Marketing Esportivo: conheça as principais tendências da área

  • 27/fev/2020

Marketing Esportivo: conheça as principais tendências da área

Tempo de Leitura: 9 minutos

Se existe algo capaz de unir pessoas dos mais diversos países por um só propósito, esse algo é o esporte. Os grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo da FIFA™ e os Jogos Olímpicos, estão aí para provar isso. Foi pensando nessa paixão que o setor enxergou no Marketing Esportivo uma oportunidade de inovação.

Por meio dele é possível melhorar o relacionamento com os diferentes públicos, além, é claro, de aumentar os lucros que esses eventos promovem. Afinal, o mercado esportivo é um dos que mais movimenta dinheiro.

Mas você já sabe exatamente o que é Marketing Esportivo e quais são as suas tendências? É justamente sobre isso que falaremos neste artigo. Se você se interessou pelo tema e quer conhecer as principais apostas do setor para este e para os próximos anos, continue a leitura!

O que é Marketing Esportivo?

Cada vez mais em alta, o Marketing Esportivo é uma ferramenta eficiente e bastante lucrativa para gerar oportunidade de negócios. De modo geral, trata-se do uso do esporte como ferramenta de engajamento e comunicação.

Dessa forma, é possível unir as peculiaridades do universo esportivo — que, além de marcas, times e grandes atletas, envolve emoção, paixão, entre outros sentimentos — à execução de artifícios do marketing.

Como resultado, há o aumento de receita e da popularidade de marcas, eventos e atletas, engajando o torcedor e estimulando o esporte em sua forma de negócio.

Pode-se dizer que, em grande parte dos países, o Marketing Esportivo é responsável não só pelos negócios, como também pelo desenvolvimento do culto aos esportes — e, como cada lugar tem suas próprias preferências esportivas, oportunidades são criadas continuamente.

Como o Marketing Esportivo funciona?

O esporte, como já mencionamos, é algo capaz de mexer com os mais diversos sentimentos. O principal deles é, certamente, a paixão do torcedor por determinada modalidade esportiva, time, atleta ou até mesmo um evento em si.

O Marketing Esportivo, então, funciona com o objetivo de trabalhar com foco nesses sentimentos, engajando pessoas e até mesmo atraindo novos adeptos. Quando bem elaborado e desenvolvido, sobretudo considerando as principais tendências da área, a premissa de retorno é positiva.

Qual é a importância do Marketing Esportivo?

De maneira mais ampla, o Marketing Esportivo utiliza as principais funções da publicidade somada a valiosas características do esporte, como a paixão, a competição e a emoção.

Sendo assim, o marketing acaba por se apropriar da atividade do atleta e de seu clube como uma potente ferramenta de comunicação e venda de determinado serviço ou produto.

No Brasil, são feitos grandes investimentos, por exemplo, ao colocar os patrocinadores estampados nos uniformes dos clubes, como é o caso dos jogos de futebol. Esta é uma promoção bastante simples e que gera um excelente retorno para as marcas.

Até porque, ao patrocinar atletas e equipes, as empresas inserem recursos para colher resultados, conquistas e recordes dos esportistas. Contando com um bom planejamento, o negócio acaba por se destacar como socialmente responsável — o que é uma característica importante para a avaliação dos consumidores.

Quais são as principais tendências do Marketing Esportivo?

Assim como outros setores de marketing, o esportivo se vale de tendências que ajudam a guiar decisões e desenvolver campanhas cada vez mais eficazes. Confira as principais a seguir:

Promoção às atletas e equipes femininas

O número de torcedoras e apaixonadas por esportes cresceu bastante nos últimos anos, e esse é um fato que não pode ser ignorado pelo universo publicitário. Sendo assim, incluir as mulheres em ações de Marketing Esportivo é algo inevitável, correspondendo a uma das principais tendências do momento.

Atualmente, nos deparamos cada vez mais com atletas femininas embaixadoras de grandes marcas. Isso começou com estrelas do tênis como Maria Sharapova e Serena Williams, e hoje já atinge novos âmbitos, como o futebol.

