Entenda como funciona o vestibular no ensino a distância

  • 31/ago/2018

Entenda como funciona o vestibular no ensino a distância

A admissão de um estudante em um curso de nível superior é feita por meio de processo seletivo. No entanto, tendo em vista as especificidades das instituições, é bastante comum que os procedimentos de seleção variem de faculdade para faculdade ou mesmo entre as diferentes modalidades educacionais — como presencial e EAD.

Muitas pessoas ainda têm dúvidas quanto ao vestibular EAD. Para ajudá-lo a entender como funciona esse processo e esclarecer os principais pontos referentes ao tema, preparamos este artigo. Vamos lá?

A EAD

Por suas diversas vantagens, principalmente ao ser comparada aos cursos presenciais, a modalidade educacional a distância vem crescendo exponencialmente no Brasil.

Em geral, os cursos superiores a distância têm mensalidades com valores mais baixos, oferece a comodidade de estudar em casa, possibilita a flexibilidade de realizar atividades acadêmicas em qualquer horário e propicia autonomia ao estudante. Falaremos sobre todas essas vantagens separadamente ao final do artigo.

Esses benefícios são acompanhados por uma formação de excelência e por um diploma totalmente válido. A qualidade da modalidade a distância é atestada pelo Ministério da Educação, que autoriza o funcionamento, acompanha o andamento e reconhece o curso.

A certificação de um curso a distância é idêntica à de um curso presencial, não havendo, inclusive, qualquer distinção sobre a modalidade cursada. Com tantos pontos positivos, basta saber como ingressar em um curso a distância!

Prova presencial agendada

Essa é a forma de processo seletivo mais flexível oferecida pelas Instituições de Ensino que trabalham com cursos superiores na modalidade a distância, uma vez que, em geral, o candidato à vaga pode programar a realização do exame de ingresso na faculdade.

A ideia desse tipo de vestibular é que o futuro aluno EAD tenha à sua disposição variadas possibilidades de datas para que possa optar pela que mais bem atende às suas necessidades.

O tipo de agendamento feito para o candidato varia de acordo com a Instituição de Ensino. Existem faculdades que têm um calendário anual em que consta uma série de datas estipuladas para a realização da prova de ingresso.

É comum que sejam disponibilizados horários semanalmente. Essa organização é interessante para o vestibulando, pois permite que ele se organize para poder participar da seleção.

Há faculdades que oferecem maior personalização do vestibular para o futuro aluno, de modo a fazer o agendamento direcionado a ele. Geralmente, essas Instituições de Ensino aplicam a prova de ingresso para um determinado curso a distância conforme a disponibilidade do candidato, no dia e no horário em que ele pode fazer. Trata-se de uma iniciativa que dá maior flexibilidade para o vestibulando.

Vestibular tradicional

Outra maneira de o candidato ingressar no ensino superior é por meio do chamado vestibular tradicional, processo seletivo usado com bastante frequência nas faculdades de forma geral, sendo muito comum na seleção de alunos em cursos a distância. O vestibular tradicional é denominado desse modo por ser o formato mais recorrente de processo seletivo, tendo a estrutura e o funcionamento conhecidos por muitos estudantes.

Trata-se de um tipo de exame oferecido anualmente ou uma vez a cada semestre, dependendo da organização do curso pretendido, se semestral ou anual, por exemplo.

As faculdades costumam elaborar cronogramas de realização do vestibular, nos quais são estabelecidas antecipadamente as datas em que acontecerão as provas. Quando sobram vagas, pode haver um exame extra para o seu preenchimento, que também é previamente agendado em um mesmo dia para todos os candidatos.

Diferentemente da modalidade presencial, em que a prova de vestibular é geralmente aplicada ao final do semestre ou do ano que antecede o início do curso, na educação a distância, o exame pode ocorrer em qualquer período.

Isso acontece porque a modalidade a distância tem calendário letivo próprio, com estruturação e funcionamento específicos que nem sempre coincidem com os dos cursos oferecidos presencialmente.

Apesar de ainda ser muito usada, essa forma de ingresso não acompanha as mudanças constantemente ocorridas no cenário acadêmico brasileiro, ocasionadas, inclusive, pela educação a distância, que trouxe flexibilização e personalização na hora de estudar. O vestibular tradicional engessa a seleção e pode ser um empecilho significativo para quem tem restrições de horários ou dificuldades para organizar seu tempo.

