O que é EAD? Respondemos todas as suas perguntas sobre o assunto

  • 11/abr/2018

O que é EAD? Respondemos todas as suas perguntas sobre o assunto

Você está pensando em entrar na faculdade a distância para começar (ou continuar) sua formação superior, alavancar a carreira e ampliar as oportunidades profissionais para o seu futuro, mas está com dúvidas sobre o que é EAD? Pois não se preocupe! Você não é o único!

São inúmeras as pessoas que têm curiosidade e se questionam sobre o tema, já que a tecnologia tem sido usada cada vez mais com propósitos educativos — abrindo portas para o mercado de trabalho e gerando possibilidades que muita gente nem sequer imaginaria décadas atrás.

Por essa razão, preparamos um post completo para responder às principais questões acerca desse assunto, como e quando surgiu essa modalidade de ensino, as vantagens e desvantagens dela, o tipo de vestibular para o ingresso, entre outros pontos importantes. Acompanhe até o fim!

O que é EAD?

A educação a distância, ou EAD como também é chamada, é um modelo de ensino, onde o aluno e professor estão separados fisicamente, no entanto, estão conectados no meio virtual mediante as inovações que a tecnologia oferece para manter essa ligação.

Esta modalidade surgiu da necessidade de as pessoas adquirirem o conhecimento — que é obtido principalmente em uma formação acadêmica — para se profissionalizarem e seguirem uma carreira, mesmo quando não podiam frequentar uma instituição de ensino — independentemente de qual fosse o motivo que as impedisse.

Para atender a essa demanda, os centros de educação no mundo evoluíram e passaram a oferecer uma alternativa com as mesmas atividades educativas que ocorrem na modalidade presencial, porém, por meio do ambiente virtual.

Isso acontece graças à tecnologia, que permite a criação de espaços online (as plataformas) tão interativos e produtivos quanto a sala de aula, sem que o aluno precise sair de casa ou tenha que parar a rotina que tem para acompanhar e se formar no curso de sua escolha.

Como surgiu a EAD?

Há pouco, explicamos o que é EAD. Percebemos que a modalidade foi sempre ligada à tecnologia. Para se ter uma ideia, a educação a distância existe desde o século XVIII quando, em meados de 1728, foi oferecido o primeiro curso a distância do qual se tem conhecimento: o de taquigrafia por correspondência — ministrado por Caleb Phillips, nos EUA.

Desde então, a história da educação a distância progride de acordo com o decorrer da evolução dos meios tecnológicos para propiciar a comunicação entre professor e aluno.  O avanço tecnológico e o papel da imprensa foram essenciais para que a transmissão da informação pudesse chegar ao receptor e vice versa, portanto, viabilizando o ensino a distancia.

A partir desse período, surgiram outras vertentes na Europa, como os cursos de idioma da Escola de Línguas por Correspondência em Berlim, no ano de 1856, que também usavam o sistema dos correios para enviar tarefas e conteúdos para os alunos.

Durante a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais, a EAD ganhou um aliado de peso: o rádio. Item considerado indispensável em qualquer residência à época de ambos os acontecimentos, a programação desenvolvida para os ouvintes também ensinava.

Afinal, ajudava a complementar o material impresso que era despachado para as residências de quem estudava enquanto era correspondente de algum curso. Nos anos 80 e 90, foi a vez da televisão ser o principal agente facilitador da educação a distância.

Quem não lembra, por exemplo, dos famosos telecursos que abordavam conteúdos da educação fundamental e também superior? Já com o avanço tecnológico que marcou o início dos anos 2000 em diante — e aperfeiçoou a nossa capacidade de comunicar e interagir instantaneamente por meio dos computadores —, a EAD evoluiu.

Hoje, ela se tornou mais dinâmica, com um material didático mais completo, personalizado e, principalmente, ainda mais acessível.

Tanto é que, com um aparelho com acesso à internet, você debate com professores e colegas, assiste às videoaulas, faz download e upload de arquivos, pesquisa assuntos em questão de segundos, entre outras infinitas possibilidades — e tudo isso sem precisar compartilhar do mesmo ambiente físico ou combinar um horário com ninguém.