Aqui, outro exemplo interessante de ação é a campanha da Nike que se tornou viral nas redes sociais, destacando os desafios que as mulheres muçulmanas precisam enfrentar quando se tornam atletas. Tudo isso foi feito para anunciar sua linha de produtos em 2018, a Hijab Pro (hijab, do árabe, corresponde ao lenço ou véu usado pelas mulheres islâmicas).

Fortalecimento dos programas de sócio-torcedor

Por terem passado por um período de estagnação (o que afetou negativamente os cofres dos clubes), os programas de sócio-torcedor vêm sendo fortalecidos e, hoje, são uma das principais tendências em Marketing Esportivo.

Agora, o foco desses programas é o desenvolvimento de mais ações de relacionamento com o sócio, com o objetivo de engajar e fidelizar esse torcedor. Para isso, são oferecidas ainda mais comodidades, além de benefícios exclusivos aos contribuintes.

Associação com causas sociais

O esporte é algo que vai além dos limites dos campos, das quadras, piscinas, arenas e demais meios onde é praticado. Nesse sentido, torna-se cada vez maior a importância dos atletas e entidades do meio esportivo — o que vai muito além dos resultados que alcançam em suas modalidades.

É possível afirmar que esses atletas costumam ser exemplos para parte da sociedade, ajudando também na formação de caráter dos seus fãs mirins, por exemplo. É justamente aí que entra uma das principais tendências de Marketing Esportivo dos últimos tempos: a associação com causas sociais.

No futebol, temos o exemplo da campanha para incentivar a doação de sangue realizada pelo Esporte Clube Vitória com a Penalty: “Meu sangue é rubro-negro”. Nela, as cores da camisa do time, antes preta e vermelha, passaram a ser branca e vermelha. À medida que as metas de doação eram batidas, a coloração original ia retornando gradualmente para a camisa do time.

Realidade virtual (RV)

A realidade virtual é definitivamente uma ferramenta revolucionária para a indústria publicitária. Isso porque, em vez de interromper as pessoas com uma chuva de anúncios, os profissionais de marketing conseguem oferecer experiências interativas que despertam a atenção e o interesse do consumidor.

Quando utilizadas no Marketing Esportivo, elas aproximam o fator interesse à emoção, proporcionando experiências que, além de lucrativas, se tornam marcantes.

Na Copa do Mundo da FIFA 2014™, por exemplo, a Coca-Cola promoveu uma ação na qual os participantes entravam em uma réplica do vestiário do Estádio do Maracanã e, em seguida, eram “transportados” para o campo por meio da realidade virtual, onde jogavam uma partida sem ao menos se levantarem de seus assentos.

Em 2016, a NBA (famosa liga norte-americana de basquete) passou a transmitir partidas em realidade virtual, o que impulsionou outras ligas a fazerem o mesmo, tornando a RV uma das principais tendências em Marketing Esportivo.

Redes sociais

Que as redes sociais são umas das grandes aliadas do Marketing Digital, não há sombra de dúvidas. Contudo, saiba que elas são também excelentes ferramentas para o Marketing Esportivo.

Os clubes vêm investindo cada vez mais pesado no mundo de oportunidades fornecido pelas redes. Visando entrar nesse mercado publicitário, passam a comercializar espaços em suas postagens e transmissões ao vivo (ou lives). Assim, geram mais receita, conteúdo, engajamento e aumentam a interação com o torcedor.

Como fazer Marketing Esportivo?

Existem diversas estratégias que podem ser adotadas para fazer Marketing Esportivo. Todas elas são eficazes e podem ser selecionadas de acordo com as intenções da campanha e o tipo de público que se pretende atingir.

A seguir, listamos algumas opções, sendo que algumas possibilitam obter recursos, e outras, maior visibilidade do esporte, atletas, marcas, entre outros.

Patrocinadores

Buscar patrocinadores é uma das principais ações para promover o Marketing Esportivo. Afinal, é preciso que haja recursos para realizar as campanhas — e eles vêm dessas empresas ou personalidades que decidem fazer esse investimento em prol do esporte.

