O que uma pós-graduação em Saúde Preventiva vai te ensinar?

  • 07/set/2018

O que uma pós-graduação em Saúde Preventiva vai te ensinar?

10A saúde preventiva é um conjunto de medidas para evitar lesões e doenças, isto é, para se antecipar à manifestação de problemas de saúde. Em outras palavras, a ideia é impedir que as enfermidades aconteçam em vez de cuidar dos seus sintomas.

O principal objetivo é melhorar a qualidade de vida dos pacientes, mas esse ramo da medicina também traz benefícios para a gestão, tanto no âmbito privado como no público. Uma dessas vantagens é a economia de recursos, uma vez que prevenir é quase sempre mais barato do que providenciar tratamento e cura.

Nesse contexto, a saúde preventiva se torna uma grande oportunidade de especialização para os profissionais da área, que são bastante requisitados pelas administrações de serviços de saúde. Quer saber mais? Então veja o que é possível aprender com uma especialização em Saúde Preventiva. Venha com a gente!

Aprenda a identificar os riscos na saúde

Além da redução de despesas com atendimentos — nos casos de alta complexidade isso pode representar cifras milionárias —, a saúde preventiva promove a diminuição na fila de espera e a otimização de recursos: financeiros, humanos, de aparelhos, de medicamentos etc.

Nesse quadro, saber identificar os principais riscos e ameaças a determinado público-alvo é algo muito apreciado pelos empregadores de saúde. Afinal, essa precaução contribui para a melhora no gerenciamento tanto de unidades médicas, como hospitais e clínicas, quanto de empresas que precisam reduzir o absenteísmo e aumentar a produtividade. Confira os quatro blocos da saúde preventiva:

  • prevenção primária: seu foco é deter as doenças antes que elas se instalem no organismo, ou seja, realiza ações que se antecipam ao aparecimento dos sintomas;
  • prevenção secundária: engloba métodos de diagnóstico e de tratamento para enfermidades em nível inicial com a intenção de frear os danos;
  • prevenção terciária: foca na redução dos efeitos negativos de uma doença para evitar que ela traga prejuízos mais graves;
  • prevenção quaternária: abrange procedimentos que minimizam as consequências colaterais de alguns tratamentos.

A medicina preventiva precisa estimular as pessoas a se preocupar com a saúde antes de uma doença, dor ou qualquer outra dificuldade aparecer. Por essa razão, existe um grande desafio para os peritos nesse assunto: implementar na sociedade a cultura da prevenção, principalmente a primária e a secundária.

Saiba enxergar novas chances de trabalho

Muitos profissionais querem mais maturidade profissional por meio de novos conhecimentos. Afinal, para crescer na carreira, é preciso mostrar diferenciais e resultados positivos.

Com uma pós-graduação em Saúde Preventiva, o aluno é habilitado a atuar nas principais políticas públicas desse setor, bem como no mercado privado. O leque para expandir na carreira se abre de forma significativa: postos e centros médicos, hospitais públicos e privados, clínicas, empresas, ONGs (Organização Não Governamental) e universidades e faculdades — ensinando para outros estudantes.

Desse modo, o profissional aprende a implementar e a participar da execução de programas como a ginástica laboral, a redução de riscos de acidentes de trabalho, as campanhas para combater o tabagismo, para fazer cair a incidência de estresse, entre outras iniciativas importantes que poderão abrir muitas portas. Mesmo quem tem estabilidade no setor público pode encontrar chances de aumentar a renda.

O avanço da tecnologia também tem contribuído para maior propagação da medicina preventiva. Isso porque programas de informática conseguem, com muita facilidade, traçar cenários envolvendo dados volumosos, o que ajuda a estimar as demandas de atendimento e a planejar melhor a distribuição dos serviços. A saúde preventiva diminui o sofrimento do paciente e salva vidas.

Amplie o leque de conhecimento

Com o curso de Saúde Preventiva, você tem acesso a uma variedade de disciplinas que envolvem essa área da medicina. Uma das aulas é a “Educação para a Saúde Pública e Comunitária”, que ensina o aluno a ter condições de atuar como consultor, pesquisador, professor ou especialista.

Também estão inclusas na grade curricular noções sobre pesquisa, gestão estratégica, saúde mental, entre outras modalidades de aprendizado. Desse modo, fica mais fácil progredir na carreira pública, já que você terá contato com matérias diretamente ligadas às atividades de gerenciamento em saúde. Acompanhe um exemplo de grade curricular de uma pós-graduação em Saúde Preventiva:

  • Educação para a Saúde Pública e Comunitária;
  • Epidemiologia e Vigilâncias em Saúde;
  • Metodologia da Pesquisa e da Produção Científica;
  • Planejamento e Gestão Estratégica em Saúde;
  • Qualidade de Vida;
  • Saúde Mental;
  • Saúde Preventiva baseada em Evidências;
  • Saúde Preventiva e Promoção da Saúde;
  • Segurança do Trabalho e Prevenção de Acidentes.

Descubra como se especializar de maneira rápida e confortável

E se você pudesse cursar uma pós-graduação em Saúde Preventiva sem sair de casa? Saiba que instituições renomadas têm apostado na tecnologia para democratizar o ensino por meio da formação EAD (Educação a Distância). Dessa maneira, é viável acessar as aulas por meio de uma plataforma de vanguarda, com alto nível de usabilidade, ou seja, muito simples de manusear.

Essa interface roda em smartphones, de modo que o aluno consegue estudar onde e quando bem entender. Essas Instituições de Ensino colocam equipes de mestres e doutores consagrados à sua disposição virtualmente.

Para quem sofre com a falta de tempo, essa solução é altamente recomendável. Há apenas um encontro presencial ao final dessa especialização, quando o estudante fará uma prova. Veja mais detalhes sobre esse método de aprendizado!

Certificação autorizada

As faculdades EAD são autorizadas pelo MEC (Ministério da Educação) tanto quanto as que oferecem aulas presenciais. Mas antes de fazer a sua matrícula, verifique se a Instituição de Ensino realmente está credenciada nessa pasta do Governo Federal. A dica é procurar por institutos educacionais que tenham tradição no modelo EAD.

Duração curta

Muitas pessoas já estão estabilizadas na carreira e não têm tempo para se dedicar aos estudos, apesar da vontade de se atualizar. Nesse contexto, além de permitir a especialização remota, uma pós-graduação em Saúde Preventiva pode ser feita em menos de um ano. Os melhores cursos oferecerem uma carga horária de 360 horas, que pode ser completada em aproximadamente 11 meses.

Mesmo reconhecimento dos cursos presenciais

Não há nenhuma diferença entre uma pós-graduação de Saúde Preventiva a distância e uma com aulas presenciais. Para ambos os modelos de aprendizagem, são emitidos os mesmos certificados. Aliás, um diploma EAD não menciona que o curso foi realizado pelo método online.

Isso porque o MEC não diferencia um tipo de curso do outro, uma vez que os critérios para a emissão das autorizações são os mesmos, seja para a pós EAD ou seja para a tradicional.

Como você pôde perceber, uma pós-graduação em Saúde Preventiva pode ajudar a alcançar promoções no setor público ou mesmo encontrar uma renda extra no mercado privado.

Desse modo, você fica mais perto de alcançar aquele tão sonhado cargo de coordenação, que proporcionará aumento de salário e uma melhora em sua qualidade de vida. Quer saber mais sobre esse investimento? É simples: conheça o curso de pós-graduação em Saúde Preventiva da Faculdade Unyleya!






Nosso App

Nossas Redes Sociais