Quando diploma do ensino médio não basta: 5 razões para fazer faculdade

  • 24/jan/2019

Quando diploma do ensino médio não basta: 5 razões para fazer faculdade

O diploma do Ensino Médio é, sem dúvidas, uma das grandes conquistas da adolescência. Acontece que a construção de uma carreira sólida acaba exigindo outras competências e fazer faculdade é o próximo passo para quem deseja crescer profissionalmente.

Ainda que muitas pessoas não acreditem mais na importância da graduação superior para o mercado de trabalho, existem diversas razões para você investir nessa ideia.

Quer saber mais? Confira a seguir bons motivos para não deixar essa oportunidade de lado!

1. Conquistar melhores empregos

Mesmo sem o Ensino Superior é possível entrar no mercado de trabalho, começando a adquirir experiência e habilidades para ocupar diferentes cargos. Inclusive, ainda hoje é comum encontrar profissionais de sucesso que não têm nenhuma graduação específica.

Contudo, a competitividade naturalmente faz com que as exigências aumentem cada vez mais. Enquanto muitas pessoas não se importam em buscar uma boa capacitação, outras estão investindo todos os dias nesse aspecto.

Logo, esses dois tipos de perfis provavelmente devem se encontrar em algum momento na disputa por alguma vaga. Por sua vez, os recrutadores querem contar com mão de obra qualificada, certo?

Isso aumenta significativamente as chances de quem está mais preparado, sem contar que o diploma do Ensino Médio normalmente não diferencia nenhum candidato. São as formações extras que criam diferenciais e ajudam a melhorar as perspectivas de empregos.

2. Atualizar os seus conhecimentos

Não dá para negar que o aprendizado adquirido na educação básica é relevante, mas ainda insuficiente. Ter uma profissão e milhares de atividades para desempenhar requer conhecimentos variados, que podem ser aprendidos no curso universitário.

Na verdade, a faculdade é apenas o início de um processo de qualificação completo. Uma boa graduação vai oferecer os principais aspectos do seu campo de interesse, só que muitas vezes é preciso ir além. Atualmente, ter uma especialização é um componente importante no currículo.

De qualquer forma, os anos de estudo no curso superior são essenciais para obter uma formação atualizada e mais voltada para os temas relacionados à profissão que cada um escolheu.

3. Ter maior estabilidade financeira

Ter uma carreira instável pode colocar em risco toda a sua sobrevivência, afinal, as contas não param de chegar e todo mundo tem os seus compromissos. Logo, não é novidade nenhuma que o aspecto financeiro deve ser uma preocupação.

Nesse caso, o problema de não ter um diploma superior é encontrar empregos que ofereçam estabilidade, segurança e um plano de crescimento. As melhores posições geralmente são ocupadas por pessoas que estão mais preparadas e, consequentemente, passam a receber uma remuneração melhor.

Basta fazer uma pesquisa simples para verificar essa questão e perceber que os profissionais formados têm vantagem. De acordo com uma comparação dos países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), no Brasil quem tem um curso superior ganha mais que o dobro do que os trabalhadores do Ensino Médio.

Ou seja, parece valer bastante a pena investir em uma graduação para ter um retorno melhor do mercado e, ainda, usufruir da possibilidade de ter um plano de carreira ascendente.

4. Desenvolver o seu networking

Outra grande vantagem de investir na vida acadêmica é a chance de conhecer novas pessoas. O convívio com os professores, coordenadores, colegas e todos os outros que participam do mesmo ambiente é fundamental para fortalecer a sua rede de contatos.

Especialmente quando se escolhe uma área para estudar e trabalhar, é importante estabelecer relações com pessoas que possuem interesses semelhantes aos seus — ao contrário do que acontecia no colégio, onde não havia essa segmentação.

Além do mais, o networking pode ser uma excelente ferramenta para a sua vida profissional em vários sentidos: seja para pedir conselhos, seja para receber indicações ou até mesmo para criar um projeto conjunto. Muitos negócios bem-sucedidos nasceram da junção entre colegas da universidade que compartilhavam uma ideia comum.

É claro que o ideal é aproximar-se das pessoas para enriquecer a sua troca de experiências e conteúdos, sem ter qualquer outro tipo de interesse. Porém, nunca se sabe quando vamos precisar de uma ajuda no futuro, não é? Ser bem relacionado é capaz de mudar totalmente a sua trajetória.

5. Crescer como pessoa

Cada situação que vivemos na vida pode ser aproveitada como uma oportunidade de crescimento. Sendo assim, a faculdade reúne diversas ocasiões de aprendizado para o estudante como pessoa — e não só como profissional.

Em primeiro lugar, é preciso sair da sua zona de conforto para dedicar grande parte do seu tempo aos estudos. Essa rotina certamente vai ser cansativa e apresentar várias dificuldades, exigindo bastante de você.

Durante o Ensino Médio também existem algumas facilidades em relação aos compromissos escolares. Apesar das regras serem mais rígidas, ainda há uma atenção maior aos alunos. Já na vida universitária a liberdade é um ponto que pode ser visto como vantajoso, só que demanda muita responsabilidade.

Ninguém vai se preocupar se você está faltando às aulas ou tirando notas ruins, nem mesmo sua família vai ficar sabendo disso. É obrigação de cada um ter maturidade para cumprir com as suas obrigações.

Então, trata-se de um ótimo contexto para desenvolver habilidades e competências que serão valorizadas pelos empregadores, como organização, disciplina, determinação, proatividade, liderança, entre outras.

Enfim, não interessa qual seja o curso escolhido ou em que momento da sua vida você vai poder tomar essa decisão. O que importa é enxergar os benefícios de fazer uma faculdade como uma verdadeira motivação para dar esse passo.

Se você quer investir no seu futuro, comece a pesquisar um curso superior que seja do seu interesse. Vale saber que há três alternativas de cursos para garantir tal qualificação: bacharelado, licenciatura e tecnólogo.

A primeira é mais voltada para os profissionais que estão focados no mercado de trabalho, enquanto a segunda é para quem deseja seguir a carreira acadêmica. Já os tecnólogos são opções com duração mais curta e que objetivam uma entrada mais rápida no mercado, mas que também oferecem o título superior.

Seja qual for a sua escolha, procure não ficar parado com o diploma do Ensino Médio. Dar continuidade à sua formação é uma das melhores atitudes que você pode ter para expandir os seus horizontes!

Gostou de ler esse post? Aproveite para seguir o nosso perfil no Facebook, Twitter e LinkedIn para continuar atualizado!

 

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você