Afinal, o curso de Administração é de humanas ou exatas?

  • 21/set/2018

Afinal, o curso de Administração é de humanas ou exatas?

O curso de Administração é, sem sombra de dúvidas, um dos mais procurados pelos vestibulandos de todo o país. O principal motivo para o interesse na área é a possibilidade de obter uma formação generalista, permitindo ao profissional amplas oportunidades de atuação. É possível, por exemplo, que o administrador trabalhe em diferentes setores de uma empresa, como financeiro, logística, vendas e até mesmo marketing.

É justamente por esse motivo que uma dúvida bastante comum ainda perdura: afinal, o curso de Administração é de humanas ou exatas? Se você quer solucionar de vez essa questão e saber ainda mais sobre essa área promissora — o que é ensinado no curso e o que faz um administrador —, continue conosco na leitura deste artigo!

O que são cursos de humanas e de exatas?

Para ajudar você a chegar a tão esperada resposta, primeiramente, é preciso entender um pouco mais sobre o que são as áreas de humanas e exatas, quais são as suas características principais e quais cursos fazem parte de cada uma. Vamos lá?

Exatas

A área de ciências exatas diz respeito às ciências que utilizam métodos precisos para testar hipóteses, levando sempre em conta o raciocínio lógico. Por isso, entre as principais disciplinas dos cursos de exatas estão a matemática, a física, a química, a estatística, entre outras.

Entre os principais cursos da área, podemos citar: Ciências Contábeis, Engenharia (de Materiais, de Alimentos, Aeroespacial, Mecânica, entre outras), Bioengenharia, Estatística, Matemática, Física, Química, Sistemas de Informação, Ciência da Computação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas etc.

Humanas

A área de ciências humanas, por sua vez, tem como principal objeto de estudo o ser humano — como o próprio nome já indica. Para isso, investigam todos os aspectos relacionados ao homem e como ele vive, estudando sua cultura, costumes, linguagens, sistemas políticos, entre outros fatores.

Esse campo do conhecimento estuda também a sociedade, considerando o passado, o presente e o futuro. Os estudantes de humanas estão aptos a analisar de forma crítica fenômenos políticos, sociais e até mesmo econômicos — além de aspectos como relações interpessoais.

Diferentemente da área de exatas, as ciências humanas exigem de seus alunos bastante reflexão, análise de ideias de diferentes autores, pensadores e filósofos e observação da sociedade. No entanto, há algo que esses dois campos apresentam em comum: o esforço intelectual.

Ao discutir uma série de conceitos durante sua formação, o estudante de humanas acaba se tornando um profissional mais consciente, já que consegue analisar de forma crítica as situações ao seu redor.

Entre seus principais cursos, podemos citar: Ciências Sociais, Ciências Políticas, Antropologia, Filosofia, Sociologia, História, Música, Moda, Artes Cênicas, Comunicação Social, Publicidade e Propaganda, Design, Letras, Marketing, Relações Internacionais etc.

Contudo, é preciso ressaltar também que alguns desses cursos têm em suas grades curriculares disciplinas de exatas. Isso quer dizer que o conhecimento nesse campo é útil para a profissão em questão, mas não é necessariamente o foco de seu trabalho. Guarde essa informação!

Administração é humanas ou exatas?

Chegou a hora de responder à principal pergunta do artigo. Se você pensava que o curso de Administração é de humanas, acertou! Mas, qual é a justificativa para tal?

É preciso entender que o administrador deve ter como foco melhorar o desempenho da empresa onde trabalha, traçando estratégias e coordenando equipes. As teorias da Administração são, então, baseadas no comportamento humano, levando em conta que as organizações são formadas por pessoas — que, por sua vez, desenvolvem os produtos e/ou serviços vendidos.

O foco da carreira do profissional de Administração é manter o bom funcionamento da empresa, fazendo com que os times de trabalho exerçam suas funções da melhor forma possível — tudo isso para que seja atingido um objetivo comum. Para isso, busca um entrosamento entre pessoas, recursos e estruturas.

Agora, se lembra da informação que pedimos para você gravar? Ela se encaixa perfeitamente aqui. Muitas pessoas já sabem que o curso de Administração apresenta em sua grade curricular disciplinas como Finanças, o que leva vários a pensar que ele pertence à área das ciências exatas.

