Saiba quem é o aluno EAD e se você tem perfil para se tornar um!

  • 09/maio/2018

Saiba quem é o aluno EAD e se você tem perfil para se tornar um!

Imagine a seguinte situação: ao decidir fazer um curso superior, você começa a pesquisar sobre as modalidades de ensino para encontrar aquela que mais se encaixa na sua atual rotina e vê na graduação a distância a oportunidade perfeita para ter uma formação universitária.

Porém, assim como muitos outros interessados, logo começa a se questionar quem é o aluno da EAD e se o perfil dele, de fato, é o seu, não é mesmo?

Por esse motivo, preparamos um post para tratar do assunto e explicar tudo o que você precisa saber a respeito da educação a distância. Acompanhe!

Como funciona a graduação EAD

Para começar, vamos falar quais as formas de você pode ter acesso a um curso de graduação e, como as modalidades de ensino diferem-se umas das outras, tanto na modalidade EAD, presencial e híbrida. Para isso, abordaremos individualmente cada uma delas:

Graduação presencial

A graduação presencial é o modelo tradicional de ensino. Para ingressar nela é preciso realizar o Enem ou o vestibular elaborado pela própria faculdade.

Os cursos — que podem ser tecnológicos (que duram de dois a três anos), bacharelados (que duram de quatro a seis anos) e licenciaturas (que duram, em média, quatro anos) —, geralmente, ocorrem no período diurno e vespertino, embora algumas instituições também já estejam oferecendo opções à noite.

As aulas ocorrem em horários pré-marcados e dentro de um espaço físico. O aluno precisa ter frequência mínima de 75% para não ser reprovado — uma norma estipulada pelo MEC. O grande diferencial aqui fica por conta da vivência do estudante no campus, uma vez que são ofertadas atividades extracurriculares.

Graduação EAD

A graduação a distância, por sua vez, surge como uma alternativa ao formato clássico de ensino e que atende exatamente aqueles que desejam investir no próprio aprendizado, mas não dispõem de tempo por diversos fatores (como veremos no próximo tópico).

Por essa razão, as aulas passam a ocorrer sem a necessidade de um espaço físico e em um ambiente virtual — que também permite a interação com colegas e docentes e mantém disponível constantemente todo o material de estudo.

Assim, o aluno tem total autonomia para definir como será a rotina de estudos sem precisar abdicar dos compromissos e do cotidiano que já leva.

Além disso, caso precise, ele pode recorrer aos polos para utilizar a biblioteca e o laboratório de informática. Contudo, vale ressaltar que, por determinação do MEC, provas e defesas do TCC precisam ser, obrigatoriamente, realizados presencialmente. As formas de ingresso contemplam o Enem, o vestibular tradicional e o vestibular a distância.

Graduação híbrida

A graduação híbrida, também conhecida como semipresencial, mescla um pouco das características de ambas as modalidades anteriores — o que torna o ensino híbrido.

Por exemplo, além de ter cursos — que podem ser tecnológicos, bacharelados e licenciaturas —, conta com aulas online e aulas/atividades práticas presenciais, que ocorrem periodicamente em datas predefinidas.

É um curso para quem demanda a flexibilidade e a independência de montar a própria rotina de estudos que o ensino virtual permite, mas também não abre mão da rotina da sala de aula, dos conteúdos dados de maneira expositiva e do contato ao vivo com os colegas e professores.

Justamente pela rotina mista, você também precisa de tempo disponível para esses encontros frequentes, principalmente porque tem que cumprir com a frequência mínima obrigatória. Para ingressar nela, é possível realizar o Enem, o vestibular tradicional ou o vestibular a distância.

Quem é o aluno da EAD

Agora que você entende como funciona a graduação a distância e as diferenças  das demais modalidades, é hora de entender quem é o aluno da EAD. Para isso, reunimos algumas das principais características que marcam o perfil desse estudante. Abaixo, você confere quais são elas.

Quem é o aluno da educação a distância?

Ele já trabalha

O aluno EAD já está ativo no mercado de trabalho e, na maior parte das vezes, atua no período comercial (manhã e tarde) — justamente quando são ofertados a maioria dos cursos de graduação presencial.

Logo, ele fica impossibilitado de seguir com a formação, pois seria preciso abdicar do emprego para se dedicar aos estudos — algo que para várias pessoas não é possível, visto que são elas as provedoras em casa.

Ele quer crescer profissionalmente

Como dissemos no tópico anterior, esse estudante já trabalha e tem uma determinada ocupação há meses ou mesmo anos. Porém, ele deseja crescer dentro da empresa em que atua e conquistar não apenas promoções que possa surgir no setor, como também cargos mais elevados.

