Saiba como criar um cronograma de estudos eficiente para EAD

  • 06/fev/2017

Saiba como criar um cronograma de estudos eficiente para EAD

Fazer um curso a distância pode intimidar um pouco no início, especialmente porque, em muitos casos, é difícil desenvolver o hábito de estudar por conta própria. Justamente por isso, é preciso saber como criar um cronograma de estudos e se organizar para ser aprovado e conseguir seu diploma!

Assim como acontece com o trabalho, os estudantes universitários devem se comprometer com um horário de estudo e podem reservar dias e turnos específicos para isso. Criar uma rotina ajuda a ter mais disciplina e organização, além de permitir mensurar seu progresso com mais clareza.

Com isso em mente, reunimos aqui algumas dicas úteis para ajudar a montar esse cronograma e aproveitar ao máximo tudo que os cursos a distância têm a oferecer! Confira!

Conheça a sua rotina

O perfil dos estudantes na EAD é um pouco diferente daqueles que fazem cursos presenciais. Normalmente, são pessoas mais ocupadas — muitas vezes com filhos — que já trabalham e não tem muito tempo livre para se deslocar até a faculdade.

É por conta dessa rotina mais corrida que essas pessoas escolhem fazer a faculdade a distância, sonhando em obter seu diploma ou especialização e alavancar a carreira.

O problema é que, para se dar bem nos estudos, é preciso conhecer a própria rotina e saber como conciliar seus afazeres com a faculdade. Afinal, se você não tem mais de 2 horas disponíveis no seu dia, não é possível dedicar 3 horas aos estudos. É preciso ser realista e adaptar seu cronograma à rotina, e não o contrário!

Ter consciência do seu tempo livre — considerando atividades cotidianas, como almoço, deslocamento no trânsito e momentos de descanso — é o primeiro passo para saber como criar um cronograma de estudos eficiente e alcançar bons resultados.

Reserve um momento para estudar

A organização é a chave para o sucesso. Se você está fazendo muito malabarismo com seus compromissos profissionais e familiares, atenção! Isso pode ser um sinal de que algo precisa ser reestruturado na sua rotina. É possível que haja tempo disponível para tudo — trabalho, estudo, família, amigos, lazer —, desde que você saiba se organizar.

Seja como for, é preciso ter consciência que investir em uma qualificação superior é sinônimo de comprometimento! Por isso, você deve determinar uma parte específica de cada dia para os estudos. A partir do momento em que você já tem conhecimento da sua rotina, fica muito mais fácil estabelecer quais serão esses momentos.

A EAD te dá a flexibilidade necessária para estudar quando for mais conveniente, então aproveite essa chance! Não importa em que dias e horários da semana você é mais produtivo, o importante na hora de estabelecer uma rotina é ter a certeza de que ela funcionará para você.

Não se esqueça que, com a facilidade de poder acessar seus materiais e aulas pela internet, você pode estudar até mesmo enquanto estiver fora de casa. Por exemplo: aproveite o trajeto diário ao voltar do trabalho para fazer uma rápida revisão de conteúdo.

Avalie seu desempenho

Não há como criar um cronograma de estudos de qualidade se você não elaborar um método que avalie o seu progresso. É preciso, de tempos em tempos, fazer exercícios e revisões para descobrir se seus estudos estão rendendo bons resultados. Depois, é interessante dividir as disciplinas de acordo com seu desempenho em cada uma delas.

Para isso, você pode usar marcadores de página de cores diferentes em cada matéria. Por exemplo, vermelho para “ruim”, amarelo para “regular”, azul para “bom” e verde para “muito bom”.

O objetivo aqui não é ser excessivamente duro com você mesmo, nem cair no excesso de autoconfiança. Essa é apenas uma forma de medir seu conhecimento, facilitando os momentos de revisão. Logo, se uma matéria está marcada em vermelho, isso significa que essa é uma área que precisa de aprimoramento.

Conhecer seus pontos fortes e fracos é essencial tanto na faculdade como na carreira. Esse é o ponto de partida para se tornar um profissional de destaque no mercado de trabalho.

Priorize suas necessidades

A partir do momento em que você conhece seus pontos fortes e fracos, fica muito mais fácil tirar proveito disso para guiar seus estudos de modo a suprir suas necessidades.

