6 cursos para quem quer trabalhar com meio ambiente

  • 28/set/2018

6 cursos para quem quer trabalhar com meio ambiente

Trabalhar com o meio ambiente é o desejo de muitos, afinal, é por causa dele que estamos vivos, não é mesmo? Seja para estar em contato direto com os diferentes ecossistemas, viabilizando técnicas voltadas ao desenvolvimento sustentável, ou para estudar as formas de vida, são muitas as possibilidades para se aprofundar nos estudos da natureza.

Foi justamente pensando nisso que preparamos este post. Se você quer trabalhar com o meio ambiente, continue a leitura e conheça 6 opções de cursos que podem ser do seu interesse!

1. Ciências Biológicas

O curso de Ciências Biológicas tem como objetivo formar biólogos. Contudo, engana-se quem pensa que esses profissionais estudam apenas animais e plantas. Na verdade, eles estudam todas as formas de vida, sejam elas macroscópicas ou microscópicas.

Além disso, o biólogo pesquisa o funcionamento dos organismos (desde os processos que acontecem dentro das células), sua origem, evolução e estrutura, bem como os ecossistemas como um todo: animais, plantas, fungos, bactérias, problemas criados pelos seres humanos (propondo soluções, inclusive) e todas as relações entre eles.

Justamente por abranger uma variedade de conteúdos com foco no meio ambiente, as possibilidades de carreira de quem opta pelo curso de Ciências Biológicas podem ser vastas e promissoras. Esse profissional pode, por exemplo, atuar nos seguintes segmentos:

  • desenvolvimento de medicamentos;
  • aplicação de organismos na medicina;
  • indústria de alimentos e bebidas;
  • controle de pragas e vetores;
  • bioinformática;
  • biologia forense;
  • biologia molecular;
  • educação, lecionando em escolas do ensino fundamental e médio (licenciatura) ou no ensino superior (pós-graduação);​
  • órgãos públicos e ONGs;
  • parques e reservas ecológicas.

O currículo do bacharelado em Ciências Biológicas abrange fortemente as áreas de Física, Estatística e Matemática, combinando a teoria com aulas práticas em laboratórios e pesquisas de campo. Já a licenciatura tem ênfase em áreas como Botânica, Genética e Ecologia, Psicologia da Educação, Metodologia de Ensino, entre outras.

O curso tem a duração média de 4 anos e pode ser encontrado com outros nomes, como Biologia, Ciências da Natureza e afins.

2. Engenharia Ambiental

Quem ingressa em um curso de Engenharia Ambiental busca conhecimentos voltados ao desenvolvimento sustentável, questão amplamente valorizada nos dias de hoje.

Para isso, os estudos do curso integram as dimensões sociais, ecológicas, econômicas e tecnológicas do meio ambiente, para que os profissionais possam desenvolver técnicas de preservação (ar, água e solo) e soluções para os problemas recorrentes, respeitando os limites da exploração ambiental.

O profissional formado nesse curso pode atuar, basicamente, em todas as áreas relacionadas ao meio ambiente, planejando e coordenando projetos de preservação e desenvolvimento, como administração de estações de tratamento de esgoto, descarte de lixo, redes de distribuição de água etc.

O engenheiro ambiental deve estar apto a desenvolver técnicas sustentáveis por meio da utilização das tecnologias disponíveis, avaliando o impacto das obras no meio ambiente.

Entre seus campos de atuação estão:

  • controle de poluição;
  • geoprocessamento;
  • recuperação de áreas ambientais, elaborando projetos que visem à restauração de áreas degradadas e afetadas pela poluição;
  • planejamento e gestão ambiental;
  • bioprocessos e biotecnologia, avaliando os efeitos de um processo ou produto na natureza;
  • recursos hídricos;
  • saneamento, projetando e construindo sistemas de abastecimento de água e de coleta; tratamento de esgoto, lixo doméstico e resíduos industriais, entre outros.

A graduação em Engenharia Ambiental engloba as áreas Biológicas, Exatas e Ciências Sociais, ofertando disciplinas como Física, Química, Geologia, Ecologia, Topografia, entre outras.

A duração média do curso é de 4 anos e ele pode ser encontrado também pelos nomes de Engenharia Ambiental Sanitária, Engenharia Sanitária e Engenharia de Recursos Hídricos.

3. Gestão Ambiental

O curso de Gestão Ambiental estuda a relação entre o homem e o meio ambiente, garantido o uso racional dos recursos naturais e, assim, preservando a natureza e a biodiversidade.

O mercado de trabalho para o profissional formado em Gestão Ambiental é amplo, oferecendo oportunidades tanto na cidade como no campo — inclusive em áreas florestais.

Independentemente do segmento, o profissional deve estar apto a desenvolver e implementar programas de educação ambiental, analisar os impactos da atividade humana nos ecossistemas e orientar a exploração de recursos de modo sustentável.