Para obter essa melhor colocação dentro da organização, ele sabe que uma graduação será uma grande diferencial no currículo e que vai abrir portas para uma trajetória de sucesso.

Ele deseja mudar de carreira

Do outro lado da moeda, há o aluno que se sente insatisfeito com o atual emprego e a área em que atua. Para ele, não existe possibilidade de crescimento. Ao contrário, está estagnado e sentindo que precisa mudar de carreira.

Para tanto, fazer um curso superior se torna o caminho para essa guinada na vida profissional dele. Afinal, os melhores cargos demandam colaboradores com uma formação acadêmica.

Ele já tem filhos

Também há o aluno EAD que já constituiu família e tem filhos pequenos. Por esse motivo, acaba se dedicando exclusivamente à criação deles, especialmente nos primeiros meses/anos de vida, e não dispõe de tempo hábil para se dividir entre essa importante função e uma graduação presencial.

Portanto, realizar um curso EAD surge como a alternativa perfeita para que ele não abra mão de continuar a formação — já que pode montar a própria rotina de estudos, não precisa se preocupar com faltas/atrasos nem em se locomover diariamente até o campus.

Ele quer uma segunda graduação

Por último, há o aluno EAD que sabe que uma segunda graduação o torna um profissional diferenciado e aumenta as possibilidades de atuação dentro do mercado. Por essa razão, ele se matricula em um curso que está relacionado à primeira formação dele, servindo, assim, como um complemento (marketing e publicidade e propaganda, por exemplo).

Contudo, também há quem queira expandir a base de conhecimento e opta por um curso que não está no mesmo segmento do primeiro (como história e pedagogia).

Cursos EAD com 2 anos de duração

Como explicamos no primeiro tópico, o ensino a distância conta tanto com opções de graduação tradicional (bacharelado e licenciatura) quanto de graduação tecnológica (com duração de dois ou três anos) — uma opção que tem ganhado cada vez mais destaque por favorecer os objetivos do perfil do aluno EAD.

Ou seja, ele se gradua na área desejada e, com isso, pode complementar a formação e ter um know-how mais aprofundado no segmento, alcançar uma melhor posição na companhia em que atua ou conquistar a sonhada mudança de carreira. Tudo isso em um período de tempo reduzido e com foco no conhecimento prático.

Como a cartela de cursos disponíveis é grande, reunimos seis alternativas que você pode realizar em um prazo de 24 meses e que estão em alta no mercado em níveis de ocupação, média salarial e jornada de trabalho de acordo com o boletim RADAR, desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Veja quais são eles:

Gestão Ambiental

Começamos com Gestão Ambiental. Quem opta por esse curso, estuda, entre uma série de conteúdos, planejamento urbano e ambiental, recuperação de áreas degradadas, cartografia e geoprocessamento e gestão ambiental de resíduos sólidos e saneamento ambiental.

Isso porque busca-se preparar profissionais capacitadas para tratar a questão do impacto que o homem causa à natureza e, a partir disso, buscar soluções economicamente viáveis para as empresas que reduzam os custos delas e as tornem cada vez mais sustentáveis.

Gestão de RH

A Gestão de RH, por outro lado, tem como foco os colaboradores dentro de uma companhia. Porém, não se engane: o estudante não aprende apenas sobre os processos de recrutamento e seleção dos profissionais que vão agregar valor à empresa e ajudá-la a atingir os resultados que almeja.

Ao contrário, ele também se aprofunda nos métodos de treinamento e desenvolvimento de funcionários e, principalmente, de retenção de talentos.

Por essa razão, é comum ter os seguintes conteúdos na faculdade de Gestão de Recursos Humanos: métricas e desenvolvimento de indicadores em RH, qualidade de vida, saúde e segurança no trabalho, sistemas de avaliação de desempenho e competências e relações trabalhistas e negociações sindicais.

Gestão Hospitalar

Já a graduação em Gestão Hospitalar tem o objetivo de capacitar aqueles que vão desempenhar o papel de gerenciadores do ambiente hospitalar. Ou seja, que serão responsáveis por controlar e supervisionar a aquisição e distribuição de materiais necessários em leitos, enfermarias, UTIs e emergências até a organização e distribuição de escalas dos funcionários.

Ao longo dos cinco períodos de Gestão Hospitalar — sim, o curso conta com dois anos e meio de duração —, você acompanha matérias como: planejamento empresarial, estrutura de estabelecimentos de saúde, sistemas de informação em saúde e responsabilidade social e desenvolvimento sustentável.

Gestão Pública

Para quem deseja atuar no setor público, a graduação em Gestão Pública se torna um grande investimento. Isso porque ela conta com uma grade completa e multifacetada com enfoque, por exemplo, em gestão estratégica governamental, gestão de empreendimentos sustentáveis e licitações, pregões e contratos.

