Faculdade a distância: entenda como o TCC é feito

  • 30/abr/2018

Faculdade a distância: entenda como o TCC é feito

Apesar do constante crescimento do setor, ingressar em um curso superior a distância ainda é novidade para muitos estudantes. Por isso, alguns requisitos dessa modalidade de ensino são fontes constantes de dúvidas.

Se você está lendo este artigo, é provável que também esteja se questionando a respeito de um aspecto bem específico: o que é trabalho de conclusão de curso (TCC) e como ele é feito na faculdade a distância?

Afinal, o que muda na elaboração do TCC na modalidade de educação a distância? Como ocorre o acompanhamento com o orientador e a apresentação? Quais são os procedimentos em relação às normas da ABNT?

Continue sua leitura e descubra todas as particularidades dessa importante etapa para a obtenção de um título de graduado!

Afinal, para que serve o TCC?

Para começar, é importante ressaltar que na maioria dos casos a aprovação do TCC é obrigatória para a obtenção do diploma ou certificado de conclusão de curso. No caso da Faculdade Unyleya, por exemplo, o trabalho é obrigatório para todos os cursos de Graduação. Já nos cursos de Pós-Graduação os alunos têm a disciplina de Desenvolvimento profissional, e o TCC não é obrigatório.

Antes de ir ao assunto principal, vamos falar um pouco sobre a importância do TCC no fim de uma graduação. Ele pode ter dois objetivos bem diferentes.

Em alguns cursos, pode ser a criação de um projeto que permita aos estudantes vivenciarem a fundo o que verão no mercado de trabalho, trazendo uma perspectiva nova para sua futura área de atuação. Em outros casos o TCC também pode ser uma iniciação à pesquisa acadêmica.

Em ambas as situações, o trabalho serve para aprofundar os conhecimentos adquiridos durante o curso, com foco em uma área específica que desperte interesse no aluno. Apesar de ser algo extremamente trabalhoso, é fato que o TCC é uma experiência que proporciona grande crescimento acadêmico, profissional e pessoal.

Qual é a estrutura de um TCC?

Ainda antes de falar das diferenças, vamos rapidamente nos concentrar nas semelhanças. Para começar, temos a estrutura. Todos os elementos textuais e pré-textuais que compõem um TCC elaborado para o ensino presencial estão presentes também na EAD:

  • capa;
  • dedicatória;
  • agradecimento;
  • resumo;
  • sumário;
  • introdução;
  • desenvolvimento da problemática na forma de capítulos;
  • conclusão;
  • bibliografia;
  • anexos.

Exatamente como na modalidade presencial, cada um desses elementos deve ser formatado conforme as regras da ABNT, a Associação Brasileira de Normas Técnicas: a paginação, as margens e as fontes devem seguir um padrão específico; as citações devem ser referenciadas; as figuras enumeradas etc.

Tenha em mente, inclusive, que os estágios que precedem a escrita propriamente dita também permanecem os mesmos. Estamos falando da escolha de um tema/problemática, da pesquisa de fontes, elaboração de um pré-projeto e fundamentação teórica.

Que tipos de TCC existem?

Cursos de áreas diferentes ou em faculdades diferentes podem ter tipos distintos de trabalho de conclusão de curso. Em alguns casos, é possível escolher entre duas ou mais opções. Confira os principais tipos:

Monografia

Como o próprio nome já esclarece, a monografia é um trabalho individual. Geralmente é mais extensa e mais aprofundada que os demais tipos de TCC, e exige uma grande carga de leitura. O mínimo de páginas é definido por cada faculdade, mas normalmente gira em torno de 50 a 70.

Artigo acadêmico

Um artigo científico tem as mesmas propriedades da monografia, porém, seu tamanho é bem mais reduzido. Além disso, o artigo pode ser feito individualmente ou em grupo.

Projeto prático

Esse tipo de trabalho geralmente é feito em grupo, e seu modo de funcionamento depende da área do curso. Em cursos de Administração, por exemplo, o trabalho pode ser a confecção de um plano de negócio. Geralmente envolve a criação de um projeto ou produto, e vem acompanhado de um relatório técnico individual.

Aqui, você deve estar se perguntando: “Se tudo isso é comum às duas modalidades de ensino, quais são as diferenças então?”. Bem, as diferenças estão no processo de orientação e pesquisa. Confira!

