Área da educação: confira 6 graduações que você pode fazer!

  • 09/dez/2019

Área da educação: confira 6 graduações que você pode fazer!

A área da educação vai muito além das clássicas graduações em Pedagogia ou Letras. Mesmo dentro desses dois setores é possível expandir o rumo de atuação para trabalhar com educação dentro ou fora de sala de aula, como em projetos de gestão e coordenação pedagógica, tanto em instituições públicas quanto privadas.

Além disso, graduações importantíssimas como o curso de História também abrem amplas possibilidades de mercado, seja no bacharelado, seja na licenciatura. Pensando nessas opções, preparamos este post com 6 cursos de educação para ajudar você a tirar seus planos do papel. Confira!

Formação Pedagógica em História

A Formação Pedagógica em História é um curso recomendado para aqueles profissionais que já têm um diploma de bacharelado ou tecnólogo em qualquer área de conhecimento e querem ampliar o segmento de atuação, trabalhando como professor de História na educação básica.

Como o curso é voltado para diplomados, a duração é um pouco menor do que nos casos de quem ainda não tem nenhuma graduação. Essa formação pedagógica dura um ano e seis meses, sendo que profissionais licenciados em outras áreas de ensino conseguem isentar-se de algumas matérias e cursá-lo em apenas um ano.

A grade curricular contempla conteúdos que vão desde a teoria da História, Filosofia e Educação até disciplinas mais específicas, como História Medieval, da América, da África e, claro, do Brasil.

Formação Pedagógica em Letras – Língua Portuguesa

Assim como a formação Pedagógica em História, a Formação Pedagógica em Letras – Língua Portuguesa tem duração de um ano e seis meses e é recomendada para pessoas que já têm diploma de bacharelado ou tecnólogo em alguma área de conhecimento. O objetivo do curso é formar professores de Língua Portuguesa da educação básica.

Profissionais licenciados em outra área de ensino poderão isentar-se de algumas matérias e reduzir o período do curso. A grade curricular contempla principalmente conteúdos teóricos envolvendo Literatura, Filosofia e Educação, além de teoria da narrativa e do discurso e aspectos da Linguística.

Letras – Língua Portuguesa

A licenciatura em Letras – Língua Portuguesa é mais ampla que a Formação Pedagógica na área, visto que é recomendada para quem ainda não tem um diploma de graduação e deseja atuar em setores que demandam profundo conhecimento de Literatura e Língua Portuguesa. A duração média do curso é de três anos, divididos em seis semestres.

Os profissionais graduados em Letras poderão atuar tanto em sala de aula quanto no mercado editorial, com produção, revisão e editoração de textos. Essa carreira também é muito promissora para quem deseja trabalhar com idiomas, como traduções e ensino de línguas.

A grade curricular do curso contempla disciplinas voltadas principalmente para a comunicação e linguagem, didática e planejamento educacional e aspectos teóricos da literatura, narrativa, discurso e linguística. Ao final do curso, é exigido um trabalho de conclusão mesclando os conteúdos aprendidos durante a graduação.

História

A graduação em História qualifica professores para ensinarem nos ciclos finais do ensino fundamental e médio, considerando-se também as atuações relacionadas à pesquisa histórica. Além disso, o profissional graduado na área poderá desenvolver trabalhos fora da sala de aula que contemplem a investigação histórica de múltiplos fenômenos sociais.

A duração média do curso é de três anos, com grade curricular bastante abrangente. Os conteúdos vão desde disciplinas como Comunicação e Linguagem, Sociologia da Educação e Educação e Diversidade Cultural, passando por Filosofia e Psicologia da Educação e chegando a conteúdos mais específicos como História Medieval, História Moderna, História da África, História da América e História do Brasil.

Pedagogia

A Licenciatura em Pedagogia é um dos cursos mais procurados por quem deseja seguir na área da educação. A atuação do pedagogo é muito ampla, compreendendo os processos de aprendizado da educação infantil até o ensino superior, tanto em instituições públicas quanto privadas.

Outra vertente de trabalho dos pedagogos é fora da sala de aula, como em atividades de administração, supervisão e coordenação de escolas ou mesmo em equipes empresariais que demandam funções pedagógicas. Esta última vertente, inclusive, tem crescido bastante no mercado.

A duração média do curso é de três anos, sendo que nos primeiros períodos a grade curricular é focada em aspectos relacionados à comunicação e linguagem, sociologia e psicologia da educação e aproximação com o ambiente profissional. Nos períodos subsequentes, as disciplinas são mais focadas na prática, envolvendo conteúdos de orientação pedagógica, gestão educacional e práticas de alfabetização.

Complementação Pedagógica

O curso de Complementação Pedagógica é recomendado para profissionais que já são diplomados em alguma área de conhecimento e desejam ampliar o segmento de atuação para exercer a docência, tanto na educação infantil, quanto no ensino médio e profissional.

Amparada pelo Ministério da Educação (MEC), a Complementação Pedagógica permite ao profissional já graduado obter um diploma de licenciatura em apenas um ano, encurtando o caminho para a docência. A grade curricular contempla disciplinas como Orientação Educacional e Orientação Pedagógica, Educação e Diversidade Cultural, Gestão Educacional e Teoria e Prática de Alfabetização.

É importante ressaltar que, embora a carga horária seja reduzida, trata-se de uma formação aprofundada na área pedagógica e que se difere de uma pós-graduação voltada para um conhecimento mais específico. As principais áreas que a Complementação Pedagógica abrange são: Língua Portuguesa, Matemática, Biologia, História, Geografia, Química e Física.

A instituição de ensino que oferece a Complementação Pedagógica deverá avaliar o histórico do estudante e sua formação inicial para atestar a compatibilidade entre os cursos e, assim, aprovar o ingresso do aluno. O curso de complementação é muito interessante para quem deseja ministrar aulas em áreas correlatas — por exemplo, um engenheiro que deseja ensinar Matemática ou um jornalista que pretende ensinar Língua Portuguesa.

Com essas opções, abrimos um leque de possibilidades para quem está pensando em como ser professor ou atuar na área da educação, aliando vocação pedagógica e uma carreira promissora em um mercado que está cada vez mais amplo. Apenas lembre-se de que, para adquirir seu diploma, é essencial contar com uma instituição de ensino reconhecida e de qualidade, pois isso faz toda a diferença para sair na frente dos concorrentes!

Ficou interessado? Entre em contato com a Faculdade Unyleya e conheça os melhores cursos para a sua formação na área!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você