Connect with us

Guia de Carreiras

Conheça 6 formas de ingresso em uma universidade a distância

Tem uma vida corrida, com casa e filho para cuidar, mas, ao mesmo tempo, deseja progredir na sua carreira? Se não sabe como, você já pensou que ingressar em uma universidade a distância pode ser a melhor opção para alavancar a sua vida profissional?

Pode ser que você ainda não saiba, mas a modalidade EAD oferece uma série de vantagens próprias, principalmente para quem tem uma vida muito atribulada e não conseguiria frequentar as aulas presenciais de uma universidade. Além disso, você terá a oportunidade de desenvolver e potencializar muitas habilidades indispensáveis para se tornar o profissional que vislumbra ser!

Se interessou? Então nos acompanhe neste post para ficar por dentro das principais vantagens de fazer um curso a distância e para conhecer as 6 formas de ingresso!

Quais as vantagens de cursar uma universidade a distância?

A universidade a distância oferece muitas vantagens para quem deseja estudar, mas não tem disponibilidade para frequentar as aulas presenciais. A seguir, apresentamos algumas. Acompanhe!

Flexibilidade de horários

Com a educação a distância, os alunos podem acessar as aulas e os materiais do curso a qualquer momento do dia ou da noite, de acordo com sua disponibilidade de tempo.

Essa flexibilidade é especialmente importante para aqueles que têm uma agenda ocupada ou que precisam conciliar os estudos com outras responsabilidades, como trabalho ou família.

Ao fazer uma universidade a distância, você pode organizar o seu tempo de estudo de acordo com sua rotina e disponibilidade, o que significa que não precisa sacrificar outras áreas da sua vida para obter uma educação de qualidade e dar uma guinada na sua carreira profissional.

Economia de recursos

Quando você estuda à distância, consegue ter boas economias em muitas das despesas que os alunos presenciais têm que enfrentar, como transporte, alimentação, moradia e até mesmo em livros e material didático.

Além disso, muitas vezes a universidade a distância é mais acessível financeiramente que a tradicional, já que, em geral, oferece um custo menor. Com isso, você consegue adquirir novas habilidades e ter um diploma universitário sem ter que gastar muito dinheiro.

Comodidade

A universidade a distância oferece uma grande comodidade para os alunos. Afinal, você não precisa se deslocar para assistir às aulas, o que significa que pode estudar em qualquer lugar do mundo, desde que tenha uma conexão à internet.

Além disso, você não precisa se preocupar com as restrições geográficas que geralmente limitam as opções de universidades presenciais. Essa comodidade também significa que você pode estudar no conforto da sua própria casa, o que é especialmente importante se você tem problemas de mobilidade ou prefere estudar em um ambiente familiar.

Autonomia

Uma das principais vantagens da universidade a distância é a autonomia oferecida aos alunos. Ao estudar em um ambiente virtual, você tem um controle maior sobre a própria rotina de estudos e pode definir os horários e o ritmo mais adequado às suas necessidades. Com isso, você pode trabalhar ou cuidar da família enquanto estuda, o que pode ser uma grande vantagem para quem tem uma vida mais agitada.

Acessibilidade

Os cursos na modalidade EAD também são uma ótima opção para quem mora longe das grandes cidades ou para quem tem dificuldade de locomoção.

Ao investir nesse tipo de curso, você pode estudar de qualquer lugar, seja em casa, no trabalho ou em uma cafeteria. Com isso, você pode acessar diversas instituições de ensino de renome internacional sem precisar sair de casa, o que pode ser uma grande economia de tempo e dinheiro.

Além disso, a educação a distância é uma ótima opção para pessoas com deficiências físicas ou sensoriais, pois permite que elas estudem sem precisar se preocupar com barreiras arquitetônicas ou de acessibilidade.

Como ingressar em uma universidade a distância?

Há diversas formas de se candidatar a uma vaga de uma universidade a distância como: Enem, vestibular tradicional, vestibular agendado, FIES e financiamentos particulares. E o melhor de tudo é que você pode optar por qualquer uma delas para começar os seus estudos.

A dica é escolher a que você considera mais viável para o seu caso. Para ajudar nesse processo, vamos falar um pouquinho sobre cada uma delas. Acompanhe!

1. Enem

Uma das maneiras mais comuns para entrar em uma graduação tem sido por meio do uso da nota do Exame Nacional do Ensino Médio — o Enem. Se o que você pretende é ingressar em uma universidade pública, fazer essa bateria de provas é pré-requisito para quase todas elas.

Porém, saiba que até mesmo as universidades particulares usam as notas do exame como critério de entrada ou como um complemento do processo seletivo. É comum, por exemplo, que a nota do Enem seja utilizada como uma primeira fase do vestibular, e a segunda seja de responsabilidade e iniciativa da própria instituição de ensino.

