Como liderar uma equipe na prática? Veja 6 dicas essenciais

  • 01/abr/2019

Como liderar uma equipe na prática? Veja 6 dicas essenciais

Saber como liderar uma equipe na prática é um dos desafios mais comuns no dia a dia de gestores. Além de inteligência emocional para lidar com a função, é preciso ter empatia, boa comunicação com os times, entre outras habilidades imprescindíveis. Além disso, cabe ao líder entender que o sucesso dos resultados da empresa depende diretamente da eficiência com a qual ele gere as equipes de trabalho.

A liderança é, então, uma das funções responsáveis pela produtividade da organização. Por isso, estruturar as equipes de modo eficiente, gerando resultados, deve ser seu principal objetivo. Quer saber como isso é possível? Bom, não existe uma fórmula mágica, mas, seguindo alguns passos, o gestor estará no caminho certo. Então, acompanhe a leitura e confira!

Como liderar uma equipe na prática?

1. Entenda o perfil de cada colaborador

Embora todos os colaboradores estejam trabalhando em prol de um mesmo objetivo, é preciso entender que cada um deles representa uma peça diferente, porém fundamental no funcionamento de uma engrenagem: a empresa. Lembre-se de que um time é composto por pessoas diversificadas, com contextos, ideais e visões diferentes.

Para garantir a eficiência da liderança, é fundamental que o gestor entenda o perfil de seus liderados. Assim, ele pode descobrir o que inspira e motiva cada um, quais são seus pontos mais fortes, como é possível tirar proveito de suas qualidades e minimizar suas falhas, entre outras questões.

2. Seja um exemplo para o time

De nada adianta cobrar determinado comportamento do time quando o próprio líder não o cumpre, concorda? Um bom gestor deve servir como espelho para as atitudes de seus liderados. Isso porque é muito comum que os colaboradores pratiquem atitudes parecidas com as do gestor, levando em conta a representatividade.

Assim sendo, se houver regras que devem ser seguidas, comece você mesmo a praticá-las. O gestor não deve ser exceção dessas normas. Se exige a pontualidade dos funcionários, seja também o primeiro a chegar. Se acha que a equipe deve se especializar, capacite-se você também. Nos dias de hoje, existem diversas possibilidades de qualificação para líderes, como pós-graduações, MBAs etc.

Por fim, observe sempre suas ações. Siga a cultura da empresa, empregando sempre os valores da organização em suas atitudes. Afinal, nada pior que um líder que não serve de exemplo e não inspira a confiança de seus liderados.

3. Estimule o desenvolvimento de competências

Como gestor, você já entende que o capital mais importante de uma empresa não é o financeiro, mas sim o humano, certo? São eles os responsáveis por desenvolver os processos da empresa e colocar seu funcionamento em prática. Portanto, investir em seus potenciais é certamente uma estratégia inteligente.

Possibilitando desenvolvimento de competências e promovendo o acesso ao conhecimento, é possível aumentar o sucesso dos colaboradores e, consequentemente, da empresa. Para tanto, existem diversas alternativas, como estabelecer um programa de educação corporativa — com treinamentos frequentes, palestras, workshops etc.

Outra forma interessante é oferecer subsídios para aqueles funcionários que desejam se qualificar de outras maneiras, como fazendo um curso de especialização, de idiomas, entre outros. Vale ressaltar que muitas empresas já fornecem essa possibilidade.

4. Saiba motivar

O gestor precisa entender que somente ele conseguirá liderar uma equipe na prática e conquistar os resultados desejados caso os times deem o melhor de si, trabalhando com motivação. É justamente aí que entra um papel muito importante do líder: o de saber reconhecer e valorizar talentos. Para isso, adote uma postura de valorização, mostrando que confia no potencial da equipe.

É interessante demonstrar esse reconhecimento não só com palavras, mas também por meio de ações, como confraternizações, jantares de incentivo, premiações, entre outras opções alinhadas ao orçamento da empresa. Por mais simples que isso possa parecer, reconhecer um colaborador que teve iniciativa e resolveu uma tarefa com proatividade, por exemplo, pode fazer toda a diferença.

5. Esteja apto a liderar conflitos

Como já mencionamos, os times de trabalho são, na maioria das vezes, repletos de pessoas que apresentam modos diferentes de pensar e agir. Em vista disso, os ambientes de trabalho se tornam ambientes propícios ao surgimento de conflitos, sejam pequenos, sejam de grandes proporções.

Embora esses conflitos possam ser comuns nesse sentido, eles devem ser resolvidos o quanto antes. Quando deixados de lado, podem acabar trazendo consequências negativas tanto para a empresa quanto para os próprios colaboradores envolvidos. Lembre-se de que o trabalho em equipe é o que mantém os bons resultados e, quando há um desequilíbrio, o ambiente se torna desapropriado para o bom desempenho.

Tendo isso em mente, a fim de saber como liderar uma equipe na prática, o gestor deve ser capaz de gerenciar conflitos, sempre com empatia perante os envolvidos. Ele deve procurar entender as duas partes e ser um bom ouvinte, buscando uma solução que satisfaça a todos.

6. Forneça feedbacks constantes

Saber fornecer feedbacks com frequência é parte fundamental de uma boa gestão. É dessa forma que os colaboradores saberão quais entregas estão sendo feitas de forma correta e o que precisa ser melhorado. No entanto, aqui, cabe ressaltar que é preciso falar com calma e cuidado, sempre com o objetivo de motivar e não diminuir.

Aborde os pontos fracos do colaborador com naturalidade, tratando-os como habilidades a serem melhoradas em vez de defeitos — acredite, isso ajuda muito, já que ninguém gosta de ser criticado. Uma dica é seguir a regra “positivo-negativo-positivo”, ou seja, comece com um elogio, depois toque no que precisa ser melhorado e finalize com algo positivo.

Qual a importância do desenvolvimento de lideranças?

Algumas pessoas acreditam que certos indivíduos são líderes natos. Apesar de isso ser verdade, saiba que não se trata de uma regra. Assim como é possível nascer com esse espírito de liderança, também é viável desenvolver habilidades e competências que formam um bom líder. Esse tem sido um dos fatores mais críticos para o sucesso de uma empresa.

Por conta disso, hoje em dia, o investimento na formação de líderes é um passo crucial para cumprir a função com excelência. Por meio de programas como os que já citamos ao longo do artigo (pós-graduações, especializações, MBAs executivos, entre outros), o gestor consegue aprimorar conhecimentos, identificar as áreas que precisam ser trabalhadas e traçar metas para melhorá-las.

Essas foram as principais dicas de como liderar uma equipe na prática, abordando também as características essenciais de um bom gestor. Considere tudo o que leu ao longo do post e aplique as informações em seu cotidiano de trabalho. Assim, tenha a certeza de que sua liderança trará resultados cada vez melhores à empresa e ao desenvolvimento dos times de trabalho.

Então, gostou das dicas do post? Sabia que é possível aprimorar suas habilidades de gestão por meio de cursos de curta duração? Veja como neste outro post!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você