O que é intraempreendedorismo? Aprenda um novo nível de autonomia

  • 03/jan/2018

O que é intraempreendedorismo? Aprenda um novo nível de autonomia

A palavra empreendedorismo já entrou de vez no cotidiano dos brasileiros. Uma onda de novas empresas surgiu nos últimos tempos, trazendo grandes inovações e solucionando problemas que até então pareciam impossíveis.

O crescimento das startups mudou o conceito de negócio e trouxe inúmeros benefícios para o mundo empresarial. Um deles, que tem se tornado mais difundido à medida que a cultura da administração criativa avança é o intraempreendedorismo, um nível máximo de autonomia e motivação. Mas, o que é isso?

Da mesma forma que um empreendedor busca gerar ideias criativas para atender às demandas de um público, o intraempreendedor age repensando os processos internamente, propondo mudanças e inovações de dentro para fora da empresa.

O intraempreendedor tem aquilo que chamamos de “cultura empreendedora” — ele busca usar a criatividade, trabalhar com foco e dedicação, mesmo que seja para resolver um simples problema pessoal.

Muito bem-vindo nas organizações, esse perfil não é engessado, não possui um molde fixo, mas, pelo contrário, pode ser desenvolvido e impulsionado combinando as qualidades do funcionário com as necessidades da empresa.

Para ajudar você a entender melhor o assunto e alcançar esse nível de autonomia pessoal e profissional que só tende a trazer benefícios, listamos uma série de boas práticas para desenvolver o intraempreendedorismo, que nada mais é do que o hábito de empreender em todas as situações da vida. Confira!

Não tenha medo de fazer sugestões

Você já percebeu um problema, pensou em uma solução para ele mas deixou de sugerir por acreditar que sua ideia era ruim? Ou, pior ainda, já deixou de dar a sugestão porque achava que o problema não era seu?

Não deixe que essas situações ocorram. Nenhuma ideia é ruim — até que se prove o contrário —, e todas elas merecem ser ao menos ouvidas. Talvez a sua ideia não seja a solução definitiva, mas pode ser o primeiro passo para pensar em uma.

Quando se trabalha em equipe, todos os problemas são de todo mundo. Mesmo que você não possa resolver determinada questão, nada o impede de mostrar disponibilidade para ajudar.

Saiba o momento certo para falar

Essa atitude pode parecer contraditória em relação à anterior, mas acredite, não é. Expor suas ideias sem medo não significa dar opinião em tudo, e muito menos insistir em ser ouvido o tempo todo.

Um bom intraempreendedor precisa saber ouvir com atenção e saber o momento certo para falar e opinar, caso contrário, logo será desacreditado. Não forme opinião com base em meias verdades, procure conhecer a situação por completo.

Não faça pré-julgamentos e não tente falar sempre mais que os outros. Seu trabalho precisa ser reconhecido pela qualidade — e não porque você insiste em destacá-lo o tempo todo.

Reconheça o ponto de vista alheio

Ouvir o outro é fundamental, mas não é só — é preciso considerar a opinião alheia. Repetindo o que já foi dito: toda ideia é válida, até que se prove o contrário. Respeite as ideias dos outros e ajude-os a desenvolvê-las, mesmo que a princípio não sejam como você havia imaginado, elas podem acabar surpreendendo você.

Se alguém apresentar uma opinião contrária à sua, escute os argumentos, mesmo que continue não concordando. Um intraemprendedor precisa exercitar a empatia, saber se colocar no lugar do outro para entender suas demandas.

Seja flexível

Mesmo que seus projetos sejam muito bons, não se apegue demais a eles. Ao centrar todos os seus esforços em uma única direção você pode deixar passar ótimas oportunidades pelo caminho.

Não tente ditar regras e não espere que as coisas sejam feitas sempre do seu jeito. Uma das principais vantagens do trabalho em equipe é a multiplicidade de olhares e habilidades que, se combinadas da maneira correta, podem transformar um projeto comum em algo extraordinário.

Não se trata de abrir mão do nível de qualidade que você imaginou para aquele projeto, mas de aceitar, novamente, que as opiniões alheias merecem consideração e que cada pessoa tem um modo diferente de pensar e agir.

Incentive a equipe

Sendo ou não o líder de uma equipe, você é responsável por ela. Como membro de um grupo é preciso saber que o sucesso depende do alinhamento e do crescimento conjunto. O desenvolvimento colaborativo é benéfico para todos.

Um verdadeiro intraempreendedor sabe que o sucesso coletivo é muito mais gratificante que o individual, por isso, busca não só superar seus próprios desafios, mas ajudar os outros da maneira que for possível.

Use métodos de gestão

Essa última dica serve principalmente para organizar sua rotina, afinal, é preciso manter tudo sob controle para conseguir ver as coisas com calma e não agir impulsivamente.

Existem inúmeras técnicas e ferramentas para gestão de tempo, organização de tarefas e gerenciamento de projetos. Escolha o método que atenda melhor às suas necessidades e o coloque imediatamente em prática. Além de melhorar o seu trabalho, também vale aplicar ou dar sugestões para otimizar o desempenho do time.

Se não conseguir encontrar uma técnica pronta que se adeque perfeitamente à sua rotina, desenvolva suas próprias ferramentas. O importante é manter a organização e conseguir ter uma visão panorâmica de todos os projetos em andamento, sabendo quais são seus próximos passos em cada um deles.

O intraempreendedorismo é benéfico tanto para a empresa como um todo, quanto para cada funcionário individualmente. É um modo de pensar visionário e totalmente compatível com a sociedade cada vez mais dinâmica e digital.

A cultura empreendedora dentro de uma organização pode partir das lideranças, incentivando a equipe com programas de inovação, cursos e palestras, mas também pode surgir por meio de um único intraempreendedor que busca disseminar seu espírito para o restante das pessoas.

Não espere desenvolver esse perfil da noite para o dia. O intraempreendedorismo é um hábito que precisa ser trabalhado e moldado, aproveitando-se das suas melhores características. Foque nos pontos que são mais difíceis para você e estabeleça pequenas atitudes diárias para melhorá-los.

Agora que você já sabe o que é o intraempreendedorismo, que tal começar a agir? Compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude a formar cada vez mais intraempreendedores!

 






Nosso App

Nossas Redes Sociais