Connect with us

Dicas de Estudo

Afinal, vale a pena trabalhar com educação?

Tempo de Leitura: 4 minutos

A escolha de uma profissão requer muita pesquisa, afinal, trata-se de uma decisão complexa. Conseguir o máximo de informações é uma maneira de evitar arrependimentos ou problemas no futuro. Entretanto, realizar muitas pesquisas também pode colocá-lo diante de opiniões contraditórias. Assim, fica difícil responder: será que vale ou não a pena trabalhar com educação?

Neste post, vamos responder essa pergunta a partir de dados atuais e relevantes sobre o assunto. Dessa forma, você vai saber tomar essa decisão com mais tranquilidade e segurança. Para os interessados em profissões dessa área, também reunimos no conteúdo algumas dicas de como se preparar para o trabalho. Vamos lá?

Vale a pena trabalhar com educação?

Nem sempre é simples concluir se uma profissão é vantajosa ou não. Para facilitar isso, alguns critérios podem ser elencados — como oportunidades de emprego, condições de trabalho etc. Confira a seguir alguns benefícios de quem trabalha com educação.

Boa empregabilidade

A educação é uma das poucas áreas profissionais que apresentam boas possibilidades de emprego constantemente. Isso a diferencia de outros campos que têm uma dependência maior da demanda e podem apresentar alto índice de desemprego em períodos de crise.

Como as instituições educativas mantêm o seu papel fundamental na sociedade independentemente do cenário econômico, professores serão sempre requisitados. Essa é uma vantagem importante quando se considera um mercado de trabalho cada vez mais complexo.

Múltiplas oportunidades para escolha

Quem gosta de manter seu leque de opções aberto vai se interessar em trabalhar com educação. As oportunidades nessa carreira são muitas: é possível dar aulas para diferentes públicos, desde bebês e crianças até adultos.

Além disso, a área de educação não inclui apenas professores, mas diversos profissionais que atuam em escolas, por exemplo, em cargos de coordenação e gestão. Também é possível se especializar em aspectos diferentes da docência — como educação especial, psicomotricidade etc.

Sentido do trabalho docente

Uma profissão não é apenas uma forma de ganhar dinheiro, mas um elemento importante do seu modo de vida, concorda? Portanto, quem busca um sentido no seu trabalho não pode escolher nada melhor do que a área de educação.

Afinal, a chance de impactar a vida de centenas de alunos é algo muito rico. Um professor afeta todas as pessoas que passam por ele. Muito mais do que ensinar conteúdos teóricos, exercer essa profissão é se relacionar com pessoas e influenciar o desenvolvimento de toda uma geração.

Dinamicidade da rotina

Se você é uma pessoa que não gosta de trabalhar em algo engessado e com rotina fixa, a área de educação é uma opção muito interessante. Como a profissão de professor envolve contato com diferentes pessoas diariamente, um dia nunca é igual ao outro.

Além disso, essa é uma área com possibilidades de atualização constantes. Há sempre novos livros, cursos e teorias para você conhecer — sem falar na aprendizagem constante com os alunos. Ainda falando sobre a rotina dinâmica, vale reforçar que o professor conta com um período de descanso maior, acompanhando as férias escolares.

Como é o mercado de trabalho nessa área?

Não é possível decidir uma profissão sem conhecer detalhes sobre a empregabilidade e o mercado no campo de atuação, certo? Essas informações são fundamentais para basear uma decisão tão importante.

No caso do trabalho com educação, o mercado apresenta alguns diferenciais interessantes. Um deles é a valorização da experiência: em oposição a outras áreas, nas quais existe um foco na busca por profissionais mais jovens, as instituições educativas valorizam os professores com maior tempo de sala de aula.

Outra característica do mercado de trabalho na educação é que ele está sempre aquecido. Seja em instituições particulares ou públicas, os professores têm frequentemente oportunidade de trabalho. Inclusive, é uma das profissões que mais conta com concursos públicos — ótima notícia para quem pretende seguir carreira como servidor.

A diversidade de caminhos profissionais disponíveis é mais uma vantagem do mercado na área de educação. Como falamos, os professores podem atuar com diferentes faixas etárias nas escolas, faculdades ou cursos. Mas eles podem também realizar atividades que vão além da sala de aula, como:

  • pedagogia hospitalar — acompanha pedagogicamente crianças que estejam em internações longas;
  • educação corporativa — atua na área de recursos humanos de empresas, organizando treinamentos organizacionais;
  • educação digital — alia a pedagogia e conhecimentos tecnológicos, promovendo cursos online;
  • editora — participa da elaboração de materiais didáticos;
  • organizações não governamentais (ONGs) — realiza atividades como acompanhamento de alunos, preparação de recursos e proposição de políticas públicas educacionais.

Como se preparar para o trabalho com educação?

Depois de conhecer todas essas informações sobre a área educacional, você ficou interessado em trabalhar nesse campo e aproveitar as vantagens? Que bom! Acompanhe a seguir algumas dicas para obter destaque no seu trabalho.

Escolher bem a graduação

Como falamos, o campo educacional é bastante dinâmico e cheio de caminhos possíveis. Por isso, a escolha sobre qual graduação fazer requer uma atenção especial. Ela depende, por exemplo, da faixa etária para a qual você deseja dar aulas — o curso de Pedagogia é voltado para crianças pequenas, enquanto as licenciaturas permitem trabalhar com as maiores.

Fazer uma pós-graduação também é uma escolha importante para basear sua carreira. Em algumas atividades, esse curso é necessário. Por exemplo, especializações em Psicopedagogia ou Educação Especial são opções interessantes para quem pretende trabalhar no nicho das deficiências e transtornos de aprendizagem.

Para quem tem um diploma de Ensino Superior em outra área mas deseja se tornar um professor, existe, ainda, a opção de fazer uma formação pedagógica. Trata-se de uma graduação mais curta que permite que você dê aulas, por exemplo, de Língua Portuguesa ou História. Já a Complementação Pedagógica é destinada aos profissionais que são licenciados e querem expandir seu leque de opções ao dar aulas também para crianças menores.

Fazer cursos para se diferenciar

Não são apenas a graduação e a especialização que tornam o seu currículo mais atrativo na área educacional. Existem diversos cursos que podem ser utilizados para enriquecer o seu perfil e prepará-lo para obter destaque. Por exemplo, estudar sobre novas metodologias ou aprofundar seus conhecimentos acerca do desenvolvimento de crianças e adolescentes é muito interessante.

Outro caminho que tem se mostrado bastante vantajosos nos últimos anos é a atuação em escolas bilíngues. Aprender outro idioma é muito útil não só para seu desenvolvimento pessoal, mas também para alcançar mais sucesso no trabalho.

Desenvolver um plano de carreira

Como você pode perceber, estar na área de educação é uma experiência dinâmica. Logo, vale a pena estruturar um plano de carreira para manter suas escolhas organizadas e ter sempre em mente o seu foco na profissão. Dessa forma, fica mais fácil aproveitar os benefícios sem se perder em tantas opções.

Depois de todas as informações deste post a conclusão é que, sem dúvida, vale a pena trabalhar com educação. Agora, reflita se as características que reunimos aqui tem relação com o seu perfil e tome sua decisão de maneira mais segura.

E então, este post foi útil para você? Que tal assinar a newsletter do blog e acompanhar os novos conteúdos?

Deixe o seu voto
Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...
Comentários

Copyright 2020 Unyleya ©. Todos os direitos reservados.