Saiba por que uma pós em Cuidados Paliativos tem tudo a ver com você!

  • 16/out/2019

Saiba por que uma pós em Cuidados Paliativos tem tudo a ver com você!

É fato que a Medicina evoluiu muito nos últimos tempos, com novas tecnologias, medicações e procedimentos que melhoraram os diagnósticos e tratamentos. Contudo, esses avanços tornam-se ineficazes para doenças em quadros mais avançados. Então, o que fazer? Deixar o paciente e sua família desamparados?

Nesse contexto, ganha relevância os cuidados paliativos, uma área que ainda tem muito a crescer no país e que, por isso, tem uma alta demanda por profissionais especializados.

Quer entender melhor o que é, como funciona e qual é a importância desse tipo de assistência? Então continue a leitura e descubra também como a pós em Cuidados Paliativos é a qualificação ideal para você se destacar na área da saúde!

O que são cuidados paliativos?

Trata-se de uma abordagem que tem como objetivo amenizar a dor e o sofrimento de um paciente que tenha uma enfermidade não reversível — como câncer em um estágio avançado, insuficiência cardíaca, demência e outras doenças crônico-degenerativas.

A assistência visa trazer conforto físico, psicológico, social e espiritual ao enfermo e sua família diante desse momento tão delicado. Dessa maneira, o foco se volta para o indivíduo doente e seu bem-estar, e não em mecanismos para curá-lo. Com isso, a morte passa a ser vista como uma etapa natural da vida, e os cuidados se voltam para uma atenção mais ética e humana ao paciente.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 40 milhões de pessoas necessitam de cuidados paliativos no mundo. No entanto, apenas 14% são tratadas segundo essa abordagem.

Em 2018, o Ministério da Saúde normatizou a forma como esse tipo de assistência deve ser ofertado no Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo o órgão, é a abordagem direcionada ao indivíduo com uma doença que ameace a vida.

Qual é a importância dessa prática?

É necessário que mais profissionais da saúde busquem uma qualificação, como a pós em Cuidados Paliativos, por conta da demanda de pacientes que necessitam dessa assistência. O aumento da expectativa de vida ao nascer no Brasil, em 2060, será de 77,9 anos para os homens e de 84,2 anos para as mulheres, conforme projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Teremos um quarto da população idosa, ou seja, haverá um aumento das doenças crônico-degenerativas, exigindo, assim, uma assistência mais humanizada por parte dos profissionais de saúde.

Outro dado de destaque: a Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer, da OMS, apontou que, em 2018, o mundo registrou mais de 18 milhões de novos casos de câncer, com a morte de mais de 9,6 milhões de pessoas.

A partir disso, é preciso pensar em um serviço de saúde diferenciado, para que esses pacientes tenham qualidade de vida e dignidade para enfrentar essas doenças. Desse modo, profissionais de saúde devem ter o conhecimento em cuidados paliativos para evitar intervenções desnecessárias que só vão causar sofrimento e não apresentar resultado.

Como funciona essa forma de assistência?

A partir da condição do paciente — como aqueles diagnosticados com uma doença que não tenha possibilidade de reversão —, o recomendado é que os cuidados paliativos sejam iniciados o mais cedo possível.

É necessário que essa prática esteja aliada ao tratamento curativo. Por exemplo: um paciente com metástase não vai deixar de lado a quimioterapia, mas terá um acompanhamento para o controle de sintomas e redução da dor para que tenha qualidade de vida.

Equipe multidisciplinar

Essa assistência deve ser feita por uma equipe multidisciplinar, que inclui o médico, enfermeiro, psicólogo, nutricionista, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, farmacêutico, assistente social, entre outros, para oferecer conforto ao paciente, seus familiares e cuidadores.

É um atendimento para suprir as necessidades biopsicossociais do indivíduo. Trata-se, portanto, de um processo contínuo, e a abordagem varia de paciente para paciente.

Mudança de conduta

Os profissionais de saúde devem mudar sua conduta e se voltar para a atenção integral ao indivíduo e suas necessidades, sejam físicas ou psíquicas. Em muitos casos, o paciente só terá sofrimento se for transferido para a UTI, por exemplo. Nesse caso, o mais indicado é o monitoramento do enfermo no quarto do hospital ao lado de seus familiares. É uma situação em que não é possível mais oferecer a cura para ele, e sim o acolhimento.

Como é a pós em Cuidados Paliativos?

Se você quer se manter atualizado e ampliar sua área de atuação na saúde, deve buscar uma especialização, como a pós em Cuidados Paliativos. O curso visa preparar os profissionais da saúde — como médicos, enfermeiros, psicólogos, odontólogos e outros — para atuarem em instituições públicas, privadas e do terceiro setor.

É uma formação que vai possibilitar o trabalho em diferentes espaços, como:

  • hospitais;
  • clínicas;
  • serviços de home care;
  • ONGs de apoio a pacientes;
  • consultoria na área.

A pós-graduação EAD em Cuidados Paliativos da Faculdade Unyleya tem carga horária de 360 horas e os conteúdos abordados são:

  • Cuidados Paliativos em Geriatria;
  • Cuidados Paliativos em Oncologia;
  • Cuidados Paliativos na Vida Adulta;
  • Cuidados Paliativos no Início da Vida;
  • Cuidados Paliativos — Abordagem Multidisciplinar;
  • Cuidados Paliativos — Aspectos Éticos, Sociais e Psicológicos;
  • Cuidados Paliativos — Assistência e Humanização;
  • Desenvolvimento Profissional;
  • Saúde Mental nos Ciclos da Vida.

Flexibilidade para estudar

Ficou interessado na pós em Cuidados Paliativos, mas você é da área da enfermagem e seus plantões o impedem de estudar? Saiba que o curso é oferecido na modalidade de educação a distância (EAD). Assim, seja qual for seu campo de formação, você pode ficar tranquilo porque terá flexibilidade para acompanhar as aulas quando e onde quiser — basta ter um computador, tablet ou smartphone e acesso à internet.

É uma maneira de valorizar seu currículo sem precisar alterar sua rotina. Ao final da especialização, você terá um certificado reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), podendo concorrer às melhores vagas na área da saúde.

Não perca tempo e dê um passo importante na sua carreira com a pós em Cuidados Paliativos. A área ainda é nova no Brasil, por isso os profissionais qualificados nessa assistência conseguem boas oportunidades no mercado. Comece a se planejar e ganhe destaque profissional!

Ficou interessado nesse curso de pós-graduação? Tem mais alguma dúvida? Entre em contato com a equipe da Faculdade Unyleya e conheça outros diferenciais dessa especialização!

Powered by Rock Convert

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você