Educação a distância: entenda como funciona e tire suas dúvidas

  • 16/fev/2017

Educação a distância: entenda como funciona e tire suas dúvidas

A educação a distância, mais conhecida como EAD, teve início com cursos por correspondência e televisivos, mas foi com o desenvolvimento de novas tecnologias que essa modalidade educacional cresceu exponencialmente.

Por ter se expandido e se tornado acessível, a internet passou a ser usada como importante ferramenta para a formação acadêmica e profissional, sendo o formato predominante da EAD atualmente.

A EAD é uma modalidade educacional em que professores e alunos estão basicamente separados fisicamente. O contato entre eles e com os materiais utilizados nos cursos é realizado por meio de ferramentas e tecnologias de comunicação e informação, geralmente via internet. Essa possibilidade distingue a educação a distância do ensino presencial e se traduz em maior flexibilidade de tempo e espaço para o aluno.

Por isso, pessoas que dispõem de pouco tempo ou têm dificuldades de deslocamento encontram na EAD a chance de se prepararem profissionalmente em condições de igualdade de qualidade em relação ao ensino presencial.

A educação a distância anula as barreiras entre o aluno e o seu diploma, oferecendo uma oportunidade viável para quem procura por uma formação profissional e pelo crescimento na carreira.

Se você deseja conquistar um emprego melhor ou avançar profissionalmente, mas tem dificuldades para conciliar sua rotina com as exigências de um curso presencial, a educação a distância é a solução.

A seguir, vamos mostrar como ela funciona para que você possa esclarecer as suas dúvidas iniciar os seus estudos o quanto antes. Acompanhe!

Qual é a proposta da educação a distância?

Os cursos oferecidos na modalidade EAD vêm crescendo bastante no Brasil durante os últimos anos. Mesmo assim, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre as especificidades, o funcionamento e a validade dela.

A educação a distância é regida por legislações específicas, que variam conforme o tipo de curso: livre, graduação, pós-graduação etc.

Assim, há parâmetros e orientações para cada formato de curso. Enquanto cursos livres não possuem as mesmas exigências dos cursos credenciados e reconhecidos pelo MEC, como graduações e pós-graduações, esses dois níveis de ensino seguem regras distintas, por exemplo.

A educação a distância pode ser implementada na educação básica, especificamente na educação profissional técnica de nível médio e na educação de jovens e adultos, bem como na educação superior. Os cursos de nível superior são ofertados como graduações — bacharelados, licenciaturas e cursos superiores de tecnologia — ou pós-graduações, no formato de especializações e MBA.

Para ser considerado como pertencente à modalidade de educação a distância, o curso deve ter pelo menos 70% de seu conteúdo desenvolvido por meio de atividades em que o aluno e o professor não estejam interagindo no mesmo espaço e momento. Cursos que demandem formação em laboratório devem desenvolver essas atividades práticas presencialmente, assim como também é exigido que as avaliações sejam presenciais.

A diferença fundamental entre a educação presencial e a educação a distância está na forma como o conhecimento é construído.

Na educação a distância, o estudante aprende e desenvolve suas habilidades e atitudes referentes aos estudos e à sua futura profissão no local, tempo e dinâmica que lhe forem mais convenientes, contando, é claro, com a mediação de professores e tutores. Já na educação presencial, os horários e locais são predefinidos e rígidos.

A proposta da educação a distância é simples e bastante vantajosa para o aluno. Os cursos oferecidos nesta modalidade têm como objetivo formar profissionais de acordo com a área do conhecimento escolhida, preparando-os para o mercado de trabalho, como fazem os cursos presenciais. Contudo, os cursos a distância visam atender às demandas de disponibilidade de tempo e mobilidade dos alunos.

Os cursos EAD e os ofertados presencialmente têm muitas semelhanças quanto ao grau de exigência e conteúdos abordados. Um dos fatores que zelam por essa paridade é a ação do MEC, que se encarrega de aplicar exigências e critérios de avaliação idênticos em ambas as modalidades.

Dessa forma, um curso a distância — assim com um presencial — não é mais fácil ou difícil em si. Nesse quesito, o que os distingue essencialmente é a qualidade das instituições que os oferecem.

Como ocorrem os processos seletivos para cursos EAD?