Antes de mais nada, devemos deixar claro que a sua rotina de estudos deve variar entre várias disciplinas. O ideal é dedicar um determinado dia da semana para cada matéria, de modo que nenhuma fique atrasada. Com o tempo, porém, você precisará se dedicar com mais afinco às matérias nas quais tem mais dificuldade.

Todo mundo tem mais facilidade em uma matéria do que em outra. Isso é muito comum. O importante é reforçar aquilo que for mais difícil e aproveitar o mais fácil apenas para fazer uma pequena revisão.

A divisão dos estudos com base nos pontos fracos e fortes é essencial para que todos os conteúdos transmitidos no curso sejam absorvidos sem deixar nada para trás. Você não pode desanimar só porque acha um determinado assunto difícil. É preciso ter persistência e se dedicar ao máximo para superar essas fraquezas.

Faça pequenas pausas durante a leitura

Se você tem 2 horas para estudar por dia, não é preciso ficar sentado durante esse todo esse tempo, esforçando-se para ler o máximo possível. Se fizer isso, são grandes as chances de sobrecarregar o seu cérebro, chegando ao ponto de não absorver mais nada depois de 1 hora de estudo.

Para evitar que isso aconteça, utilize métodos que alternam momentos de leitura com pausas para descansar, tomar água, ir ao banheiro e relaxar um pouco.

A técnica pomodoro — nomeada em homenagem ao cronômetro culinário em forma de tomate — é uma das mais conhecidas. Ela consiste em dividir as tarefas em fluxos de tempo, alternando-as com pequenos momentos de descanso.

Nos estudos, essa técnica pode ser utilizada para fazer pausas de poucos minutos a cada hora de estudo, por exemplo, permitindo que seu cérebro tenha um pouco de paz. Apesar de não parecer extraordinário, tal método é comprovadamente eficaz para melhorar o rendimento em qualquer tipo de tarefa.

Organize seu espaço de estudos

Se você quer saber como criar um cronograma de estudos que apresente bons resultados, é essencial que o ambiente que você escolheu para estudar esteja limpo e organizado.

Geralmente, alunos de EAD costumam estudar em lugares variados: no trabalho, dentro do ônibus, na sala de jantar, no quarto, entre outros. O ideal, no entanto, é determinar um local fixo para ser o seu “cantinho de estudo”.

Esqueça a ideia de estudar em frente à televisão ou no meio de uma bagunça de roupas, embalagens de comida e livros. Tudo isso são elementos capazes de tirar a sua concentração e, consequentemente, diminuir seu rendimento.

O seu espaço de estudos deve estar sempre limpo e com os materiais ao alcance de suas mãos. Caso contrário, você vai perder tempo tendo que organizá-lo a cada vez que for sentar para estudar.

Prezar pelo conforto também é importante, afinal, você não vai querer ter dor nas costas ou nos olhos depois de algumas horas sentado em frente aos livros ou computador. Para isso, invista em uma cadeira confortável e em uma luminária capaz de clarear o ambiente.

Caso não seja possível montar o seu próprio espaço, você sempre pode ir à biblioteca mais próxima, ou ainda a um café pouco movimentado. No fim das contas, cada um acaba encontrando o lugar onde fica mais à vontade. O importante é ter um bom rendimento.

Monte um grupo de estudos a distância

Quem disse que a EAD é solitária? Entrar em contato com os outros alunos que fazem o mesmo curso que você pode ser uma ótima estratégia para trocar ideias, fazer amizades e enriquecer seu networking. Isso vai tornar seu curso ainda mais agradável! Fóruns, redes sociais e chats são excelentes opções que toda boa instituição de EAD deve ter.

Montar um grupo de estudos a distância pode ser uma ótima ideia. É possível fazer isso por e-mail ou por um grupo de WhatsApp, usado para compartilhar links úteis, referências bibliográficas, tirar dúvidas entre si e estabelecer uma rede de apoio, afinal, sempre tem alguém melhor nessa ou naquela matéria.

O suporte de um grupo ajuda a manter o ânimo e a disciplina de continuar estudando!

Defina metas

Atualmente, existem várias ferramentas online que ajudam a elaborar o seu cronograma de estudos. Uma delas é o Google Calendar, que funciona basicamente como uma agenda virtual.

Além de ser muito útil para estabelecer suas tarefas diárias, você também pode separar quais matérias devem ser estudadas em cada dia e definir metas a serem alcançadas ao longo dos seus estudos, anotando-as nesse calendário.