Qual é o decreto que regulamenta a EAD?

O decreto que regulamentava o que é EAD era o nº 5.622, aprovado em 19 de dezembro de 2005. Contudo, no dia 25 de maio de 2017, ele foi revogado e teve a legislação sobre o tema atualizada com o decreto nº 9.057.

De forma geral, ele mantém as mesmas disposições sobre o que se caracteriza como educação a distância, que é o processo — por meios tecnológicos — de difusão do saber, acompanhamento, realização de atividades e avaliações entre alunos e professores que podem estar tanto em locais distintos quanto momentos diversos.

Além disso, ele também estabelece os termos que a educação deve seguir quanto à oferta de vagas, à organização dos cursos (e aos respectivos projetos pedagógicos), ao desenvolvimento de atividades práticas e à infraestrutura que os polos devem ter, seja ela básica, seja ela superior.

Como funcionam os cursos a distância?

Fazer um curso a distância não é nenhum bicho de sete cabeças! Ao contrário, seu funcionamento é bem simples e prático. Por exemplo, em cada semestre, são cursadas as disciplinas previstas na matriz curricular da graduação, com as aulas e o material didático disponibilizados em uma plataforma online.

Você acessa eles de acordo com sua própria rotina de estudos e, periodicamente, realiza as atividades propostas pelo seu tutor EAD. Para se comunicar com ele, basta utilizar o ambiente virtual de aprendizagem, enquanto, com os seus colegas, por outro lado, deve-se usar o fórum.

Sempre que precisar complementar os estudos, você pode contar com o suporte de tutoria por meio da plataforma. E, também, há um polo, conforme a sua localidade escolhida, em que vão ocorrer as atividades presenciais, como provas, práticas profissionais e defesas de trabalhos (incluindo o da conclusão de curso).

Quais graduações podem ser feitas na EAD?

Embora nem todos os cursos estejam disponíveis na modalidade a distância, a cada ano, aumenta o número de graduações que são ofertadas com esse perfil — o que amplia o seu leque de opções e permite que você explore tanto áreas afins quanto segmentos opostos.

Caso tenha interesse em saber quais são todas as alternativas, saiba que você pode utilizar o portal do e-MEC, que é disponibilizado pelo próprio Ministério da Educação, para consultar não somente as instituições de educação superior, como também todos os cursos cadastrados oficialmente no órgão que compartilhem desse mesmo requisito.

Ao todo, existem na base de dados oficiais do MEC mais de 100 opções de graduação a distância que são ofertadas por universidades de todas as regiões do país. Alguns deles são:

Portanto, você pode pesquisar com calma e bastante cuidado para encontrar aquele que vai lhe permitir adquirir as habilidades e os conhecimentos necessários para se tornar um profissional no ramo desejado.

Os cursos a distância são certificados pelo MEC?

O mesmo decreto do qual falamos anteriormente, o nº 9.057, aborda nos capítulos III e IV as condições necessárias para que as instituições que queiram oferecer diferentes graduações e pós-graduações a distância sejam credenciadas, reconhecidas e autorizadas a prestar esse serviço.

Portanto, não se preocupe, pois esse processo faz com que não apenas o MEC certifique os cursos EAD, como também garanta a qualidade do ensino e a adequação dele aos parâmetros nacionais, a infraestrutura necessária e a formação de um corpo docente competente.

Sem mencionar, é claro, que haja um atendimento adequado aos estudantes tanto pela plataforma quanto nos polos, para que o aprendizado de todos seja satisfatório e forneça as habilidades e competências necessárias para que se tornem profissionais capazes de atender às demandas do mercado.

Como escolher o melhor curso?

Para ter a certeza de que escolheu o melhor curso para se graduar, vale a pena levar alguns fatores em consideração além do renome da instituição de ensino no segmento EAD, como:

  • a grade curricular e a carga horária do curso, para conferir se ambas são completas ou deixam a desejar em algum quesito;
  • a quantidade de profissionais do corpo docente com mestrado, doutorado e especialização — já que a qualificação deles influencia diretamente a metodologia de ensino em sala de aula e a forma de repassar conhecimento;
  • a opinião de outros estudantes e ex-estudantes sobre o plano pedagógico aplicado no curso e a eficiência dos canais de comunicação do aluno com a faculdade;
  • a infraestrutura dos polos de graduação, afinal, eventualmente, você vai usá-los nos encontros presenciais, por exemplo.