Os processos seletivos para o ingresso de alunos na EAD variam conforme a instituição. Pode haver a seleção por meio de provas de vestibular, pela aceitação da nota Enem, ou da análise do histórico escolar do candidato. O Programa Universidade para Todos (ProUni) contempla igualmente os alunos matriculados em cursos a distância para a concessão de bolsas de estudos.

Quando necessário, as atividades presenciais dos cursos na modalidade a distância são ofertados em polos, ou seja, em locais específicos para o desenvolvimento de atividades pedagógicas e administrativas desse tipo de ensino.

Nesses polos — devidamente credenciados pelo MEC — são oferecidos aos alunos as atividades de tutoria presencial, avaliações de conclusão de disciplina ou semestre letivo, entre outras. Neles também ficam a biblioteca e os laboratórios.

Qual o custo-benefício de um curso a distância?

De modo geral, a relação de custo-benefício de um curso na modalidade a distância é maior do que o de um curso na modalidade presencial. A vantagem do curso a distância se concentra em dois motivos principais: primeiro, a flexibilidade que essa modalidade educacional proporciona; segundo, os gastos que ela dispensa.

Por não ter horários e locais predefinidos para a realização da maioria das suas atividades, um curso na modalidade a distância permite maior flexibilidade aos seus alunos, que têm liberdade para elaborar as suas próprias rotinas de estudos. Para se dedicar ao curso, eles podem escolher os locais e horários mais compatíveis às suas outras demandas diárias.

No que diz respeito ao custo financeiro, apenas, fazer um curso a distância poupa gastos com deslocamento diário até a Instituição de Ensino, alimentação, cópia de materiais, entre outros. Além disso, os cursos ofertados na modalidade a distância costumam ter valores de mensalidade mais acessíveis do que os cursos oferecidos presencialmente, uma vez que demandam uma infraestrutura física mais enxuta e têm menos gastos com a sua manutenção.

Que tipo de flexibilidade é oferecida ao aluno?

Nos cursos ofertados a distância, alunos e professores não necessitam estar no mesmo espaço ou no mesmo horário para que as aulas sejam ministradas ou outras atividades educativas aconteçam. Isso confere grande flexibilidade de organização para o estudante, facilitando o desempenho de suas tarefas cotidianas e permitindo que ele avance no curso respeitando seu perfil de aprendizado e seu próprio ritmo.

Essa flexibilidade de local e de tempo é de enorme importância para quem tem uma rotina cheia, horários de trabalho incompatíveis com os turnos tradicionais ou menor disponibilidade para locomoção. Assim, o aluno de um curso a distância pode conciliar seus estudos com todas as outras tarefas que desempenha cotidianamente, como compromissos familiares e profissionais.

O aluno deve utilizar a flexibilidade proporcionada pela educação a distância de maneira inteligente. Isso porque a organização e autogestão das atividades de estudo exigem disciplina e autonomia. O estudante precisa saber definir suas prioridades e dividir satisfatoriamente o seu tempo para ser capaz de cumprir todas as suas tarefas com êxito e respeitando os prazos estipulados.

Como funciona uma plataforma de educação a distância?

Na modalidade de educação a distância, as salas de aula físicas são substituídas por um ambiente virtual de aprendizagem. Esse ambiente é uma plataforma digital na qual os estudantes matriculados acessam os planos de ensino das matérias que compõem a grade curricular, assistem às aulas ou acessam virtualmente os conteúdos.

Da mesma forma, é via plataforma que os alunos entram em contato com os professores e podem tirar dúvidas e participar de chats e fóruns de discussão.

É pela plataforma de educação a distância que o estudante acompanha todo o andamento do curso, fica a par do cronograma de atividades a serem realizadas e executa suas tarefas.

Todas as ações que o aluno realiza dentro da plataforma ficam registradas, como os comentários feitos nos fóruns, o número de vezes em que se comunicou com o professor e os conteúdos que acessou.

Cada aluno dispõe de um login e sua respectiva senha, geralmente gerados no ato da matrícula, para ter acesso ao ambiente virtual de aprendizagem. Os registros feitos de todas as atividades desenvolvidas pelos estudantes são utilizados para avaliar a sua participação e acompanhar o seu rendimento acadêmico.

Como são as aulas e o material de apoio disponibilizado?

A forma como as aulas são ministradas em um curso a distância varia de acordo com a instituição. No entanto, geralmente elas são disponibilizadas pela internet, no ambiente virtual de aprendizagem, possibilitando o acesso de alunos das mais diversas regiões do país. Pode haver aulas presenciais, principalmente se forem práticas ou exigirem o uso de laboratórios, a depender da disciplina em foco.

