Connect with us

Dicas de Estudos

Confira quais são os critérios de avaliação da redação do Enem

critérios de avaliação da redação do enem
Tempo de Leitura: 4 minutos

Quando participamos de um processo seletivo, é muito importante estudarmos, mas também é valioso procurarmos saber como funciona a avaliação e quais são as exigências dos avaliadores. A redação do Enem funciona da mesma maneira. Saber quais são os critérios de avaliação da redação do Enem pode nos colocar um passo à frente na correção.

É pensando nisso que trouxemos este conteúdo. Aqui, você verá a importância desses critérios, quais são e como eles se aplicam na correção. Além disso, deixaremos algumas dicas para você mandar bem na escrita do seu texto. Acompanhe!

O que significa critério de avaliação do Enem?

Existem vários tipos de redação, e a correção pode se dar de diversas maneiras, isso dependerá do foco do professor. No entanto, quando falamos sobre o Enem e a dimensão que essa avaliação tem na vida de muitos estudantes, compreendemos que é necessário uma padronização da correção, de forma que ela se dê da maneira mais justa possível.

Os critérios de avaliação da redação do Enem são elaborados em torno de cinco competências, as quais espera-se que o participante domine como pré-requisito para ingressar na faculdade. E, para ir bem na redação do Enem, é preciso conhecê-los. Eles vão desde a quantidade de linhas até o domínio da língua portuguesa. Continue a leitura, conheça-os detalhadamente e veja como fazer uma boa redação.

Quais são os critérios de avaliação do Enem?

Os critérios são divididos em competências e habilidades. Muitas pessoas acham que essas duas palavrinhas têm o mesmo significado, no entanto, elas funcionam de maneira complementar. Veja um exemplo: se você está fazendo algumas aulas para dirigir um carro, você está aprendendo uma competência. Agora, passar a marcha nos momentos certos e saber utilizar a embreagem para fazer o controle são as habilidades que você precisa desenvolver para atingir a competência que é dirigir o carro em meio ao trânsito da cidade.

Notou a diferença? A competência é o conjunto maior e as habilidades são os conhecimentos necessários que você precisa desenvolver. O Enem também possui suas competências e habilidades. Veja quais são e como os critérios de correção se encaixam nessas exigências.

Domínio da escrita formal da língua portuguesa

Essa competência pede que o candidato demonstre domínio da língua portuguesa. Assim, quantos mais enganos ele cometer, mais pontos serão descontados da sua redação, variando entre:

  • excelente domínio da língua portuguesa;
  • bom domínio;
  • domínio mediano;
  • domínio insuficiente;
  • domínio precário;
  • desconhecimento da modalidade escrita da língua portuguesa.

Para todas essas etapas existe uma certa quantidade de desvios que são aceitos. Por isso, estude sobre o nosso instrumento de comunicação: a língua portuguesa. Conheça suas normas de concordância, colocação pronominal, uso de preposições, uso de pontuação, entre outros.

Compreender o tema e não fugir do que é proposto

Quando temos em mãos um tema, é importante delimitar uma tese para ser defendida e marcar todas as palavras-chave daquele tema. Assim, você consegue abordar tudo o que é pedido. Muitos participantes acabam escrevendo apenas a respeito do assunto da proposta. Isso pode resultar na perda de muitos pontos.

Por exemplo, se o tema é: “Caminhos para combater o desmatamento no Brasil”, é importante compreender que o tema já nos indica que o desmatamento no Brasil é uma realidade. Sendo assim, a proposta pede que se escreva sobre esses “caminhos para combater o desmatamento”. Se você dissertar apenas a respeito do desmatamento e não apontar os caminhos, significa que sua redação abordou o assunto, mas não o tema por completo. Como resultado, alguns pontos poderão se perder na correção.

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista

A terceira competência pede que você apresente a sua tese e saiba defendê-la. Assim, será analisada a sua capacidade argumentativa e o seu conhecimento sociocultural, ou seja, qual material extra e com credibilidade estará no texto para comprovar seu ponto de vista.

Além disso, também é analisada a coesão e a coerência do seu texto, isto é: há uma conexão entre as ideias propostas? Há um projeto de texto que demonstra um planejamento e uma intenção do participante? A redação dissertativo-argumentativa pede a organização e o conhecimento, e a terceira competência analisa justamente esses fatores.

Conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação

A quarta competência tem como objetivo avaliar a estrutura lógica e formal do seu texto. Assim, é preciso demonstrar que você consegue conectar suas frases e suas ideias de forma organizada, garantindo um texto coerente e com interdependência entre as ideias.

Assim, será analisado como o participante utilizará as conjunções, os conectivos e as locuções adverbiais nas inter-relações entre as orações, os períodos e os parágrafos. Nesse contexto, cada ideia deve estabelecer uma relação com a anterior.

Respeito aos direitos humanos

A quinta competência visa analisar algo que vai além da formação dentro das matérias tradicionais que as escolas oferecem: a sua formação como cidadão. Aqui, o participante deve apresentar uma proposta de intervenção, que geralmente vem no último parágrafo, na conclusão.

Espera-se que o candidato ofereça uma solução para o problema que é apresentado no tema, dizendo o que deve ser feito, quem deve fazer, como deve ser feito, qual é o objetivo dessa ação, e quais são os detalhamentos necessários para a boa execução do projeto apresentado.

É muito importante que a sua proposta de intervenção esteja completa, pois assim será possível adquirir a pontuação máxima dessa competência. Caso você deixe de apresentar qualquer um desses itens, perderá na pontuação. Lembrando que essa solução precisa respeitar os direitos humanos, caso contrário, essa parte será zerada.

Como os critérios de avaliação se aplicam na redação do Enem?

Cada competência tem o valor de 200 pontos, totalizando 1000 pontos. Os critérios de avaliação são bem definidos e, a cada engano cometido pelo participante, ele perde 40 pontos. Por isso é tão importante manter o ritmo de estudos, treinar a escrita e ter alguém que corrija seu texto de acordo com as demandas do Enem. É a partir dessa prática que você terá um bom resultado e conseguirá chegar ao curso que deseja.

Conhecer quais são os critérios de avaliação do Enem é muito importante para poder observar a própria prática textual e buscar melhorias. Mesmo que muitos participantes vejam a redação do Enem como um desafio, é significativo saber que com estudo é possível alcançar uma nota exemplar!

Gostou do nosso conteúdo? Então, continue nos acompanhando. Confira o que é o Enem, como funciona e quem pode fazer!

Comentários

QUER SABER SOBRE OS MAIS DE 1.800 CURSOS A DISTÂNCIA?

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação EAD

Saiba mais sobre os cursos de Graduação EAD


unyleya.edu.br
Guia completo para escolher o curso e a faculdade ideais sidebar

Copyright Unyleya ©. Todos os direitos reservados.