Quais as vantagens de um curso EAD?

Um curso EAD traz vantagens que influenciam positivamente a otimização da sua rotina e aprimoram a sua relação com os estudos. Abaixo, você vê quais são elas:

As aulas não ocorrem em ambiente físico

As aulas da EAD são virtuais e disponibilizadas por meio de uma plataforma a que você tem acesso ao fazer o login. Por conta disso, você não precisa se locomover até um ambiente físico e em horários preestabelecidos para acompanhar os conteúdos e avançar para os próximos semestres.

Essa é uma grande vantagem para quem já tem uma ocupação, especialmente em período integral, pois é justamente durante a manhã e à tarde que a maioria das instituições de ensino presencial oferece os respectivos cursos — o que inviabiliza totalmente a realização deles.

Além disso, você evita estresse por conta de possíveis atrasos e faltas, economiza com custos envolvendo transporte e, de quebra, ainda otimiza o seu tempo — já que, nas grandes cidades do país, o percurso de ida e volta do trabalho para a faculdade e da faculdade para casa pode levar não apenas minutos, como também horas.

Mais autonomia para o estudante

Além de não precisar se locomover até um espaço físico, o aluno tem total autonomia para montar a própria rotina de estudos de acordo com os horários que melhor lhe convêm, sem comprometer os seus afazeres pessoais e profissionais.

Quem trabalha em horário comercial, por exemplo, pode aproveitar a noite para se dedicar às aulas ou, então, utilizar o fim de semana para isso. Fica a seu critério.

Conteúdo do curso sempre disponível

Outra vantagem da educação a distância é que não importa o local em que você está ou qual seja o dia em questão, o conteúdo do curso está sempre disponível na plataforma. Basta você acessar do smartphone, tablet ou computador e pronto.

Ou seja, além de poder interagir e tirar suas dúvidas com o tutor a distância e  com os demais colegas no fórum de discussão, você pode rever as aulas desde que cumpra o calendário acadêmico proposto no espaço do aluno e, fazer uso dos materiais desenvolvidos pela instituição e demais arquivos, como tarefas e trabalhos relacionados às disciplinas.

Quais os desafios da educação a distância?

Existem alguns aspectos da educação a distância que podem ser considerados desafiadores. Abaixo, você conhece quais são eles:

Necessidade de equipamento conectado à internet

Sem um notebook, computador, tablet ou smartphone de fácil acesso na sua residência e com acesso à internet de banda larga, pode ser complicado acompanhar as aulas, pesquisar novos assuntos e baixar os conteúdos disponíveis na plataforma (em especial, aqueles que envolvem vídeos).

Por isso, é fundamental assegurar que você vai dispor de ambos antes de se matricular no curso, para evitar contratempos que afetem o seu desempenho e a sua produtividade no decorrer dele.

Autocontrole deve ser constante

Já que falamos em produtividade no tópico anterior, vale a pena falar de outro aspecto que pode afetá-la: a falta de autocontrole. Afinal, por estarem conectados à rede, muitos estudantes acabam se deixando levar por notificações no desktop e a infinidade de páginas na web, como redes sociais, blogs e sites de jogos.

Com isso, perdem a concentração nos estudos e acabam postergando as obrigações da vida acadêmica. Logo, se autodisciplinar é indispensável para encarar uma formação a distância com a seriedade e o foco que ela exige!

Existe alguma diferença do diploma EAD para o presencial?

Esse é, sem dúvidas, um dos questionamentos mais recorrentes quando se trata de uma formação a distância. Portanto, se você também se pergunta a respeito disso, saiba que não há absolutamente nenhuma diferença. Longe disso, ambos são reconhecidos pelo MEC e têm o mesmo peso para o mercado de trabalho, tanto que, no diploma obtido no curso a distância, não há nenhuma distinção quanto à modalidade em que ele foi obtido.