Os professores são os responsáveis por elaborar o plano de ensino, os materiais didáticos e as atividades avaliativas de suas disciplinas.

De modo geral, cada uma das matérias que compõem a grade curricular do curso possui um livro-texto, que funciona como o material básico para o professor ministrar a disciplina e conduzir as avaliações. Algumas instituições fornecem esse material em formato impresso, enquanto outras o disponibilizam digitalmente.

Existem ainda materiais que servem de conhecimento complementar para os conteúdos abordados nas disciplinas. Esses materiais costumam ficar acessíveis aos alunos por meio do ambiente virtual de aprendizagem e são compostos por textos de apoio, listas de exercícios, palestras, entre outros.

Que tipo de organização se exige do aluno EAD?

Por mais que um curso a distância seja flexível, ainda assim, ele demandará tempo do estudante. Por isso, o aluno deve organizá-lo para que possa desempenhar satisfatoriamente as atividades do curso.

O mesmo raciocínio é válido para as questões financeiras. Mesmo que seja uma modalidade de educação com menores custos, o aluno deve se organizar financeiramente para arcar com eles.

Depois de já ter ingressado no curso, outras formas de organização de caráter cotidiano e prático são também indispensáveis para o bom desenvolvimento dos estudos. A primeira estratégia organizacional nesse sentido deve ser criar um cronograma de estudos eficiente, coordenado com as outras responsabilidades do aluno.

Já no decorrer do curso, é importante que o aluno dedique diariamente uma parte de seu tempo para estudar, assim como faça revisões das aulas e exercícios. A utilização do Google Drive para a realização de trabalhos em grupo e de outros programas na nuvem, tais como o Dropbox, pode ajudar no arquivamento e compartilhamento dos trabalhos produzidos.

Também é fundamental que o estudante reduza ao máximo as distrações e chances de interrupções durante as horas dedicadas aos estudos, evitando qualquer interação que não seja relativa às tarefas do curso.

Controlar o tempo dedicado aos estudos é importante para a auto-organização, sendo necessário registrar as horas diárias dedicadas à realização das atividades do curso e avaliar o aproveitamento individual ao final.

A organização do aluno deve ser feita de forma que ele consiga adequar a sua rotina para que haja tempo suficiente de dedicação aos estudos.

Comparado a um curso feito na modalidade presencial, um curso a distância demanda maior organização e independência do estudante, sendo necessário que ele trace e siga estratégias que facilitem atender a todas às suas demandas cotidianas.

Qual o formato das provas e das atividades avaliativas?

A legislação educacional brasileira prevê que o processo avaliativo nessa modalidade educacional se dê tanto a distância como presencialmente, com predominância das avaliações presenciais.

Geralmente, os cursos utilizam os momentos presenciais obrigatórios para a realização de estágios, trabalho de conclusão de curso (TCC) e avaliações finais.

Essa orientação legal não impede, porém, que sejam aplicadas variadas atividades avaliativas também a distância. As avaliações feitas remotamente permitem ao estudante mensurar o seu nível de aprendizagem e conhecer suas dificuldades, ao mesmo tempo em que podem propiciar momentos de pesquisa e revisão dos conteúdos estudados.

Do mesma maneira que em um curso oferecido presencialmente, as provas são de grande valor para a checagem do desempenho do aluno.

Na educação a distância, outros fatores são considerados na avaliação do professor, entre os quais estão a realização de trabalhos, a participação em fóruns de discussão, a execução de pesquisas de campo e a postagem de comentários sobre textos de apoio.

O que é um tutor em educação a distância?

Chamamos de tutoria o método utilizado para efetivar uma interação de cunho pedagógico. Nela, os tutores são responsáveis por acompanhar seus alunos de forma sistemática, comunicando-se com eles, fornecendo orientação e planejando o seu desenvolvimento em uma ou mais disciplinas, por exemplo.

Muitas instituições que ofertam cursos presenciais contam com a presença de tutores, contudo, engana-se que essa é uma exclusividade do modelo de ensino presencial. Para o ensino a distância, existem os tutores em EAD.

Eles são os profissionais responsáveis pela transmissão do conteúdo dos cursos online, de forma atraente, com qualidade e, acima de tudo, promovendo o engajamento entre aluno e curso. Além disso, facilitam o processo de aprendizagem e atuam como mediadores pedagógicos, auxiliando o estudante e tirando as suas dúvidas.