Todavia, a maior parte do curso é dedicada às humanas, mostrando que, embora o conhecimento em exatas seja útil para o administrador, ele não corresponde à base de sua profissão.

O que é ensinado no curso de Administração?

O curso de Administração visa formar profissionais capacitados para organizar e gerenciar os recursos de uma empresa — sejam esses humanos, materiais ou financeiros.

Para tanto, no decorrer da graduação, o aluno receberá uma formação generalista, fundamental para a obtenção de uma ampla visão organizacional e para o seu dia a dia na profissão. Isso contribui para que ele encontre muitas portas abertas no mercado de trabalho tanto durante o curso quanto após a conclusão, já como profissional formado.​

A duração do curso de bacharelado em Administração é de 4 anos, sendo que, nos primeiros, são ensinadas matérias teóricas mais abrangentes, como Matemática, Fundamentos de Direito, Informática, Economia, entre outras. As disciplinas específicas, como Finanças, Planejamento Estratégico e Logística, são introduzidas à grade posteriormente.

De um modo geral, de acordo com o Ministério da Educação (MEC), um curso de Administração tem em sua grade as seguintes disciplinas:

  • Teorias da Administração;
  • Teorias Comportamentais;
  • Gestão de Pessoas;
  • Gestão de Custos;
  • Sociologia;
  • Política;
  • Finanças;
  • Economia;
  • Contabilidade;
  • Produção e Logística;
  • Tecnologias da Comunicação e da Informação;
  • Psicologia Organizacional;
  • Análise Mercadológica;
  • Ética e Meio Ambiente.

O que faz um administrador?

Como já mencionamos, você não precisa se preocupar com as possibilidades de atuação do administrador. O mercado para a área é amplo: tenha em mente que desde as micro e pequenas empresas até as multinacionais precisam contar com uma pessoa que tenha uma visão estratégica para definir o rumo do negócio — papel que o profissional de Administração sabe muito bem como cumprir.

Nesse sentido, ele pode atuar em vários setores diferentes (lembrando que a atuação se estende também para o setor público, ampliando ainda mais o leque de opções​​), como:

  • financeiro — aqui, o administrador deverá lidar com processos como pagamentos e recebimentos, gerenciando também a agenda de impostos e a cobrança de clientes;
  • recursos humanos (RH) — o administrador que trabalha com RH pode atuar gerenciando admissões e demissões, planos de carreira, programas de benefícios, entre outros aspectos;
  • vendas — nesse setor, o administrador trabalha sobretudo com a negociação de preços, condições de pagamento e prazos de entrega junto aos clientes e fornecedores;
  • logística — é dever do administrador, nesta função, administrar todo o fluxo produtivo da empresa, desde a compra das matérias-primas até a distribuição da mercadoria;
  • marketing — o administrador exerce um papel importante no que tange o relacionamento com o público-alvo, ajudando da criação de campanhas que destaquem os diferenciais da empresa e gerem engajamento;
  • comércio exterior — o administrador que atua com comércio exterior está em contato com as empresas internacionais, gerenciando negociações de compras e vendas e até mesmo trabalhando na internacionalização da marca.

Por fim, uma vez que entre suas responsabilidades estão a elaboração de estratégias e a tomada de decisões, o perfil de quem deseja seguir carreira na Administração precisa contemplar características analísticas de organização e planejamento, além da capacidade de gerenciar pessoas e processos.

Qual é o perfil do administrador?

É comunicativo

O administrador é certamente um profissional de perfil comunicativo. Ele sabe passar a mensagem que deseja com clareza, expor suas ideias e, quando necessário, até mesmo fornecer feedbacks. Além disso, ele deve estar apto a explicar conceitos baseados em dados, estatísticas e porcentagens para aqueles que são leigos no assunto.

Dessa forma, quando o administrador não conta com boas habilidades de comunicação, corre-se o risco de haver desencontro de informações dentro da empresa, algo que pode afetar significamente os seus resultados.

É flexível

É fato que administrador moderno deve ser um profissional cada vez mais flexível — mas, em que sentido? Em outras palavras, isso quer dizer que ele deve saber reconhecer a eficiência das estratégias adotadas e, caso o efeito desejado não apareça, flexibilizar os seus planos sem resistência.

