Afinal, diploma de tecnólogo tem validade de curso superior?

  • 28/mar/2019

Afinal, diploma de tecnólogo tem validade de curso superior?

É grande entre os jovens a preocupação em fazer um curso de graduação, afinal, apenas com o diploma do ensino médio a progressão na carreira pode ficar comprometida. Por esse e outros motivos, buscar capacitação é essencial. Nesse caso, o diploma de tecnólogo pode ser a solução.

Hoje em dia, quem não sofre com a falta de tempo, não é mesmo? Esse é um problema que afeta quase todo mundo. Com o orçamento apertado e a correria do cotidiano, os planos de crescer acabam ficando de lado — mas não precisa ser assim.

Uma faculdade presencial requer um alto investimento, uma viabilidade logística para chegar ao local das aulas a tempo, além do cansaço físico e psicológico que essa rotina pode gerar.

No entanto, existem opções mais rápidas e mais baratas, com a mesma qualidade — além da opção de estudar a distância, que favorece muito quem não tem tanto tempo disponível para gastar no deslocamento.

Apesar de todas as dificuldades, é possível conseguir um diploma de nível superior em bem menos tempo do que os cursos mais tradicionais, como as licenciaturas e bacharelados.

Aliás, é justamente essa chance de se formar mais rápido que atrai muitos alunos para a busca de uma graduação tecnológica. Isso porque é possível conquistar o certificado em até dois anos!

Quer saber mais? Continue lendo e entenda melhor como funcionam os cursos de tecnologia e as vantagens que eles oferecem. Acompanhe!

O que é um tecnólogo?

O termo pode gerar confusões, mas, ao contrário do que muitos pensam, o título de tecnólogo não está relacionado a cursos técnicos, mas a alguém formado em um curso superior de tecnologia, que é uma graduação equivalente aos títulos de bacharelado e licenciatura.

Existem três diplomas de nível superior aceitos no Brasil: o de bacharel, de tecnólogo e de licenciado. Todos esses certificados são considerados de grau superior e, por essa razão, são válidos em disputas de empregos e concursos públicos que exijam essa qualidade de formação, assim como para ingresso em cursos de pós-graduação.

No caso dos concursos públicos, é preciso verificar o que diz o edital. Se o requisito for “diploma de nível superior”, sem nenhuma outra especificação, é totalmente viável concorrer com um diploma de tecnólogo. Haverá exceção se o processo seletivo apontar a necessidade do bacharelado ou da licenciatura.

E vale ressaltar que, para ingressar em uma pós-graduação, na maioria dos casos não é necessário ter feito um curso de graduação na mesma área. Nesse sentido, a especialização dos cursos de tecnologia não é um problema, já que é perfeitamente possível se formar em Gestão Pública e depois ingressar em uma pós-graduação em Nutrição, por exemplo.

A grande vantagem do diploma de tecnólogo é que o curso pode ser concluído em apenas dois anos. Além disso, com formação específica para o mercado, as taxas de contratação são elevadas.

O que faz um tecnólogo?

Isso vai depender da área de formação. Assim como os cursos de bacharelado e licenciatura, os cursos superiores de tecnologia também são divididos em campos de atuação. Existem cursos de Gestão Hospitalar, Gestão Pública, Secretariado, Comunicação, e vários outros.

Ao todo, são bem mais de cem opções de cursos superiores de tecnologia no Brasil. A maioria deles, no entanto, é voltada para áreas administrativas de diferentes setores.

Quais são as principais semelhanças entre os cursos de tecnólogo, bacharelado e licenciatura?

Para todos os cursos de nível superior, as formas de ingresso são basicamente as mesmas: vestibular clássico, vestibular agendado, vestibular seriado, ProUni (Programa Universidade para Todos), Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e até mesmo processos simplificados com a nota do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio).

Assim como nas outras modalidades, o nível de dificuldade para ingressar em um curso tecnológico varia de acordo com o local e a faculdade escolhida. Esse tipo de graduação é oferecido em universidades públicas e privadas de todo o Brasil, e pode ser presencial, semipresencial ou a distância.

A seguir, confira alguns pontos em comum entre o diploma de tecnólogo e o de bacharelado:

  • ambos são reconhecidos pelo MEC como diplomas de cursos com nível superior;
  • os dois podem ser obtidos em faculdades e universidades públicas e particulares;
  • os dois modelos de cursos são encontrados em formatos presenciais e EAD (Educação a Distância).

Quais são as principais diferenças entre os cursos de tecnólogo, bacharelado e licenciatura?