Conteúdos que vão prepará-lo para gerenciar órgãos (federais, estaduais e municipais), ONGs e instituições — a fim de trazer desenvolvimento na produtividade, na utilização do orçamento e no acesso às políticas públicas de cada um deles.

Logística

A Graduação em Logística EAD, que conta com matérias como gerenciamento do canal de distribuição, gestão estratégica e administração de materiais e serviços, forma os profissionais que vão atuar na análise, no planejamento e na elaboração de medidas para a redução de custos da organização.

Ao mesmo tempo, eles ainda são responsáveis por otimizar e aumentar o fluxo dos processos que envolvem desde estoque e armazenagem até transporte e distribuição. Dada a importância das funções que desempenham, os graduados em Logística podem atuar em empresas do varejo, transportadoras, centros de distribuição etc.

Marketing

Por último, o curso de Marketing oferece o know-how necessário para que os profissionais de área elaborem estratégias, campanhas e ações publicitárias para divulgar interna (para o quadro de funcionários) e externamente (para clientes e potenciais consumidores) o produto/serviço que comercializam, consolidar a marca da empresa no imaginário popular e ampliar a presença dela no mercado.

Para tanto, os alunos de Marketing EAD estudam gerenciamento de canais de distribuição e redes de valor, posicionamento de marca e concorrência e análise de mercados consumidores.

Cursos EAD com 3 anos de duração

Fora os cursos já citados, selecionamos mais três opções de graduação tecnológica EAD que visam atender às necessidades do mercado ao capacitar, em menos tempo, mais pessoas para áreas da docência que demandam cada vez mais profissionais.

Por esse motivo, dessa vez, tratam-se de cursos de 36 meses de duração devido aos conteúdos abordados na grade curricular — uma vez que são licenciaturas. Confira:

História

O primeiro deles é a graduação em História — que o qualifica, ao longo dos três anos, para o exercício da docência nos ensinos fundamental e médio. Fora isso, você se aprofunda no desenvolvimento do conhecimento de diversos contextos históricos e da análise crítica sobre eles.

É por isso que matérias como história do Brasil, história da América, história medieval e história antiga fazem parte da sua grade curricular. Para complementar, o curso de história ainda trabalha aspectos cruciais para estimular a produção e a pesquisa na área.

Língua Portuguesa

Já a graduação em Língua Portuguesa, por sua vez, foca não somente na formação dos profissionais que desejam lecionar nos ensinos fundamental e médio, em colégios públicos e particulares, como também na aquisição de conhecimento daqueles que querem uma carreira acadêmica e, inclusive, atuar como prestador de serviços.

Para que isso seja possível, durante todo o curso de língua portuguesa, você tem uma imersão em diversos campos do saber da área, como literatura (portuguesa, latina, africana etc.), dialectologia, linguística, análise de produção textual, gramática textual, linguística, semântica e estilística.

Pedagogia

Para encerrar as licenciaturas, há a pedagogia — que prepara aqueles que desejam ter como atividade a docência e as práticas relacionadas a ela, como o desenvolvimento de planos pedagógicos e da organização curricular para instituições de ensino.

Durante os três anos da graduação, o aluno estuda disciplinas como didática, pesquisa em educação, psicologia do desenvolvimento e educação e diversidade cultural.

Matérias que o preparam não apenas para lecionar e alcançar os diferentes perfis estudantis — reconhecendo e trabalhando as dificuldades de aprendizado de cada um deles —, mas principalmente para lidar com os desafios do ambiente escolar e da integração social.

Cursos EAD com 4 anos de duração

Para fechar nossas sugestões de cursos EAD, terminamos com duas alternativas de bacharelado que contam com o período usual de quatro anos de duração. A diferença deles para os demais é que há um maior aprofundamento teórico em paralelo ao prático.

Além disso, eles também se diferenciam da licenciatura, pois essa última é voltada para quem deseja lecionar em ambientes escolares/universitários, ter uma linha de estudo com foco em conceitos e teorias e se desenvolver enquanto pesquisador científico — uma vez que a maioria dos estudantes desse tipo de graduação já emendam com o mestrado e o doutorado. Dito isso, veja quais são elas:

Bacharelado em Administração

O curso de bacharelado em Administração prepara futuros administradores para atuar tanto em empresas privadas quanto governamentais e públicas, coordenando, auxiliando e gerindo o fluxo financeiro, produtivo e de recursos humanos. É um segmento em franca expansão e com oportunidades constantes de crescimento de carreira.