Inclusive, caso sua intenção seja a de se graduar e, posteriormente, realizar uma pós-graduação, como um MBA ou uma especialização a distância, ele será igualmente aceito para o seu ingresso, tal como ocorreria com o diploma de um curso presencial.

Cursos EAD são mais baratos? Por quê?

Fazer uma graduação ou pós-graduação a distância é sim mais barato do que presencialmente, e você sente essa diferença no valor da mensalidade (que é mais acessível para você e os demais estudantes). A principal razão para isso está na ausência de um ambiente fixo.

Afinal, quando a instituição de ensino dispõe de um espaço para receber alunos, professores e demais funcionários, há custos que envolvem tanto a manutenção do local quanto os colaboradores que trabalham nele — e isso influencia diretamente o valor que é cobrado mensalmente dos alunos.

Logo, a EAD é uma ótima opção para quem tem o orçamento mais apertado, mas nem por isso deseja abrir mão de investir na própria formação.

Como estudar em uma faculdade EAD?

Já falamos sobre o que é EAD, das vantagens e desafios dela e do funcionamento dos cursos a distância. Agora é o momento de compartilhar com você algumas dicas que vão ajudá-lo a estudar em uma faculdade a distância e, principalmente, otimizar seu cronograma de estudos e o espaço destinado a eles no seu lar. Confira:

Dicas para montar um cronograma de estudos em EAD

  • faça um checklist diário e semanal das suas atividades acadêmicas (revisão, resolução de exercícios, leitura de conteúdo etc.);
  • promova um ciclo rotativo de matérias para o seu aprendizado — assim, você não prioriza apenas as disciplinas com as quais tem mais afinidade e deixa de lado aquelas que merecem mais atenção pelo grau de dificuldade;
  • defina os períodos em que você vai estudar e também os intervalos entre eles — dessa forma, você não consome todo o seu tempo livre e não precisa abdicar da sua vida pessoal;
  • estabeleça um dia para sanar suas dúvidas com o tutor EAD e seus colegas de classe no fórum.

Dicas para montar o seu ambiente de estudos

  • utilize uma mesa e cadeira proporcionais à sua altura para evitar incômodos ou dores nas costas por conta de uma má posição;
  • deixe sempre à disposição (e devidamente organizado) o seu material, como livros, cadernos, pastas para arquivos impressos e documentos da faculdade, estojos etc.;
  • invista na utilização de duas telas (de dois computadores ou dois notebooks, por exemplo) para aumentar o seu desempenho e facilitar o manuseio do equipamento ao realizar múltiplas atividades;
  • evite deixar aparelhos eletrônicos ligados ao seu redor, especialmente, se não vão ser usados — eles podem se tornar distrações.

O que é um tutor EAD?

O tutor EAD nada mais é do que o profissional da educação responsável por acompanhá-lo durante o semestre, monitorando o seu desempenho nas disciplinas e aplicando trabalhos e exercícios de maneira recorrente para cada uma delas.

Mas não só isso, visto que ele também será o seu suporte virtual quando houver dúvidas referentes aos conteúdos das matérias. Por esse motivo, é muito importante que você não fique com vergonha ou se acanhe quando sentir que precisa de uma orientação sobre determinado assunto que não está compreendendo.

Lembre-se de que esse é o papel do tutor e ele está disponível justamente para atendê-lo quando for necessário, e auxiliá-lo a progredir (e se desenvolver) cada vez mais no curso!

O que se espera de um aluno EAD?

Nunca pense que por fazer um curso EAD — no qual você estabelece seus próprios horários e não há necessidade de se locomover até um local para assistir às aulas, como já mencionamos —, a sua formação será mais fácil. Essa é uma concepção completamente equivocada e que pode fazer você “meter os pés pelas mãos”, como diz o ditado.

Afinal, embora você tenha mais autonomia e flexibilidade para montar sua rotina de estudo conforme suas necessidades, será preciso o mesmo grau de dedicação e esforço que teria caso estivesse frequentando diariamente uma faculdade para acompanhar as matérias. Caso contrário, será impossível assimilar o conteúdo, realizar os trabalhos e exercícios sem acumulá-los e ter um bom desempenho nas provas.

