Além de contador – 7 áreas de atuação do profissional de contabilidade

  • 06/jun/2017

Além de contador – 7 áreas de atuação do profissional de contabilidade

Uma graduação em Ciências Contábeis proporciona maior estabilidade financeira e condições de crescimento na carreira. Uma grande vantagem desse setor é que qualquer empresa — independentemente do porte — precisa de um contador. Sendo assim, as áreas de atuação do profissional de contabilidade são amplas e proporcionam bons rendimentos.

Dependendo do cargo que ocupa, o contador precisa lidar com questões tributárias, contratuais, patrimoniais e fiscais, o que exige alto nível de capacitação e atualização. Além disso, ele precisa ser ético e transparente em suas ações.

Ficou curioso e quer entender mais sobre essa área? Continue a leitura do post e conheça 7 possibilidades de atuação do profissional de Ciências Contábeis!

1. Contador em escritórios

O profissional de contabilidade pode atuar em diversos locais, como empresas ou escritórios. Geralmente, sua carreira se inicia com um cargo de assistente e pode evoluir para diversas funções, conforme o seu aprendizado e capacitação profissional.

Ao atuar em escritórios contábeis, o contador será responsável por fazer o lançamento de notas, calcular os impostos que os clientes devem pagar, fornecer orientações detalhadas e confiáveis, controlar a receita, entre outras situações.

O profissional atuará com base nas obrigações acessórias e poderá atender empresas de diversos setores como: hospitais, escolas, comércios, empresas de tecnologia da informação etc.

2. Analista

O cargo de analista contábil ou financeiro oferece um rendimento médio para o contador, que precisa estar formado e registrado no Conselho Regional de Contabilidade para assumir a função.

O analista poderá atuar em empresas de pequeno, médio e grande porte, e essa função costuma ser apenas um exemplo de todas as demais atividades que ele pode exercer.

Como analista, o profissional deverá analisar as demonstrações e os relatórios contábeis e financeiros da empresa para oferecer informações detalhadas para a gerência. Assim, os diretores têm mais condições de tomar decisões assertivas em relação a empréstimos, financiamentos bancários e compras de outros negócios.

Ele também poderá orientar a escolha do melhor regime tributário a ser adotado pela empresa, com base nas informações sobre lucro e prejuízo.

3. Auditor

Há dois modos de atuar como auditor: interna ou externamente. O contador que trabalha como auditor interno deverá verificar os processos da empresa, analisar os dados contábeis e garantir que todos os procedimentos foram realizados de maneira legal. Ele atuará como um funcionário contratado, com todos os direitos trabalhistas assegurados.

Já o auditor externo será contratado por uma empresa para desempenhar um trabalho temporário, a fim de analisar se os processos foram executados de maneira correta e de acordo com a legislação. Isso pode ocorrer uma vez por ano, para garantir a credibilidade da empresa, ou quando ela estiver em um processo de compra.

Ou seja, o trabalho de auditoria contábil tem a função de analisar as finanças da empresa, verificar registros, balancetes e identificar falhas na gestão.

Essa é uma atividade essencial para garantir informações seguras e transparentes sobre a realidade do negócio, dessa maneira, o gestor pode conhecer os problemas e encontrar maneiras de solucioná-los.

4. Consultor financeiro

O contador também pode atuar como um consultor. Para esse tipo de trabalho, ele pode ser contratado por um escritório que desempenha atividades de consultoria empresarial ou pode atuar como profissional autônomo.

Porém, nesse último caso, é recomendado que ele tenha especializações e uma boa bagagem profissional, pois a sua experiência será essencial para sua credibilidade e contratação.

O mercado oferece diversas possibilidades de atuação na área de consultoria contábil, permitindo a especialização em segmentos como:

  • finanças;
  • tributos;
  • comércio exterior;
  • contabilidade internacional;
  • análise financeira, entre outros.

Após anos de experiência e resultados, um consultor de sucesso pode obter ganhos milionários ao oferecer serviços para empresas de grande porte.