Qual é o papel do professor orientador no TCC a distância?

Você já deve saber que uma faculdade de EAD possui duas figuras distintas: o professor e o tutor. O professor é o especialista na área do curso que possui obrigatoriamente um título de doutor ou mestre.

No ensino tradicional, ele é aquele que ministra as aulas. Na EAD, ele é o responsável pelo conteúdo programático da sua disciplina.

No TCC, seu papel é dar o suporte teórico-metodológico a seus orientandos, sugerir bibliografia, ajudar na identificação da problemática, alertar sobre o plágio e responder, geralmente por meio de um fórum, aos questionamentos dos alunos em relação à fundamentação do trabalho.

Podemos dizer que o professor orientador atua mais no campo das ideias. E o que faz o tutor, então?

O papel do tutor coorientador

Bem, o tutor, também chamado de coorientador, atua na parte “burocrática” da EAD. Normalmente, é ele quem acompanha os alunos durante as disciplinas, tirando suas dúvidas a respeito do funcionamento da plataforma de ensino, da resolução dos exercícios e entrega de demandas, dos debates nos fóruns, dos prazos a serem cumpridos etc.

No TCC, ele é o responsável por orientar os alunos sobre formatação, prazos, ferramentas a serem utilizadas (como os editores de texto, por exemplo) e outras questões de ordem prática. O tutor fornece os instrumentos para que os alunos concretizem suas ideias e as disponibilizem nos canais corretos.

O suporte remoto

No período de elaboração do TCC, tanto o suporte providenciado pelo tutor quanto pelo professor são remotos, ou seja, acontecem no ambiente virtual apenas. Tais momentos de interatividade costumam ocorrer nas plataformas online disponibilizadas pela própria instituição.

A diferença entre comunicação síncrona e assíncrona

A comunicação na EAD pode ocorrer de duas maneiras: síncrona e assíncrona. Na vertente síncrona, aluno e professor (ou tutor) estão dialogando ao mesmo tempo no ambiente virtual.

Assim, as trocas de ideias ocorrem simultaneamente porque tanto o emissor quanto o receptor estão online. Exemplos de programas e aplicativos que permitem a comunicação síncrona são chats, telefone e web conferência.

Já na comunicação assíncrona, as trocas ocorrem de acordo com os momentos de acesso de cada participante. Com frequência, os estudantes postam suas dúvidas nos fóruns de discussão e são respondidos posteriormente, ou tópicos são criados pelos tutores e a participação dos alunos ocorre de acordo com sua disponibilidade de horários. Exemplos dessa comunicação são fóruns e e-mails.

No processo de elaboração do TCC, a lógica da orientação é a mesma. É comum que ambos os tipos ocorram simultaneamente, formando uma sequência híbrida de interações.

Como funciona a entrega e apresentação do TCC a distância?

Embora todo o processo de orientação seja realizado a distância, é obrigatório defender a monografia perante uma banca examinadora, exatamente como ocorre no ensino presencial. A entrega e a apresentação, portanto, ocorrem no polo da universidade escolhido pelo aluno desde a sua matrícula.

A apresentação é, na verdade, um momento colaborativo em que os membros da banca podem sugerir ajustes e melhorias, e no qual o aluno defende seu ponto de vista e suas escolhas relativas à temática e à pesquisa em si.

Os prazos para entrega e apresentação costumam ser predeterminados. Como mencionamos, é responsabilidade dos tutores garantir que o estudante cumpra esses requisitos mínimos para obter seu diploma.

Vale lembrar que o diploma emitido em um curso de EAD, se a instituição for devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), vale tanto quanto aqueles emitidos nos cursos presenciais. De fato, não há nada nos documentos que os diferencie.

Quais são as vantagens do TCC a distância?

Você sabe por que a educação a distância (ou EAD) é um setor em expansão? Porque ela oferece uma plataforma de ensino com aulas e horários flexíveis a preços acessíveis, removendo efetivamente alguns empecilhos que a modalidade presencial impõe para muitos estudantes brasileiros. Nela, o aluno define sua evolução, seus horários de estudo e momentos de interatividade.