Abaixo, reunimos alguns dos aspectos que são esperados de um aluno EAD para um bom aproveitamento do ensino superior. Veja quais são eles:

  • disciplina: para montar um cronograma de quando e em que horários você vai estudar, revisar e fazer questões e projetos — evitando, assim, descumprir prazos e atrasar matéria e entrega de trabalhos;
  • organização: para definir um espaço no lar que servirá como “canto de estudos”, no qual você pode arrumar seu material de estudo, como livros e cadernos, e armazenar documentos e arquivos por semestre;
  • proatividade: para estudar sem precisar de lembrete de colegas e professores, e buscar complementar o que é visto nas aulas com conteúdo extra, independentemente de ser na internet ou em material físico;
  • foco: para saber gerenciar o tempo e não ficar sobrecarregado, especialmente, quando se tem outras atividades durante o dia, mantendo a concentração no conteúdo do curso sem ceder às distrações online.

Quem faz EAD pode estagiar?

Sim. Os estágios com vínculos empregatícios ou não podem ser realizados por estudantes de ambas as modalidades de ensino. Inclusive, diversos cursos contam com o formato supervisionado obrigatório nos últimos semestres da graduação, conforme previsto na matriz curricular deles, por exemplo, no curso de Administração.

Dessa forma, você tem a oportunidade de colocar o conhecimento obtido virtualmente em prática, aperfeiçoar a própria postura profissional e lidar com a rotina de trabalho dentro de uma empresa que é da área na qual você deseja construir uma carreira.

Se fizer EAD, tenho direito a carteirinha de estudante?

Se você se questiona a respeito da possibilidade de ter carteirinha de estudante para dispor dos benefícios dela, como a meia entrada, pode ficar despreocupado!

Tanto os alunos de cursos presenciais quanto aqueles de cursos a distância têm direito a usufruir dela, conforme a Lei nº 12.933/13 e pode emiti-la por meio centro acadêmico/diretório estudantil da sua faculdade ou por algumas das associações reconhecidas pelo MEC, como é o caso da União Nacional dos Estudantes (UNE).

Como é o vestibular em EAD?

Para finalizar o nosso post sobre o que é EAD, não pode faltar outra dúvida bastante comum: “como é o vestibular para ingressar nessa modalidade de ensino?”. Existem diferentes formas para quem quer iniciar uma graduação, porém, as mais comuns são:

  • vestibular tradicional: em algumas instituições de ensino aplicam essa modalidade de vestibular, que é desenvolvido e aplicado pela própria faculdade e pode, dependendo da instituição, ser dividido em duas partes — prova geral (aplicada em um primeiro momento) e provas específicas (aplicadas posteriormente, como última etapa seletiva);
  • vestibular a distância: também é desenvolvido e aplicado pela própria faculdade, mas pode ser agendado e é feito totalmente online — para sua maior comodidade e praticidade;
  • Enem: a sua nota no Exame Nacional do Ensino Médio pode ser usada para concorrer a uma vaga, ou conseguir a isenção do vestibular caso atinja uma determinada média (500 pontos, por exemplo);
  • transferência: quem faz faculdade em outra instituição seja ela presencial, seja a distância, pode pedir a qualquer momento transferência para realizar um curso EAD. Basta apresentar histórico e demais documentos solicitados;
  • segunda graduação: por último, há aqueles que já têm uma graduação e desejam fazer uma segunda para diversificar a formação. Nesses casos, o aluno costuma ser isento de prestar vestibular e deve apenas entregar os documentos exigidos.

Tirou todas as suas dúvidas sobre o que é EAD e tudo o que envolve esse assunto? Então, utilize todas as informações contidas neste post para se decidir sobre a realização de um curso a distância que, certamente, será um grande investimento para o seu futuro profissional!

Gostou deste post? Aproveite e assine a nossa newsletter para receber outros temas, dicas e sugestões sobre esse tema e ficar por dentro das últimas novidades da educação a distância!



Nosso App

Nossas Redes Sociais