Por que se tornar um professor de Letras? Confira as razões aqui!

  • 22/jul/2019

Por que se tornar um professor de Letras? Confira as razões aqui!

“Por que você quer se tornar um professor de Letras?” — essa é uma das perguntas mais feitas a quem decide se graduar na área. Afinal, quem é docente tem uma grande responsabilidade, pois se torna o responsável pela formação de muitas pessoas e principalmente por instigar a curiosidade pelo conhecimento e o desenvolvimento do raciocínio crítico nos alunos.

Pensando nisso, reunimos no post de hoje algumas das principais razões para você fazer essa escolha profissional. De quebra, ainda listamos outros ramos que você pode seguir ao se formar em Letras. Acompanhe!

Razões para se tornar um professor de Letras

Aqueles que se interessam por ser professor de Letras (seja de português, seja de uma língua estrangeira) compartilham de muitas afinidades e interesses que demonstram a vocação para estar em sala de aula e a capacidade de lecionar.

A seguir, você fica por dentro de algumas das razões pelas quais alguém decide se tornar professor de Letras. Confira:

  • gostar de ler com frequência e apreciar literatura;
  • ter interesse em aprender diferentes idiomas;
  • ser alguém que gosta de se atualizar e estar sempre aprendendo;
  • ser paciente com as pessoas, especialmente aquelas mais novas e que não têm o mesmo nível de instrução que você;
  • ter prazer em ensinar, ajudando os alunos a se desenvolverem e se aperfeiçoarem continuamente;
  • respeitar as diferenças, entendendo que ninguém é igual a ninguém e que alguns indivíduos têm histórias de vida muito distintas da sua;
  • gostar de falar em público, ter uma boa oratória e saber se expressar corretamente para diferentes públicos.

Áreas de atuação

Há pouco, nós falamos sobre algumas das razões para se tornar um professor. Agora, vamos mostrar algumas das outras áreas de atuação existentes que oferecem outras experiências profissionais além de lecionar e que podem diversificar a sua carreira. Afinal de contas, não faltam opções de trabalho para esse mercado. Confira!

Tradução

A primeira delas é a tradução — e é fácil entender o motivo disso. Basta lembrar que, ao escolher a graduação em Letras, muitos estudantes optam pela habilitação em uma língua estrangeira. A partir daí, eles se aprofundam em todo o processo de construção, estruturação e comunicação dela.

Devido a isso, muitos querem colocar em prática o conhecimento que têm sobre esse idioma e optam por se tornarem tradutores, passando diferentes obras para o português. Em muitos casos, o profissional é contratado por grandes editoras para realizar esse trabalho.

Vale lembrar que o tradutor também pode atuar em outras funções, como em estúdios de audiovisual, por exemplo, traduzindo filmes, documentários, músicas, hinos, animações e muito mais.

Interpretação simultânea 

O campo de interpretação é muito parecido com o de tradução. Porém, em vez de transcrever textos e mais textos, o intérprete realiza traduções simultâneas ou consecutivas. Por exemplo, ele acompanha o cliente em conferências, palestras, congressos, debates, festas e programas e traduz o que ele diz, além de interpretar o que é dito pelas outras pessoas.

Essa é uma profissão que tem crescido nos últimos anos por conta da globalização e principalmente devido à realização de eventos internacionais que levam cientistas, artistas, empresários e outras personalidades para os mais diversos países.

Produção editorial

A produção editorial, por sua vez, é bem ampla. O motivo disso é que o produtor é o profissional responsável por produzir inúmeros materiais (como livros, apostilas, revistas, enciclopédias, jornais etc.), sendo alguns deles versões traduzidas e adaptadas de obras estrangeiras.

Quem escolhe essa profissão pode optar, por exemplo, por se especializar na editoração de conteúdos para um determinado segmento, como o ensino (fundamental, médio e superior), literatura infantil, moda, medicina e por aí vai.

Estudos literários

Quem escolhe trabalhar com estudos literários tem a possibilidade de atuar em várias frentes. A mais comum, como é de se imaginar, é justamente como escritor de textos, contos, poemas, poesias etc.

No entanto, quem não deseja ser autor pode contribuir para o desenvolvimento das obras de terceiros por meio de consultoria literária. Além disso, há aqueles que se tornam críticos de literatura e avaliam os livros produzidos em solo nacional.

Revisão textual

Fora o que já foi dito, você também pode entrar no ramo publicitário, atuando em agências de publicidade e propaganda. A razão disso é que todas elas contam com um setor de revisão textual por onde passa o texto que será usado em peças gráficas, roteiros, vídeos, jingles, anúncios de outdoor, campanhas, editoriais e demais materiais produzidos no dia a dia.

Dessa forma, os revisores garantem que não haja erros ortográficos, falhas gramaticais, duplos sentidos etc. Problemas assim comprometem o trabalho da agência e podem trazer sérios problemas para as marcas que contrataram o serviço, fazendo com que elas se tornem memes, sejam alvos de críticas na internet, se tornem alvos de boicote e até mesmo sejam denunciadas ao CONAR — que é o órgão que regulamente a publicidade no Brasil.

Assessoria

Outra alternativa de atuação é a assessoria. Embora seja um ramo tradicionalmente associado ao Jornalismo, ele também pode ser exercido pelos formados em Letras. Isso porque empresas, políticos, órgãos governamentais e artistas fazem frequentemente comunicados de imprensa sobre novidades, ações populares, investimentos, assuntos polêmicos e afins.

Todos precisam de um português adequado para ter uma boa comunicação oral e escrita e, assim, evitar problemas que causem danos à sua imagem. É justamente aí que entra o assessor linguístico, revisando com a organização ou a pessoa física o que será pronunciado e fazendo as correções/alterações necessárias.

Como você viu, ser professor de Letras é ter uma atividade movida pelo interesse em continuar adquirindo conhecimento e passando-o para o próximo. Por isso, essa é uma profissão tão importante no mercado.

Além de ser docente, o profissional da área também pode atuar em outros segmentos e ter experiências bem diversificadas — ou seja, caso esse seja o seu interesse, caberá a você explorar tudo o que a área de Letras tem a oferecer!

Gostou do post? Assine a nossa newsletter e saiba mais sobre como é a carreira nessa e em outras profissões que estão em alta no mercado!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Nosso App

Nossas Redes Sociais