Um exemplo de como criar um cronograma de estudos pautado por metas é o seguinte: divida uma das matérias da faculdade em tópicos e estabeleça qual será a quantidade de tempo que você vai dedicar àquela matéria por dia. Depois, anote a data específica em que cada tópico deverá estar completo e se esforce para cumprir essa meta.

Essa é uma excelente forma de medir o seu progresso e manter a disciplina. Se você precisa chegar a um determinado ponto da matéria até uma data específica, seus esforços serão muito maiores para cumprir essa meta.

Crie recompensas para as metas cumpridas

A sensação de dever cumprido deve ser bem recompensada para que você veja que seus esforços estão valendo a pena. Por isso, recompense-se a cada vez que uma meta for alcançada.

Por exemplo, se você conseguir finalizar o tópico de uma matéria antes mesmo do prazo estipulado em seu calendário, permita-se descansar nos próximos dias como uma forma de premiação pelo seu esforço.

Aproveite para sair à noite, assistir a um filme ou simplesmente dormir até mais tarde. O ideal é que você se dê uma folga, afinal, atingir uma meta significa estar em dia com os estudos. Com isso, você vai se condicionar a estudar cada vez mais sem nem mesmo perceber.

Conheça seu perfil de aprendizagem

Existem diferentes métodos de estudo e cada um deles se adapta a um perfil diferente. Ao perceber que, por mais que você se esforce, seus estudos não estão rendendo bons resultados, talvez o problema não esteja em você, e sim nos métodos que está utilizando.

Se você ainda não sabe qual é o seu perfil, esse é o momento de descobrir e usá-lo ao seu favor! Alguns exemplos são:

  • visuais — que absorvem melhor o conhecimento visualizando mentalmente a imagem da página de um livro, por exemplo;
  • auditivos — cujo aprendizado é mais apurado quando ouvem a matéria ou a repetem para si mesmos;
  • sinestésicos — que aprendem melhor quando podem ver a teoria aplicada à prática e gostam de estudar andando de um lado para o outro.

Ao descobrir qual é o perfil que melhor se adapta a você, é possível adotar um método de estudo que será muito mais eficaz do que os outros. Essa é uma forma de otimizar o aprendizado e finalmente alcançar bons resultados.

Para perfis visuais, por exemplo, criar mapas mentais pode ser uma excelente forma de fixar o conteúdo estudado. Já os sinestésicos conseguem aprender melhor ao resolver exercícios e passar a teoria para o caso concreto. Por fim, os auditivos têm mais facilidade em memorizar as matérias ao conversar com outras pessoas, expondo em palavras tudo que foi aprendido.

Nada impede que você também alterne entre diferentes métodos ou estilos de estudo. Na verdade, isso é muito bom para deixar o aprendizado mais dinâmico e divertido. A diversificação é uma forma de manter a motivação.

Saiba qual é o momento de descansar

Um bom cronograma de estudos para EAD deve levar em conta o momento de descansar. Consumir todas as horas do seu dia com estudos, aulas e trabalho não é uma boa ideia. O cérebro também precisa de momentos de diversão e relaxamento.

Para evitar a fadiga mental, estipule algumas horas da semana para praticar uma atividade física ou ir à academia. Além de fazer bem à saúde, esses exercícios também aumentam a atividade cerebral e ajudam a armazenar mais informações na nossa memória.

Dormir também é importantíssimo para a saúde e para preservar a memória de longo prazo. Se você está consumindo horas de sono para conseguir estudar, pare agora mesmo! Ainda que você consiga estender os estudos, as informações não serão bem absorvidas, pois uma mente cansada não trabalha muito bem.

É durante o sono que o nosso cérebro assimila todo o conhecimento adquirido. Se você não prezar por uma boa noite de descanso, vai acabar atrapalhando esse processo e, consequentemente, não vai conseguir memorizar o que foi estudado.

Saber como criar um cronograma de estudos é essencial para se dar bem na faculdade ou pós-graduação a distância. Se você sonha em conseguir seu diploma ou especialização, é preciso se organizar e ter disciplina para manter os estudos em dia!

E aí? Gostou das nossas dicas? Então aproveite e faça o download do nosso Guia do Estudante EAD e saiba como aproveitar ao máximo as vantagens que a educação a distância tem a oferecer!