Entenda como anda o mercado de trabalho para Banco de Dados

  • 24/jul/2020

Entenda como anda o mercado de trabalho para Banco de Dados

Powered by Rock Convert
Tempo de Leitura: 4 minutos

Estamos em plena Era da Informação. Cada vez mais, as empresas se baseiam em dados para definir ações, elaborar estratégias e gerenciar seus serviços. Esses dados são fornecidos a todo momento pelos consumidores: por meio do comportamento nas redes sociais, históricos de pesquisa, registros de compras, preenchimento de formulários etc.

Para coletar essas informações de forma adequada, armazená-las, cruzá-las e analisá-las, empresas dos mais diversos setores precisam de profissionais especialistas. É por isso que o mercado de trabalho para Banco de Dados é extremamente promissor.

Neste post, confira um pouco mais sobre essa profissão, quais são as possibilidades de atuação e como é o curso de graduação na área!

Entenda o que é a área de Banco de Dados

Os bancos de dados são locais onde informações preciosas para a empresa ficam armazenadas e podem ser acessadas de acordo com os objetivos do negócio. Hoje em dia, os dados são praticamente parte do patrimônio empresarial e podem ser organizados nos mais diversos formatos, como arquivos de texto, planilhas etc.

No entanto, com a quantidade cada vez maior de dados que produzimos — e consumimos —, especialmente no meio digital, as empresas precisam armazenar essas informações em locais mais adequados. É aí que entram os Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados (SGBD) — também chamados de DBMS, na sigla em inglês para Data Base Management System.

Esses recursos suportam volumes massivos de informações, além de oferecerem a devida segurança da informação e a confiabilidade de análise que as empresas precisam para resguardar informações confidenciais e embasar suas tomadas de decisão.

Os SGBDs, porém, demandam a atenção constante de especialistas em seu gerenciamento, o que leva o mercado de trabalho para Banco de Dados a se mostrar cada vez mais aquecido.

Conheça a atuação do especialista em Banco de Dados

Os profissionais de Banco de Dados podem atuar em diferentes frentes na gestão dos SGBDs, desde análise de dados até o Business Intelligence (Inteligência de Negócios). Veja quais são as principais funções para essa área de conhecimento:

  • analista de dados — é o profissional que coleta, analisa e interpreta os dados da empresa para definição de novas estratégias em diversos setores da empresa, como vendas ou marketing;
  • administrador de banco de dados (DBA, na sigla em inglês) — é o especialista em dados que conhece a fundo os processos da empresa, sendo responsável por definir tabelas e os processos de cruzamento de dados;
  • analista de suporte — é o profissional que realiza a manutenção dos servidores de bancos de dados, cria rotinas de manutenção e realiza backups;
  • desenvolvedor de banco de dados — é o especialista em lógicas de programação, capaz de gerenciar processos internos dentro do SGBD;
  • analista de BI — esse profissional é o responsável pela inteligência de negócio, então, com base na análise de dados, identifica oportunidades para o crescimento da empresa.

Em pequenas e médias empresas, todas essas funções podem ser desempenhadas por um mesmo profissional. Em grandes corporações, é comum que cada especialidade seja desempenhada por um colaborador, devido ao volume gigantesco de informações.

Descubra como funciona a carreira em Banco de Dados

A área de Banco de Dados está em franco crescimento. Não é por menos: como dissemos, cada vez mais as empresas se apoiam em dados para tomar decisões, prever efeitos de mercado ou alterar procedimentos de acordo com as tendências observadas na análise.

Powered by Rock Convert

Um levantamento da Gartner, empresa referência em pesquisa, por exemplo, aponta que a receita mundial do mercado de SGBDs cresceu 18,4% só em 2018, atingindo UU$ 46 bilhões.

No mesmo estudo, a empresa mostra que somente a Amazon Web Services e a Microsoft — duas das maiores empresas do mundo — respondem por 75% dos investimentos feitos em bancos de dados no período.

Para que você tenha uma ideia de como o mercado de trabalho para Banco de Dados é animador, o cargo de Cientista de Dados, uma das vertentes dessa área, foi considerado o mais promissor em 2019 pelo LinkedIn, com um crescimento de 56% no número de empregos abertos.

De acordo com o Portal Salário, que compila dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, um profissional especialista em dados tem média salarial de R$ 7 mil, com teto em torno de R$ 16,8 mil.

Ainda segundo as informações do CAGED, essa área teve um aumento bastante expressivo em 2019, com cerca de 46% novos cargos criados de maio a dezembro. Já um analista de BI, também segundo o Portal Salário, tem média salarial de R$ 4,8 mil, com teto em R$ 12,6 mil. Nada mal, não é?

Saiba mais sobre a graduação em Banco de Dados

Para embarcar no mercado de trabalho para Banco de Dados, você precisa de um diploma na área. Uma opção muito interessante é fazer um curso superior de Tecnologia, já que esse tipo de graduação oferece toda a base teórica e prática necessária para a profissão, em uma formação rápida — aproximadamente 2,5 anos.

O objetivo do curso é ajudar o profissional a desenvolver as habilidades de projetar, modelar, documentar e gerenciar bancos de dados. Para isso, o aluno tem aulas de:

  • matemática básica;
  • lógicas de programação;
  • arquitetura de computadores;
  • estatística;
  • cultura organizacional;
  • modelagem de dados relacional;
  • gerência de projetos;
  • governança de Tecnologia da Informação;
  • Big Data;
  • Business Intelligence, entre outras.

Para sair da faculdade com todo o conhecimento necessário para ingressar no mercado e conquistar as melhores vagas, é fundamental contar com um curso reconhecido pelo MEC e uma instituição de ensino que é referência, como a Unyleya.

Aqui, você aproveita o melhor de uma faculdade com mais de 10 anos de tradição, mas sempre de olho no que há de mais moderno na educação. Por isso, nossa metodologia de ensino é inovadora, dinâmica e voltada para o desenvolvimento de competências. Além disso, os docentes são altamente preparados, sendo todos mestres ou doutores.

Enfim, como você viu, o mercado de trabalho para Banco de Dados é, além de versátil, muito promissor. Desde os últimos anos, a área tem vivenciado um crescimento expressivo no número de vagas, e a tendência é de que esse aumento na demanda por especialistas em dados continue aumentando cada vez mais.

Então, conheça agora mesmo os diferenciais do nosso curso Tecnólogo em Banco de Dados e dê o primeiro passo em direção à sua carreira!

Powered by Rock Convert

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você