Os cursos de tecnologia são específicos para atender a demandas do mercado de trabalho. Por esse motivo, eles costumam ter menos disciplinas teóricas e mais carga horária prática. Além disso, têm um foco bem específico e geralmente são direcionados para uma carreira.

As ações são focadas no preparo do aluno para o desempenho de uma determinada função de maneira concreta, ao contrário dos cursos de bacharelado, cujo currículo escolar é bem mais abrangente, uma vez que inclui um estudo mais aprofundado de disciplinas teóricas.

Também existe mais agilidade para os tecnólogos na hora de encontrar trabalho. Os cursos que formam esse tipo de profissional foram criados como uma resposta à demanda empresarial, isto é, em conformidade com as necessidades de mercado.

Nesse contexto, além da formação mais veloz, a busca pelo emprego dos sonhos também costuma ser mais rápida. Confira as diferenças de duração desses cursos superiores:

  • bacharelado: entre 4 e 6 anos;
  • licenciatura: entre 3 e 5 anos;
  • diploma de tecnólogo: entre 2 e 3 anos.

Variações quanto à classificação e à nomenclatura

Outra distinção entre o diploma de tecnólogo e o de bacharelado é a nomenclatura de áreas e cursos. Neste último, as opções de estudo são divididas em setores tradicionais abrangentes categorizados como Engenharias, Ciências Humanas, Ciências Agrárias, Ciências Biológicas, por exemplo.

Nessa classe de formação, também existe a possibilidade, em alguns casos, de desenvolver habilidades práticas. Vamos a um exemplo? Existem instituições de ensino que oferecem cursos de bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo ou mesmo Comunicação Social com Habilitação em Rádio e TV, entre outras escolhas.

Para o diploma de tecnólogo, geralmente, o nome do curso aponta qual será a especialidade profissional. Em outras palavras, o campo específico de trabalho: Comunicação Institucional, Fotografia, Produção Publicitária, Gestão Ambiental, Gestão Pública etc.

Como é a grade curricular de um curso superior de tecnologia?

Como já dissemos, os cursos superiores de tecnologia foram criados para suprir necessidades do mercado de trabalho de forma mais rápida e especializada. Portanto, a grade curricular é focada nessas demandas e visa formar um especialista em determinado assunto.

Enquanto um curso de bacharelado em Psicologia, por exemplo, trabalha com discussão de assuntos teóricos e abstratos, além de oferecer inúmeras possibilidades de carreira nas quais o estudante poderá se especializar, o curso de tecnologia em Gestão de Recursos Humanos, que é uma área da Psicologia, terá um foco muito mais direcionado e específico para as práticas da profissão.

A estrutura curricular da graduação tecnológica geralmente conta com disciplinas práticas, carga horária de estágios opcionais ou obrigatórios, e outras aulas voltadas para as necessidades concretas do dia a dia da profissão. Não é comum encontrar nesses cursos disciplinas voltadas para pesquisa ou ensino, como no caso dos cursos de licenciatura.

O curso que forma tecnólogos é mesmo considerado de nível superior?

Por causa da duração curta, muitas pessoas acabam duvidando da validade do diploma de tecnólogo. É importante ressaltar, portanto, que ele é tão válido como qualquer outro. O importante aqui é verificar se a instituição que oferece o curso é autorizada e reconhecida pelo MEC.

O Ministério da Educação (MEC) considera que o diploma de tecnólogo tem status de grau superior, motivo pelo qual ele é aceito em concursos públicos e em pós-graduações, como mestrados e doutorados, entre outras formas de especialização.

Um diploma de tecnólogo também não é nenhum empecilho para conquistar uma boa vaga no mercado de trabalho. Pelo contrário, por ser mais especializado e focado na parte prática, ele costuma despertar o interesse de quem busca profissionais capacitados e prontos para atuar.

Quais são as opções para quem quer fazer um curso superior de tecnologia?

Todo mundo já conhece os cursos clássicos de bacharelado e licenciatura, como Direito, Arquitetura, Medicina, Educação Física, Letras e vários outros. Já os cursos de tecnólogo, por serem mais recentes e buscarem atualizações constantes de acordo com a evolução do mercado, ainda têm nomes pouco conhecidos entre aqueles que buscam uma graduação.

Eles podem englobar áreas como Controle e Processos Industriais, Gestão e Negócios, Hospitalidade e Lazer, e várias outras. Que tal saber um pouco mais sobre algumas possibilidades de cursos de formação de tecnólogos? É só continuar a leitura!

