17 dicas para melhorar seu rendimento estudando a distância

  • 11/jun/2019

17 dicas para melhorar seu rendimento estudando a distância

Ser eficiente nos estudos é um desafio para muita gente, inclusive para quem não sabe muito bem como funciona estudar a distância. Apesar de alguns contarem com uma facilidade maior para absorver um novo conteúdo, muitos enfrentam grandes dificuldades em conseguir bons resultados.

Independentemente de sua área de atuação, e seja você um nômade digital, um trabalhador CLT ou um freelancer em tempo integral, sabemos que buscar o melhor rendimento não é uma tarefa simples.

O que acontece é que isso depende de vários fatores, ainda mais quando falamos de estudantes EAD, que normalmente possuem outras atividades ao longo do dia. O que fazer para conciliar todos os compromissos e se sair bem nos estudos?

Se você se identifica com essa realidade, pode ficar tranquilo! Preparamos uma lista com dicas práticas para conseguir melhorar o seu rendimento estudando a distância. Continue a leitura conosco!

1. Não subestime o curso

Antes de mais nada, tenha em mente que um curso da modalidade EAD não necessariamente será mais fácil do que um presencial. Muitos acabam se enganando ao subestimar um curso a distância dessa maneira. Dessa forma, não se dedicam o suficiente e acabam se dando mal.

A verdade é que estudar a distância exige tanto comprometimento quanto assiduidade às aulas presenciais. Se por um lado não é preciso ir todos os dias para o campus, do outro a disciplina em casa deve ser redobrada para conferir todo material e cumprir os prazos.

Qualquer falha grave nesse sentido poderá ocasionar péssimas consequências, inclusive, a reprovação do aluno. Portanto, só tome a decisão de entrar em um curso se você realmente está disposto e tem tempo para se dedicar. Não caia na falácia que estudar em casa é mais fácil!

2. Seja organizado

Ser organizado é fundamental para o processo de adequação da rotina em relação aos estudos de um curso a distância. É imprescindível que cada aluno encontre maneiras de organizar os seus dias, semanas e meses se quiser ser mais produtivo.

Antes de mais nada, vale anotar todas as tarefas para entender como as atividades do curso poderão ser encaixadas na agenda. Encontrar esse tempo para os estudos é a parte mais importante de estruturar uma nova rotina.

Isso pode ser feito de diversas maneiras, seja utilizando um gerenciador de tarefas, calendário, uma planilha ou até mesmo uma folha de papel. O ideal é que seja do jeito que mais lhe agrada e que ajude a cumprir suas obrigações.

Outra dica é deixar que essa anotação fique em um local de fácil acesso para você consultar sempre que precisar.

3. Crie uma lista de prioridades

Já que falamos no tópico anterior sobre organização, vale a pena complementar esse tópico com um truque que pode contribuir efetivamente para que você seja mais organizado: criar uma lista de prioridades.

O fato é que não basta listar o que precisa ser feito, é preciso entender quais obrigações são mais importantes e mais urgentes. Dessa maneira, será possível identificar o que deve ser realizado com certa prioridade e o que pode ser deixado para depois — com o cuidado de evitar a procrastinação do que não é tão imediato.

Obviamente, não existe uma fórmula pronta para criar uma lista como essa, pois cada pessoa pode apresentar prioridades bem distintas. Esse é um aprendizado pessoal e que deve ser estimulado, sobretudo para facilitar a rotina.

O melhor caminho é que você comece organizando a sua lista da maneira que achar melhor e, com o tempo, verifique se o método está funcionando. Caso não esteja, faça ajustes até encontrar o modelo ideal e sentir que está conseguindo cumprir as suas tarefas de uma forma produtiva.

4. Tenha foco e disciplina

Ter foco e disciplina também ajuda a melhorar o rendimento estudando a distância. Visto que a EAD não exige tanto a presença física do estudante, muitas vezes é fácil ficar perdido e tentar deixar tudo para depois.

Por conta disso, exercitar a sua determinação é algo muito importante para ter um bom desempenho no curso. Não há como fugir dos seus compromissos, a não ser que você desista de vez e abandone os estudos — não é essa a intenção, certo?

Então, comece a identificar tudo o que tira a sua atenção no dia a dia para vencer esse desafio. Por exemplo, se a internet e as redes sociais tomam muito o seu tempo, estabeleça limites de horários para mexer com isso. Se estudar com muita gente por perto não está dando certo, encontre um local mais adequado para render mais.