Qual é o papel do tutor EAD?

Os tutores de cursos a distância exercem um papel muito importante quanto à motivação do aluno EAD, identificando as suas dificuldades (tanto em relação ao conteúdo do curso quanto em possíveis dúvidas sobre o ambiente online, entre outras), trabalhando em cima delas e promovendo a melhor experiência de aprendizado.

Outro papel fundamental desse profissional é garantir aos alunos um ambiente apropriado e que estimule o aprendizado. Isso porque, com todas as inovações e vantagens promovidas pela educação a distância, é preciso ter a certeza de que o aluno está de fato absorvendo todo o conteúdo do curso (principalmente se engajando com as ferramentas, professores e colegas) e não apenas sentado em frente ao computador de forma automática.

Dessa forma, cabe ao tutor em educação a distância promover a participação dos alunos nos fóruns de discussão (o que, muitas vezes, também é uma forma de avaliação nos cursos EAD) e a interação com todos os envolvidos no curso.

Por que é importante contar com o tutor em EAD?

O ensino a distância traz consigo um mundo de possibilidades, conceitos e ideias relacionados à educação. Além disso, deixa os alunos cada vez mais independentes, podendo montar seus próprios horários e estudar quando e de onde quiserem.

Com isso, surge também a necessidade de realizar um acompanhamento “de perto”, de modo a assegurar que o aprendizado acontecerá da melhor forma possível, mantendo a interação entre aluno e curso.

Cabe então aos tutores garantir que os alunos não só façam o uso de todas as ferramentas e conteúdos do ambiente virtual, mas que também consigam ir além do que é proposto. Sendo assim, é possível afirmar que são importantes por esse e outros motivos, como:

  • facilitam a construção do conhecimento;
  • oferecem feedbacks aos alunos;
  • preocupam-se em promover um processo educacional focado às necessidades de cada aluno;
  • desenvolvem nos alunos a capacidade de resolução de problemas.

Toda instituição oferece tutores EAD?

Infelizmente, não. Embora as vantagens de contar com tutores EAD sejam inúmeras (não só para os alunos, que apresentarão melhor desempenho, como também para a instituição, que aumentará seu nível de qualidade), nem todas as faculdades e universidades estão atentas a essa questão.

Sendo assim, antes de se matricular em um curso a distância, é interessante que o aluno busque por uma instituição que ofereça esse diferencial, como a Faculdade Unyleya.

Cursos de educação a distância são reconhecidos pelo MEC?

Para ter validade, qualquer curso, seja ele na modalidade presencial ou a distância, deve ser reconhecido pelo MEC. Com efeito, os cursos a distância passam pelos mesmos processos de reconhecimento do MEC a que são submetidos os cursos presenciais. Somente os diplomas de cursos reconhecidos são válidos. Se a instituição é reconhecida, mas o curso não, o diploma não vale.

Dessa forma, quem opta por fazer um curso na modalidade a distância deve procurar saber se ele é reconhecido pelo MEC ou se o processo de reconhecimento já está sendo desenvolvido. Essa informação pode ser encontrada no próprio site do MEC, que disponibiliza uma lista oficial de instituições autorizadas a ofertar cursos de graduação e de pós-graduação.

É fundamental que o estudante ingresse na instituição sabendo da situação de funcionamento do curso que vai fazer, pois, no caso de o processo de reconhecimento estar em andamento, o aluno pode acompanhá-lo. Além disso, fazer um curso que não está devidamente reconhecido pode trazer muitos transtornos, entre os quais a não validade do diploma.

Um diploma de graduação a distância é válido?

A conclusão de um curso em qualquer nível de ensino é atestada pela emissão de uma certificação. No caso dos cursos superiores, a conclusão é comprovada por meio da expedição de um diploma, e, em cursos de pós-graduação, de um certificado. Esse documento é fundamental, pois, além de ser a comprovação de que o estudante concluiu o seu curso, é exigido nas mais diversas situações de contratação profissional e ingresso no serviço público.

Considerando que a modalidade a distância é reconhecida pelo MEC e que seus cursos passam pelas mesmas avaliações que os presenciais, os diplomas de cursos a distância são válidos. É importante lembrar que os conteúdos e habilidades profissionais abordadas em ambas as modalidades são muito semelhantes, havendo diferenças apenas quanto às formas de construção de conhecimento.