Logística

No curso de tecnólogo em Logística, o aluno aprende a administrar os materiais e a controlar as mercadorias de uma empresa. Ele vai ter a acesso a técnicas de comunicação e negociação com fornecedores, clientes, entre outros parceiros.

Será preciso estudar as cadeias de suprimentos dos principais setores, seus processos logísticos, rotas e meios de transporte. Desse modo, o estudante pode atuar nos processos de aquisição de uma indústria, nos setores de recebimento e armazenagem e na distribuição e transporte de mercadorias, por exemplo.

Ele sairá do curso com habilidades estratégicas em cada uma dessas atividades. Isso significa conseguir oferecer aos empregadores a otimização do fluxo de matérias-primas e produtos, sempre em consonância com os preceitos de ética, sustentabilidade e responsabilidade social.

Gestão de Recursos Humanos

Existe ainda a opção do curso tecnológico de Gestão de RH (Recursos Humanos), no qual o aluno aprende a manter e a aumentar o capital intelectual das empresas, considerado um dos bens mais valiosos para o sucesso de um negócio.

Assim, o estudante absorve desde técnicas de seleção até as de treinamentos e de estímulo ao desenvolvimento nas carreiras. Essa área é estratégica em qualquer organização, independentemente do ramo. Por isso, sempre há vagas abertas, e o mercado é promissor.

Gestão Hospitalar

Já no curso de Gestão Hospitalar, o aluno recebe conteúdo sobre a administração de organizações públicas e privadas. A formação costuma durar por volta de dois anos e meio.

Tido como uma área promissora em razão da necessidade crescente de investimento no setor da saúde, o curso oferece desde disciplinas mais voltadas para as técnicas da administração de empresas, até assuntos mais específicos como o funcionamento do SUS (Sistema Único de Saúde) e serviços de laboratório e exames clínicos.

Além de hospitais, esse profissional também pode atuar em clínicas, laboratórios, casas de repouso, empresas que prestam consultoria na área da saúde, entre outros setores.

Marketing

Sim, existe um curso de bacharelado com o mesmo nome e concentrado na mesma área. No entanto, o curso de tecnologia é uma opção de formação mais rápida e prática.

Querendo ou não, o curso de bacharel em Marketing acaba envolvendo outras áreas da comunicação e levantando mais discussões teóricas, enquanto o tecnólogo pretende atender a necessidades específicas e imediatas.

Esse também é um curso muito comum nas escolhas de quem já tem uma graduação e quer melhorar suas qualificações profissionais, principalmente os que atuam no ramo empresarial ou com empreendedorismo.

Gestão Pública

O objetivo desse curso é preparar para a atuação nas três esferas da administração pública: municipal, estadual e federal. Os alunos aprendem tanto técnicas de marketing e comunicação empresarial quanto assuntos específicos do ramo, como políticas públicas, licitações, pregões e contratos.

O curso de Gestão Pública engloba um lado mais administrativo e estratégico, aliado à parte legislativa e ao cunho social.

Como você pode perceber, existem diferentes possibilidades com abertura para atuação em diversos setores. Esses cursos podem atender a pessoas com perfis distintos, e suprem diferentes expectativas.

Afinal, para quem os cursos superiores de tecnologia são indicados?

Como já dissemos, as principais características dos cursos de tecnólogo são a agilidade na formação, o direcionamento específico e o foco na prática profissional. Se essas características te atraem, provavelmente esse tipo de curso é a melhor opção para você.

Cursos superiores de tecnologia são indicados principalmente para quem já sabe que profissão deseja seguir e quer conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho com mais rapidez.

No entanto, como já ficou claro em outros tópicos deste post, nada impede que pessoas que querem prestar concursos públicos ou ingressar em uma pós-graduação busquem a formação como tecnólogos.

As possibilidades são inúmeras, e existem diversas opções de curso tanto presenciais quanto a distância. Se você se identificou com as propostas dessa formação, vale a pena pesquisar um pouco mais sobre os cursos que podem ser exatamente aquilo que você procura.

Como você pôde perceber, investir na obtenção de um diploma de tecnólogo pode ser uma chance mais rápida para crescer profissionalmente, principalmente para quem já está no mercado de trabalho e quer buscar uma atualização com rapidez e qualidade.

Assim, fica mais fácil encontrar melhores oportunidades com salários mais elevados e mais chances de progressão na carreira.

E aí, gostou do assunto? Quer saber mais sobre como se atualizar no mercado de trabalho? É muito simples: assine a nossa newsletter e receba as novidades em primeira mão!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você