o solo e a água;
  • orientar a exploração dos recursos naturais por técnicas menos danosas à natureza.

Como é o mercado para a área?

Uma área promissora

Os profissionais formados em cursos ligados à gestão da biodiversidade têm perspectivas bastante favoráveis. Segundo pesquisa do Programa de Estudos do Futuro da Fundação Instituto de Administração, que mapeou as principais tendências de carreira até 2020, a área ambiental é uma das mais promissoras.

São vários os motivos para essa constatação. Entre eles estão a preocupação com  os efeitos das mudanças climáticas, os investimentos públicos e privados anunciados e as necessidades de cumprir com as legislações ambientais.

Há também aquilo que já mencionamos sobre a preocupação das empresas com a sustentabilidade. As organizações que querem sobreviver e se manter competitivas no mercado precisarão investir em ações sustentáveis, tanto para a preservação dos recursos naturais quanto para evitar multas.

Possibilidades de atuação para o gestor ambiental

Recuperação de áreas degradadas

Seguindo por esse caminho, o gestor ambiental vai a campo para investigar áreas desmatadas ou contaminadas. Dessa forma, ele pode fazer relatórios sobre a situação e criar programas de recuperação. Também pode caber a ele elaborar o cronograma das atividades a serem realizadas e acompanhar a implementação desses projetos.

Certificação

É fundamental que todos os gestores ambientais estejam a par dos processos de licenciamento e legislação ambiental. Contudo, há aqueles que optam em trabalhar nesse segmento, auxiliando as empresas a obterem os certificados necessários.

Além de adequar os procedimentos da companhia, o gestor ambiental que atua com certificação faz treinamentos com toda a equipe de trabalho, acompanha os avaliadores durante as visitas à organização e verifica todos os setores da empresa para garantir o cumprimento das normas.

Educação

O gestor ambiental também pode seguir a área acadêmica. Algumas das possibilidades aqui são lecionar em universidades, atuar em pesquisas e implementar e coordenar programas de educação ambiental nas escolas e empresas.

Outra atuação bastante comum para os gestores ambientais na área da educação é criar materiais de cunho didático e dar palestras, orientando a sociedade sobre o papel dela quanto à preservação do meio ambiente.

Elaboração de políticas públicas

O setor público, além das ONGs, também demanda profissionais formados em gestão da biodiversidade. Eles podem compor as equipes de secretarias municipais e estaduais de meio ambiente, ministérios etc.

Entre as suas funções, estão definir políticas públicas de sustentabilidade e recuperação dos danos causados à natureza, por exemplo.

Geoprocessamento

O geoprocessamento é o tratamento de dados geográficos por meio de programas específicos, como o Sistema de Informação Geográfica. O gestor ambiental que trabalha com isso utiliza as informações coletadas para o gerenciamento urbano, o monitoramento de áreas de preservação, a criação de projetos de ocupação humana, entre outros.

Extração de recursos naturais

Nesse segmento, o gestor ambiental tem como função acompanhar os processos de exploração de recursos naturais (como água, minério, petróleo etc.), garantindo que os procedimentos utilizados causem o menor impacto possível ao meio ambiente.

Para tanto, ele faz uma análise cuidadosa. Depois, elabora um planejamento, define as técnicas a serem implantadas e as ações realizadas após a extração para reverter possíveis danos.

Como se capacitar em gestão da biodiversidade?

Para trabalhar com gestão da biodiversidade, é preciso contar com um diploma de nível superior na área. O curso tecnólogo em Gestão Ambiental da Faculdade Unyleya, por exemplo, tem a duração de 2 anos e é ofertado na modalidade a distância.

O objetivo é formar profissionais capazes de atuar com um olhar crítico e reflexivo sobre a questão socioambiental, desenvolvendo também uma compreensão ampliada, interdisciplinar e problematizadora em relação ao tema.

Entre as disciplinas ofertadas, podemos listar:

  • Teoria Geral da Administração;
  • Responsabilidade Social e Desenvolvimento Sustentável;
  • Estatística Básica;
  • Diversidade e Cultura Organizacional;
  • Fundamentos de Contabilidade;
  • Fundamentos de Marketing;
  • Fundamentos de Direito;
  • Planejamento e Atuação do Gestor Ambiental;
  • Ecologia e Gestão da Biodiversidade;
  • Planejamento Urbano e Ambiental;
  • Gestão Ambiental e Recursos Hídricos;
  • Cartografia e Geoprocessamento.

Viu só como a gestão da biodiversidade oferece várias possibilidades ao profissional formado? Trata-se de um mercado cada vez mais em alta, considerando que a sustentabilidade é e continuará sendo a pauta do planeta nos próximos anos.

Lembre-se de que, para se capacitar da melhor forma na área, é fundamental optar por uma instituição de ensino séria e que ofereça cursos de qualidade.

Gostou de saber mais sobre a gestão da biodiversidade? Para continuar sempre por dentro de mais dicas e conteúdos como este, assine agora mesmo a nossa newsletter!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Nosso App

Nossas Redes Sociais