Curso híbrido: como funciona e quais as vantagens na pós-graduação?

  • 17/fev/2017

Curso híbrido: como funciona e quais as vantagens na pós-graduação?

Não é segredo que uma carreira bem-sucedida depende de qualificação profissional constante. O difícil, no entanto, é o profissional já graduado e atuante no mercado ser capaz de conciliar satisfatoriamente o seu trabalho com um curso de especialização, sem negligenciar sua vida pessoal. Uma alternativa para driblar essa dificuldade é o curso híbrido, que reúne atividades presenciais e a distância.

O curso híbrido é composto por um percentual de carga horária que deve ser cumprido presencialmente em polos de apoio e por outro a distância, sendo uma ótima alternativa para quem dispõe de pouco tempo.

Se você está nessa situação, que tal saber como funciona um curso híbrido e conhecer quais as suas vantagens na pós-graduação?

A dinâmica de um curso híbrido

Ao contrário do que se possa imaginar, um curso híbrido não é simplesmente a soma entre determinadas características de um curso presencial e outras de um curso a distância. Embora seja considerado como pertencente à modalidade a distância, o curso híbrido é um meio do caminho entre essas duas modalidades de educação, tendo, portanto, uma configuração peculiar.

A dinâmica de funcionamento de um curso híbrido varia de acordo com a faculdade, mas há sempre mais atividades a distância do que presenciais. Geralmente, a maior parte das disciplinas é ofertada a distância, por meio de conteúdos previamente elaborados, que devem ser acessados numa plataforma virtual de aprendizagem, ou, em outros casos, por aulas transmitidas ao vivo, via satélite, ou por videoconferências.

As aulas presenciais ocorrem, em geral, de 1 a 2 vezes por semana, havendo instituições que as oferecem quinzenalmente, dependendo do tipo de curso. Esses encontros são promovidos nos polos de apoio, devidamente equipados e com toda a infraestrutura demandada para o desenvolvimento dos cursos oferecidos. É nos polos de apoio que os estudantes interagem com os professores.

Destaca-se a metodologia diferenciada dos cursos híbridos com salas de aula invertidas. Nesta metodologia, o professor não introduz ou apresenta conteúdos teóricos em longas aulas expositivas, mas destina o tempo do encontro presencial para o desenvolvimento de uma construção conjunta de conhecimento, discutindo casos previamente estudados e colocando o professor em posição de moderador de um grande debate. Desta forma, os alunos são exercitados em suas habilidades interativas e sempre estimulados com questionamentos inteligentes. Se tornam mais proativos através do pensar e elevam o pensamento crítico, incorporando-o em suas estratégias de estudo.

Sala de aula e plataforma virtual de aprendizagem

Um curso híbrido é perfeito para quem não possui tempo disponível suficiente para frequentar uma pós-graduação presencial, mas também não abre mão do ambiente interativo face a face na hora de estudar. Além da praticidade de estudar em casa, num curso híbrido, o estudante pode manter um relacionamento mais próximo com os seus colegas de turma, professores e outros membros da instituição de ensino.

A natureza mista do curso faz com que suas atividades sejam desenvolvidas tanto em sala de aula quanto numa plataforma virtual de aprendizagem. Na sala de aula, são ministradas aulas expositivas, além de serem realizados exercícios e outras atividades em grupo, de modo semelhante ao que ocorre em cursos presenciais. A maioria das atividades avaliativas, principalmente provas, são feitas nesse espaço.

Na plataforma virtual de aprendizagem — ambiente digital que substitui as salas de aulas físicas —, o aluno assiste a aulas, realiza tarefas delegadas pelos professores e participa de chats e fóruns de discussão. As ações executadas dentro da plataforma, como os trabalhos, comentários deixados nos fóruns, os conteúdos acessados e as comunicações feitas com o professor, são registradas e usadas como formas de avaliar o desempenho do estudante.

Infraestrutura

Um curso híbrido demanda uma infraestrutura complexa, uma vez que reúne suportes tanto da modalidade presencial quanto da modalidade a distância. O lugar físico em que será ofertado o curso é o polo, local específico para as atividades pedagógicas e serviços administrativos relativos a esse tipo de curso.

Os polos devem estar devidamente equipados com salas de aula e todo o suporte técnico referente à plataforma virtual de aprendizagem. É fundamental que a instituição de ensino ofereça todas as condições necessárias para a realização das atividades presenciais e a distância, de modo que o futuro aluno deve considerar esse fator na hora de escolher a instituição pela qual fará seu curso.

Rotina acadêmica

A rotina acadêmica de um aluno de um curso híbrido vai variar conforme a organização da instituição de ensino, mas, de maneira geral, será estruturada em torno das demandas a distância e presenciais. O estudante deverá organizar o seu tempo para cumprir suas tarefas pessoais e profissionais, assim como também realizar as atividades a distância. Além disso, deverá se planejar para ir até o polo participar das aulas presenciais.

Por suas características de organização e funcionamento, um curso híbrido exige certo grau de autonomia e disciplina de seus alunos, que precisarão de foco e determinação para desenvolver suas atividades acadêmicas de modo relativamente independente. Isso porque a maior parte dos estudos será realizada sem a supervisão presencial de um professor e longe de um ambiente institucional.

Flexibilidade

Um dos principais atrativos de um curso híbrido é a flexibilidade que ele oferece. Em razão de a maior parte de sua carga horária ser cumprida a distância, esse tipo de curso permite a pessoas com pouca disponibilidade ou restrição de tempo que se dediquem à formação acadêmica desejada nos locais e horários possíveis. Outro ponto importante é que, estudando individualmente, o aluno pode aprender em seu ritmo.

Por outro lado, como a frequência de encontros presenciais é baixa, o aluno é capaz de planejar e organizar seus demais compromissos de maneira a conseguir participar das aulas nos polos. O estudante tem a oportunidade de flexibilizar suas condições de estudo ao mesmo tempo em que pode estabelecer interação física com o ambiente acadêmico.

Credenciamento pelo MEC

Cursos de especialização em nível de pós-graduação lato sensu presenciais não necessitam de autorização e reconhecimento do Ministério da Educação para funcionar, porém, aqueles que são ofertados a distância devem possuir credenciamento. Assim, por terem tanto características da modalidade presencial quanto da modalidade a distância, cursos híbridos só podem ser oferecidos por instituições credenciadas pelo MEC.

Vantagens de um curso híbrido na pós-graduação

Há 3 principais vantagens em se fazer um curso híbrido na pós-graduação. A primeira se refere à flexibilidade que esse curso proporciona a quem possui restrições de horários e locais para estudos. A segunda vantagem se relaciona à rede de contatos que pode ser estabelecida entre colegas de profissão ou de áreas afins durante as aulas presenciais, o que pode expandir o networking do profissional.

A terceira vantagem diz respeito aos menores gastos financeiros que esse tipo de curso gera, já que haverá economia com os deslocamentos diários até a instituição. Além disso, um curso híbrido de pós-graduação geralmente têm valores de mensalidade mais baixos do que cursos presenciais, por exemplo.

Agora que você já sabe como funciona e quais as vantagens de um curso híbrido na pós-graduação.



Nosso App

Nossas Redes Sociais