Conheça a metodologia SMART e veja como aplicá-la à sua rotina

  • 27/mar/2019

Conheça a metodologia SMART e veja como aplicá-la à sua rotina

Você consegue enxergar claramente qual é o caminho entre o seu estágio atual e a concretização dos seus objetivos? Se você quer passar em um concurso, fazer uma especialização ou, até mesmo, sair em uma viagem de férias, qual é o próximo passo? Você já ouviu falar em metodologia SMART?

A ideia-mãe é que todo passo entre o ponto “A” e o ponto “B” seja específico (specific), mensurável (measurable), atingível (attainable), relevante (relevant) e temporal (time-based). A partir de então, tem-se uma meta inteligente (smart).

Para conhecer a metodologia e começar a desenhar planos mais adequados, continue a leitura deste conteúdo. A seguir, trouxemos as principais informações para entender e aplicar a SMART!

O que é metodologia SMART?

Muitos atribuem a autoria da SMART ao guru de negócios Peter Drucker, mas há divergências a esse respeito. Fato é que, desde a década de 1980, diversas empresas utilizam essa metodologia para desdobrar seus objetivos gerais em etapas claras e conclusivas.

A opção é bastante lógica: se as exigências forem genéricas, praticamente qualquer resultado se mostra válido. Por exemplo, a meta de aumentar o salário pode ser atendida tanto com um acréscimo de R$ 1,00 como de R$ 1000,00, sem contar que isso pode ocorrer hoje ou daqui a 10 anos.

Logo, se você quer realmente sair do lugar, é importante incorporar critérios para que os objetivos deixem de ser  apenas desejos ou aspirações, transformando-se em uma etapa concreta de um plano. Os critérios, como vimos anteriormente, são cinco.

Especificidade

Determinar o que é esperado e quais padrões de qualidade e quantidade precisam ser atendidos.

Mensurabilidade

Escolher indicadores que meçam se, de fato, a meta estabelecida foi cumprida, bem como o progresso realizado até então.

Tangibilidade

Evitar metas que estejam fora das suas possibilidades. O ideal é levantar todos os recursos disponíveis e avaliar com cautela.

Relevância

Buscar a concretização de passos que verdadeiramente sejam importantes para o objetivo. A avaliação pode ser objetiva, como aumentar o salário, ou subjetiva, como realizar uma viagem prazerosa.

Temporalidade

Definir prazos para concretizar cada uma das metas, gerando a possibilidade de avaliar os resultados periodicamente.

Como aplicá-la à sua rotina?

Contar com metas claras e objetivas pode ser útil em diversos momentos da nossa vida, pois não há uma única forma de aplicar a metodologia ao dia a dia. A seguir, veja alguns casos em que a utilização do método SMART será positiva.

Ter mais disciplina

A  metodologia SMART permite desdobrar metas maiores em menores. Para isso, basta que, ao definir um passo, você o tome como um objetivo que precisa ser especificado ainda mais. Logo, como boa parte das técnicas para combater a procrastinação se baseia em definir tarefas simples, surgem diversas possibilidades de combinação.

A técnica Pomodoro, por exemplo, consiste em dividir o período de produtividade em blocos de 25 minutos, seguidos de intervalos de 5 minutos para descanso. O objetivo é aproveitar os períodos de maior concentração e tornar as ações simples o bastante para não serem procrastinadas. Não à toa, é possível pensar a definição de metas para cada um desses blocos.

Elaborar planos pessoais e profissionais

Quando planejamos a vida ou a carreira, precisamos desdobrar os objetivos em pequenas missões para serem concluídas a curto, médio ou longo prazo. Assim, as metas dizem exatamente o que precisa ser feito hoje, amanhã e depois para se concretizar algo.

Avaliar o desempenho

Algumas metas serão níveis de exigência, como estudar 10 páginas por dia ou perder 3 kg em um mês. Isso facilitará a comparação entre desempenho passado e atual, além da projeção de resultados futuros.

Fixar marcos

Nesse caso, as metas são marcos entre a largada e a chegada, normalmente dentro de um cronograma. Por exemplo, alcançar um coeficiente de rendimento 9 no primeiro semestre é um passo para que, ao final do curso, o desempenho médio fique acima dessa nota.

Quais são os principais exemplos de aplicação?

Agora que você já entende um pouco mais sobre o uso, separamos dois exemplos para deixar mais clara a relação da metodologia SMART com as atividades do dia a dia.

Planejar uma viagem

Imagine que você pretende viajar no fim do ano. Então, o primeiro passo é transformar esse desejo em uma meta SMART:

  • viajar para o país “X”, ficando no hotel “Y”, e realizar as atividades “Z”, ao custo de “N” (específico);
  • passar “x” dias e gastar até “Y” reais (mensurável);
  • pagar parcelas de 10% do salário mensal (atingível);
  • vivenciar as experiência “X”, “Y” ou “Z” (relevante);
  • embarcar no dia “X” (temporal).

A partir de então, o ponto de chegada pode ser complementado com metas ainda mais específicas, como juntar R$ 500 por mês para pagar a viagem, renovar o passaporte e adiantar todas as tarefas do mês seguinte.

Planejar uma pós-graduação

Além das tarefas pessoais, os objetivos profissionais precisam ser concretos. Se, por exemplo, sua opção for uma especialização, o ponto de chegada ficaria assim:

  • receber o certificado de conclusão do curso de pós-graduação em “X”, da faculdade “Y” (específico);
  • concluir a carga horária de “X” com nota média “Y” ( mensurável);
  • investir 25% do salário e usar a educação a distância para compatibilizar horários (atingível);
  • terminar o curso trará as oportunidades “X” e “Y”, bem como o aumento dos rendimentos em “N” (relevante);
  • encerrar o curso e obter o diploma no mês “X” do ano “Y” (temporal).

Também é possível imaginar desdobramentos nesse caso. Para fazer um curso, é importante encontrar uma instituição de boa reputação, organizar o orçamento pessoal, definir a área, conhecer o conteúdo programático e afins. 

Uma dica é partir do ponto de chegada e imaginar o passo imediatamente anterior. Para receber o certificado de conclusão, antes você precisa ter sido aprovado nas avaliações, estudado para as provas, feito a matrícula etc.

Em uma folha de papel, à direita anotaríamos o ponto B, representando o objetivo, e à esquerda o ponto A, correspondendo ao atual. O meio do caminho você preenche com todas as metas para alcançar a sua conquista, como se fossem os marcos de uma mapa do tesouro.

Assim, a metodologia SMART será uma importante aliada para que você tenha sucesso na vida pessoal e profissional. Afinal, ela dará clareza quanto aos passos necessários para alcançar seus objetivos.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe o texto nas suas redes sociais para que seus amigos e seguidores também contem com metas mais eficazes no dia a dia!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Nosso App

Nossas Redes Sociais