E ao contrário do que muitos pensam, a Administração EAD não tem como foco exclusivo o estudo de números. Na realidade, ela tem uma perspectiva que abrange questões sociais, políticas e também culturais.

Tanto é que, durante a graduação, você estuda disciplinas como: finanças públicas e orçamentárias, diversidade e cultura organizacional, comércio exterior, gestão de negócios na internet e sociologia das organizações.

Bacharelado em Ciências Contábeis

Por outro lado, a graduação em Ciências Contábeis capacita as pessoas que serão responsáveis pela saúde financeira de toda e qualquer organização que deseja prosperar, crescer e expandir os negócios que realiza.

Há contadores que atuam exclusivamente com uma instituição, outros que prestam serviços a diferentes organizações e aqueles que montam o seu próprio escritório de contabilidade — o que mostra a alta demanda por esse profissional.

Durante a faculdade de Ciências Contábeis, o aluno se aprofunda na legislação trabalhista, na legislação tributária, na controladoria, na auditoria e compliance, na perícia contábil e arbitragem entre outras disciplinas fundamentais para a preparação dele para lidar com os diversos aspectos financeiros dos clientes.

Validade do diploma de faculdade a distância

Para concluir nosso post, reunimos algumas das dúvidas mais frequentes envolvendo a validade do diploma, o peso que ele tem e se esse importante documento pode ou não ser usado nas mesmas circunstâncias de um obtido em uma faculdade convencional (como ingresso e/ou participação em concursos e pós-graduação). Confira!

O diploma de um curso tecnológico tem o mesmo peso de um bacharelado?

Devido às durações inferiores que as graduações tecnológicas oferecem — visando uma entrada mais rápida do estudante no mercado de trabalho —, há quem acredite que o atestado de conclusão do curso entregue ao término delas não tenha o mesmo peso de um bacharelado ou de uma licenciatura regular — o que não é verdade.

Independentemente de qual seja a sua escolha, ao concluí-la, você receberá um diploma de nível superior. A única real diferença é o grau obtido: tecnólogo (quem fez um curso tecnológico), bacharel (quem fez um curso de bacharelado) e licenciado (quem fez um curso de licenciatura).

O diploma de uma graduação a distância é reconhecido como o de uma presencial?

Essa é outra dúvida bastante recorrente entre quem se interessa por uma graduação EAD e procura mais informações a respeito. Afinal, há um receio de que, principalmente para o mercado de trabalho, o diploma dela não seja reconhecido e considerado equivalente ao de uma graduação presencial.

Portanto, vamos por partes! Para o Ministério da Educação — que é o responsável por regular, autorizar e reconhecer a criação e oferta de cursos nessa modalidade -—, não há distinções entre o diploma de ambos os formatos, que, inclusive, têm a mesma validade.

Já para os recrutadores e departamentos de RH — que são responsáveis pelos processos de seleção, recrutamento e treinamento de novos profissionais para as vagas abertas nas organizações —, um atestado de conclusão do curso de uma faculdade a distância não traz nenhum demérito ao candidato. Ao contrário, demonstra que ele tem um perfil responsável, disciplinado e organizado.

Posso usar o diploma EAD para ingressar em um curso de pós-graduação?

Uma vez que o MEC não apenas autorizou a sua faculdade a oferecer a graduação EAD, como também reconhece o diploma dela, não há absolutamente nenhum impedimento.

Ou seja, você pode, sim, dar continuidade à sua formação superior e realizar tanto um curso stricto sensu (mestrado, mestrado profissional e doutorado) quanto um lato sensu (MBA e especialização), sejam eles presenciais ou a distância. Fica ao seu critério!

E para participar de concurso? Também é possível utilizar o diploma de faculdade a distância?

Caso o concurso desejado exija que os candidatos tenham nível superior, fique tranquilo. Você pode usar o seu diploma de faculdade a distância sem problemas. Contudo, fique atento ao edital para saber se você é, de fato, elegível!

O motivo disso é que o órgão responsável pela seleção talvez exija como requisito que os concorrentes tenham um determinado grau (licenciado, por exemplo) de acordo com as funções que o profissional vai desempenhar uma vez contratado. Nesse caso, aqueles que se enquadram como bacharéis e tecnólogos não vão estar aptos a entrar na concorrência.

Agora não há mais dúvidas sobre quem é o aluno da EAD nem muito menos sobre as diferenças que envolvem as modalidades de ensino, não é verdade? Por isso, releia nossas sugestões de cursos a distância, pesquise mais sobre eles e invista na sua formação para conquistar uma carreira de desafios e sucesso constante!

E já que falamos sobre algumas características que definem o estudante EAD, aproveite e baixe o nosso guia prático para conciliar vida pessoal, profissional e acadêmica!