Essas pequenas atitudes e ajustes na sua rotina vão fazer uma boa diferença no fim das contas. Com a agenda organizada e mais foco no que realmente importa, com certeza a sua produtividade será muito maior.

5. Monte um cronograma de estudos

Uma dica infalível para organizar a sua rotina é ter um cronograma bem realista para os seus dias, que inclua tanto a parte acadêmica, quanto os seus outros afazeres. Essa é uma tática que não dá certo apenas para quem não se propõe a cumprir o plano.

Divida o tempo de estudo para cada matéria, separando um período para assistir as aulas e fazer os exercícios. Se possível, tente reservar um horário fixo para estudar, como se você tivesse uma aula marcada. Isso contribui para o condicionamento do corpo e da mente.

6. Evite perder os prazos

Lembra que falamos que a EAD também exige cumprir prazos? Respeitá-los é primordial para evitar que o seu tempo seja desperdiçado. Afinal, esse é um dos bens mais valiosos para quem tem uma rotina corrida e precisa conciliar os estudos com outras atividades.

Deixar as coisas sempre para depois é um mal que deve ser evitado ao máximo, até porque ter um monte de tarefas acumuladas só traz desespero, cansaço e outros prejuízos. Sendo assim, procure ter as datas em mente (ou na sua agenda) para conseguir cumprir todos os prazos.

7. Fuja das distrações

Outra dica efetiva para melhorar o foco e o rendimento nos estudos é buscar fugir de qualquer possibilidade de distração. Sabemos que ninguém é de ferro, e a tentação de fazer outras coisas existe a todo momento.

As notificações do celular, suas músicas favoritas tocando ou uma televisão ligada ao fundo podem acabar com todo o seu poder de concentração. Aliás, quando você não está focado, até um pássaro passando pela janela é capaz de desviar a sua atenção.

Nessas horas, lembre-se de que você possui um objetivo maior e que nada deve afastá-lo dele. Perceba quais são as suas maiores fontes de alienação e fuja delas o quanto antes!

8. Estabeleça objetivos e metas

Uma ótima maneira de cumprir o que deve ser estudado no curso a fim de ter um bom rendimento é criar metas. Quando não definimos um objetivo claro, fica mais difícil se organizar para as tarefas do cotidiano.

Por sua vez, quando se sabe onde se quer chegar e as metas são definidas, isso ajuda a manter o foco e a estabelecer quais as ações necessárias para alcançar o alvo.

O grande detalhe é não considerar somente os objetivos maiores, como terminar o curso e garantir o diploma. Para chegar até essa conquista, existem outras pequenas etapas, não é mesmo? É como dividir uma escada em degraus e, assim, subir progressivamente.

Essa divisão em metas menores serve também para ter mais motivação. Olhar para uma escada enorme não parece mais desafiador do que pensar em cada degrau? A lógica é exatamente essa, portanto, estabeleça objetivos de curto, médio e longo prazo. Então, comemore o cumprimento de cada um deles e ganhe força para seguir em frente!

9. Tenha um local apropriado para estudos

Não adianta nada ter a intenção de estudar se não há um local apropriado para que isso seja feito. Pode até parecer bobagem, mas esse é um ponto decisivo para a sua concentração, o que naturalmente resulta em um aprendizado mais eficaz.

Procure um lugar tranquilo, bem iluminado, que favoreça a sua postura corporal e que seja possível focar nos estudos. Além disso, ter um local fixo ajudará a condicionar o seu cérebro a entender quais são os momentos de estudar e absorver o conteúdo.

10. Evite muito conforto

Seguindo a mesma ideia de encontrar um lugar apropriado para os estudos, outra dica crucial para quem estuda a distância é evitar o conforto excessivo. O que isso quer dizer? Não é porque você não está em sala de aula que deve estudar deitado na cama ou encostado no sofá.

A princípio, essas alternativas parecem muito agradáveis, mas não vão contribuir em nada para a sua produtividade. É melhor ter uma mesa para apoiar os materiais de estudo e sentar-se em uma cadeira adequada para favorecer a atenção.

11. Tenha equilíbrio

Estudar bastante é essencial para quem quer se dar bem em qualquer curso, porém, é preciso ter equilíbrio. Lembre-se de que você não é uma máquina e não há motivos para sobrecarregar a sua mente com uma rotina dominada somente pelos estudos.

Defina seu cronograma de estudos com sabedoria, sem querer passar o resto dos seus dias estudando sem fim. O que você precisa é apenas de um tempo que seja proveitoso para cada disciplina, o que é muito melhor do que passar horas e horas sem conseguir absorver o suficiente.