A própria elaboração do TCC, como vimos, é feita a distância, com orientação remota e auxílio de um tutor, além do tradicional professor. Essa dinâmica facilita imensamente o processo de pesquisa e escrita, especialmente para estudantes que têm impedimentos relacionados à mobilidade.

Enfim, uma faculdade a distância resulta num TCC cuja estrutura é idêntica à dos cursos presenciais; porém, o processo de elaboração é mais flexível, graças ao avanço da tecnologia.

Agora que você já sabe tudo sobre o trabalho de conclusão de curso na modalidade EAD, vamos falar um pouco mais sobre o processo de elaboração do TCC. Para muitos estudantes, começar o trabalho pode parecer uma tarefa quase impossível, afinal, não é nada fácil escolher um tema com o qual irá trabalhar por vários meses e que, de certa forma, definirá o encerramento da sua graduação.

Como começar o TCC?

Em qualquer situação, o trabalho de conclusão de curso é uma etapa importante na vida de um estudante. A escolha do tema adequado é muito importante para garantir o sucesso do trabalho, e para tornar todo o processo de elaboração mais agradável. Confira os 4 passos para começar o TCC:

1. Pense em um assunto que realmente te interessa

O ideal é que o trabalho de conclusão de curso esteja ligado a algo que realmente te interessa. Se o assunto despertar sua curiosidade, será um incentivo a mais para realizar um bom trabalho.

Uma dica interessante é examinar toda a sua trajetória acadêmica e ver quais os pontos que mais marcaram sua graduação. Em que tipo de projetos você esteve envolvido? Quais foram as suas aulas preferidas? Algo te chamou atenção em um estágio?

Outra forma de pensar no tema é escolhendo algo relacionado ao que você quer fazer no futuro, seja uma área de pesquisa ou um aspecto do mercado de trabalho da sua profissão. Assim você aproveita o TCC para ficar por dentro da área que te interessa e aumentar ainda mais sua qualificação profissional.

2.Escreva todas as suas ideias e tente relacionar conceitos

Para organizar as ideias, nada melhor do que escrevê-las. Escreva tudo o que você pensou, depois tente separar as ideias por grupos, juntando tudo o que estiver minimamente relacionado.

Em seguida, tente imaginar como seus diferentes interesses poderiam ser trabalhados em conjunto. Se você se interessa muito por psicologia infantil, por exemplo, e seu sonho é trabalhar com crianças especiais na educação infantil, parece uma boa ideia desenvolver um trabalho sobre psicologia educacional.

3.Recorte o tema

O TCC tem tamanho e prazos limitados, que não te permitem trabalhar todos os aspectos de um assunto que te interessa. Continuando com o exemplo da psicologia educacional, você não conseguiria desenvolver um bom trabalho se se propusesse a falar sobre todas as teorias da área aplicadas em todas as realidades escolares do Brasil.

O trabalho de conclusão de curso não precisa ser amplo; ele precisa ser aprofundado e conseguir discorrer bem sobre um aspecto, sem deixar pontas soltas. Para isso, é preciso recortar o tema.

Isso significa que você terá que passar sua ideia por uma espécie de funil — sair de um termo amplo e geral e chegar a um assunto específico e realizável. Voltando ao nosso exemplo, seu tema poderia ser: “Teorias recentes da Psicologia Educacional aplicadas à realidade da educação especial na escola X”. É um tema específico, e não deixa de envolver psicologia e educação.

4.Transforme em uma pergunta

Não é uma regra que seu tema de pesquisa seja uma pergunta, mas pensar nele dessa forma torna a pesquisa mais fácil e bem direcionada. Se você conseguiu pensar em um tema pertinente, é provável que exista alguma dúvida ou hipótese sobre ele.

Partindo desse ponto, não será difícil formular uma pergunta cuja resposta seja exatamente o que você queria saber quando teve a ideia do tema.

Mas atenção: em um trabalho de conclusão de curso, principalmente nos tipos mais voltados para o acadêmico (monografia e artigo), não existem respostas conclusivas e definitivas. Portanto, sua pergunta não pode exigir uma resposta de “sim ou não”; ela precisa ser ampla e permitir diferentes conclusões.

Quais são as principais dicas para realizar o TCC a distância?