Isso porque um bom profissional, sobretudo o administrador, deve compreender que falhas existem e, nesse momento, o melhor a se fazer é abrir os olhos para o novo, entendendo o momento certo para adotar novas ideias. Tudo isso exige também bastante maturidade e criatividade, outras habilidades bastante comuns do administrador.

Sabe contornar as adversidades

Qualquer negócio — desde as micro e pequenas empresas até as grandes multinacionais — está sujeito a lidar com contratempos. Nesses momentos, um colaborador que tem o perfil certo para contornar as adversidades é o administrador. Isso porque ele deve saber lidar com esses inconvenientes de maneira racional, compreendendo todas as partes envolvidas no conflito e planejando a sua resolução.

Aqui, a comunicação se mostra mais uma vez parte importante das principais características do administrador, pois um comunicador deve ser também um bom ouvinte. Falaremos mais sobre isso adiante!

É bastante disciplinado

Outra característica fundamental a um profissional de administração é que ele é disciplinado. Isso porque, desde sua formação, ele foi preparado para ser organizado em todos os seus processos (dar baixas, prestar contas, administrar documentos etc). Trata-se de uma habilidade crucial para a sobrevivência de qualquer negócio.

É importante ressaltar também que, aqui, não estamos nos referindo apenas à disciplina nesse sentido. Ter disciplina é saber se planejar, lidar com prazos (muitas vezes apertados), entre outras questões.

É confiante

Para exercer suas funções com eficácia, o administrador deve ser um profissional que apresenta confiança naquilo que faz, passando-a também para os times de trabalho. Nesse sentido, ele deve contar com essa habilidade para enfrentar riscos, traçar estratégias que potencializem resultados e motivar os demais colaboradores

No entanto, o administrador não deve misturar autoconfiança com arrogância, jamais. Esses conceitos nunca devem se misturar, uma vez que o profissional de administração lida com pessoas, e tratar a todos da melhor maneira possível é fundamental — como falaremos no próximo item.

Sabe lidar com o próximo

Desde a época de sua formação até na atuação profissional, uma habilidade que deve compor o perfil do administrador é saber lidar com o próximo de forma justa, educada e clara. A empatia é sempre uma característica fundamental a todos, e no meio profissional isso não poderia ser diferente.

Seja atuando em cargos de gestão ou não, serão diversas as situações em que o administrador precisará indicar atividades, contar com o auxílio de outros colaboradores, motivar os times etc. Sendo assim, caso o profissional apresente dificuldades em lidar com o próximo, dificilmente conseguirá cumprir sua função com excelência.

Sabe trabalhar em equipe

Como já mencionamos no tópico anterior, o administrador trabalha com pessoas. Sendo assim, saber atuar em equipe é uma habilidade fundamental. Aqui, estamos falando em saber lidar com pessoas que pensam de formas diferentes e apresentam ideias que, muitas vezes, vão se diferir das suas. Sendo assim, aqueles que têm dificuldades em escutar o que o outro quer dizer acabam impedindo o desenvolvimento do time.

Saber trabalhar em equipe é algo que envolve também flexibilidade e empatia, duas características que abordamos ao longo do texto. Isso quer dizer que pessoas muito autoritárias e que não conseguem aceitar que suas ideias nem sempre são as melhores para o bem-estar do negócio geralmente não conseguem desempenhar o papel de um bom administrador.

Tem noções de liderança

Desde a faculdade, o administrador desenvolve certas características essenciais à formação de um bom gestor. Como não são raros os casos em que esse profissional assuma posições de liderança, em seu perfil ideal, essas habilidades são sempre bem-vistas.

Isso inclui saber motivar e engajar as pessoas, extraindo o máximo de produtividade e entregas de qualidade dos times de trabalho, dar exemplo aos liderados, afinal, não dá para exigir das equipes algo que o próprio líder não faz e, por fim, estimular os colaboradores na busca pelo desenvolvimento e conhecimento constante.

Pronto! Agora você já sabe se Administração é de humanas ou exatas. Como você também pode perceber, o ingresso na área permite ao profissional amplos cenários de atuação, o que é certamente uma vantagem no mercado de trabalho atual.

E então, gostou das informações do post? Para continuar sempre por dentro de mais conteúdos como este, aproveite e siga agora mesmo as páginas da Faculdade Unyleya nas redes sociais — estamos no FacebookTwitter e LinkedIn!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Nosso App

Nossas Redes Sociais