5 cursos de graduação para quem quer abrir o próprio negócio

  • 26/abr/2017

5 cursos de graduação para quem quer abrir o próprio negócio

Há tantas opções de cursos de graduação que, por vezes, ficamos perdidos e não sabemos qual deles é o ideal para nós. Mas pense desta forma: tudo vai depender do objetivo do aluno, afinal, o diploma da faculdade funciona como uma catapulta que possibilitará a ele chegar aonde quiser.

Se você pretende abrir seu próprio negócio, por exemplo, existem algumas alternativas de cursos que vão desenvolver sua visão de economia e mercado, assim como diversas habilidades de gestão, necessárias a todo empreendedor.

Ficou interessado em descobrir quais são essas habilidades? Então você está no post certo! Acompanhe tudo e confira dicas mais aprofundadas a respeito de cada curso e dos benefícios que eles podem oferecer, além de sua relação com o empreendedorismo.

1. Administração

Talvez esse seja o curso mais famoso para quem deseja investir no próprio negócio. Mas por quê?

Bem, por um motivo muito simples: o curso de Administração fornece subsídios para que o aluno mergulhe no universo dos negócios por diversas perspectivas, como Direito, Economia, Logística, Marketing e Contabilidade. Em outras palavras, o curso casa matérias das Ciências Humanas e Exatas no intuito de formar um profissional completo, que domine as principais variáveis qualitativas e quantitativas envolvidas em um empreendimento.

Com seu diploma reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), os administradores podem atuar nas mais diversas frentes – hospitais, comércio, setor alimentício, etc –bem como no setor público e privado. Tenha em mente que ambas as modalidades presencial e EaD (Ensino a Distância) são opções válidas para quem quiser investir nessa formação.

Porém, nem tudo são flores. Administração é uma das formações mais abundantes no mercado de trabalho, o que faz a concorrência por cargos ser bem alta. Assim, para se destacar, é importante estar atualizado e se especializar em uma das inúmeras vertentes dessa área.

2. Engenharia de Produção

Outra alternativa é o curso de Engenharia de Produção, que forma profissionais responsáveis por projetar e planejar sistemas de controle de qualidade, desenvolvimento organizacional e otimização da utilização de recursos humanos, financeiros e tecnológicos, com o objetivo de reduzir custos e aumentar lucros.

Durante a graduação, o estudante adquire conhecimentos sobre a dinâmica e a lógica do sistema de produção, ou seja, passa a entender como ele funciona e por quê. Isso permite que ele desenvolva métodos para melhorar esse fluxo e evitar desperdícios.

As habilidades adquiridas fazem desse profissional um empreendedor focado em maximizar a rentabilidade, controlar o processo produtivo e saber como empregar os recursos disponíveis para atingir os objetivos organizacionais. Pense no engenheiro de produção como um jogador de xadrez que tem a habilidade de enxergar sempre o melhor caminho, utilizando todas as peças disponíveis para vencer desafios.

Ter esse domínio – e a percepção de todos os elementos envolvidos em um negócio – é essencial para quem vai disputar mercado com empresas mais experientes e já estabelecidas.

3. Marketing

Você já deve ter ouvido falar sobre a atuação do profissional de Marketing, ou mercadologista, certo? Ele é o responsável por ditar tendências de consumo a partir das necessidades dos públicos de uma empresa. É também aquele que usa seu poder de persuasão na criação de campanhas e ações que levam os consumidores a optarem por uma marca em vez de outra.

Seu campo de atuação é amplo e demanda criatividade e inovação, assim como um senso de descoberta constante. Mas que vantagens essa postura pode trazer a um empreendedor? Bem, se considerarmos que é necessário saber ler o mercado, conhecer bem o público e conseguir se comunicar com ele para ter um negócio de sucesso, o mercadologista formado possui uma vantagem enorme.

Para empreender da melhor maneira, é preciso saber comunicar sua proposta e diferencial ao mundo, além de empregar os veículos de comunicação nesse desafio. Na graduação em Marketing, o profissional poderá desenvolver tais competências e ainda lapidá-las.

4. Gestão de Recursos Humanos

Atualmente, o capital humano é visto como o bem mais precioso de uma empresa. Saber geri-lo, portanto, é fundamental para qualquer indivíduo que pretende se aventurar no mundo dos negócios.

O gestor de Recursos Humanos é o responsável por educar os colaboradores de uma organização sobre sua cultura organizacional, garantindo que seu trabalho esteja sempre alinhado aos valores, missão e visão da empresa e comandando os processos de recrutamento e seleção de candidatos. Na maioria das vezes, ele trabalha em conjunto com gestores técnicos e demais coordenadores.

A graduação fornece a esse profissional conhecimentos sobre gestão, treinamento e desenvolvimento de pessoas, endomarketing, fundamentos de contabilidade e legislação trabalhista. Esses insumos são importantes para um empreendedor, uma vez que ele precisará montar um time eficiente e lidar diretamente com suas demandas, expectativas, forças e dificuldades.

Grave bem: em grande parte, o sucesso de um projeto depende das pessoas por trás de sua idealização e execução. Cuidar bem delas é essencial.

5. Gestão de Negócios

Dentre os cursos de graduação existentes, o em Gestão de Negócios é aquele que tem o potencial de transformar seus estudantes em profissionais confiantes e capazes de administrar custos e tomar decisões ágeis e eficazes, levando em conta as variáveis internas e externas à organização. Trata-se de uma formação destinada a capacitar indivíduos que desejam ser absorvidos pelo mercado de trabalho, bem como empreendedores cujo objetivo é viabilizar uma ideia de produto, projeto ou marca.

Em ambos os casos, as habilidades de gestão adquiridas nesse curso permitirão que o indivíduo esteja apto a acompanhar as transformações da economia e do mercado, percebendo oportunidades e ameaças com maior facilidade.

Os cursos de graduação e o empreendedorismo

Os cursos que listamos são propostas de caminhos que poderão ser seguidos pelo empreendedor. Eles fornecem os instrumentos necessários para que os estudantes atuem como bons gestores de recursos e de oportunidades, ao mesmo tempo em que desenvolvem a visão e a postura adequadas a quem quer investir na concretização das próprias ideias.

Mas existem outras alternativas válidas. Quer um exemplo? Pense em investir em cursos de graduação em uma área com a qual você se identifica mais (como Nutrição, Educação, Psicologia e tantas outras) e busque uma especialização em Administração posteriormente. Assim, você poderá abrir sua empresa desse segmento e saberá geri-la da melhor forma.

Ficou inspirado com essas opções de cursos de graduação para quem deseja ter seu próprio negócio? Então compartilhe este post nas redes sociais e ajude mais empreendedores com as nossas dicas!






Nossos Apps

Nossas Redes Sociais