Uso da nota do ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi inicialmente criado para ser um instrumento de avaliação da qualidade da educação básica brasileira, mas acabou se tornando uma espécie de prova unificada, usada em diferentes processos seletivos. Um dos tipos de seleção em que se emprega o ENEM com cada vez mais frequência é o vestibular para o ingresso em cursos superiores ofertados na modalidade a distância.

O uso da nota do ENEM pelo estudante é um procedimento simples: tendo indicado a sua nota para a faculdade em que pretende ingressar, a instituição verificará se ela é suficiente para que o candidato se matricule no curso que deseja.

Assim, de modo diferente do que acontece na prova presencial agendada e no vestibular tradicional, em que a classificação é feita por meio de seleção específica, com o uso da nota do ENEM, o candidato terá feito um processo seletivo bastante abrangente.

Para quem participou do exame, principalmente no ano anterior ao vestibular do curso pretendido — já que muitas instituições têm esse pré-requisito —, usar a nota do ENEM pode ser uma boa alternativa de ingresso em uma faculdade a distância.

No entanto, a abrangência e a complexidade da prova podem fazer com que o candidato obtenha uma nota menor do que aquela tirada em um processo seletivo mais específico.

Vestibular no ensino a distância da Faculdade Unyleya

A Faculdade Unyleya, Instituição de Ensino com excelência reconhecida na oferta de cursos superiores na modalidade a distância, tem o processo seletivo redacional como a sua principal forma de ingresso. De forma geral, o candidato deve responder às questões descritas (relacionadas às trajetórias pessoais e acadêmicas de cada um) por escrito, de forma sucinta e clara.

Esse formato é o mais vantajoso entre todos os tipos de processo seletivo, uma vez que possibilita comodidade, flexibilidade e oportunidade ao candidato, que pode enviar a sua redação posteriormente, sem precisar agendar.

Nessa perspectiva, o vestibular no ensino a distância da Faculdade Unyleya é triplamente benéfico. É a porta de entrada para uma instituição de qualidade, atende às necessidades dos seus futuros alunos e não tem diversas desvantagens, como a exigência de ter feito uma prova anterior (o ENEM) e a rigidez de datas e horários preestabelecidos e não negociáveis.

As vantagens da educação a distância

A tecnologia é, atualmente, uma grande aliada não só para fins profissionais, como também para a execução das tarefas do dia a dia. Nesse sentido, é normal que as pessoas passem cada vez mais tempo conectadas. Essa tendência se estendeu ao âmbito do ensino, dando origem à modalidade de educação a distância (EAD).

Os cursos a distância surgiram para promover o acesso flexível às capacitações, graduações, pós-graduações, especializações e demais formações. Dessa forma, para conquistar um diploma e assumir boas posições no mercado de trabalho, não é mais necessário ingressar em um curso presencial.

Se você está pensando em prestar vestibular a distância, vai se interessar em conhecer as principais vantagens dessa modalidade de ensino. E é justamente pensando nisso que reunimos as principais delas a seguir. Confira!

Flexibilidade

Essa é, certamente, uma das vantagens mais interessantes dos cursos a distância. Como são flexíveis, eles permitem que os alunos montem seus próprios horários, diferentemente do que acontece no ensino presencial, no qual a Instituição de Ensino já estabelece no momento da matrícula os horários das disciplinas que serão ofertadas naquele semestre.

Dessa forma, quem decide quando e de onde estudar é o próprio aluno, que não precisará ficar preso aos horários determinados previamente pela faculdade. Os estudantes que também trabalham poderão se dedicar ao curso durante o tempo em que estiverem livres — por isso a modalidade é tão procurada por pessoas nessa condição.

A flexibilidade se reforça ainda mais devido ao fato de que todos os materiais do curso (não só as aulas, mas também livros, apostilas, entre outros) ficam disponíveis no ambiente online por toda a duração do curso. Ou seja, caso o aluno queria assistir novamente a alguma aula, basta acessar o sistema.

