Connect with us

Dicas de Estudo

Enem: o que é, como funciona e quem pode fazer?

Enem
Tempo de Leitura: 5 minutos

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se consolidou como uma das principais portas de entrada para o Ensino Superior. Com ele, você pode ingressar em faculdades privadas e públicas, conquistar bolsas de estudos e ter acesso a linhas de crédito estudantil ou descontos exclusivos.

A nota no exame é o critério utilizado para selecionar os candidatos em todas essas oportunidades. Por isso, vale a pena se preparar para ter um bom desempenho. E o primeiro passo é entender melhor o que é o Enem e como ele funciona.

Pensando nisso, preparamos este artigo com as principais informações que você precisa. Confira!

Guia completo para escolher o curso e a faculdade ideais

O que é o Enem?

Inicialmente, o Enem foi criado para avaliar o nível de aprendizado dos estudantes ao término do Ensino Médio. Então, era uma ferramenta de pesquisa que servia aos órgãos públicos com o fim de melhorar cada vez mais a Educação Básica.

Hoje, embora ainda tenha essa função, o Enem se tornou conhecido como um dos principais meios de acesso e permanência no Ensino Superior. Ele substitui ou complementa os vestibulares da maioria das universidades do país, além de ser utilizado nos programas de bolsas e financiamentos estudantis do Governo Federal.

Quais são as áreas do conhecimento?

O exame é constituído por 1 proposta de redação e 4 provas de conhecimentos gerais. São elas:

  • Lingua{“type”:”block”,”srcClientIds”:[“ee021bc8-05d8-4468-a1b3-bacfb5bd826b”],”srcRootClientId”:””}gens, Códigos e suas Tecnologias — com Língua Portuguesa e Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol, conforme a escolha do candidato no momento da inscrição);
  • Matemática e suas Tecnologias — com Matemática;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias — com Geografia, História e algumas questões de Filosofia e Sociologia;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias — com Biologia, Física e Química.

Cada prova traz 45 questões de múltipla escolha, com 5 alternativas (A, B, C, D e E). Desse modo, o Enem tem 180 perguntas ao todo.

Já a proposta de redação consiste em um texto dissertativo-argumentativo e sempre tem como tema algum assunto relevante para a sociedade atual. Em 2021, foi “Reconhecimento da contribuição das mulheres nas ciências da saúde no Brasil”.

Como funciona?

Como a avaliação é bastante extensa, a aplicação acontece em dois domingos, sendo:

  • no 1º dia (com duração de 5 horas e meia) — a redação mais as provas de Linguagens e Ciências Humanas;
  • no 2º dia (com duração de 5 horas) — as provas de Matemática e Ciências da Natureza.

Nos dias de avaliação, o estudante precisa se encaminhar ao local de prova divulgado anteriormente, onde recebe os cadernos de questões nominais e as folhas de respostas.

Qual carreira mais combina com você?

Atualmente, está sendo implementada a versão do Enem Digital, em que as provas são realizadas em computadores, com tecnologias que garantem a segurança da aplicação.

Quem pode fazer?

Qualquer pessoa pode fazer o Enem, desde que tenha concluído ou esteja cursando o Ensino Médio. Quem precisa de atendimento especializado ou específico também pode realizar a prova, basta solicitar os recursos de acessibilidade necessários no período indicado para isso no edital.

Quando acontece?

As datas de inscrição e aplicação devem ser conferidas no edital da edição atual. Porém, o cronograma não costuma mudar muito de um ano para o outro. Em geral, funciona assim:

  • abril — divulgação do edital e pedidos de isenção da taxa de inscrição;
  • entre maio e junho — período de inscrições;
  • outubro — divulgação dos locais de prova;
  • novembro — aplicação das provas;
  • janeiro — divulgação dos resultados.

Também em janeiro costuma ocorrer a reaplicação do Enem para os candidatos que não puderam comparecer nos dias de aplicação originais.

No entanto, essa nova oportunidade só existe para casos bem específicos, como problemas graves com os locais de prova (desastres naturais, falta de energia elétrica, entre outros motivos). Outro caso é quando o candidato teve alguma doença infectocontagiosa nas datas do exame.

O que estudar para o Enem?

Como você viu, as áreas de conhecimento cobradas pelo Enem são aquelas que fazem parte da grade obrigatória do Ensino Médio. Basicamente, o exame aborda os conteúdos dessa etapa de estudos, além de conhecimentos sobre atualidades do Brasil e do mundo.

Como a prova é corrigida?

A nota do Enem é composta pela média simples da pontuação das 4 provas objetivas e da redação, sendo que cada uma vai de 0 a 1000. Vamos imaginar que você tirou as notas abaixo:

  • Linguagens — 520.9;
  • Matemática — 500.5;
  • Ciências Humanas — 560.2;
  • Ciências da Natureza — 490.8;
  • Redação — 780.

Basta somar os 5 resultados e dividir o total por 5. Nesse caso, você teria uma nota final de 570.48. Veja:

  • 520.9 + 500.5 + 560.2 + 490.8 + 780 = 2852.5;
  • 2852.5 / 5 = 570.48.

Quanto ao critério de correção, o Enem utiliza a Teoria da Resposta ao Item (TRI). O método estatístico atribui diferentes pesos às questões e calcula a pontuação do candidato conforme a consistência das respostas.

Sendo assim, não é tão simples como contar a quantidade de acertos. A TRI tem como objetivo melhorar a avaliação de desempenho dos estudantes, já que funciona como um “sistema antichutes”, capaz de identificar os acertos coerentes e aqueles que provavelmente foram por sorte na marcação do gabarito.

O que fazer com a nota?

Como dito, a nota do Enem é uma espécie de “passaporte” para o Ensino Superior. Veja só o que dá para fazer com ela:

  • entrar direto em faculdades privadas, dispensando o vestibular;
  • participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para universidades públicas;
  • concorrer a bolsas de estudo integrais (100%) e parciais (50%) no Programa Universidade para Todos (ProUni);
  • acessar linhas de crédito estudantis com condições facilitadas no Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Além disso, muitas universidades privadas oferecem descontos nas mensalidades conforme a nota do Enem que o candidato apresenta no momento da matrícula.

Como se preparar para a prova?

Agora, anote algumas dicas de como se preparar para o Enem e alcançar um ótimo resultado:

  • fique por dentro das datas para não perder o período de inscrição;
  • leia o edital cuidadosamente para conferir mais informações sobre o exame;
  • prepare um cronograma de estudos, cobrindo os principais conteúdos do Ensino Médio;
  • faça simulados para se acostumar com o modelo de prova do Enem. Inclusive, você pode acessar os cadernos de questões e os gabaritos dos anos anteriores no site do Inep;
  • escolha metodologias de estudo que sejam produtivas para você;
  • fique por dentro de notícias do Brasil e do mundo;
  • treine bastante a escrita do gênero dissertativo-argumentativo;
  • na véspera da prova, lembre-se de descansar bem e de deixar tudo preparado, para não ter imprevistos no grande dia.

Por fim, manter o foco no seu sonho de ingressar no Ensino Superior é outra dica superimportante para ter motivação e estudar bastante para o Enem. Por isso, vale a pena escolher o curso ideal para você e visualizar o seu futuro na universidade!

Ainda não sabe qual faculdade quer fazer? Então, acesse o nosso site e conheça as opções!


Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br
Guia completo para escolher o curso e a faculdade ideais sidebar

Copyright Unyleya ©. Todos os direitos reservados.