Então, pesquise bem como funciona o ingresso na universidade que você tem em mente. E, em todo caso, não deixe de se preparar também para o Enem!

Na Faculdade Unyleya, candidatos ao ENEM com nota a partir de 500 pontos estão isentos de fazer a prova do vestibular. Confira os nossos cursos.

2. Vestibular tradicional

A maioria das universidades privadas organiza os seus processos seletivos com base no vestibular tradicional. Isso quer dizer que elas elaboram as próprias provas para selecionar os novos alunos.

Nesse caso, cada universidade define os critérios de seleção. Elas podem, por exemplo, organizar uma primeira fase com questões de múltipla escolha sobre várias matérias. Quem passar por essa fase pode participar da última, com questões abertas específicas da área escolhida.

É comum também que haja uma prova de redação. A universidade determina um tema surpresa e o aluno deve discorrer sobre ele. Esse tipo de prova costuma ter um peso bem grande na nota final, pelo fato de avaliar o repertório cultural do aluno, além da sua capacidade de argumentação, raciocínio e organização de ideias.

3. Vestibular agendado

O vestibular agendado funciona mais ou menos da mesma maneira que o tradicional, mas com uma importante diferença: como o próprio nome diz, ele é agendado. Ou seja, você marca o melhor dia e horário para fazer a prova.

Para se inscrever, é bem simples. Você paga a taxa de inscrição, se houver, e começa a se preparar para o dia da prova. Uma das maiores vantagens deste processo seletivo, além da comodidade, é o fato de você não precisar ver os seus concorrentes. Muitas pessoas, ao verem os demais candidatos, acabam ficando mais tensas, o que pode afetar o seu desempenho.

O vestibular agendado é a forma de ingresso principal da Faculdade Unyleya. Informe-se aqui.

4. Fies

Se você deseja ingressar na educação a distância por meio do Financiamento Estudantil do Ensino Superior (FIES), é preciso conferir se a instituição onde você deseja estudar está cadastrada no programa do governo.

O financiamento público é destinado aos alunos que comprovadamente não têm condições de arcarem com todas as despesas de uma graduação. Então, se você acha que não tem muitas chances em uma universidade pública, mas também não pode pagar uma particular, o Fies pode ser uma boa alternativa para começar os seus estudos!

Para solicitar esse auxílio financeiro também é preciso fazer a prova do Enem. E existe uma pontuação mínima exigida: 450 pontos. Outro requisito importante é que você não pode zerar a redação. Além disso, as vagas pelo Fies costumam ser concorridas, uma vez que as universidades separam apenas uma porcentagem para o financiamento, que varia de acordo com a região em que se encontra.

5. Prouni

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é outra maneira de ingressar em uma universidade a partir de um incentivo do governo. Ele é um programa que concede bolsas de estudo em universidades privadas aos estudantes que não têm condições de arcar com despesas como matrícula, mensalidades, entre outras.

Ao contrário do Fies, o Prouni concede bolsas parciais ou integrais, ou seja, não é um empréstimo — e você não precisa restituir o dinheiro ao final do curso. Nesse caso, você só tem direito à bolsa se tiver feito o Ensino Médio em escolas da rede pública.

Além disso, como no Fies, é necessário obter, no mínimo, 450 pontos no Enem e você não pode zerar a redação.

6. Financiamento estudantil privado

Caso você não se encaixe nos requisitos do Fies, ainda tem como conseguir ingressar em uma universidade a distância por meio de um financiamento privado. Ele funciona como um empréstimo ou crédito.

Você contrata o financiamento e recebe o dinheiro para pagar as despesas com a universidade. No contrato, é estabelecido um prazo para que a sua dívida seja paga, acrescida de juros, correção monetária e, em alguns casos, taxas administrativas.

Esse tipo de financiamento pode parecer desvantajoso pelo preço final que você pagará. Mas lembre-se de que os cursos a distância costumam ser mais baratos que os presenciais. Ou seja, você precisará pegar menos dinheiro emprestado! Além disso, muitas instituições privadas oferecem esse tipo de financiamento estudantil. Fique atento às condições que cada uma delas provê antes de decidir qual se encaixa melhor no seu perfil e nas suas condições.

Como você pode perceber, a universidade a distância oferece diversas vantagens para o aluno. Você só precisa escolher a forma de ingresso mais adequada e uma instituição de ensino de qualidade para ter sucesso na sua vida profissional.

E então? Pronto para começar os estudos e se consolidar como profissional diferenciado no mercado de trabalho? Então aproveite para conhecer os cursos da Unyleya e faça a sua inscrição agora mesmo!

Avalie post
Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


Copyright Unyleya ©. Todos os direitos reservados.