Millennials: 6 qualidades da nova geração

  • 01/dez/2016

Millennials: 6 qualidades da nova geração

A “geração Y”, também conhecida como “Millennials”, compreende pessoas com idades entre 18 e 34 anos. Essa geração se desenvolveu numa época de grandes avanços tecnológicos, prosperidade econômica e facilidade material. Neste novo ambiente volátil, onde assistimos o desaparecimento de algumas profissões e a relativização de outras, a lógica do trabalho adquiriu novo significado. Essa nova geração cresceu vivendo em ação, estimulada por atividades, fazendo tarefas múltiplas, e apresenta resistência às tarefas subalternas de início de carreira. Eles desejam posições de destaque desde cedo, em geral com a suposição de que o conhecimento e o currículo técnico tornam desnecessários outros atributos profissionais. É comum que os jovens dessa geração troquem de emprego com frequência em busca de oportunidades que ofereçam mais desafios e crescimento profissional, ou para evitar as dificuldades típicas de muitas carreiras. No entanto, para o editor Geoffrey James, do site Inc.com, existem 6 áreas em que os millennials se destacam e apresentam grandes avanços. Confira:

  1. Eles são mais alfabetizados.

Antes dos millennials a literatura estava na corda bamba. As vendas de livros estavam caindo e os níveis de alfabetização despencando. Então apareceram os millennials que turbinaram a explosão repentina da literatura para jovens. Veja os casos dos livros da saga Harry Potter, Jogos Vorazes etc.

  1. Eles escrevem melhor.

De acordo com Geoffrey, os millennials são pioneiros na troca de mensagens de texto e na publicação de “tweets”, recursos que encorajam a objetividade em se expressar e, consequentemente, clareza de pensamentos. Como cresceram com essas tecnologias, os millennials são, em média, melhores na escrita. Ele afirma que vê isso nos e-mails que recebe: “millennials vão direto ao ponto mais rapidamente do que as pessoas das gerações anteriores. Mesmo quando o assunto é ingênuo eles não desperdiçam palavras. Por outro lado, pessoas da geração anterior, chamada de “baby boomers”, parecem ser bem mais prolixos”.

  1. Eles são menos materialistas.

Isso pode ser o resultado do período econômico em que eles cresceram, mas os millennials parecem não cobiçar tanto posses materiais quanto as gerações anteriores. Eles são menos propensos à sedução por grifes, carros caros ou casas suntuosas. Por outro lado, parecem dar mais valor a espaços comunitários, transporte público e, acima de tudo, procuram sentido real para a vida profissional, em vez de focarem exclusivamente em contracheques vultosos.

  1. Eles são menos racistas e homofóbicos.

Os millennials são muito menos propensos ao racismo. O mesmo acontece com a homofobia. Enquanto gerações anteriores pareciam obstinadas em rotular e controlar o comportamento sexual de outros adultos, millennials são definitivamente mais adeptos da postura “viva e deixe viver”.

  1. Eles são mais graduados.

Graças ao comprometimento dos “baby boomers” em promover a educação universitária para o máximo possível de pessoas, os millennials são a geração com maior índice de graduação de todos os tempos. O fato se deve também ao crescimento vertiginoso da Educação a Distância (EaD), que aumenta consideravelmente o acesso à educação. A geração dos millennials ostenta os maiores números de graduação universitária, mestrados, doutorados e pós-graduações.

  1. Eles são mais céticos.

Mesmo acreditando em Deus tanto quanto as gerações anteriores, os millennials são menos propensos a dar dinheiro a organizações religiosas. O fato de terem os maiores índices de educação formal faz com que eles sejam menos crédulos do que as gerações anteriores. Nos negócios são menos influenciáveis e mais difíceis de serem enganados. Por isso, os millennials são menos vulneráveis a armadilhas que prometem ganhos rápidos.

LEIA TAMBÉM: 10 características do excelente profissional






Nosso App

Nossas Redes Sociais