O dinheiro dos patrocinadores é revertido tanto para a realização da divulgação quanto também para obter todos os recursos necessários, fazer a movimentação de equipes, adquirir equipamentos, entre muitos outros.

Campanhas de incentivo ao esporte

Clubes ou empresas do meio esportivo também podem realizar campanhas de incentivo ao esporte como uma estratégia de marketing. Elas aumentam a visibilidade daquilo que se está promovendo, mas ao mesmo tempo fazem a divulgação de uma determinada modalidade, estimulando as pessoas a adotar um estilo de vida mais saudável.

É válido lembrar que esse incentivo ainda traz outro retorno positivo quando quem o estimula trabalha com produtos relacionados ao esporte. Nesse caso, o público consumirá esses itens aumentando a lucratividade da marca.

Ações sociais

Ações sociais são semelhantes às campanhas de incentivo, porém, nesse caso, o intuito é oferecer oportunidade para pessoas que têm dificuldade para praticar esportes ou manter contato com o meio esportivo.

Trata-se de incluir um público específico no mundo dos esportes, como crianças de comunidades ou de famílias de baixa renda, pessoas idosas, entre outras classes menos assistidas. Assim, a marca ou clube cultivará uma imagem positiva perante a sociedade, em função do belo trabalho realizado.

Licenciamento

O licenciamento ocorre quando uma organização esportiva permite a associação de sua marca a determinado produto ou serviço. O direito é concedido por tempo limitado, e a remuneração deve ser de acordo com o percentual de vendas. Ou seja, quando devidamente licenciados, os fabricantes de materiais esportivos podem produzir itens, como bandeiras, canecas, camisetas, entre outros objetos, fazendo com que a ação retorne como fonte de renda.

Cada vez mais os clubes têm investido no licenciamento de marcas esportivas, uma vez que esta é uma ferramenta de marketing que possibilita estreitar as relações entre os atletas, seus admiradores e parceiros. Quando bem elaborada, tal estratégia aumenta o retorno em vendas e os royalties, que variam de acordo com o mercado.

Eventos

A promoção de eventos também é uma excelente forma de Marketing Esportivo que atrai a atenção de um público muito amplo, em especial quando é planejada para atingir especificamente as pessoas que se pretende impactar.

Dessa forma, haverá uma ampla divulgação do clube ou da empresa, e até mesmo de um atleta em especial, porque seu nome estará associado a esse evento. Além da divulgação que será feita, também há a contribuição das próprias pessoas que compartilham com seus amigos e conhecidos, estendendo ainda mais o alcance da campanha.

Influenciadores digitais

Os influenciadores digitais são porta-vozes eficientes de comunicação com o público, sendo agentes importantes para o fortalecimento e consolidação das ações de marketing. No entanto, é fundamental analisar se a audiência do influenciador escolhido realmente apresenta identificação com determinada marca esportiva.

A personalidade, além de trazer os seus espectadores, também concede parte de sua autoridade para a empresa. Este empréstimo de audiência é bastante positivo, tendo em vista que os conteúdos produzidos podem viralizar com mais facilidade, resultando em maior identificação e engajamento do público.

Investimento em anúncios

Toda divulgação precisa ser feita com investimento em anúncios, e isso não é diferente para o Marketing Esportivo. Haverá necessidade de contratar espaços publicitários para ampliar a visibilidade daquilo que se pretende apresentar às pessoas.

Porém, não se esqueça de que existem diversos meios para anunciar, sendo essencial analisar qual é aquele que traz mais impacto em função dos resultados que querem ser atingidos. Pense também no público que tem interesse no que está sendo divulgado para definir qual é o melhor tipo de anúncio para impactá-lo.

Como unir Marketing Esportivo e Digital?

Com o rápido avanço das tecnologias, a era da informação tem influenciado praticamente todos os segmentos do mercado, incluindo as marcas esportivas. Quando bem divulgados, os canais digitais podem produzir viralizações e ganhar escala internacional em pouco tempo.