No entanto, é preciso ressaltar que essa vantagem funciona como uma via de mão dupla. Por um lado, é fornecida toda a liberdade para o estudante — e ele, por sua vez, deve encarar esse benefício com muita responsabilidade e dedicação.

Afinal de contas, é muito fácil acabar deixando as coisas sempre para depois, contudo, os resultados positivos e necessários para passar nas disciplinas dificilmente virão dessa forma.

Relação custo-benefício favorável

Quando se opta por ingressar em um curso presencial, é preciso ter em mente que alguns gastos serão necessários. Você deverá se deslocar até a instituição todos os dias nos quais tiver aula, para começar. Muito provavelmente, também terá custos com alimentação, uma vez que passará uma quantidade de tempo significativa no local.

Esses gastos extras, por outro lado, não acontecem ao prestar vestibular a distância e ingressar na EAD. Para estudar, o aluno só precisará contar com um computador com bom acesso à internet. Dessa forma, ele poderá estudar sem sair de casa e, consequentemente, sem gastar diariamente. A alimentação também não será um problema pelo mesmo motivo.

O que se pode concluir é que os cursos a distância apresentam uma relação custo-benefício favorável para o estudante. Isso porque o diploma obtido ao final do curso tem a mesma validade que o de um curso presencial, e as mensalidades costumam ser menores (como veremos a seguir), sem gastos extras.

Custo reduzido

O preço é um fator bastante relevante e decisivo para quem opta por um curso EAD. Isso porque, na maioria das vezes, os valores da modalidade a distância são relativamente mais baixos que os de cursos presenciais. Você já parou para pensar por que isso acontece?

Primeiramente, há o fato de que a estrutura física necessária para a disponibilização e realização dos cursos é muito menor. Embora seja preciso custear a implementação de um sistema EAD, equipamentos tecnológicos modernos, material, entre outros, o preço é mais acessível porque o curso atinge um número maior de pessoas de diferentes localidades, e não só daquela cidade ou estado, como é o caso das instituições presenciais.

É preciso relembrar, no entanto, que essa não é uma regra. Em alguns casos, o preço dos cursos EAD pode equivaler ao dos cursos presenciais, embora seja muito mais comum que o valor seja mais em conta. Trata-se de uma grande vantagem, porém, não pode ser encarada como o único fator a considerar no momento de escolher um curso.

Aceitação pelo mercado e desenvolvimento de competências valorizadas

Primeiramente, é preciso destacar o fato de que muitas pessoas que querem saber mais sobre a modalidade EAD ainda têm dúvidas sobre a aceitação do ensino a distância pelo mercado de trabalho. Afinal de contas, os cursos EAD são ou não são vistos com a mesma aceitação que os presenciais?

Pode ser que, antigamente, quando a modalidade ainda não era bastante difundida, o mercado ainda tivesse certa preferência pelos diplomas de cursos presenciais. Hoje, isso certamente não acontece mais. Também ficou no passado a ideia de que os cursos a distância são “mais fáceis” e “menos valorizados”.

Os cursos a distância formam de maneira flexível e eficiente profissionais aptos a exercer suas funções e a utilizar habilidades fundamentais requisitadas pelas empresas nos dias de hoje. Isso porque eles são, em sua maioria, focados justamente nas demandas do mercado de trabalho. Além disso, o método EAD faz com que o aluno acabe desenvolvendo características amplamente valorizadas, como:

  • facilidade na ​gestão de tempo;
  • organização;
  • motivação;
  • dedicação;
  • compromisso;
  • autodisciplina;
  • saber resolver problemas de forma prática. ​

Para sermos ainda mais precisos, atualmente, algumas organizações já contam com profissionais de RH capacitados justamente para enxergar as competências específicas dos candidatos que se formaram a distância. Interessante, não?

Como você pôde perceber, o vestibular EAD é bastante flexível, assim como a modalidade a distância. Para aqueles que desejam obter um diploma válido e totalmente valorizado, montando seus próprios horários e sem precisar sair de casa para estudar, basta optar por uma Instituição de Ensino de qualidade e dar esse passo rumo ao sucesso!

E então, gostou deste artigo? Para receber diretamente em sua caixa de entrada mais conteúdos como este, não fique de fora: assine agora mesmo a nossa newsletter. Até a próxima!






Nosso App

Nossas Redes Sociais