Além disso, não existe distinção entre os diplomas expedidos por cursos presenciais e os diplomas emitidos pelos cursos a distância, já que os dois possuem validade idêntica para a comprovação do título. Aliás, no diploma tanto de cursos presenciais quanto de cursos a distância sequer consta a informação sobre a modalidade em que o curso foi feito.

Que habilidades são desenvolvidas ao longo do curso?

Além das habilidades relativas ao próprio curso que está sendo realizado, a educação a distância desenvolve outras, referentes particularmente às condições que a modalidade educacional cria para a aprendizagem. Entre elas estão dedicação, compromisso, disciplina, autonomia, organização, automotivação, fluência tecnológica, competência textual e maturidade.

A dedicação é desenvolvida em razão da necessidade de cumprimento de prazos na ausência de acompanhamento presencial constante de um professor.

O desenvolvimento dessa habilidade é um diferencial no mercado de trabalho, assim como o é a capacidade de organizar e cumprir compromissos. Como na educação a distância há pouca interação presencial entre professores e alunos, o compromisso deve ser firmado e renovado continuamente pelo aluno.

A disciplina é exigida em virtude da concentração, regularidade e disposição envolvidas nas atividades do curso, que deverão ser feitas de modo autossuficiente, com autocontrole e sem a estipulação de horários pela instituição.

A autonomia é desenvolvida em virtude da exigência de autogestão para estudar e realizar as tarefas do curso, conciliando-as com as demais atividades do cotidiano do aluno.

Já a organização está diretamente relacionada ao planejamento e à execução das atividades diárias, com o estabelecimento de prioridades e gerenciamento do tempo.

A automotivação, por sua vez, é desenvolvida pela ausência do ambiente de cobrança tradicionalmente criado pelo professor e pela competitividade entre os colegas. Ambas são muito importantes para o desempenho profissional.

A fluência tecnológica é reflexo da natureza da educação a distância, que exige o domínio e a manipulação constante de recursos digitais para a realização das atividades.

O desenvolvimento da competência textual ocorre porque, além das atividades de leitura e interpretação de textos comuns na experiência acadêmica, na educação a distância, o aluno interage bastante por meio de textos escritos.

A maturidade que o aluno de um curso de educação a distância costuma desenvolver é o resultado da combinação das outras competências desenvolvidas — autonomia, dedicação, disciplina, organização e compromisso.

Essas habilidades contribuem para formar um estudante com atributos como ponderação, responsabilidade, equilíbrio e discernimento, que são fundamentais a um profissional centrado, competente e competitivo.​

Todas as habilidades desenvolvidas ao longo de um curso ofertado na modalidade a distância levam os alunos a adotar uma rotina de estudos que as aprimoram. Em conjunto, tais habilidades contribuirão para a formação de um profissional com o perfil ideal para ocupar os mais concorridos, estáveis e bem pagos cargos disponíveis no mercado de trabalho.

O que considerar antes de entrar em um curso a distância?

Assim como ocorre com os cursos oferecidos presencialmente, os cursos a distância são ofertados por diferentes instituições e que têm padrão de excelência e experiência em educação a distância variadas.

Por isso, é necessário que se leve em conta a qualidade da instituição a ser escolhida especificamente no que se refere ao oferecimento de cursos na modalidade a distância.

Mesmo que tenham crescido bastante e já sejam uma realidade no país, os cursos a distância ainda são um desafio para várias instituições, já que muitas delas ainda não sabem muito bem como implementar esse novo contexto educacional.

Por essa razão, a escolha pela instituição mais adequada deve levar em conta a experiência e o tempo de atuação que ela tem na modalidade a distância.

Conversar com quem já é aluno da EAD, procurar por avaliações e depoimentos sobre essa modalidade em sites confiáveis, assim como verificar os seus conceitos obtidos nos instrumentos avaliativos do MEC são boas estratégias para selecionar a melhor instituição para fazer seu curso.

Essas ações ajudam você — futuro aluno da EAD — a ter uma ideia do nível de excelência da Instituição de Ensino, para que possa fazer a opção mais acertada.

Agora que você já sabe tudo sobre a EAD, que levar esse conhecimento a outras pessoas? Então, compartilhe este post em suas redes sociais!






Nosso App

Nossas Redes Sociais