Uma forma eficiente para isto é utilizar dados para montar equipes mais competitivas ou, ainda, as redes sociais para engajar torcedores. Por meio deste diálogo é possível, por exemplo, entender melhor sobre as preferências de cada grupo de apreciadores.

Essas informações são especialmente valiosas para patrocinadores, atletas e clubes que desejam manter a competitividade de suas marcas.

O que faz um profissional de Marketing Esportivo?

De forma geral, o profissional de Marketing Esportivo deve ter capacidade para lidar com diferentes atribuições. Veja quais são as principais a seguir:

  • verificar e interpretar registros de ações históricas para compreender a evolução do mercado de esportes;
  • analisar os modelos estratégicos e as experiências do mercado a fim de propor ações adequadas para projetos de marketing;
  • averiguar os identificadores do mercado para apontar possíveis influenciadores do ambiente esportivo e, também, para atender à demanda de informações e a necessidade de aprimoramento da gestão do marketing;
  • propor modelos de gestão, apresentando propostas de acordo com cada contexto, com o objetivo de aperfeiçoar as práticas estabelecidas.

O mercado de trabalho para Marketing Esportivo

A busca pela carreira de Marketing Esportivo é alta no país, apresentando um cenário de mudanças para os novos profissionais. Até porque, as ações de marketing para o segmento dos esportes não se restringe mais apenas ao simples patrocínio.

Desse modo, o trabalho tem sido direcionado para que o consumidor tenha uma experiência significativa em relação às marcas, gerando mais visibilidade para o público que se deseja alcançar.

Por se mostrar uma ferramenta eficiente e lucrativa de geração de oportunidades para os negócios, os profissionais encontram inúmeras possibilidades de atuação e bons salários no setor.

Como trabalhar na área?

Para exercer atividades na área, é fundamental contar com uma capacitação para entender o cenário mercadológico esportivo e as ações para melhorar a execução das estratégias.

Atualmente, o curso de Marketing Esportivo tem se configurado como uma das especializações mais indicadas para graduados que desejam seguir na carreira. Por meio dele, qualquer pessoa com formação em Marketing pode atuar na dimensão institucional de uma marca ou empresa.

De forma geral, a carga horária deste tipo de curso pode variar de uma instituição para outra, mas em média tem a duração de 12 a 18 meses. Há também a possibilidade de optar pelos certificados online e estudar a distância, com um total de 360 a 420 horas em média.

MBA em Marketing Esportivo

Outro caminho possível é realizar um MBA em Marketing Esportivo, que tem o objetivo de desenvolver os conhecimentos em gestão e possibilita, ainda, que o profissional administre o seu próprio negócio na área esportiva.

Ele é voltado para estudantes e pessoas de diversas áreas, como Marketing, Jornalismo, Publicidade, Administração e, também, para profissionais de empresas direta ou indiretamente ligadas ao esporte.

A metodologia do MBA em Marketing Esportivo proporciona uma gestão individualizada do aprendizado, o que permite ter uma melhor avaliação e motivação do aluno ao longo do período dos estudos.

A grade curricular conta com as seguintes disciplinas:

  • Administração Esportiva;
  • Desenvolvimento Profissional;
  • Direito e Legislação Esportiva;
  • Estratégias de Mercado e Comportamento do Consumidor;
  • Gestão de Produtos, Marcas e Preços;
  • Marketing Esportivo;
  • Mercado Publicitário;
  • Trabalho de Conclusão de Curso (optativa).

A carga horária total é de 420 horas, sendo que o curso é totalmente online e conta com apenas um encontro presencial ao final para a realização de uma prova. Deve-se lembrar que, nesse tipo de especialização, o desenvolvimento do TCC não é exigido dos estudantes.

Agora você já entende o que é Marketing Esportivo, conhece as suas principais tendências e descobriu algumas formas de realizá-lo. Principalmente com as tecnologias, a busca por novas fontes de receita no setor impulsionam a criação de produtos e serviços para os torcedores, gerando novas experiências, emoções, engajamento e consolidação para a marca.

Gostou deste post? Então, compartilhe com seus amigos nas redes sociais para que eles também fiquem por dentro do assunto!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você