12. Crie mecanismos de motivação

Ter motivação para estudar também é importante para ter um bom rendimento estudando a distância. É claro que nem todos os dias você estará tão determinado para realizar isso, logo, é preciso criar estratégias e mecanismos para estimular o seu ânimo.

Nesse sentido, utilize a sua criatividade o quanto puder. Você pode mesclar conteúdos mais fáceis com os mais difíceis, misturar o estudo de uma disciplina mais teórica com outra mais prática, além de criar prêmios para si mesmo quando um estudo é concluído — uma saída com os amigos ou um tempo maior de descanso, por exemplo.

O que importa é não deixar de cumprir os seus objetivos por falta de disposição — que é uma situação comum, mas que precisa ser vencida. Você está ansioso para terminar a sua série favorita? Use isso como incentivo, estipule um prazo para concluir todas as suas tarefas e aproveite o seu tempo livre!

13. Tire as suas dúvidas

Apesar de o ensino ser a distância, é essencial tirar as dúvidas sobre o conteúdo quando elas surgirem. Elas não podem ser o motivo para afetar a sua produtividade, nem atrapalhar o seu entendimento das disciplinas. Afinal, é a sua formação como pessoa e profissional que está em jogo.

Então, busque sempre os recursos que a sua instituição de ensino oferece para os alunos. Acesse os fóruns de discussão, mande e-mails para o professor ou tutor do curso, converse com os seus colegas na plataforma etc. O que interessa é não permanecer com a dúvida na cabeça.

14. Seja independente

Uma característica dos cursos a distância é que eles proporcionam mais liberdade para o aluno. Isso é bom, só que exige que o aluno seja mais independente para definir o ritmo e a maneira de estudo que mais lhe agrada.

Em outras palavras, uma maior autonomia acaba demandando mais organização, disciplina e responsabilidade. Como não há contato diário com a turma ou com os professores, não se prenda a eles para guiar os seus estudos, visto que você precisará fazer muitas coisas por conta própria.

15. Conte com a tecnologia

Contar com a tecnologia também é uma ótima opção para melhorar os seus resultados. Para isso, basta fazer uma pesquisa de ferramentas que ofereçam uma funcionalidade atrativa para você.

Desde gerenciadores de tarefas até podcasts são capazes de promover benefícios para a sua rotina. Existem muitos aplicativos que podem ser explorados, contanto que você tenha o cuidado de usar esses recursos a seu favor e não perder ainda mais tempo com eles.

16. Aproveite as tarefas coletivas para aprender

Apesar de a maioria das atividades em um curso EAD serem individuais, existem algumas que são coletivas e que precisarão ser feitas com os seus colegas de curso. Nesse sentido, aproveite esse desafio para aprender a trabalhar em grupo e para expandir sua rede de contatos (o famoso networking).

Talvez não seja fácil fazer tudo remotamente, mas, vencendo a barreira da comunicação a distância, aproveite para trocar experiência e conhecimento com outros colegas. Ter pelo menos um amigo no curso torna essa missão um pouco mais agradável, sem contar a possibilidade de tirar dúvidas e comentar sobre as suas expectativas ou frustrações.

17. Tenha momentos de descanso

Por fim, a última dica é que você preze também pelos momentos de descanso. Eles são essenciais para recarregar as energias, preparando o corpo e a mente para um novo dia focado no seu plano de estudos.

Aliás, nem é preciso esperar um dia inteiro para fazer um intervalo. Programar pequenas pausas para ir ao banheiro, tomar um café ou caminhar por alguns minutos já ajuda bastante.

Por mais que você esteja muito determinado, o cérebro não consegue ficar tantas horas 100% ligado. É bom conceder algumas folgas para que ele se recupere e volte com toda atenção.

Para completar, saiba que boas noites de sono e lazer também fazem parte de uma vida saudável — e são tão importantes quanto os estudos. Lembre-se de que o estresse afeta o funcionamento dos seus neurônios e prejudica a memorização.

Deu para perceber que oportunidades para melhorar seu rendimento estudando a distância não faltam, não é verdade? Agora é com você! Aplique essas práticas no seu dia a dia e comece a perceber os efeitos.

Se você gostou do nosso post, aproveite para assinar a nossa newsletter e continuar recebendo outros artigos como este. Tenho certeza que você não vai se arrepender e vai curtir diversos outros conteúdos!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você