5. Perícia contábil

Esse trabalho é de extrema importância para a sociedade, visto que pode comprovar o desvio ou má utilização de recursos financeiros por empresas ou órgãos públicos.

O perito contábil pode ser contratado por uma das empresas envolvidas em algum processo ou pela própria Justiça, pois ele terá como atribuição analisar as provas e oferecer informações necessárias para subsidiar soluções de litígio.

Muitas vezes, a atividade envolve a análise dos encargos financeiros contra bancos, condomínios, empréstimos, entre outros. A atuação exige que o profissional esteja registrado no Conselho Regional de Contabilidade e que seja ético e transparente em suas ações.

6. Cargos de gestão

O profissional contábil pode exercer diversas funções gerenciais dentro de uma empresa. Conheça algumas delas:

Gerente Financeiro

Este é um cargo exercido por contadores experientes, com capacidade de fazer análises de relatórios e interpretar os dados para seus superiores. Ele é responsável pela saúde financeira da empresa, devendo apontar as falhas nos processos e encontrar a maneira correta de solucioná-los.

Esse profissional deve estar atualizado sobre a legislação tributária e fiscal, conhecer os impostos que devem ser pagos e saber explicá-los aos gestores. Ele também precisa entender sobre os benefícios fiscais e as suas aplicabilidades dentro do negócio.

Controller

O cargo de controller de uma empresa exige capacitação profissional em nível de mestrado ou doutorado, conhecimento em línguas estrangeiras e capacidade para tomar decisões estratégicas.

Esse profissional é responsável por administrar questões tributárias e financeiras, auxiliar nos processos de compra ou venda de empresas, oferecer informações contábeis aos gestores, auxiliar em processos de contratação e demissão de funcionários e analisar os custos. Ele é o braço direito do diretor e possui grande responsabilidade no sucesso da empresa.

Pode-se dizer que o controller está entre os cargos mais altos dentro de uma organização nacional de grande porte ou de uma multinacional, ficando abaixo apenas dos diretores e donos do negócio.

Diretoria

O diretor de uma empresa está acima do gerente financeiro e do controller. Ele tem poder de decisão e argumentação junto com demais diretores e com o presidente da empresa.

Para essa função, o profissional precisa ter muita experiência no mercado, capacidade analítica e gerencial, ser fluente em uma língua estrangeira (geralmente inglês), e estar disposto a ser responsabilizado legalmente em casos de problemas com questões tributárias e fiscais.

Apesar dos riscos, a função costuma trazer inúmeros benefícios ao diretor como: ajuda de custo para uso de veículo, bônus financeiro em anos de lucratividade, altos salários e viagens. Tudo depende do porte da empresa em que atuará.

7. Profissional em órgãos públicos

Os órgãos públicos também precisam de contadores. Sendo assim, esse profissional pode fazer concurso para prefeituras, governos estaduais, Tribunal Regional do Trabalho, Tribunal de Contas, Ministério Público, entre outros.

De maneira geral, o contador do setor público será responsável por manter as contas em dia, analisar os dados financeiros, fazer relatórios, ficar atento aos dados orçamentários e patrimoniais, entre outros. Ele deve sempre cumprir com a legislação vigente, pois uma irresponsabilidade pode fazê-lo perder o cargo público.

Em órgãos como o Tribunal de Contas, o contador deverá analisar os relatórios de prefeituras e do Governo Estadual, a fim de controlar o uso do dinheiro público e alertar sobre fraudes e prejuízos ao erário.

A vantagem de ser um funcionário público está na estabilidade profissional após os 3 anos de estágio probatório. Ou seja, ele não pode ser exonerado, exceto por motivos como improbidade administrativa ou danos ao patrimônio público.

Contudo, o servidor não recebe o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e tem mais dificuldade de negociar aumentos salariais.

Enfim, há diversos campos de atuação para os contadores. Basta se capacitar para a atividade e obter um registro no Conselho Regional de Contabilidade.

Gostou de conhecer as áreas de atuação do profissional de contabilidade? Aproveite a sua visita para conhecer mais sobre o curso de Graduação em Ciências Contábeis!






Nossos Apps

Nossas Redes Sociais