Agora que você já sabe quais são os principais passos para começar o trabalho de conclusão de curso, trouxemos algumas dicas interessantes para auxiliar a superação dessa etapa. Leia as 7 dicas abaixo com bastante atenção e coloque-as em práticas para realizar um bom trabalho:

1. Escolha um tema que realmente te inspire

O TCC exige uma grande dedicação do estudante, com horas destinadas à pesquisa, organização, redação, formatação e revisão do conteúdo. Não à toa, um erro na escolha do tema pode tornar o trabalho quase insuportável. Ora, ninguém quer se dedicar a um artigo ou monografia com um tema que considera chato ou sem importância, não é mesmo?

Por isso, o ideal é não deixar a escolha para última hora e buscar um assunto inspirador. Se possível, passe por um processo de seleção, procure diversos assuntos, exclua os menos significativos e leia a respeito dos potenciais candidatos. Posteriormente, não tome uma decisão definitiva, mas espere alguns dias para verificar se a opção foi, de fato, a mais acertada.

2. Monte um cronograma de trabalho

Tanto o processo de escolha como os demais passos para concluir o TCC devem fazer parte de um cronograma. Afinal de contas, o período disponível para escrita e entrega do trabalho é sempre limitado, logo, o melhor é distribuir o esforço de maneira equilibrada.

Se você deixar tudo para última hora, não só haverá noites em claro como a qualidade do trabalho será prejudicada, colocando em risco a aprovação no curso. Então, divida seu projeto em etapas e disponha de um tempo razoável para concluir cada tarefa.

3. Fique atento às normas da ABNT

Os trabalhos científicos devem seguir as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), principalmente em relação à formatação do conteúdo. Qualquer desvio pode significar a perda de pontos e, consequentemente, colocar em risco a aprovação do estudante.

Por isso, o ideal é que você leia essas regras e, em caso de dúvidas, busque mais informações com seu orientador. Vale ressaltar que, muitas vezes, as pessoas pagam para que um terceiro coloque os artigos no padrão exigido, quando não dominam os softwares de edição de texto. Isso é permitido, desde que não haja participação no conteúdo do TCC.

4. Conheça as regras da sua instituição de ensino

Embora sigam as determinações da ABNT, as instituições de ensino encontram uma certa margem para criar regras sobre a elaboração dos trabalhos. Logo, você deve consultar as determinações da faculdade e, se possível, um modelo dos projetos realizados na casa.

Igualmente, fique atento a outras normas definidas pelo curso superior, como prazos, datas de apresentação, limitação de assuntos e afins.

5. Nunca copie nada

O plágio é possivelmente o elemento mais combatido no TCC. Além do controle interno exercido pelas instituições de ensino, o Código Penal trata a matéria como crime:

Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos:

Pena — detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

Nesse sentido, os trabalhos científicos devem separar muito bem o que foi realizado pelo estudante dos textos de terceiros. Logo, você não deve copiar nada como se fosse seu!

6. Use citações devidamente referenciadas

Muitas vezes, em um trabalho, surge a necessidade de uso do conhecimento produzido por um terceiro, especialmente dos autores notáveis de uma área. O que fazer quando isso ocorre?

A legislação autoriza a inserção de trechos de outros trabalhos, desde que eles sejam referenciados adequadamente. Em um TCC, isso significa o uso de aspas ou de uma formatação diferenciada para deixar claro que aquilo não foi dito pelo estudante, bem como a indicação bibliográfica.

7. Revise o português com a devida atenção

Uma revisão adequada do português pode evitar a perda de pontos de duas formas. A primeira diz respeito à apresentação do trabalho, e a segunda, à compreensão do conteúdo.

Para evitar erros, além da utilização de um corretor automático, é importante rever o texto alguns dias após a redação, se possível com o conteúdo impresso. Temos dificuldades para encontrar defeitos quando estamos imersos na escrita, bem como em redações em meio digital.

Use corretores gramaticais diferentes e faça uma revisão minuciosa com o trabalho impresso no mínimo duas vezes antes da entrega.

Seguindo todas as nossas dicas, e conhecendo bem o que é e como funciona o TCC na faculdade a distância, você terá todas as condições para realizar um bom trabalho e superar essa etapa importante do curso sem grandes dores de cabeça.

Quer saber mais sobre o universo EAD? Então, assine nossa newsletter e receba vários conteúdos como este no seu e-mail!



Nosso App

Nossas Redes Sociais