Entre suas principais atuações podemos mencionar:

  • consultorias ambientais;
  • ONGs, institutos de pesquisa e órgãos públicos;
  • recuperação de áreas degradadas;
  • elaboração de certificados para empreendimentos agrícolas e industriais, de acordo com as normas da Organização Internacional de Normalização (ISO);
  • planejamento, elaborando e definindo planos para o uso sustentável de recursos naturais.

O melhor de tudo é que um curso tecnólogo tem a duração média de apenas 2 anos, permitindo que o aluno se forme de modo mais rápido e, consequentemente, ingresse mais cedo no mercado de trabalho. Além disso, pode ser feito na modalidade educação a distância (EAD). Entre as disciplinas cursadas estão:

  • Responsabilidade Social e Desenvolvimento Sustentável;
  • Fundamentos de Direito;
  • Fundamentos de Marketing;
  • Planejamento e Atuação do Gestor Ambiental;
  • Ecologia e Gestão da Biodiversidade;
  • Gestão Ambiental de Resíduos Sólidos e Saneamento Ambiental;
  • Planejamento Urbano e Ambiental​;
  • Gestão Ambiental e Recursos Hídricos;
  • Recuperação de Áreas Degradadas​.

4. Ecologia

O curso de Ecologia tem como principal objetivo estudar as relações entre os seres humanos e a natureza, investigando o funcionamento dos diferentes ecossistemas e analisando o impacto do homem sobre o meio ambiente.

O profissional formado nessa área vai, além de focar na preservação ambiental, procurar por soluções que minimizem os desequilíbrios ambientais e protejam os recursos naturais.

Como a preocupação com o meio ambiente é uma questão recorrente e que recebe cada vez mais atenção, o mercado para o ecólogo é vasto. Aqueles que optam por trabalhar em laboratórios podem estudar o efeito de produtos químicos sobre a fauna, flora e saúde humana.

Já os que decidem trabalhar com o meio ambiente em secretarias públicas ou setores privados avaliam, por exemplo, os impactos ambientais causados por obras de engenharia e atividades industriais. Para tanto, precisam se manter sempre atualizados quanto à legislação ambiental.

Contudo, não são apenas essas as possibilidades de trabalho desse profissional. Confira outras:

  • manutenção das espécies animais e vegetais em zoológicos, parques e áreas de preservação;
  • geoprocessamento, usando softwares e equipamentos para captar as informações cartográficas necessárias para caracterizar uma área e medir impactos ambientais;
  • turismo ecológico;
  • recuperação e manejo de ecossistemas;
  • ensino e pesquisa;
  • consultoria;
  • avaliação de riscos e impactos ambientais.

No curso de Ecologia são ofertadas disciplinas como Biologia, Química, Matemática e Geologia, complementadas com estudos específicos sobre ecologia, como Impactos Ambientais, Legislação Ecológica e Poluição.

A duração média do curso é de 4 anos e pode ser encontrado com nomes como Ciências Ambientais/Socioambientais, Análise Ambiental, entre outros.

5. Saneamento Ambiental

A pós-graduação EAD em Saneamento Ambiental é voltada para os profissionais de nível superior interessados em desafios ambientais, oportunidades de negócio, em atualizar seus conhecimentos e ocupar posições de gerência ou assessoria técnica em temas relacionados à gestão do meio ambiente.

O objetivo da especialização é capacitar profissionais competentes em Saneamento Ambiental para o ingresso em carreiras públicas ligadas ao meio ambiente, ocupação de cargos de direção, gerência e assessoramento superior na área ambiental e elaboração de projetos ambientais.

Entre as disciplinas do curso, que tem a duração de 11 meses, estão:

  • Legislação Ambiental​;
  • Introdução às Ciências Ambientais;
  • Gestão de Recursos Hídricos;
  • Substâncias Químicas e seus Impactos;
  • Desenvolvimento Profissional;
  • Remediação Ambiental.

6. Energias Renováveis

A pós-graduação EAD em Energias Renováveis é voltada para o conhecimento de diferentes formas alternativas de geração de energia elétrica (como solar, eólica, biomassa e biocombustíveis). Os alunos entendem a distribuição das chuvas no Brasil e sua influência na geração de energia hidrelétrica, além das políticas relacionadas ao tema.

Ao final do curso, estarão aptos a gerir sistemas energéticos de fontes renováveis segundo a Norma ISO 50.001:2011 e planejar estratégias de uso, produção e distribuição energética. Entre as disciplinas estão:

  • Biocombustíveis, Biomassa e Biogás;
  • Energia Eólica e Energia Solar;
  • Energia Hidrelétrica e Outras Fontes Alternativas;
  • Planejamento Energético, Conservação e Fontes Alternativas de Energia.

Como você pôde ver, são diversas as opções de cursos, incluindo especializações, para aqueles que almejam trabalhar com o meio ambiente. Sendo assim, considere as informações reunidas neste post e escolha aquele que mais tiver a ver com você e com os seus objetivos.

E então, gostou do conteúdo e quer dar o próximo passo rumo a uma carreira de sucesso? Entre em contato conosco agora mesmo para conversar com o nosso time e tirar todas as suas dúvidas!

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você